Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Lançamento do Xeon MP de 64 bits e do Chipset Intel E8500

       
 52.774 Visualizações    Artigos  
 0 comentários

Conheça o Xeon MP de 64 bits e o Chipset Intel E8500.

Lançamento do Xeon MP de 64 bits e do Chipset Intel E8500
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

O Xeon MP de 64 bits

Ontem a Intel lançou oficialmente o último membro de sua família de processadores que ainda não tinha uma versão de 64 bits: o Xeon MP. O Xeon MP é um processador voltado para servidores multiprocessados contendo quatro ou mais processadores, baseado na microarquitetura do Pentium 4.

Este novo modelo de Xeon MP atende pelo nome-código Truland e junto com ele foi lançado um novo chipset, o Intel E8500, apresentando algumas características novas comparado ao modelo anterior de Xeon MP:

  • Clocks de 2,83 GHz a 3,66 GHz.
  • Tecnologia EM64T, permitindo o endereçamento de até 1 TB de memória RAM (barramento de endereços de 40 bits). Por conta das limitações dos módulos de memória encontrados atualmente no mercado, na prática o limite de acesso é de 64 GB de memória DDR2-400. Com o lançamento das memórias FB-DIMM, no entanto, este limite deverá aumentar (clique aqui para aprender mais sobre esta tecnologia).
  • Barramento externo de 667 MHz.
  • Memória cache L2 de 1 MB.
  • Memória cache L3 de até 8 MB (a quantidade exata depende do modelo). Esta memória está localizada no corpo do processador, porém não em seu núcleo ("die") mas em uma pastilha ao lado, sendo acessada no clock externo do processador (1.066 MHz).
  • Bit xD (Execute Disable), permitindo o bloqueio de execução de vírus (clique aqui para aprender mais sobre esta tecnologia).
  • DBS (Demand Based Switching), um recurso em cima da tecnologia SpeedStep. Este recurso permite que os processadores da máquina diminuam o seu clock dependendo da carga de uso do processador, economizando energia. Por exemplo, supondo que o servidor é um servidor web e que o tráfego durante a madrugada cai muito, o servidor automaticamente reduz o clock dos processadores. A economia de energia pode parecer pouca, mas se você pensar em um datacenter com centenas de servidores, esta economia passa a ser um número considerável.
  • RAS (Reliability, Accessibility and Support): Os processadores Xeon e Xeon MP permitem técnicas de "memory sparing" e espelhamento de memória ("memory mirroring"), técnicas também conhecidas como "RAID de memória". Com a primeira tecnologia, se o processador encontra um módulo de memória queimado, ele automaticamente desabilita aquele módulo. Esta tecnologia vai ainda mais fundo, podendo desligar somente um dos chips do módulo caso exista somente um chip queimado. Já o espelhamento permite que o conteúdo de uma memória seja copiado para outro em tempo real e caso um módulo de memória se queime, o módulo de backup continua ativado e não há qualquer perda de dados. O Xeon MP, ao contrário do Xeon "simples", permite que os módulos de memória sejam trocados com o servidor ligado ("hot swap"). No Xeon é necessário desligar o servidor para efetuar esta troca.
  • Protocolo de Encaminhamento de Tarefas (Enhanced Defer Bus Protocol): Permite a um processador encaminhar tarefas a outro processador do sistema, recurso não existente nos processadores Xeon.
  • Tecnologia de Virtualização: Este processador e o novo chipset Intel E8500 suportam a tecnologia de virtualização da Intel, também conhecida como Vanderpool. Esta tecnologia permite dividir (particionar) a máquina em várias máquinas independentes (clique aqui para saber mais sobre esta tecnologia).
  • Tecnologia Pellston: Esta tecnologia desabilita porções do cache de memória que estejam dando muito erro de ECC, por dois motivos. Primeiro, velocidade. A cada erro de ECC perde-se tempo corrigindo o dado que foi lido errado. Segundo, se uma porção da memória está dando muito erro de ECC, muito provavelmente isto significa que ela não está muito boa e pode queimar a qualquer momento.
  • Tecnologia Foxton: Tecnologia de overclock dinâmico, caso o processador precise durante um pico de processamento. É a primeira vez que vemos um fabricante de processadores fazer oficialmente uso deste tipo de recurso.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×