Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Placa-mãe Gigabyte Z370 AORUS Ultra Gaming

       
 20.916 Visualizações    Primeiras Impressões  
 11 comentários

A Gigabyte Z370 AORUS Ultra Gaming é uma placa-mãe para os novos processadores Intel Core i de oitava geração ("Coffee Lake"), baseada no novo chipset Z370. Confira!

Placa-mãe Gigabyte Z370 AORUS Ultra Gaming
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

A Gigabyte Z370 AORUS Ultra Gaming é uma placa-mãe intermediária superior soquete LGA1151 baseada no novo chipset Intel Z370, suportando os novos processadores Core i de oitava geração (“Coffee Lake”). Ela traz iluminação RGB, três slots PCI Express 3.0 x16, seis portas SATA-600, sete portas USB 3.0 e três portas USB 3.1, sendo uma do tipo C. Vamos dar uma boa olhada nela!

O recém-lançado chipset Z370 é o modelo topo de linha para processadores Core i de oitava geração (“Coffee Lake”). Apesar de as placas-mãe para esta geração de processadores utilizarem o mesmo soquete LGA1151 das duas gerações anteriores, elas não são compatíveis com processadores Core i de sexta (“Skylake”) e sétima (“Kaby Lake”) gerações. Aparentemente, trata-se de um bloqueio imposto pelo firmware, e não uma incompatibilidade física.

Exceto pelo suporte à nova geração de processadores, o Z370 é idêntico ao seu antecessor Z270, oferecendo 24 pistas PCI Express 3.0 controladas pelo chipset, seis portas SATA-600, suporte a memória Optane e às tecnologias Smart Response (que permite utilizar um SSD padrão SATA como cache para o disco rígido principal), Smart Connect (que permite que o computador receba e-mails e atualize páginas mesmo em modo de suspensão) e Rapid Start (inicialização mais rápida).

Você confere a placa-mãe Gigabyte Z370 AORUS Ultra Gaming na Figura 1. Ela usa o padrão ATX, medindo 305 x 244 mm.

GA-Z370-UltraGaming-01.jpg

Figura 1: placa-mãe Gigabyte Z370 AORUS Ultra Gaming

Editado por Rafael Coelho

Compartilhar

  • Curtir 5


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Excelente review só recomendo corrigir na página 4 que está dizendo Chipset Z270 e é Z370.

Tirando isso, achei impecável o review, só achei estranho os LED's entre os slots de memória kkk.

 

Sem título.png

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, ussmonitor disse:

As placas com este chipset aceitam CPU da 6º e 7º geração?

Não. Está no segundo parágrafo da primeira página...

 

Citação

elas não são compatíveis com processadores Core i de sexta (“Skylake”) e sétima (“Kaby Lake”) gerações.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, RobertoGB disse:

@Kleber Peters Lembrando que tudo indica ser uma limitação artificial.

Sim, o próprio texto afirma isto, já que, aparentemente, não existem limitações físicas. Não duvido saírem atualizações alternativas removendo esta limitação, se bem que faz mais sentido, se for para usar 6ª e 7ª, comprar uma Z270. E para estas sair também uma atualização alternativa para conseguirem rodar a 8ª.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, Kleber Peters disse:

Não. Está no segundo parágrafo da primeira página...

 

 

Falta de atenção da minha parte. Obrigado

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Existe um motivo plausível para a Intel fazer esse tipo de jogada? Seria melhor para todos os consumidores deixar que a Z170 e Z270 trabalhassem com os coffee-lake.

É por essas e outras que temos que torcer para a sempre e constante evolução da AMD.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, William Ricardo Maia disse:

Existe um motivo plausível para a Intel fazer esse tipo de jogada? Seria melhor para todos os consumidores deixar que a Z170 e Z270 trabalhassem com os coffee-lake.

É por essas e outras que temos que torcer para a sempre e constante evolução da AMD.

 

A única diferença "de arquitetura" entre os processadores de 6a/7a e de 8a geração é que estes últimos suportam apenas memória DDR4, e não DDR3/DDR4. Talvez este seja o motivo da incompatibilidade.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, William Ricardo Maia disse:

Existe um motivo plausível para a Intel fazer esse tipo de jogada? Seria melhor para todos os consumidores deixar que a Z170 e Z270 trabalhassem com os coffee-lake.

É por essas e outras que temos que torcer para a sempre e constante evolução da AMD.

 

 

Venda de chipsets

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
20 minutos atrás, Hugo G castro disse:

Ola! Possuo essa placa e gostaria de adquirir um ssd m.2 nvme

esse aqui especificamente:

https://m.kabum.com.br/produto/96306/ssd-kingston-a1000-m-2-2280-240gb-pcie-nvme-ger-3-0-x-2-leituras-1-500mb-s-e-grava-es-800mb-s-sa1000m8-240g 

 Essa placa possui suporte pra ele? E quais dificuldades eu poderei encontrar na hora de instalar?. Obrigado!

A informação está na página 2 do artigo...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×