Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Como o Facebook está destruindo a Internet - parte 2


     46.135 visualizações    Redes    189 comentários
Como o Facebook está destruindo a Internet - parte 2

Introdução

Nosso editorial original sobre o Facebook teve grande repercussão, e ajudou a educar nossos leitores sobre os efeitos negativos que esta rede social tem sobre sites de conteúdo, como o nosso. Nesta continuação, abordamos mais consequências negativas do “efeito Facebook”.

Como explicado em nosso editorial anterior sobre o assunto, cada postagem feita no Facebook não é mostrada para todos os seguidores de uma página; há uma “torneira” que vai abrindo conforme mais pessoas interagem de alguma forma com o “post”, como curtindo, comentando, compartilhando e marcando amigos. Quanto mais ações desse tipo um “post” tiver, para mais gente o Facebook mostra o “post”. Dessa forma, postagens “populares” são vistas por mais gente e postagens menos “populares” são vistas por menos gente.

Como consequência, se as primeiras pessoas que virem um “post” não se interessarem por ele, pouca gente o verá, mesmo que seja um conteúdo importante ou relevante. Como qualquer usuário de Facebook já sabe, a consequência direta é que o “feed” de notícias dos usuários fica atulhado de conteúdo superficial, irrelevante e/ou sensacionalista, ao passo que conteúdo de alta qualidade quase nunca é apresentado.

Para tentar contra-atacar esse problema e também para tentar resgatar tráfego perdido por conta do “efeito Facebook” que discutimos em nosso editorial anterior, a tendência entre sites de conteúdo é criar “posts” que estimulem aos usuários a interagirem de alguma forma, de modo a aumentar o “alcance” (número de pessoas que visualizam um “post”).

Em nossa opinião, há duas formas de se fazer isso: criando um chamariz que estimula a interação, mas cujo conteúdo é relevante, ou então simplesmente adotando o esquema de tablóides, apelando para o sensacionalismo e irrelevância.

Nós adotamos a primeira solução. Com frequência, postamos fotos curiosas sobre tecnologia e, junto com a foto, um link para algum conteúdo do nosso site, de forma a promover nosso site e nossos artigos e, de alguma forma, tentarmos resgatar o tráfego que perdemos por conta do “efeito Facebook”.

Tais fotos são vistas por muito mais gente do que os “posts” sobre novo conteúdo que postamos diariamente. Com isso, frequentemente recebemos críticas de leitores tais como “parem de postar essa fotos e postem novo conteúdo” ou “queremos ver mais testes e não fotos de computadores”. Só que essas críticas não procedem: nós atualizamos nosso site diariamente com as últimas notícias sobre tecnologia e publicamos pelo menos três artigos por semana. O problema é o algoritmo do Facebook faz com que a maioria dos usuários que nos segue no Facebook só veja as fotos pitorescas que postamos, e raramente os “posts” avisando sobre novo conteúdo são vistos pelos usuários que nos seguem.

Vamos mostrar alguns exemplos reais. Veja uma foto que postamos recentemente no Facebook na Figura 1. Esta foto de cunho humorístico foi vista por 71.253 pessoas ou cerca de 21% dos nossos 343.450 seguidores à época.

Facebook
Figura 1: fotos humorísticas obtêm grande alcance

Já conteúdo técnico relevante, que é o nosso foco, é visto por poucas pessoas. Como exemplo, veja o caso do “post” avisando sobre a disponibilidade do artigo “Por dentro da microarquitetura Intel Skylake”: alcance de 9.504 pessoas, ou apenas 2,8% dos nossos seguidores à época.

Facebook
Figura 2: conteúdo relevante é visto por pouca gente

Até que o alcance desse “post” foi relativamente alto, pois normalmente nossas publicações têm um alcance de apenas três mil pessoas. Isto mesmo. De um universo de quase 350.000 pessoas, menos de 1% é notificado sobre novo conteúdo publicado em nosso site. Veja um exemplo na Figura 3.

 

Facebook
Figura 3: nosso conteúdo é tipicamente ignorado pelos usuários do Facebook

Não é à toa que os usuários têm a falsa impressão que nós estamos sendo sensacionalistas e postando apenas fotos de peças queimadas ou de ratos morando dentro de computadores. Publicamos conteúdo relevante diariamente, mas o único conteúdo que eles vêem são as tais fotos pitorescas.

Ou seja, pela maneira com que seu algoritmo funciona, o Facebook tende a mostrar mais conteúdo superficial do que conteúdo sério aos seus usuários.

Portanto, se você quer ter certeza que será informado sobre novo conteúdo publicado em nosso site, o ideal é você acessar a nossa página inicial diariamente. Uma alternativa é usar um leitor de RSS, que o avisará quando publicarmos novo conteúdo. Ainda, pedimos que sigam as instruções que publicamos aqui para aumentar a probabilidade de você ver nosso conteúdo no Facebook. Curtir, compartilhar e marcar amigos em nossos “posts” no Facebook é outra forma de você ajudar para que conteúdo relevante que publicamos seja visto por mais gente.

Muitos sites de conteúdo, porém, estão apelando, de fato, para o sensacionalismo, como explicaremos na próxima página.

  • Curtir 8
  • Amei 2

Comentários de usuários

Respostas recomendadas



  • Administrador

@adcarvalho A questão toda é a coerência. Venho malhando o Facebook desde 2014 mas ainda estamos lá. Agora que outros empresários se tocaram do que venho falando nos últimos 4 anos e tirando suas empresas do Facebook, creio que o momento é o ideal para sairmos também.

 

Essa atitude de protesto (viria acompanhada de um editorial) é bem provável que criaria uma movimentação por aqui, com outros sites comentando a nossa atitude.

 

Além disso, é possível que nosso tráfego aumente por conta de usuários que teriam de vir e ler as notícias e artigos diretamente em nosso site.

 

É importante acrescentar um dado: com a ascenção do Facebook em 2013, perdemos muito tráfego na ocasião. Desde julho de 2017 temos visto o nosso tráfego voltar ao patamar que costumava ser antes da ascenção do Facebook. Eu interpreto isso como a volta de usuários que ficaram cansados com o FB.

 

Eu já fiz para as duas outras páginas que eu tinha no FB, dêem uma olhada. A do CDH seguiria no mesmo caminho:

 

https://web.facebook.com/terremotobr/

 

https://web.facebook.com/gabrieltorresoficial/

 

Abraços!

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

@Gabriel Torres Quanto ao aumento de trafego no CDH com a saída do FB, certamente ocorrerá, com

a vinda direta ao site para leitura e consultas, face a nossa ausência no FB. Acredito que até mesmo a qualidade dos usuários novos melhore um pouco, pois nunca vi em 13 anos tanta esperteza, pirataria e péssima redação como recentemente.

 

Abraços. 

  • Curtir 3
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A péssima redação é fruto de uma série de circunstâncias e políticas.

 

Eu era cadastrado em um fórum em que vigorava a seguinte regra: "Tópicos com erros graves de português e internetês serão deletados".

 

É...isso acontecia lá.

 

Eu sou favorável que, em casos muito graves, seja feita uma correção com educação.

Realmente, há um pessoal escrevendo de forma complicada aqui.

Há tópicos que eu não consigo entender.

 

Se a pessoa escreve mal, ela não lê. É por isso que a manchete tem boa visualização e o artigo completo não.

 

Não podemos confundir evolução, e até revolução, com involução.

Nosso idioma está se perdendo. Uma enorme massa de adolescentes, em idade de vestibular, não possuem vocabulário básico para ler um texto de nível médio.

 

Não concordo com censura de tópicos, porém, sou totalmente favorável ao "puxão de orelha" para que o autor, ao menos, melhore o que escreveu!

 

Isso é um dever cívico!

 

 

adicionado 12 minutos depois

Sobre a questão da pirataria que, realmente, anda aparecendo um pouco mais, é preciso uma análise mais profunda.

 

Temos questões sócio-econômicas muito complexas e que convergem para o cenário atual.

 

Por um lado, temos a cultura do "não pagar por nada" imensamente fortalecida pelas possibilidades oferecidas pelo desenvolvimento da tecnologia. Antes era a fita K-7...hoje é o Torrent.

 

Lembrem-se: Mesmo em países com economia sólida, a pirataria é amplamente difundida.

 

Por outro lado temos, no caso brasileiro, o indivíduo que chega ao fórum com um orçamento de R$ 1500/2000. Todo mundo coça a cabeça para montar algo dentro desse valor...há espaço para S.O.?

Claro que não, aliás, mal dá para o hardware.

 

Entendam: Não é defesa de um problema. É reconhecimento de que há diversos fatores envolvidos. Sem esse reconhecimento, qualquer tentativa de solução é vazia.

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

@Fokas Sob certos aspectos da educação, concordo contigo, mas sem deixar de lembrar que um dos principais responsáveis pelo nível atua da educação foram as ideias de Paulo Freire, me recordo, que em meados da década de 50, cursando o ginásio, a moda era Paulo Freire, professores (as) só falavam nos métodos dele que foram usados para destruir a estrutura educacional sólida então existente no país, desde a alfabetização ao nível superior.

 

Quanto a correção de textos no fórum, nos os fazíamos, quando necessário, para as vezes dar sentido à um texto postado, mas não era  uma coisa frequente, hoje os textos estão se superando, vai do analfaburrês até a inclusão digital. Ou seja, como você citou acima não conseguem interpretar um texto

ou mesmo transcrever em palavras o que tem em mente.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Vamos a minha pequena contribuição rs.

 

Em 21/02/2018 às 07:40, Evandro disse:

Pra isso servem os serviços de RSS feed..

Em 21/02/2018 às 10:58, Gabriel Torres disse:

Usuário de FB não sabe o que é isso!

 

De fato é mesmo, sou lá do tempo do orkut e já via o RSS feed, mas como eu sempre lia as coisas meio que pulando algumas informações, por sorte creio ter lido que o RSS Feed serve para o usuário receber notificação daquilo que ele assina.

 

Em 26/02/2018 às 10:23, Vitaoz disse:

A única coisa que vejo que é bacana são os grupos de venda de usados e

troca de figurinhas, de resto , não vejo utilidade.  Muito conteúdo lixo e haters, o povo torna o facebook o que ele é, tenho entrado mais no linkedin e pra mim ja é disparado a "menos ruim" rede social hoje.

 

Facebook está cada vez mais ruim, cada dia mais fica difícil de não encontrar pessoas que usam a palavra "Lixo" para qualquer coisa e olhe que comecei a ver isso no League of Legends, e hoje chegou ao face e infelizmente eu considero isso ruim, pois acaba incentivando futuras gerações a falar assim e a meio que estragar o português tornando um vicio(meu ponto de vista).

 

Em 23/03/2018 às 21:08, Fokas disse:

Precisa pular fora de tudo que for do FB...incluindo o Instagram.

 

Isso é mesmo, mas quem é que vive sem, teria que sair do Face, Insta, Messenger, Whats e derivados caso tenha mais.

 

@Gabriel Torres O tráfego no face fica cada vez pior, outro dia um amigo meu disse pra mim que iria impulsionar uma página que ele tem de receita, no fim não teve muito ganho, agora o motivo desse impulsionamento é porque ele trabalha com divulgação também e eu também estive nesse meio uma vez, mas parei por ter perdido um face com muita coisa.

 

Em 21/02/2018 às 12:20, Fokas disse:

Na esteira da pobreza intelectual, surgem os "Youtubers". Aliás, o Youtube caminha para virar uma rede social estilo "Big Brother Brasil"...

Isso só não aconteceu por conta da existência de conteúdo de qualidade.

 

Cada dia que passa surgem mais Youtubers, entre eles vem conteúdo bom e ruim ao mesmo tempo, tanto que o Youtube entrou com ação para não monetizar mais canais pequenos, agora canais pequenos assim como o meu terá de ter 4 mil horas e mil inscritos nos em pelo menos uns 12 ou 6 meses para ganhar algo, isso se tornou ruim para todos, até eu não gostei já que estava ganhando numa boa.

 

Realmente caro amigo @adcarvalho  o português está ficando ruim, aparecem muitos falando errado e as vezes ainda acham certo que não podemos nem ao menos falar nada, isso em casos ocorridos no face.

 

Concordo com o caso do amigo @Fokas  no caso de português, muitas vezes também o pessoal vem aqui no fórum vindo já de outro fórum que era sem regras e acha que aqui é chegar e fazer festa que ninguém irá ligar mesmo.

 

Claro que também seria bom apagar tópicos, só que creio que seria ruim para a imagem do fórum.

 

Falando em não entender um tópico, esses dias li um assim, sem pontuação e meio embaralhado, li pelo menos 3 vezes e com calma, fazendo as possíveis adequações e enfim entendi o que era dito, o amigo do tópico até entendeu o meu ponto de explicação.

 

Muitas vezes a pessoa pode estar nervosa querendo pedir ajuda e erra mesmo, agora errar muito já é de mais.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador
12 horas atrás, Elder Nauvirth disse:

O tráfego no face fica cada vez pior, outro dia um amigo meu disse pra mim que iria impulsionar uma página que ele tem de receita, no fim não teve muito ganho, agora o motivo desse impulsionamento é porque ele trabalha com divulgação também e eu também estive nesse meio uma vez, mas parei por ter perdido um face com muita coisa.

 

Sim, fizemos alguns impulsionamentos recentes para divulgar os nossos cursos e o retorno foi muito baixo (tivemos prejuízo).

 

14 horas atrás, Fokas disse:

Realmente, há um pessoal escrevendo de forma complicada aqui.

Há tópicos que eu não consigo entender.

 

Nesse tipo de tópico, clique por gentileza no link "Denunciar". Isso é fruto da mudança do perfil dos usuários (a grande massa "inclusão digital") e sempre que possível, nós editamos os posts para deixá-los de forma que dê para serem entendidos. Curiosamente (um pequeno desabafo), nosso maior problema hoje é justamente este, o pessoal vem aqui, abre tópico no setor errado, com título que não tem nada a ver com a dúvida, com texto incompreensível, e aí não é respondido em 5 minutos e começa a reclamar aos 4 ventos...

 

 

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

27 minutos atrás, Gabriel Torres disse:

 

Sim, fizemos alguns impulsionamentos recentes para divulgar os nossos cursos e o retorno foi muito baixo (tivemos prejuízo).

 

 

Nesse tipo de tópico, clique por gentileza no link "Denunciar". Isso é fruto da mudança do perfil dos usuários (a grande massa "inclusão digital") e sempre que possível, nós editamos os posts para deixá-los de forma que dê para serem entendidos. Curiosamente (um pequeno desabafo), nosso maior problema hoje é justamente este, o pessoal vem aqui, abre tópico no setor errado, com título que não tem nada a ver com a dúvida, com texto incompreensível, e aí não é respondido em 5 minutos e começa a reclamar aos 4 ventos...

 

 

Viu além do fato de poucas "visualizações" e do número de pessoas que os seus artigos atingem no facebook, é verdade que o Facebook está lançando meio que "uma atualização" que para pessoas com páginas ou artigos no facebook terão de pagar agora? Eu li isso à uma semana atrás porém não sei da procedência disso. Saberia nos dizer?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

1 hora atrás, Gabriel Torres disse:

 

Sim, fizemos alguns impulsionamentos recentes para divulgar os nossos cursos e o retorno foi muito baixo (tivemos prejuízo).

 

 

A melhor escolha é correr do face, atualmente tenho conta lá, mas só por conta de promoções e jogos de lá mesmo, as vezes até aparece algo interessante em alguma página e inclusive eu até marquei a página do fórum com a opção de "Ver primeiro".

 

Citação

Nesse tipo de tópico, clique por gentileza no link "Denunciar". Isso é fruto da mudança do perfil dos usuários (a grande massa "inclusão digital") e sempre que possível, nós editamos os posts para deixá-los de forma que dê para serem entendidos. Curiosamente (um pequeno desabafo), nosso maior problema hoje é justamente este, o pessoal vem aqui, abre tópico no setor errado, com título que não tem nada a ver com a dúvida, com texto incompreensível, e aí não é respondido em 5 minutos e começa a reclamar aos 4 ventos...

 

Denunciar sempre é a melhor saída mesmo, o pior também é quando o usuário vem e cria 2 tópicos ou mais na mesma sessão ou em outra sessão diferente.

 

Me lembro que a um tempo atrás estava tendo muitos usuários novos entrando e criando mais de 2 tópicos em várias sessões e eu inclusive acabei denunciando vários e detalhe o tópico estava em Japonês, não era nem usuário daqui do Brasil mesmo.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@Gabriel Torres

 

Obrigado pela sugestão!

 

Apenas para esclarecer: Não sou favorável à censura!

 

Entretanto, creio que seria interessante uma adição sobre isso (cuidado com as regras gramaticais) nas regras do fórum (caso já esteja previsto, desconsidere o comentário).

 

Ninguém aqui dará aulas de gramática. Não é essa a questão. A atenção deve ser ao mínimo, ou seja, um nível mínimo do correto uso do idioma.

 

Aos "literatos gramáticos" que defendem a "comunicação independente da forma"...um "ctrl + alt + del".

 

 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador
4 horas atrás, GabrielLP14 disse:

Viu além do fato de poucas "visualizações" e do número de pessoas que os seus artigos atingem no facebook, é verdade que o Facebook está lançando meio que "uma atualização" que para pessoas com páginas ou artigos no facebook terão de pagar agora? Eu li isso à uma semana atrás porém não sei da procedência disso. Saberia nos dizer?

 

Está explicado em detalhes nos dois editoriais que escrevi sobre o assunto e sempre foi o problema do Facebook. Ele só mostra o seu conteúdo para uma meia dúzia de pessoas e se você quiser que ele seja visto para mais seguidores, você precisa pagar. Leia os editoriais para entender.

 

2 horas atrás, Fokas disse:

Entretanto, creio que seria interessante uma adição sobre isso (cuidado com as regras gramaticais) nas regras do fórum (caso já esteja previsto, desconsidere o comentário).

 

É algo que martelamos tanto que já quebramos o martelo três vezes.

 

Abraços.

  • Curtir 2
  • Haha 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

@Evandro e pessoal,

 

Depois de muito pensar e ler e escutar a opinião de todos, apenas uma minoria de vocês que estão por dentro de toda a problemática do Facebook acharam que eu deveria manter. A maioria apoiou a minha ideia de removermos o Clube do Hardware do Facebook e escrever um editorial explicando. Agradeço a todos pela a força e espero que essa nossa atitude seja bem comentada no Brasil e que a gente sirva de inspiração para outros sites. Vou mantendo vocês atualizados sobre este processo por aqui. Abraços!

  • Curtir 2
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

Feito. Apaguei todo o conteúdo do Facebook do CDH e removi aquele plugin do FB que tínhamos. Falta agora escrever o editorial. Os comentários no FB estão interessantes. A maioria dos usuários está reclamando, mas visivelmente não fazem ideia de como o FB funciona.

 

https://web.facebook.com/clubedohardware/photos/a.10150597238214624.391741.313625024623/10155613003414624/?type=3&theater

 

adicionado 36 minutos depois

Em tempo: saiu hoje isso na newsletter Meio.

 

Citação

Já são 37 os procuradores-gerais estaduais dos EUA — de um total de 50 — que abriram investigações a respeito do Facebook. O app Blind fez uma pesquisa anônima entre gente que trabalha na indústria da tecnologia. 50% dos entrevistados na Microsoft pretendem apagarsuas contas de Facebook. No Snapchat, 46%; Uber, 40%. São 38% no Google e 34% na Amazon. (Incríveis 2% no próprio Facebook.) A crise de confiança na empresa chegou ao Vale.

 

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Vendo os comentários lá no facebosta vejo que foi a melhor coisa que você fez, Gabriel. O conteúdo do CdH é bom demais para aquela gentinha.

 

Teve um lá falando que é "absurdo tem que fazer a pessoa assinar tudo, se inscrever em tudo". Afinal, é complicado demais instalar um leitor de RSS e adicionar um na lista de feeds (isso quando o leitor de RSS funciona. Sim, estou falando de ti, QuiteRSS). Típica choradeira de millennial que acha que Internet só passou a existir depois que ele criou a continha dele no facebosta.

 

E com essa notícia da newsletter (algo que millennials chorões certamente não conhecem) só fico pensando em quem tem ações da empresa. A única coisa que deve estar a passar pela cabeça deles é "VENDE LOGO ESSAS *****!!!!". Será que Marquinho Zuckerberg vai virar Eike Batista?

 

No mais, já que saiu o editorial, aguardando efusivamente as reações. Especialmente quando blogs decidirem publicar textos sobre o ocorrido e aí vier mais choradeira dos millennials.

  • Curtir 3
  • Haha 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Administrador

@De Los Santos Ri muito com seus comentários, pois é exatamente isso e só corrobora a nossa decisão. Leia o editorial e comente por lá. Eu postei um link para o editorial na página do FB antes de eliminá-la por completo, com o intuito de informar a todos o motivo, e está no mesmo nível. Metade falando coisas corretas, a outra metade falando cada asneira que eu vou te contar... Abraços e obrigado pela força!

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não querendo defender o FB (mesmo porque acho q é uma ferramenta anti-produtividade), mas uma coisa pra se pensar: O Problema é a forma que o FB mostra os posts, mostrando os mais "interessantes" pra mais gente ou o problema são as pessoas com o conceito delas de interessante?

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 29/03/2018 às 00:36, leandrosbo disse:

Não querendo defender o FB (mesmo porque acho q é uma ferramenta anti-produtividade), mas uma coisa pra se pensar: O Problema é a forma que o FB mostra os posts, mostrando os mais "interessantes" pra mais gente ou o problema são as pessoas com o conceito delas de interessante?

 

Isso sem considerar mensagens de ódio ou intolerância - mal que assola também diversos meios de comunicação.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Acabei de ver duas matérias interessantes sobre o tema.

 

Apesar desta analisar a situação por uma perspectiva de campanha eleitoral, acho ela bem válida para a discussão para que observemos o efeito que certas páginas terão na discussão que se tornará o cenário do país daqui pra frente:

 

http://www.bbc.com/portuguese/salasocial-43824463

 

Esta é mais sobre como a necessidade de atenção e status virtual das pessoas nos leva ao cenário atual:

 

https://brasil.elpais.com/brasil/2018/04/11/eps/1523439393_286283.html

 

Em tempo.. já comecei a ver porcaria no Linkedin.

Tá difícil..

  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/07/facebook-perde-us-119-bilhoes-em-valor-de-mercado-desde-divulgacao-de-balanco.shtml

 

Parece que o inferno astral do facebosta e de seu dono ainda persiste.

 

Agora, o que me chamou a atenção foram as cifras. R$ 400 BILHÕES????!!!???? Isso é o PIB da cidade de São Paulo.

 

Em outras palavras, um site, um monte de zeros e uns espalhados por diversos computadores ao redor do mundo (pois é isso que o facebosta é) vale mais que uma das maiores e mais importantes cidades do mundo. Se isso não é bolha, eu não sei mais o que é.

  • Curtir 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Fez bem de tirar esse forum daquela porcaria,aquele site além de vicio,é uma fofoca pra la e pra cá,é vida sendo destruida,eu uma vez criei conta para anunciar meu trabalho e ta bom que alguém me deu bola,whatsapp também é outro que povo gosta de falar pelas costas ou seja falar mal de outras pessoas,eu no caso tenho whats somente para trabalhar,a maioria de loja q compro componentes hoje em dia só atende pelo whats,e quando aparece mensagem você pensa que é algo importante e alguém mandando mensagem besta conteudo sem importancia,eu só uso internet para acessar os foruns,ou comprar coisas no mercado livre,celular tambem é outra coisa viciante,e só uso ele por causa do zap,e pra mim acessar o forum que meu pc está pifado.

  • Obrigado 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Relação de poder.

 

O Facebook não precisa de ativos físicos para concentrar poder.

 

Poder este, dado em grande parte, pelo usuário.

 

A empresa tem tudo o que o sistema capitalista diz que uma empresa de sucesso precisa, sendo o principal, o valor dado pelo seu público.

 

Qual outra empresa no mundo atual, tem tanto apelo com o público?

 

Facebook concentra. Não tem concorrência. Não tem briga "Galaxy x Iphone", "Windows x Linux"...

Apenas ele existe. E todo mundo conhece...até o público que odeia informática e sabe apenas ligar o PC e o celular.

 

Logo...sim, valerá mais que tudo. 

Pura lei da oferta e procura.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membro VIP

Mas o fato de seu "ativo" ser "relação de poder" o caracteriza como uma bolha. Basta que se espalhe uma notícia de que "ninguém mais está usando facebook" que essa bolha estoura em muito pouco tempo. Lembram do orkut?

  • Curtir 4
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites




Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

 

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi – 2ª Edição

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!