Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  

Overclock Por Software

       
 220.870 Visualizações    Tutoriais  
 3 comentários

Aprenda nesse tutorial como fazer overclock via software e livre-se do liga e desliga do computador.

Overclock Por Software
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

O overclock do processador, que é a técnica de se forçar o processador da máquina a trabalhar a um clock superior ao pré-estabelecido pelo fabricante, pode ser feito aumentando-se o fator de multiplicação do processador ou então aumentando-se a freqüência de operação externa do processador, que é o caso mais comum atualmente.

Tradicionalmente essas configurações devem ser feitas ou mudando-se jumpers localizados na placa-mãe ou então através do setup do micro. Entretanto, há como efetuar essas configurações através de software. A configuração por software torna o overclock muito mais fácil e rápido, já que você pode descobrir muito mais rapidamente o clock máximo suportado por seu processador - já que não será necessário desligar e ligar o micro a cada tentativa de overclock. Outra vantagem é que algumas placas-mães simplesmente não possuem configuração para overclock (por exemplo, a placa-mãe M810 da PCChips). Entretanto, é possível fazer o overclock por software. Para isso, você deverá executar algum software capaz de alterar a configuração do gerador de clock da placa-mãe.

As placas-mães de melhor qualidade trazem em seu CD-ROM de instalação um software com essa finalidade. Na Figura 1 nós vemos o software Easy Tune III, que vem com as placas-mães da Gigabyte.

Overclock Por Software
Figura 1: Programa para overclock da Gigabyte.

Se sua placa-mãe não vem com um software com essa finalidade, você poderá usar os programas SoftFSB e o CPUFSB.

O SoftFSB é um programa mais antigo e o seu autor deixou de atualizá-lo. Por isso, esse programa não possui configurações para os geradores de clock mais novos, usados pelas placas-mães mais atuais do mercado. Mas pode ser bastante útil para o overclock de placas-mães um pouco mais antigas. Já o CPUFSB possui como vantagem estar bem atualizado.

Em ambos programas, você deve selecionar a marca e o modelo do gerador de clock usado pela placa-mãe. As marcas mais comuns desse circuito - que é um circuito pequeno perto do cristal da placa-mãe (que é um circuito quadrado metálico) - são IC-Works, ICS, Realtek e Winbond.

Overclock Por Software
Figura 2: Circuito gerador de clock, no caso um Realtek RTM 520-39D.

Tanto no programa SoftFSB quanto no CPUFSB você pode simplesmente escolher a marca e o modelo da sua placa-mãe, pois o programa possui um banco de dados contendo qual é o gerador de clock usado pelas placas-mães mais conhecidas.

Overclock Por Software
Figura 3: Efetuando o overclock em uma placa-mãe PCCHips M810 com o programa CPUFSB.

É importante notar que você precisará rodar o programa sempre em que o sistema operacional for carregado, de modo a manter a configuração de overclock válida. Caso contrário, o seu micro irá voltar à sua configuração original quando você reiniciar a máquina. Os programas possuem uma opção com essa finalidade.

Editado por Gabriel Torres

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários




Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×