Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Placa-Mãe PCChips Tidalwave T12

       
 70.818 Visualizações    Testes  
 0 comentários

Teste com a placa-mãe PCChips Tidalwave T12, baseada no chipset Intel 865PE, para a plataforma soquete 478.

Placa-Mãe PCChips Tidalwave T12
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Tidalwave é a nova série de placas-mães topo de linha da PCChips. Com esta série a PCChips está querendo mudar sua imagem de que só faz placas-mães de baixo custo (e baixa qualidade). Nesta série, não há placas-mães com vídeo on-board e os componentes usados são de melhor qualidade, a começar pela caixa, que é de papelão rígido e oferece um acabamento até melhor que o de muitas marcas de boa qualidade. Além disso, a PCChips está dando uma garantia de 3 anos (infelizmente válida somente para os EUA e Canadá) que prova sua intenção de garantir que seus produtos funcionarão por muitos anos.

A T12 é a terceira placa-mãe desta série que testamos, sendo voltada para a plataforma Intel soquete 478, usando o chipset Intel 865PE – uma raridade, já que a PCChips normalmente usa chipsets da SiS. As outras duas placas-mães da série Tidalwave que testamos foi a W30, para a plataforma AMD soquete 462 (Athlon XP e Duron), e a W32, para a plataforma AMD soquete 754 (Athlon 64).

Tivemos experiências diferentes com estas duas outras placas. A W32 obteve um bom desempenho em nossos testes, mas a W30 ofereceu um desempenho abaixo da média e abaixo do que a placa-mãe prometia. Desta forma, o teste com a T12 serve também como uma "prova dos nove" para formarmos uma opinião geral sobre a série Tidalwave. Será que o desempenho da T12 é bom como o da W32 ou ruim como o da W30? Veremos em nossos testes.

 



Figura 1: Caixa e manual da placa-mãe PCChips Tidalwave T12. Realmente nem parece PCChips.

 



Figura 2: Placa-mãe PCChips Tidalwave T12.

O chipset Intel 865PE usado pela Tidalwave T12 tem como principal atrativo usar o esquema DDR Dual Channel, onde a memória é acessada a 128 bits e não a 64 bits, dobrando a taxa de transferência máxima teórica. No caso de usarmos módulos DDR400, a taxa máxima pula de 3.200 MB/s para 6.400 MB/s. Para isso, é necessário usar pelo 2 módulos de memória e instalar cada módulo em um canal diferente. Nessa placa-mãe, os soquetes DIMM1 e DIMM2 compartilham o canal A e os soquetes DIMM3 e DIMM4 compartilham o canal B. Ou seja, no caso de dois módulos, instale um módulo no soquete DIMM1 ou DIMM2 e o outro módulo no soquete DIMM3 ou DIMM4. Como a instalação dos módulos não é feita de maneira sequencial em placas-mães com a configuração DDR Dual Channel, para facilitar a PCChips usou conectores lilases para os soquetes 1 e 3 e amarelos para os soquetes 2 e 4 para lembrar que você deve instalar módulos em canais diferentes. Isto é, você deverá instalar módulos em soquetes de mesma cor (lilás, por exemplo), que isso fará com que você instale módulos em canais diferentes. A capacidade máxima de memória dessa placa-mãe é de 4 GB.

Esse chipset tem ainda como principais características o barramento AGP 8x, suporte ao barramento externo de 800 MHz (200 MHz x 4) e suporte à tecnologia Hyper-Threading. As portas IDE desse chipset são ATA-100 (esse é o problema de todos os chipsets Intel) e ele tem ainda duas portas Serial ATA. A principal diferença do 865PE para o 875P é que este tem uma tecnologia chamada PAT que, segundo a Intel, acelera entre 3% e 5% o acesso à memória RAM. Na Figura 3 você confere as duas portas Serial ATA desta placa-mãe, a ponte sul do chipset e o detalhe dos conectores coloridos do painel frontal do gabinete, que facilita a montagem do micro. Pena que os fabricantes não padronizaram as cores, isto é, o vermelho, que nesta placa significa "Power", em placas de outros fabricantes pode significar outra coisa, como, por exemplo, "LED do HD".

 



Figura 3: Duas portas Serial ATA da placa-mãe PCChips Tidalwave T12.

A Tidalwave T12 tem ainda cinco slots PCI, um slot CNR, oito portas USB 2.0, rede Gigabit Ethernet (chip Realtek RTL8110) e som on-board de seis canais, controlado pelo chipset em conjunto com o codec C-Media CMI9761A. Interessante notar que as especificações desta placa-mãe são as mesmas das demais placas-mães desta série.

O chipset usa ventoinha com o nome da série e a placa vem com cabos IDE redondos (usando, porém, uma construção mais simples do que cabos redondos que acompanham placas de outras marcas).

 



Figura 4: Detalhe do cooler do chipset.

 



Figura 5: Cabos IDE redondos.

Junto com a placa vem um CD um pouco diferente dos tradicionais da PCChips, pois contém o pacote WinCinema (WinDVD 4, WinDVD Creator e WinRip), além do antivírus PC-Cillin 2004.

Antes de irmos aos testes dessa placa-mãe, vamos recapitular as suas principais características.

 

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×