Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
MatheusMP

Problemas com descargas elétricas

Posts recomendados

Olá, ultimamente venho tendo problemas com descargas elétricas e resolvi pesquisar sobre. Depois de ler bastante coisa, não ficaram muito claras as ideias então vim aqui tirar uma conclusão

Minha região é 220. Há um tempo, uma descarga elétrica "atingiu" a minha linha, queimando o fusível do estabilizador e o modem da internet (enquanto estavam ligados e em uso). Ontem, em outra chuva fortíssima, de madrugada, sem aparelhos em uso, uma descarga queimou o modem da internet e o roteador.

Meu prédio não possui tomadas com fio terra e possui para-raios.

  1. Qual a melhor opção para a proteção contra descargas elétricas?
  2. É possível a descarga vir pela linha telefônica e atingir o modem?
  3. Podem me explicar, sucintamente, o funcionamento do estabilizador, filtro de linha e DPS com o controle de descargas elétricas?

Sempre achei que o estabilizador e o para-raio fariam a proteção, mas mesmo assim meus periféricos queimaram, duas vezes, então agora vim pesquisar para saber exatamente o que cada um desses equipamentos pode fazer e qual a melhor medida preventiva!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Olá, ultimamente venho tendo problemas com descargas elétricas e resolvi pesquisar sobre. Depois de ler bastante coisa, não ficaram muito claras as ideias então vim aqui tirar uma conclusão

Minha região é 220. Há um tempo, uma descarga elétrica "atingiu" a minha linha, queimando o fusível do estabilizador e o modem da internet (enquanto estavam ligados e em uso). Ontem, em outra chuva fortíssima, de madrugada, sem aparelhos em uso, uma descarga queimou o modem da internet e o roteador.

Meu prédio não possui tomadas com fio terra e possui para-raios.

  1. Qual a melhor opção para a proteção contra descargas elétricas?

Para se proteger desses surtos de tensão provenientes de raios(surtos de modo comum) tem que ter um bom aterramento e um bom "filtro de linha" e de preferência também DPS no quadro de disjuntores.

  1. É possível a descarga vir pela linha telefônica e atingir o modem?
  2. A linha telefonica não é aterrada na entrada, portanto mais fácil um surto procurar uma saída direto pelo seu modem, por isso, existem protetores para linha de sinal integrados aos boms filtros de linha.

  1. Podem me explicar, sucintamente, o funcionamento do estabilizador, filtro de linha e DPS com o controle de descargas elétricas?
  2. O estabilizador não agrega nenhuma vantagem em relação a proteção contra surtos de tensão mais que um bom filtro de linha, Existe um tópico aqui explicando seus malefícios inclusive.Já os filtros de linha e o DPS serve para barrar o surto de tensão protegendo o circuitos de entrada dos eletrônicos,Porém, quando os surtos são proveniente de descargas atmosféricas essa elevação de tensão só consegue ser barrada efetivamente ou amenizada com a presença do aterramento,

Sempre achei que o estabilizador e o para-raio fariam a proteção, mas mesmo assim meus periféricos queimaram, duas vezes, então agora vim pesquisar para saber exatamente o que cada um desses equipamentos pode fazer e qual a melhor medida preventiva!

Detalhe :

O para-raios serve para proteger o pŕédio, mas não os eletrônicos ligados a tomada ou linha telefônica.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Detalhe :

O para-raios serve para proteger o pŕédio, mas não os eletrônicos ligados a tomada ou linha telefônica.

Eu li o mesmo texto no site da Clamper.

Enfim, já caiu um raio no poste em frente a minha casa, perdi TV + Telefone, um amigo enquanto estavamos jogando SNES lá pra meados de 1994 aconteceu o mesmo, perdeu TV + SNES + Microondas + Som pelo que me lembre ...

Enfim, para surtos a galera recomenda muito equipamentos da propria clamper, exemplo.

http://www.clamperlojavirtual.com.br/protecao-residencial-plugue-e-use/rede-eletrica-e-telefonica/clamper-multi-protec-o-preto-1.html

Só que se deres o azar de um raio cair no post do seu prédio, só Jesus ou uma mega instalação (Faller pode falar sobre isso), salva.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu li sobre os malefícios do estabilizador, mas meus computadores aqui são todos antigos, então nao me preocupo com isso. Agora meu foco é resolver esse problema de ficar perdendo periféricos toda tempestade que der :mad:

  1. A melhor opção é a união do filtro de linha com um DPS? No caso uma régua com um DPS vai prevenir contra esses surtos elétricos e queimar um fusível antes dos componentes conectados na régua?
  2. Como minha internet vem pelo fio do telefone, uma régua dessas com conexão de linha de telefone faria uma "checagem" da corrente antes de levá-la ao modem?
  3. As descargas de tempestade seriam os raios que acabam entrando nos componentes pelos fios, certo? Se sim, ela seria uma sobretensão ou é um incidente diferente? (nao entendo muito bem a relação dos termos sub/sobre-tensão, surtos e os ocorridos em tempestades)
  4. Essas réguas da Clamper que são aconselhadas em inúmeros posts aqui protegeriam de que? Sub/Sobre-tensões e descargas que ocorrem em tempestades?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tudo indica que o seu problema dai foi uma indução derivada de um raio, que caiu longe, bem longe dai, mas que por uma razão ou outra foi induzido na linha telefônica (ela pode até mesmo andar até uns 7 Km desde a central até ai). Entrando pela linha telefônica, deu de cara com seu modem, e por ele buscou fuga até o terra.Não tendo aterramento ele teve de escolher a rede elétrica (o neutro tem um potencial de terra, na verdade é aterrado lá em baixo do relógio medidor de sua casa). Isso explica o caminho da energia derivada do raio, abrindo caminho via rede telefônica, via modem via estabilizador até o neutro da rede elétrica..

Energia de raio ou derivada dele, via indução na rede elétrica, telefônica ou de TV a cabo, não se evita, se encaminha para o terra. Quando não se oferece caminho para essa energia escoar a massa, ela busca o caminho que bem entender. Ou você acha que ela, que conseguiu baixar de lá da nuvem, por um nada de milhares de metros, sem caminho algum, vai se encolher para andar por ai por dentro de redes de fio modems etc e tal??

Portanto a função de uma proteção antes do modem é derivar a massa, oferecer um melhor caminho até a massa, justo para essa energia contida num surto de tensão. Claro, para isso é necessário que se disponibilize, na tomada, um fio com o aterramento..

A característica do surto de tensão derivado de uma descarga atmosférica é uma tensão muito alta e por um intervalo muito curto de tempo. Uma proteção, seja ela um varistor ou seja ela um chispador, um centelhador se comporta dentro da normalidade como um circuito aberto, uma alta resistência entre seus extremos. Eles são ligados desde o fio até o terra.. Ao ser submetido a uma tensão muito alta, acima de seu gatilho de disparo, entra em condução, praticamente em curto, entre seus extremos e desse modo leva o fio a um potencial de terra..

Isso tudo acontece num tempo muito pequeno, da ordem de 0,00000001 segundos tipicamente para um varistor e cerca de 10 a 100 vezes maior para um centelhador a gás..

Desse modo quando a tensão derivada de um raio começa a subir, atingindo o ponto de ruptura da proteção, ela entra em curto e leva a energia contida no surto, a um potencial de terra, absorve a mesma..

Assim, no mesmo tempo, a tensão cai e ele, seja varistor seja centelhador, se abre novamente, na mesma velocidade e tudo segue normalmente..

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mesmo que o para-raios do teu prédio esteja bem instalado e conforme as normas, a descarga elétrica pode atingir uma linha de transmissão próximo ao seu prédio e se propagar por ela até suas tomadas.

O melhor que você pode fazer é utilizar um bom filtro de linha com proteção contra sobretensões. Um estabilizador não vai servir de nada.

Eu sempre desligo meus equipamentos eletrônicos das tomadas durante trovoadas só por precaução.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então a melhor opção é a combinação de fio terra com um DPS? (no caso embutido em uma régua, já que o estabilizador pode prejudicar a fonte)

Como sei se meu prédio tem fio terra instalado? Caso não tenha, o que é necessário para instalar? A tomada é composta por 2 fios, neutro e o com carga, certo? Podes me explicar melhor sobre "o neutro tem um potencial de terra, na verdade é aterrado lá em baixo do relógio medidor de sua casa"

Na prática, ter um potinho com terra e botar o fio terra nele, funcionaria? ou precisa de uma área maior? :lol:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Então a melhor opção é a combinação de fio terra com um DPS? (no caso embutido em uma régua, já que o estabilizador pode prejudicar a fonte)

Como sei se meu prédio tem fio terra instalado? Caso não tenha, o que é necessário para instalar? A tomada é composta por 2 fios, neutro e o com carga, certo? Podes me explicar melhor sobre "o neutro tem um potencial de terra, na verdade é aterrado lá em baixo do relógio medidor de sua casa"

Na prática, ter um potinho com terra e botar o fio terra nele, funcionaria? ou precisa de uma área maior? :lol:

As empresas de distribuição de energia exigem que em toda e qualquer nova instalação, o proprietário disponibilize um ponto referencial de terra, junto aonde vai ser a entrada da energia, no local. No pé do poste, debaixo do relógio medidor o que o valha. Ao ligar a energia no local o fio fase vai direto ao relógio medidor. O fio neutro liga ao medidor mas também ao aterramento que lá foi deixado. Desse modo você, seu vizinho, o outro vizinho defronte, o bairro todo, cada um deles, tem um referencial de terra ligado ao seu fio neutro. O neutro é referenciado ao terra, ao planeta terra.. É uma conexão tão boa assim que praticamente se pegares uma lâmpada e ligares ao fase e seu outro lado ao aterramento, ela se acenderá sem que haja necessidade do fio neutro, O retorno se dará pela massa do planeta..

Um bom aterramento exige muito contato com a terra. Geralmente 3 hastes de 3 metros de um eletrodo da grossura de um dedo, introduzidos na terra, separados cerca de um metro cada um do outro, já fazem um bom contato com o terra, mas cada caso é um caso.. O aterramento pode e deve ser medido, validado com auxílio do instrumento chamado terômetro..

Nem pensar num vasinho de terra não...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!