Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste do processador Core i3-9100F

       
 11.370 Visualizações    Testes  
 6 comentários

Testamos o Core i3-9100F, processador de entrada dos Core i de nona geração, com quatro núcleos, quatro threads e clock máximo de 4,2 GHz. Confira!

Teste do processador Core i3-9100F
Produto Recomendado

Produto Recomendado

Desempenho em programas

Cinebench R20

O Cinebench R20 é baseado no software Cinema 4D. Ele é muito útil para medir o ganho de desempenho obtido pela presença de vários núcleos de processamento ao renderizar imagens 3D pesadas. Renderização é uma área onde ter um maior número de núcleos de processamento ajuda bastante, pois normalmente esse tipo de software reconhece vários processadores (o Cinebench R20, por exemplo, reconhece e utiliza até 256 núcleos de processamento).

Já que estamos interessados em medir o desempenho de renderização, rodamos o teste CPU, que renderiza uma imagem “pesada” utilizando todos os processadores ou “núcleos” – tanto reais quanto virtuais – para acelerar o processo. O resultado é dado como uma pontuação.

Corei3-9100F-g05.gif

No Cinebench R20, o Core i3-9100F foi 11% mais rápido do que o Core i3-8100 e 12% mais rápido do que o Ryzen 3 2200G.

Blender

O Blender é um programa de renderização de imagens e filmes que utiliza todos os núcleos do processador. Utilizamos o programa para renderizar uma imagem pesada em um projeto chamado Gooseberry Benchmark. O gráfico abaixo apresenta o tempo em segundos gasto na renderização, de forma que, quanto menor o valor, melhor.

Corei3-9100F-g06.gif

No Blender, o Core i3-9100F foi 10% mais rápido do que o Core i3-8100 e 15% mais rápido do que o Ryzen 3 2200G.

CPU-Z

O famoso programa de identificação de hardware CPU-Z vem com uma ferramenta simples de medição de desempenho, utilizando apenas um núcleo e também todos os núcleos disponíveis. Note que os resultados foram todos obtidos com a mesma versão do programa (1.90), já que não é possível comparar resultados obtidos com versões diferentes.

Corei3-9100F-g07.gif

No teste que mede o desempenho de apenas um núcleo, o Core i3-9100F foi 13% mais rápido do que o Core i3-8100 e 15% mais rápido do que o Ryzen 3 2200G.

Corei3-9100F-g08.gif

Já no teste que utiliza todos os núcleos disponíveis, o Core i3-9100F foi 11% mais rápido do que o Core i3-8100 e 9% mais rápido do que o Ryzen 3 2200G.

Handbrake

O HandBrake é um programa de conversão de vídeo de código aberto. Convertemos um vídeo .mov de seis minutos em resolução Full HD em um arquivo .MP4, utilizando o perfil de saída “Fast 1080p30”.

Os resultados estão em segundos, de forma que valores mais baixos são melhores.

Corei3-9100F-g09.gif

No Handbrake, o Core i3-9100F foi 9% mais rápido do que o Core i3-8100 e 29% mais rápido do que o Ryzen 3 2200G.

WinRAR

Uma tarefa na qual o processador é bastante requisitado é na compactação de arquivos. Rodamos um teste, onde uma pasta com 6.813 arquivos, totalizando 8 GiB, foi compactada em um arquivo utilizando o WinRAR 5.71.

O gráfico abaixo mostra o tempo gasto em cada teste.

Corei3-9100F-g10.gif

No WinRAR, o Core i3-9100F foi 6% mais rápido do que o Core i3-8100 e 16% mais rápido do que o Ryzen 3 2200G.

V-RAY

O V-Ray Benchmark é uma ferramenta de medição de desempenho do processador e da placa de vídeo em tarefas de renderização de imagem. Ele renderiza duas imagens, uma utilizando o processador (CPU) e outra a placa de vídeo (GPU). Rodamos o teste nos processadores testados e comparamos o tempo gasto no teste CPU no gráfico abaixo.

Corei3-9100F-g11.gif

No V-Ray Benchmark, o Core i3-9100F foi 8% mais rápido do que o Core i3-8100 e 11% mais rápido do que o Ryzen 3 2200G.

Compartilhar

  • Curtir 6


  Denunciar Artigo

Comentários de usuários


Excelente teste @Rafael Coelho .

 

Citação

Medimos a taxa de quadros usando o FRAPS, utilizando a média de três medições em sequência. Os resultados abaixo, em Full HD e 4K, estão em quadros por segundo.

O texto acima é quando fala do teste no Battlefield V, mas tem apenas um gráfico. Não deveriam ser dois, já que são resoluções diferentes?

 

Outra coisa que achei interessante foi usar uma GPU intermediária, pois fica mais na realidade de quem compra estes processadores de entrada. Parabéns pela metodologia aplicada. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
9 minutos atrás, Kleber Peters disse:

Excelente teste @Rafael Coelho .

 

O texto acima é quando fala do teste no Battlefield V, mas tem apenas um gráfico. Não deveriam ser dois, já que são resoluções diferentes?

 

Outra coisa que achei interessante foi usar uma GPU intermediária, pois fica mais na realidade de quem compra estes processadores de entrada. Parabéns pela metodologia aplicada. 

Corrigido, obrigado!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

top análise, core i3 9100f ótimo custo benefício para PC gamer de entrada, teve ganho de 10% em relação ao 8100, e ainda com preço abaixo(claro sem levar em consideração o grafico integrado) coloquei ele em conjunto com a rx580, gostei do resultado em jogos, sei que tem processador melhores, mas foi uma questão financeira,  qual processador na mesma faixa de preço(455,00) com desempenho superior? pra mim não há.

 

 

IMG_20190930_182548595.jpg

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Por que não foi usado o Ryzen 3 2200G já que está na mesma faixa de preço?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, emersondandrade disse:

Por que não foi usado o Ryzen 3 2200G já que está na mesma faixa de preço?

 

Foi 15% mais lento, está nos testes ali em cima.

 

Aliás, com todos esses 3 aí da pra ser feliz, só precisa mesmo de uma boa placa de vídeo, essas um pouco escassas com o sumiço das rx 570 na casa dos R$ 500.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, emersondandrade disse:

Por que não foi usado o Ryzen 3 2200G já que está na mesma faixa de preço?

Não entendi... Foi exatamente ele que usamos!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!