Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste do processador Core i9-9980XE

       
 17.190 Visualizações    Testes  
 16 comentários

Testamos o Core i9-9980XE, processador Intel Core Série X de nona geração com 18 núcleos e 36 threads. Confira!

Teste do processador Core i9-9980XE
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

O Core i9-9980XE é o processador da Intel para computadores de mesa mais topo de linha no momento. Com 18 núcleos, clock base de 3,0 GHz e clock turbo de 4,4 GHz, ele tem 24,75 MiB de cache L3, TDP de 165 W e usa o soquete LGA2066. Vamos testar este monstrinho e ver do que ele é capaz.

Oficialmente, o processador testado faz parte da nona geração de processadores Core i da Intel. Porém, ele é baseado na arquitetura Skylake-X (fabricada em 14 nm), da mesma forma que o seu antecessor direto, o Core i9-7980XE, que também tem 18 núcleos, e era parte da sétima geração. Na verdade, a principal diferença entre o Core i9-9980XE e o Core i9-7980XE está nos clocks: enquanto o modelo de sétima geração tem clock base de 2,6 GHz e clock turbo de 4,2 GHz, o modelo mais recente tem clock base de 3,0 GHz e turbo de 4,4 GHz. Além disso, no Core i9-9980XE, o heatspreader (literalmente "espalhador de calor", é a chapa metálica que cobre o processador) é soldado ao núcleo, enquanto no modelo anterior ele era conectado termicamente por meio de pasta térmica.

Estes processadores, que utilizam o soquete LGA2066 e o chipset X299, são considerados parte do segmento HEDT (high-end desktop), voltados a aplicações profissionais que exijam grande quantidade de núcleos de processamento, como renderização de imagens, processamento de vídeo, simulações e computação científica. Um dos diferenciais desta plataforma é o acesso à memória em quatro canais. A plataforma "normal" da Intel (voltada a computadores para jogos, uso de internet, tarefas de escritório e mesmo aplicações relativamente pesadas) atualmente utiliza o soquete LGA1151, acessa memória em dois canais e tem como processador mais topo de linha o Core i9-9900K, que nós já testamos. Obviamente, as duas plataformas têm patamares de preço bem diferentes.

A AMD também oferece concorrentes nas duas plataformas: a plataforma TR4 da AMD (processadores Ryzen Threadripper) é voltada ao segmento HEDT e a plataforma AM4 (processadores Ryzen) é voltada ao segmento de jogos, escritório e aplicações não tão exigentes.

Os processadores soquete LGA2066 não têm vídeo integrado. Todos os modelos da nona geração trazem 44 pistas PCI Express 3.0, embora na sétima geração haja processadores com 44, 28 e até mesmo 16 pistas. O Core i9-9980XE suporta memória DDR4 até 2.666 MHz, em arquitetura de quatro canais.

Na Figura 1 vemos o processador Core i9-9980XE testado.

i9-9980XE-1.jpg

Figura 1: o Core i9-9980XE

O lado inferior do Core i9-9980XE pode ser visto na Figura 2.

i9-9980XE-2.jpg

Figura 2: lado inferior do Core i9-9980XE

Em termos de preço, o concorrente direto do Core i9-9980XE é o Ryzen Threadripper 2990WX da AMD. Infelizmente, não recebemos nenhum Threadripper para testes, de forma que vamos comparar o Core i9-9980XE ao Core i9-7900X (leia o teste dele aqui), que também faz parte da linha HEDT (embora custe metade do preço). Também incluímos no comparativo o Core i9-9900K, que faz parte da linha principal, voltado para jogos (e, portanto, custa bem menos do que o processador testado).

Utilizamos uma GeForce RTX 2080 Ti, que é a placa de vídeo mais topo de linha disponível no momento, em todos os testes. Com isto, esperamos que o desempenho dos jogos e programas seja limitado pelo processador, o que nos permite ver a diferença de desempenho entre os processadores.

Vamos comparar as principais especificações dos processadores testados na próxima página.

Compartilhar

  • Curtir 6
  • Obrigado 1
  • Amei 1
  • Haha 1


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Fico de cara como o pessoal da intel consegue trazer, na minha opinião, mais do mesmo, só aumentam um pouquinho o clock base e o turbo, e colocam como um novo processador. Até agora nada de reduzir a litografia, ou simplesmente trazer novidades satisfatórias, ainda mais com um processador com um preço tão exorbitante. 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eita! 18 núcleos físicos, é interessante.

 

O problema dos i7, e ainda mais nesse i9, é claro o preço, não adianta o tempo passar, pode procurar entre os usados, os i7 claro, são tudo muito caros, mesmo um terceira geração tem louco que pede 1200 pratas, por essas loucuras e outras, como por exemplo a constante troca de placa-mãe a cada lançamento de uma nova linha, também pelo alto custo de placa-mãe que faz OC, processador desbloqueado também é mais caro, por essas razões é que não volto para intel.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 28/01/2019 às 12:45, Rodrigo J Polette disse:

Eita! 18 núcleos físicos, é interessante.

 

O problema dos i7, e ainda mais nesse i9, é claro o preço, não adianta o tempo passar, pode procurar entre os usados, os i7 claro, são tudo muito caros, mesmo um terceira geração tem louco que pede 1200 pratas, por essas loucuras e outras, como por exemplo a constante troca de placa-mãe a cada lançamento de uma nova linha, também pelo alto custo de placa-mãe que faz OC, processador desbloqueado também é mais caro, por essas razões é que não volto para intel.

 

Pelo preço dele você pode pegar um Ryzen TR 2990wx com 32 núcleos e 64 threads, vai ter mais rendimento em renderização de imagem e vídeo, Blender, Cinema 4D, Corona, Real bench, Vray, Pov Ray, 7zip, virtualização, multi tarefa em geral.

 

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Rafael Coelho Excelente teste.

 

Porém discordo de algo que neste teste.

Ninguém em sã consciência vai comprar este processador e usar um cooler a de entrada de 120mm, você devia ter usado um cooler parrudo para pelo menos ver o quanto ele consegue chegar em overclock.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, OCCT disse:

 

Pelo preço dele você pode pegar um Ryzen TR 2990wx com 32 núcleos e 64 threads, vai ter mais rendimento em renderização de imagem e vídeo, Blender, Cinema 4D, Corona, Real bench, Vray, Pov Ray, 7zip, virtualização, multi tarefa em geral.

 

 

Sim, além da placa-mãe TR4 ser compatível com os TR 1XXX, 2XXX e 3XXX.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, GabrielLP14 disse:

@Rafael Coelho Excelente teste.

 

Porém discordo de algo que neste teste.

Ninguém em sã consciência vai comprar este processador e usar um cooler a de entrada de 120mm, você devia ter usado um cooler parrudo para pelo menos ver o quanto ele consegue chegar em overclock.

Está explicado na página 3, não usamos um cooler a ar e sim um watercooler.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
19 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Está explicado na página 3, não usamos um cooler a ar e sim um watercooler.

Eu sei Rafael que foi utilizado um cooler de 120mm porém não concordo com a escolha do modelo, deviam ter pego algum high end. Pois não concorda comigo? Quem vai comprar um processador de mais de R$10.000,00 e usar um cooler de menos de R$200,00?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, GabrielLP14 disse:

Eu sei Rafael que foi utilizado um cooler de 120mm porém não concordo com a escolha do modelo, deviam ter pego algum high end. Pois não concorda comigo? Quem vai comprar um processador de mais de R$10.000,00 e usar um cooler de menos de R$200,00?

Sim, provavelmente quem comprar este processador vai utilizá-lo com um sistema de refrigeração a água topo de linha. Mas isto com certeza não interferiu nos resultados dos testes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
36 minutos atrás, GabrielLP14 disse:

@Rafael Coelho Más por isso mesmo pois as temperaturas em OC não são das melhores, e ele limita o OC que vocês conseguiriam fazer.

 

Testes de overclock são dependentes de dezenas de fatores, por isso não nos aprofundamos. Obviamente, se o objetivo da pessoa for fazer overclock, vai ter de comprar o melhor sistema de resfriamento líquido possível. Mas nosso foco não é o overclock, e sim fazer os testes de desempenho do processador nos clocks padrão.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
22 minutos atrás, paulo5150 disse:

porque não colocar amd no teste contra o i9?

Porque a AMD não nos enviou nenhum processador concorrente.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Aqui no Brasil esse negocio de informatica é igual carro , o sujeito quer comprar um carro importado mas mal tem dinheiro pra pagar os impostos anuais ou ate mesmo trocar os pneus que se desgastam rápido de tanto faze rolé so pra tirar onda então é mais ostentação do que utilidade real mesmo .

.

Com relação ao teste , ate que é legal mas realmente a intel so deu uma polida do que ela ja tinha na geração anterior então na pratica não compensa muito pular a geração a menos que o cara tenha a opção de vender um rim e um pulmão porque só o rim não paga rsrsrs. No mais , a gente que é mais velho do tempo em que a intel lançou o pentium com seus incriveis 100 megahertz em 1994 fica maravilhado em ver como as coisas evoluiram nestes 25 anos no campo dos processadores , pena que a evolução da humanidade de um modo geral seja muito mais lenta, mas isso é outra historia 🤔

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Em 02/02/2019 às 10:31, paulo5150 disse:

porque não colocar amd no teste contra o i9?

 

Logo na primeira página do teste:

 

Citação

Em termos de preço, o concorrente direto do Core i9-9980XE é o Ryzen Threadripper 2990WX da AMD. Infelizmente, não recebemos nenhum Threadripper para testes

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×