Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste do smartphone Motorola One Action

       
 8.454 Visualizações    Testes  
 4 comentários

Analisamos o Motorola One Action, smartphone intermediário com tela IPS de 6,3 polegadas e que traz uma "câmera de ação". Confira!

Teste do smartphone Motorola One Action
Produto Recomendado

Produto Recomendado

Usando o smartphone

O One Action usa um processador Exynos 9609, que tem oito núcleos, sendo quatro Cortex-A73 rodando a 2,2 GHz e quatro Cortex-A53 rodando a 1,6 GHz. O motor gráfico é o Mali-G72 MP3. O smartphone tem 4 GiB de RAM e 128 GiB de armazenamento.

Em relação ao design, o One Action é bonito e elegante. Seu corpo e traseira são de plástico, mas com um ótimo acabamento, assim como já tínhamos visto no Samsung A30. E, como a maioria das pessoas vai utilizar o smartphone dentro de uma "capinha" protetora, na prática a única parte do aparelho que é vista no dia-a-dia é a sua tela.

A tela IPS de 6,3 polegadas tem resolução Full HD+ (2520 x 1080), densidade de pontos de 432 ppp. A tela é de boa qualidade, e mesmo sendo IPS e não AMOLED, oferece imagens claras e cores vivas, com boa visualização de qualquer ângulo. A resolução Full HD+ é excelente para este tamanho de tela.

O One Action mede 160,1 mm de comprimento, 71,2 mm de largura e tem espessura de 9,2 mm, pesando 176 g. Assim, ele é grande e não é tão fino e leve quanto muitos aparelhos do mercado, mas ainda assim tem uma boa "pegada".

A qualidade de som é excelente para um aparelho desta categoria.

O aparelho suporta dois chips nano-SIM e redes 4G LTE. Ele suporta Wi-Fi padrão 802.11ac com banda dupla.

O One Action que testamos veio com o sistema operacional Android 9.0 (Pie), mas logo após ser ligado pela primeira vez, recebeu a atualização para o Android 10. Na verdade, ele usa o "Android One", que não é um sistema operacional diferente do Android "tradicional", mas sim um programa de parceria entre o Google e os fabricantes de smartphones, onde os modelos "Android One" vêm com o sistema operacional "puro e original", sem a inclusão de aplicativos extras (muitos dos quais inúteis) ou modificações, e, além disso, há o compromisso de atualizações frequentes do sistema operacional por pelo menos dois anos, incluindo as novas versões lançadas neste período.

Desta forma, o modelo vem com poucos aplicativos pré-instalados, resumindo-se praticamente aos básicos do Google, além de um único aplicativo "Moto" que serve para configurar atalhos por gestos e tela.

A Figura 12 mostra a tela inicial quando você liga o smartphone pela primeira vez.

MotoOneAction12.jpg

Figura 12: tela principal

Na Figura 13 vemos os poucos aplicativos pré-instalados. Você pode instalar novos aplicativos utilizando a loja Google Play.

MotoOneAction13.jpg

Figura 13: lista de aplicativos

O smartphone usa uma bateria de lítio de 3500 mAh. Testamos a duração da bateria com o aplicativo PCMark, que indicou uma duração de 11:41 h com atividade variada. Esta é uma ótima marca, que significa que você pode utilizar o aparelho um dia inteiro sem recarregar, e provavelmente até dois dias se fizer uso moderado. Por outro lado, o carregador "rápido" que vem com ele é de apenas 10 W, levando mais de 2 horas para uma carga completa.

Para um celular com foco nas câmeras, podemos dizer que estas são apenas razoáveis. A câmera traseira para fotos tem 12 Mpixels e abertura f/1,8. Há um sensor de profundidade utilizado para gerar o efeito de desfoque de fundo ("modo retrato"). Esta câmera é capaz de capturar boa fotos em situações ideais (alta luminosidade e sem movimento), mas as imagens com pouca luminosidade ficam bem abaixo do conseguido em smartphones mais caros.

A câmera frontal tem sensor também de 12 MPixel, mas abertura f/2,0, de forma que também vai funcionar bem em ambientes bem iluminados, mas sofre com pouca luz.

Tanto a câmera principal quanto a câmera frontal filmam em resolução 4K a 30 fps, o que é excelente.

Já o destaque do aparelho é a "câmera de ação", que é uma segunda câmera traseira, com abertura de 117 graus, que só serve para vídeos (não faz fotos), filmando no máximo em Full HD, até 60 fps (não suporta resolução 4K). Para utilizá-la, primeiro você deve abrir a câmera do smartphone, depois mudar o modo de foto para vídeo, e então clicar em um ícone que troca para a câmera de ação.

O que torna esta câmera especial é, primeiramente, o fato de que ela filma na horizontal enquanto o smartphone está na posição vertical, o que facilita para filmar com apenas uma mão quando você está, por exemplo, praticando algum esporte. Além disso, ela possui uma estabilização por software, que funciona bem para evitar pequenas tremidas. Esta câmera, porém, não tem uma qualidade tão boa quanto uma câmera de ação "de verdade", como uma GoPro. Além disso, o smartphone não tem certificação de resistência à água ou poeira, o que tira um pouco do sentido de ser uma câmera de ação.

Você pode verificar a qualidade das fotos tiradas com o smartphone, sem edição, clicando nos seguintes links: foto 1, foto 2, foto 3, foto 4.

Compartilhar

  • Curtir 2


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Após ler toda a matéria, não entendo porque foi dado o selo de produto recomendado, já que as câmeras não são boas, nem a que dá o nome ao celular. Eu concordo com os argumentos de quase tudo que foi dito, menos com o fato de terem dado este selo. :)

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, danielrm disse:

Após ler toda a matéria, não entendo porque foi dado o selo de produto recomendado, já que as câmeras não são boas, nem a que dá o nome ao celular. Eu concordo com os argumentos de quase tudo que foi dito, menos com o fato de terem dado este selo. :)

Pelo "conjunto da obra" (ótima tela, desempenho, etc) e boa relação custo/benefício.

As câmeras são apenas razoáveis, mas não conhecemos nenhum smartphone nessa faixa de preço que tenha câmeras realmente boas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Achei as fotos com um ruído/granulado bem pesado, mesmo com bastante iluminação 😕
Fiquei curioso sobre como se sairia em fotos macro

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Shaman93 disse:

Achei as fotos com um ruído/granulado bem pesado, mesmo com bastante iluminação 😕
Fiquei curioso sobre como se sairia em fotos macro

Boa dica, vamos tentar incluir fotos macro nos próximos testes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

ebook grátis "Aprenda a ler resistores e capacitores", de Gabriel Torres

GRÁTIS! BAIXE AGORA MESMO!