Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
wasdyn

Quais etapas seguir e por onde formatar HD?

Recommended Posts

Olá.

Amanhã darei uma geral no PC do meu irmão e entre as "tarefas" está a formatação do HD.

Sempre formato os PCs aqui de casa, sempre pelo método: ligo o HD a ser formatado no meu notebook via USB, entro em "Computador", clico com o botão direito do mouse no drive a ser formatado, escolho as configurações desejadas e mando começar. Só. Até hoje nunca deu qualquer problema.

Entretanto, lembrei que dá para formatar (também pelo Windows) por outro caminho: botão direito em "Computador" - "Gerenciar" - "Gerenciador de disco" - encontrar o drive a ser formatado e mandar bala. Mas nunca utilizei este método.

Eu gostaria de saber se existe alguma diferença entre estes dois métodos/caminhos para formatar o HD.

Ainda, pretendo fazer uma formatação física pelo Hard Disk Low Level Format Tool (e depois a formatação lógica pelo Windows). Isso pode dar algum problema ou não, é um método seguro?

E a zero fill, recomendam fazer também? Em caso positivo, quando ela deve ser feita, depois da física e antes da lógica (física - zero fill - lógica), depois da lógica (física - lógica - zero full) ou depois da lógica seguida por outra lógica (física - lógica - zero fill - lógica)?

A intenção é deixar o HD o mais "novo" possível, o mais próximo da forma como sai da fábrica/loja.

Obs.: o PC (bem como o HD) tem cerca de 2 anos e foi adquirido novo.

Obs.2: o HD é um Samsung HD161HJ.

Desde já, obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá.

Amanhã darei uma geral no PC do meu irmão e entre as "tarefas" está a formatação do HD.

Sempre formato os PCs aqui de casa, sempre pelo método: ligo o HD a ser formatado no meu notebook via USB, entro em "Computador", clico com o botão direito do mouse no drive a ser formatado, escolho as configurações desejadas e mando começar. Só. Até hoje nunca deu qualquer problema.

Entretanto, lembrei que dá para formatar (também pelo Windows) por outro caminho: botão direito em "Computador" - "Gerenciar" - "Gerenciador de disco" - encontrar o drive a ser formatado e mandar bala. Mas nunca utilizei este método.

Eu gostaria de saber se existe alguma diferença entre estes dois métodos/caminhos para formatar o HD.

Ainda, pretendo fazer uma formatação física pelo Hard Disk Low Level Format Tool (e depois a formatação lógica pelo Windows). Isso pode dar algum problema ou não, é um método seguro?

E a zero fill, recomendam fazer também? Em caso positivo, quando ela deve ser feita, depois da física e antes da lógica (física - zero fill - lógica), depois da lógica (física - lógica - zero full) ou depois da lógica seguida por outra lógica (física - lógica - zero fill - lógica)?

A intenção é deixar o HD o mais "novo" possível, o mais próximo da forma como sai da fábrica/loja.

Obs.: o PC (bem como o HD) tem cerca de 2 anos e foi adquirido novo.

Obs.2: o HD é um Samsung HD161HJ.

Desde já, obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

wasdyn a formatação pelo gerenciador de disco pode ser realizada sim sem problemas, já que ele pode também corrigir possiveis partições com problemas. Caso queira no link abaixo tem um passo passo e link de programa EASUS que ajuda muito quanto a partições e formatações:

http://www.plugado4all.blogspot.com.br/2013/12/dica-recuperar-hd-que-nao-inicia-se.html

abç

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Algumas considerações:

- Não existem diferenças entre os modos que você formatou os discos... Tão pouco existem vantagens e desvantagens...

- Formatação física não existe mais... o disco já vem fisicamente formatado...

- Citando acima, o zero-fill é algumas vezes "confundido" como formatação física ou de baixo nível... Ele é recomendado em casos de discos com muitos erros lógicos (bb's, e bc's) e pode solucionar/abreviar alguns problemas... Se o disco está novo, e sem problemas, não existe razão pra isso... uma razão um pouco satisfatória seria a venda do disco para um terceiro, a fim de "tentar" esconder os dados antigos....

- você nunca vai conseguir deixar o hd totalmente zerado.... mesmo com o zero-fill.. o disco sempre vai estar com "marcas" de usado....

- A duvida é: porque você gostaria de fazer isso (zero-fill e esse esquema maluco de formatação física-zf-física-blablabla)???

- Sabe a diferença entre a formatação rápida e a comum? R.: Elas são iguais.. a diferença é que, na formatação comum o gerenciador faz uma verificação pela superficie afim de encontrar bloco ruins e marca-los....

- Você vai formatar o disco para instalar novamente o sistema, correto?! então, porque não utilizar o próprio instalador (setup) do sistema pra isso??? O instalador do windows 7 (e 8) tem a capacidade de particionar o disco (dividir os espaços, se for necessário), e ele já formata no padrão utilizado pelo sistema (inclusive criando aquela pequena partição de recuberação). Se for o linux, o gparted (ou o fdisk) tem capacidade parecida.... com um maior leque de opções... e, mais, se a distro for ubuntu, o wizard de instalação permite que você particione, formate, instale, e espere tomando um café.... Realmente não existe justificativa de tirar o disco da máquina para formatar.. é claro, se esse realmente for seu caso....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não existe diferença entre os dois métodos, mas você pode fazer a formatação pelo próprio menu do windows e particiona-lo também como nosso colega já disse

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×