Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste do processador Athlon 3000G

       
 12.749 Visualizações    Testes  
 12 comentários

Testamos o Athlon 3000G, novo processador da AMD com dois núcleos, quatro threads, clock de 3,5 GHz e vídeo integrado Vega, desbloqueado para overclock. Confira!

Teste do processador Athlon 3000G
Produto Recomendado

Produto Recomendado

Introdução

O Athlon 3000G é um novo processador da AMD, com dois núcleos, quatro threads, vídeo integrado Radeon Vega e compatível com soquete AM4. Vamos ver como é o desempenho deste modelo voltado ao mercado de entrada.

O Athlon 3000G é um sucessor direto do Athlon 200GE. Ele tem especificações muito parecidas com a do seu irmão mais velho, como os dois núcleos, as quatro threads, as configurações do vídeo integrado Vega 3 (com 192 núcleos), o TDP (de 35 W) e até mesmo a tecnologia de fabricação (14 nm), baseada na arquitetura Zen de primeira geração. Isso mesmo que você leu: ao contrário do que poderíamos imaginar, ele não utiliza a arquitetura de segunda geração Zen+ (de 12 nm) utilizada, por exemplo, no Ryzen 3 3200G, e nem a tecnologia de 7 nm da arquitetura Zen 2 presente nos modelos Ryzen de terceira geração.

O processador analisado tem controlador de memória de dois canais compatível com memórias DDR4-2666 e oito pistas PCI Express 3.0. O clock do motor gráfico é de 1,1 GHz. Seu cache L3 é de 4 MiB e há também 512 kiB de cache L2 por núcleo de processamento.

Além do clock mais alto (3,5 GHz vs 3,2 GHz), a principal diferença do Athlon 3000G para o Athlon 200GE é que ele é desbloqueado para overclock, o que pode ser uma boa pedida caso você possua uma placa-mãe compatível com este recurso. Lembre-se, porém, que se você utilizar uma placa-mãe baseada no chipset mais simples da AMD, o A320, você não poderá fazer overclock.

Assim como seu antecessor, o foco do Athlon 3000G é em sistemas de baixo custo e baixo consumo, sem necessidade de alto desempenho, como sistemas de automação comercial, ou computadores domésticos para uso básico. O seu principal ponto positivo é o seu preço, já que ele é um dos processadores mais baratos do mercado.

Na Figura 1 vemos o processador Athlon 3000G testado. Ele é vendido com um cooler similar ao que vem junto com o Athlon 200GE.

athlon300g-01.jpg

Figura 1: o Athlon 3000G

O lado inferior do Athlon 3000G pode ser visto na Figura 2.

athlon300g-02.jpg

Figura 2: lado inferior do Athlon 200GE

Analisando seu preço nos EUA, o concorrente direto do Athlon 3000G é o Celeron G4900 da Intel. Infelizmente não temos este processador (nem o modelo um pouco mais caro, que seria o Pentium Gold G5400) disponível para uma comparação direta, de modo que vamos compara o Athlon 3000G ao Athlon 200GE, para termos ideia do ganho de desempenho do novo modelo.

Também incluímos em nosso comparativo o Ryzen 3 2200G, que é um processador de uma categoria de preço um pouco superior, para termos ideia se vale a pena investir no modelo superior para quem deseja, por exemplo, um computador de baixo custo para jogos casuais. Em todos os testes, utilizamos o vídeo integrado dos processadores.

Vamos comparar as principais especificações dos processadores testados na próxima página.

Compartilhar

  • Curtir 11
  • Obrigado 2


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


De verdade eu adoraria ver esse Athlon 3000G overclockado. 🤭

Talvez lá pelos ~4.0 GHz, mas levando em conta que ele ainda é um Zen e não Zen+ ou mesmo Zen 2, é provável que os 3.8 GHz do teste sejam o teto pra ele, no máximo ele deve chegar a 3.9 GHz @ 1.35v como a maioria dos Ryzen 1000.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

o Adrenaline fez um vídeo dele nos jogos e com overclock na vga e no processador mas usando aumento na tensão

ele e uma opção para quem esta montando uma maquina visando depois pegar um processador melhor

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Melhor pegar o Althon 240g que nada mais é do que esse 3000g com overclocking travado. Grande fora da AMD !

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Olá a todos!

jogos competitivos como Pubg e Pubg Lite se joga no preset baixo e distância de visão no ultra e pós processamento no ultra.

 

No Pubg Lite 

Aqui em casa mesmo com um C2Q 8200 numa mobo Intel G41 DDR3 1333 CL9 e uma Gt 730 Gddr5 1Gbit faço 85Fps de máxima 47 de média e 27 1%low.

 

Nestes jogos importa o FPS e precisão não a qualidade visual!

 

Abraços!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Resumo do processador: 200GE v2

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, André Luiz Serrakio Soares disse:

Olá a todos!

jogos competitivos como Pubg e Pubg Lite se joga no preset baixo e distância de visão no ultra e pós processamento no ultra.

 

No Pubg Lite 

Aqui em casa mesmo com um C2Q 8200 numa mobo Intel G41 DDR3 1333 CL9 e uma Gt 730 Gddr5 1Gbit faço 85Fps de máxima 47 de média e 27 1%low.

 

Nestes jogos importa o FPS e precisão não a qualidade visual!

 

Abraços!

CS:GO também,tudo no minímo/desligado (mas a "renderização multinuclear" ativada ) em 720p ou abaixo,grande parte chega a jogar em 800x600.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@André Luiz Serrakio Soares @Matheus013

A questão é: Quem compraria um processador destes para jogar competitivo depois dos resultados? O teste foi feito para medir o desempenho do processador com o uso do vídeo integrado, vendo até onde consegue ir nos gráficos.

Como o próprio autor do teste disse, o Athlon 3000G não serve para jogos, quem dirá então para competitivo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ótimo teste. Fico sempre com a dúvida sobre estes processadores de baixo custo: O poder de processamento em 4 threads é suficiente para rodar vídeo HEVEC 2160p com áudio AC3 ou DTS?

Uso um I3 antigo para esta função e alguns 1080p - dependendo dos parâmetros na conversão - rodam. Porém em 2160p não tem jeito...

Seria uma ótima opção para montar um HTPC. Até fica a dica para o teste.

Abraços.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@André Luiz Serrakio Soares

Citação

Nestes jogos importa o FPS e precisão não a qualidade visual!

Creio que isso seja uma questão muito pessoal, pois conheço pessoas que preferem usufruir de todo o potencial disponível pela máquina, independente de abrir mão de alguma "vantagem" em jogo. A configuração da qualidade visual utilizada no teste, certamente funciona como uma forma de facilitar padronização dos resultados.

 

@Matheus013

Citação

grande parte chega a jogar em 800x600.

Eis o questionamento: Jogam nessa resolução porque suas máquinas não conseguem entregar um resultado estável? Ou fazem parte da gama de jogadores que sustenta a teoria de que necessitam alcançar 200fps em um monitor de 60Hz?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Faust0 disse:

Eis o questionamento: Jogam nessa resolução porque suas máquinas não conseguem entregar um resultado estável? Ou fazem parte da game de jogadores que sustenta a teoria de que necessitam alcançar 200fps em um monitor de 60Hz?

Muito simples... Tempo de resposta menor e mais constante (como se pode verificar pelos 1% e 0,1% lows) e, principalmente... os bonecos ficam mais gordos, maiores, é mais fácil de acertar 😂
Tem algumas vantagens em jogar em resoluções mais altas, mas não se comparam a aumentar o tamanho do alvo. Tanto que a absoluta maioria dos jogadores profissionais de CS joga em resolução baixa (geralmente 1024x768 ou 1280x1024)
.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Faust0 disse:

Ou fazem parte da game de jogadores que sustenta a teoria de que necessitam alcançar 200fps em um monitor de 60Hz?

Quanto mais FPS sua máquina produz, mais rápido as suas ações (envios de pacotes) são correspondidas no servidor, assim como renderiza mais rápido os pacotes recebidos, e não, não estou falando de ping.

Percebo isto em qualquer jogo online. Hz ajuda na fluidez da movimentação, porém as ações internas no jogo são muito mais apuradas, por isto que jogar com 200FPS em 60Hz, apesar de parecer insignificante, pode fazer uma enorme diferença.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Lost Byte Sim,concordo 100%.

Mas se ele colocasse nas configurações como disse pegaria mais de 100fps fácil.

Não disse em momento algum que era para jogar competitivos,só quis mostrar que ninguém joga cs go naquela configuração e sempre colocam o teste rodando daquele jeito.

@Faust0 Porque é um jogo competitivo e gráficos não importam se você quer jogar competitivamente,e porque CS GO não tem gráficos bonitos também pra se jogar no ultra.

E frequentemente o jogo tem quedas de mais de 20FPS,o que atrapalha quem joga com poucos fps.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...