Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  

Compactadores de dados: ZIP e ARJ

       
 55.426 Visualizações    Tutoriais  
 0 comentários

Conheça o funcionamento de compactadores de dados: ZIP e ARJ.

Compactadores de dados: ZIP e ARJ
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

A pedido do leitor Roberto Gomes, preparamos uma seção de dicas somente sobre compactadores de dados.

Através de compactadores de dados podemos fazer com que uma grande quantidade de dados ocupe um espaço físico menor. O arquivo gerado estará compactado em padrão que somente o compactador compreende e, por este motivo, para que possamos utilizar o arquivo teremos que descompactá-lo antes.

Há inúmeras vantagens em se utilizar um compactador de dados. Primeiramente, um arquivo grande passa a ocupar menos espaço, podendo ser mais facilmente armazenado e transportado em disquete. Se você tiver um arquivo muito grande que não caiba em um único disquete, não precisa se desesperar; utilize um compactador e provavelmente o arquivo caberá. Com uma vantagem: se mesmo assim o arquivo não couber, o compactador desmembra o arquivo em vários pedaços, gravando em tantos disquetes quanto necessários - processo que não é possível através de um simples comando COPY, por exemplo.

Compactadores de dados podem agrupar vários arquivos em um só e, por este motivo, podemos guardar programas inteiros em um único arquivo. Este é o método mais utilizado em BBSs e Internet, onde tempo é dinheiro e quanto menores os arquivos, melhor.

Há também outra grande utilização para compactadores de dados: backup do disco rígido. Em vez de utilizar 25 caixas de disquete para fazer o backup de um disco rígido de 360 MB, utilize um compactador de dados que ocupará bem menos disquetes.

Todo compactador de dados possui ainda a opção de criar um arquivo "auto extract". O arquivo compactado em vez de ficar com a extensão default do compactador (como ZIP, ARJ, LZH ou GZ) ficará com a extensão ".EXE", podendo ser executado para efetuar a descompactação dos dados armazenados.

Os compactadores de dados mais utilizados chamam-se PKZIP e ARJ. Vamos ver rapidamente como utilizar tais compactadores.


PKZIP>

O PKZIP é constituído de dois programas independentes: PKZIP para compactar e PKUNZIP para descompactar. Gera arquivos com extensão ".ZIP".

Para compactar:

PKZIP nome_do_arquivo.ZIP nome_dos_arquivos_a_serem_compactados

Ex: PKZIP TEXTOS.ZIP C:TEXTOS*.*

Para descompactar: PKUNZIP nome_do_arquivo.ZIP

Ex: PKUNZIP TEXTOS.ZIP


ARJ

Possui o compactador e o descompactador em um programa único. Gera arquivos com extensão ".ARJ".

Para compactar:

ARJ A nome_do_arquivo.ARJ nome_dos_arquivos_a_serem_compactados

Ex: ARJ A TEXTOS.ARJ C:TEXTOS*.*

Para descompactar:

ARJ X nome_do_arquivo.ARJ

Ex: ARJ X TEXTOS.ARJ

Outros compactadores de dados: LHA (extensão LZH) e GZIP (extensão GZ).

Dica: Os compactadores de dados possuem instruções "on line". Para aprender mais sobre eles e outras opções existentes, basta chamá-lo sem nenhum parâmetro (Ex: "PKZIP").

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×