Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre a Tecnologia de Virtualização da Intel

       
 251.887 Visualizações    Tutoriais  
 5 comentários

Aprenda sobre a Tecnologia de Virtualização da Intel, como funciona e como saber se o seu processador é capaz de suportá-la.

Tudo o Que Você Precisa Saber Sobre a Tecnologia de Virtualização da Intel
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Vários processadores da Intel vem com Tecnologia de Virtualização (VT). Previamente conhecido como Vanderpool, esta tecnologia permite que um processador funcione como vários computadores independentes, permitindo que vários sistemas operacionais possam ser executados ao mesmo tempo em uma mesma máquina. Neste tutorial explicaremos tudo o que você precisa saber sobre esta tecnologia.

A Tecnologia de Virtualização da Intel está disponível em duas versões: VT-x para processadores x86 e VT-i para processadores Itanium (IA-64). Neste tutorial vamos cobrir os detalhes da tecnologia VT-x.

A Tecnologia de Virtualização não é novidade. Existem alguns programas no mercado que permitem virtualização e muito provavelmente o VMware é o mais famoso deles (clique aqui para uma lista completa de programas de virtualização disponíveis no mercado). Com esta técnica, você pode “particionar” um único computador para que ele funcione como se fosse computadores independentes, permitindo ao micro rodar vários sistemas operacionais ao mesmo tempo. Os sistemas operacionais podem ser diferentes (por exemplo, você pode rodar Windows em um computador virtual e Linux em outro).

Você pode confundir virtualização com multitarefa, com tecnologia de múltiplos núcleos ou com a tecnologia Hyper-Threading. Na multitarefa, existe um único sistema operacional e vários programas trabalhando em paralelo. Já na virtualização, você pode ter vários sistemas operacionais trabalhando em paralelo, cada um com vários programas em execução. Cada sistema operacional roda em um “processador virtual” ou “máquina virtual”, ou seja, cada um dos sistemas operacionais “acredita” que está sendo executado em um computador independente.

A tecnologia multi-núcleo permite que um único processador tenha mais de um processador físico dentro dele. Por exemplo, um computador com um processador de dois núcleos funciona como se fosse um computador com dois processadores instalados, trabalhando em um modo chamado multiprocessamento simétrico (SMP, Symmetrical MultiProcessing). Apesar de os processadores multi-núcleo conterem mais de um processador, eles não podem ser usados separadamente. O sistema operacional é executado pelo primeiro núcleo do processador e os demais núcleos deverão ser usados pelo mesmo sistema operacional. Assim, para nossas explicações, não há diferença entre um processador com apenas um núcleo e um com vários núcleos.

A tecnologia Hyper-Threading simula um processador adicional por núcleo de processamento. Por exemplo, um processador de dois núcleos com tecnologia Hyper-Threading é visto pelo sistema operacional como se fosse um processador de quatro núcleos. No entanto, estes processadores adicionais não podem executar sistemas operacionais distintos, então para o sistema operacional, a tecnologia Hyper-Threading tem o mesmo efeito que a tecnologia multi-núcleo.

Os diagramas abaixo mostram as diferenças entre as tecnologias citadas acima.

Multitarefa
Figura 1: Multitarefa

Multi-núcleo ou Hyper-Threading
Figura 2: Multi-núcleo ou Hyper-Threading

Virtualização
Figura 3: Virtualização

Se você prestar atenção, a Tecnologia de Virtualização usa a mesma ideia do modo Virtual 8086 (V86), que está disponível desde os processadores 386. Com o modo V86 você pode criar várias máquinas virtuais 8086 para rodar programas baseados no DOS em paralelo, cada uma delas “acreditando” que está sendo executada por computadores completamente independentes. Com a tecnologia VT você pode criar várias máquinas virtuais “completas” para rodar sistemas operacionais em paralelo.

Mas se existem programas como o VMware que habilitam a virtualização, porque implementar esta tecnologia dentro do processador? A vantagem é que o processador com Tecnologia de Virtualização possui algumas novas instruções para controlar a virtualização. Com essas instruções, o controle do software (chamado VMM, Virtual Machine Monitor) pode ser mais simples, o que resulta em um maior desempenho se comparado a soluções baseadas apenas em software. Quando o processador suporta Tecnologia de Virtualização, a virtualização é chamada “baseada em hardware”.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Mas para nós, usuários comuns, qual é a utilidade de usar 2 sistemas operacionais ao mesmo tempo? E, de uma forma mais simples, como isso funciona? Seriam necessários 2 monitores?

Daniel

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

bom, realmente para alguem que faz trabalhos de faculdade e imprime-os, verifica emails e joga paciencia nao tem muita finalidade, mas realmente é uma revolução comparável à mudança de modo texto para interface gráfica de OS's. uso o VMware para testar funçoes que nao posso fazer no meu computador pois nao sou o unico utilizador dele, se eu ferro com o MBR, nao tenho q eskentar a cabeça pra deixar o sistema funcionando, apenas deleto o hd virtual e crio outro ;). bom, é assim, já ouviu falar de emulação? bom, nao é bem isso, mas segue a mesma linha de raciocinio. abre uma tela como se fosse um programa qualquer e de repente abre uma tela de boot e dentro dakela janela esta sendo executado outro sistema operacional como se fosse outra maquina, então se deu algum problema, aperta no X no canto superior direito da tela e pronto, fechou o programa e a maquina virtual que se ferre, volta pro seu sistema operacional normalmente.

é um pouco mais complicado que isso na verdade, mas nao sou expert no assunto e nao posso fornecer muitos detalhes, mas realmente é algo que soluciona muitos problemas na area de TI.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
mas realmente é algo que soluciona muitos problemas na area de TI.

E tambem cria uma grande dor de cabeça aos programadores que trabalham em empresas onde o pessoal de infra acha que um Athlon XP 2000+ com 1GB de RAM roda tranquilamente varias maquinas virtuais simulando um domínio...

Maquinas virtuais são legais, muito úteis em alguns casos, mas não são milagrosas, ha perdas de performace que são apenas reduzidas com as tecnologias de virtualização e o comem memória que em pouco tempo passa a ser o item mais caro em um servidor de virtualização, sem empolgação demais por favor.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

nao é nem questao de empolgação, é questão de muitas empresas estarem adotando metodos baseados em virtualização, cursos sendo dados com um custo altissimo e uma reviravolta na forma com que pensam as possibilidades da virtualização. obvio que milagre nao é, mas a criação de interfaces graficas tambem nao fez milagre, só criou muita dor de cabeça pra quem precisa configurar os drivers de placa de video... nada é milagroso, mas criam revoluções imensas na forma de pensar, nao de agir. bom, provavelmente daqui uns anos um athon 2000+ com 1Gb de ram nao vai rodar sistema operacional real (o vista roda, mas fica pesado já), quanto mais alguns virtuais...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Mas para nós, usuários comuns, qual é a utilidade de usar 2 sistemas operacionais ao mesmo tempo? E, de uma forma mais simples, como isso funciona? Seriam necessários 2 monitores?

Daniel

Ehueuheuhue.. Essa pergunta é fácil.... É para acessar o redtube/xvideos da vida...hauhauhauhua, e sem ter o risco de ter o sistema principal infectado por alguma praga virtual( é só não deixar a rede compartilhada , entre a maquina virtual e a maquina fisica).... horas. E sem ter que apagar historicos de internet com medo de que alguem descubra.. Se bem que na época em que a pergunta foi feita, praticamente não existiam "youtubes" versões porno, Só sites porn "normais" o que era pior ainda....

Nem acredito que digitando um negócio desses.....kkkkk

Obs.O artigo atualizado chamou a minha atenção , para a realização da postagem....e já aproveitei para deixar um comentario mesmo sendo um serviço de covero....kkkk

Outra coisa, com a vitualização se S.O, da para se usar varios S.Os sem precisar resetar a maquina.... Diferente do dual-boot....O que é muito util.... Não precisa ser S.O diferentes.. pode ser do mesmo tipo...Ex dois winxp...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×