Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
alan349

Quando e qual instalar ROM no Moto G

Recommended Posts

Comprei um Moto G e gostaria de saber se vale a pena instalar um ROM nele e quando devo instalar, sendo que ele é novinho ainda.
Também queria saber qual a melhor ROM, a Cyanogenmod, a Carbon, a Paranoid ou outra?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já eu queria saber como voltar pro Android 4.3, nossa senhora esse 4.4.3 pro Moto G tem muito Bug :'(

- Desculpem postar nesse tópico, acho que assunto não sai tanto do padrão.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Jr. Lopes Sai um pocuo sim kk, mas n tem problema.
O meu veio com o 4.4.2 e atualizei ele para o 4.4.3, por enquanto aqui não deu nenhum bug..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, honestamente as ROM's da Motorola me atendem perfeitamente. Tive um Moto X e nunca tive interesse em instalar outras, pois a original é excelente, bastante leve e sem frescuras O que fiz porém, foi instalar outro kernel que vinha com um pequeno overclock. No momento estou com um Moto G também e nem pensei em instalar outra ROM. A não ser que você faça questão de algum recurso presente nas CyanogenMod, Paranoid, etc., eu não acho que valha a pena o trabalho não, o desempenho provavelmente vai ser o mesmo. Acho até mais valido trocar o Kernel (e talvez fazer um over) do que trocar a ROM de um Moto X/Moto G.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, honestamente as ROM's da Motorola me atendem perfeitamente. Tive um Moto X e nunca tive interesse em instalar outras, pois a original é excelente, bastante leve e sem frescuras O que fiz porém, foi instalar outro kernel que vinha com um pequeno overclock. No momento estou com um Moto G também e nem pensei em instalar outra ROM. A não ser que você faça questão de algum recurso presente nas CyanogenMod, Paranoid, etc., eu não acho que valha a pena o trabalho não, o desempenho provavelmente vai ser o mesmo. Acho até mais valido trocar o Kernel (e talvez fazer um over) do que trocar a ROM de um Moto X/Moto G.

@GeraldoSky, poderia me dizer aonde encontro kernel para ele? E também me dizer +/- como é feita a instalação da mesma?

EDIT: Estive pesquisando e encontrei a Kernel Faux123 (link: http://www.androidpit.com.br/forum/584089/kernel-stock-fauxkernel-hybridkernel-xt1032-xt1033), você conhece? Será que é boa? Qual você usa?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho que nao vale a pena nao tenho um galaxy s3 e fiz isso e quando se faz isso você perde a garantia e nunca mais pod voltar ao normal e você tb nao pod atualizar via wi-fi porque aparece que seu smartphone foi modificado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@GeraldoSky, poderia me dizer aonde encontro kernel para ele? E também me dizer +/- como é feita a instalação da mesma?

EDIT: Estive pesquisando e encontrei a Kernel Faux123 (link: http://www.androidpit.com.br/forum/584089/kernel-stock-fauxkernel-hybridkernel-xt1032-xt1033), você conhece? Será que é boa? Qual você usa?

 

Era exatamente esse que eu utilizava no meu Moto X! Não sabia que tinha para o Moto G não rs. No momento não to usando nenhum kernel custom, meu Moto G tá todo original, preguiça de fazer tudo de novo, pois fiz no meu X e só usava ele praticamente pra WhatsApp, Facebook e GPS, foi exatamente um dos motivos de eu ter me desfeito do X e pego o G, pois pra essas necessidades o G não é lá muito diferente do X e ainda é dual chip. Mas enfim, creio que pro G e X esse seja o melhor kernel por ai, pelo menos pro X ele era um dos poucos disponíveis e o único que tinha uma versão com overclock.

 

 

Acho que nao vale a pena nao tenho um galaxy s3 e fiz isso e quando se faz isso você perde a garantia e nunca mais pod voltar ao normal e você tb nao pod atualizar via wi-fi porque aparece que seu smartphone foi modificado

 

Então, no S3 tudo isso pode ser desfeito, inclusive zerar o contador binário que é uma espécie de "memória" que a partir que é feito alguma modificação, ele grava e o status do celular fica como "modificado". Isso é facilmente resetado com o Triangle Away. E honestamente, os celulares da Samsung são os que, em alguns casos, valem mais a pena fazer, principalmente pra quem não costuma usar todas as aquelas funções (muitas dispensáveis) que ela costuma colocar no ceular e entupir a memória. Meu S3 com a rom padrão ficava com aproximadamente 150~200MB de RAM livre e começava a dar uns lags chatos, isso rodando só o Facebook! Com a ROM SuperNexus 4 ficava em torno de 350~400MB de RAM livre e o celular ficava bem mais fluído. Claro que com isso, se sacrificava algumas funções, porém a única desvantagem pra mim era na qualidade e funções da câmera, que caia um pouco a qualidade e tinha BEM menos opções.

 

Já nos Motorola, segundo um funcionário do suporte, qualquer modificação realizada no aparelho vai direto pro sistema deles e eles consultam através do IMEI. Se tem como burlar isso eu não sei.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@GeraldoSky, então caso eu troque a kernel do aparelho estarei automaticamente perdendo a garantia?

 

Eu participo um grupo no face do Moto X e um usuário lá postou uma conversa com um funcionário do suporte da Motorola falando exatamente isso: qualquer modificação feita no aparelho, eles ficam sabendo, pois através do IMEI eles podem monitorar praticamente tudo que é realizado no aparelho. Logo, de certa forma sim, você perde a garantia ao realizar tal procedimento. Não pelo fato da troca do kernel em si, mas pelo fato de que pra realizar essa troca você precisa ter o bootloader desbloqueado e isso sim viola a garantia. Inclusive, no Moto X ao desbloquear o bootloader é exibido uma tela diferente ao ligar o celular, informando que o bootloader foi desbloqueado e a garantia violada. Agora, se eles realmente verificam isso em quaisquer que sejam o motivo da ida a garantia eu não sei, pois não é incomum ter pessoas que fizeram tais procedimentos, trocaram rom, kernel, etc., e ao precisar da garantia, resetaram o celular pro "padrão de fábrica" e usaram a garantia normalmente. Acho que dependendo do problema, eles deixam passar tais "violações", agora se é de forma intencional ou não, honestamente eu não sei.

 

After-Bootloader-Unlock-Imgur.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Criei uma conta só só para te responder.xD

Possuo um moto g bootloader desbloqueado ROM paranóid(a que mais me agradou)

Para desbloquear o bootloader do moto g você deve pedir diretamente a motorola uma senha de desbloqueio.

E eles te dizem que você vai perde a garantia.

Sobre a garantia não a duvidas perde.

Não tem essa de zerar o contador binário.

porque quando você recebe o código mesmo se não usar já perdeu a garantia.

Sobre as roms a já passei pela CM11/C-rom/e a paranoid.

Tanto a Cm11 quanto a c-rom são ótimas.

Mais no meu celular dava um bug da freqüência do CPU ficar sempre no maximo.

Por isso uso a paranoid.

você não notara muita diferença apenas de trocar de ROM.

Mais ela libera um pouco a mais de RAM.

E ganha o recurso de mudar o clock da CPU.

Essa ROM não tem overclock mais você pode baixa o clock ganhando assim um tempo a mais de bateria.

Se estiver disposto a fazer e quiser uma ajuda me procura no facebook.

Elson da Silva Gonçalves.

Ou email elsonsilvg@hotmail.com

Só mais uma coisa.

Depois que troca de ROM você continua recebendo atualização Ota (pelo WiFi).

Mais nao da motorola.

Se você só fizer root e não trocar de ROM pode ser como o cara falou.

Só lembrando que é um procedimento perigoso e você pode danifica o aparelho se fizer errado.

Quem quiser vai se arrisca.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fala ae, pessoal. Só passando pra responder a pergunta, pois fiz a mesma no início, lá atrás quando comprei o meu primeiro smartphone.

 

Inicialmente o medo da perda da garantia sempre assusta, mas no meu caso eu só acionei uma vez a garantia de um ventilador e ainda assim os caras me enrolaram. Dificilmente nós acionamos uma garantia, normalmente os produtos estragam depois que a ela expira.

 

No início eu tinha essa preocupação, mas depois percebi a liberdade que eu tinha e de lá pra cá não parei mais de trocar de ROM, no início por questões de desempenho e consumo de bateria e depois por curiosidade.

 

No meu caso hoje, com a compra de um Moto G, era pela curiosidade. Como o Moto G é o aparelho mais vendido da história da Motorola e provavelmente um dos mais vendidos do mercado atualmente, o Moto G ganhou bastante foco de desenvolvimento de ROM's e, com isso, aumentou a competitividade entre os desenvolvedores. No fim das contas quem possui um Moto G ganha de todos os lados.

 

Na semana que eu comprei já tinha desbloqueado o bootloader e trocado o recovery do Moto G pelo CWM, pois pesquisei e vi que tinha um projeto de portabilidade do Firefox OS e o início de um projeto de portabilidade do Ubuntu Touch. Meus olhos brilharam! Com o CWM eu poderia manter em segurança a ROM original e poderia trocar pra qualquer outra no momento em que eu quisesse.

 

Ainda assim eu só tinha trocado e fuçado um pouco o Firefox OS e depois voltei pra ROM original. Ficou assim por uns 5 meses, até ontem, quando a curiosidade por conhecer novas ROM's foi aguçada, pois tive que corrigir a ROM original de LG Optimus 2x de um primo meu e depois trocar pela MIUI, pra melhorar o desempenho desse modelo mais antigo.

 

Resolvi então pesquisar sobre ROM's para o Moto G e esbarrei num post falando de uma tal de Mokee OS. Resolvi ver qual era dessa ROM e aí eu lembrei porque passei a usar ROM's customizáveis tempos atrás. Por mais que a ROM original do Moto G seja mais pura e o hardware seja bom, a diferença de desempenho ficou bem visível quando passei a usar a nova ROM e o consumo de memória-ram reduziu bastante.

 

E ainda tem todas as opções geniais que existem numa ROM customizável, que você não vê na original: eu posso definir o tipo de gerência de processos, posso criar perfis de configurações, tenho botão de reiniciar, tenho um Lockscreen mais útil, área de trabalho altamente customizável, status bar completa e intuitiva, número de apps nativas reduzido, temas e outras tantas coisas que eu ainda não fucei.

 

E, no fim de tudo, se ainda eu cansar dessa ROM, eu posso ir pra outra ou voltar pra original, só utilizando o CWM. Em 2 minutos eu pulo de uma pra outra!

 

Enfim, garantia é importante, mas dificilmente alguém de fato a aciona, pois o período dela é curto se comparado a vida útil do aparelho ou mesmo se comparado ao tempo que uma pessoa fica com o aparelho.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho o 4G (Peregrine) E já testei nele a PA, a Cyanogenmod e a Carbon ROM, todas me atenderam perfeitamente, mas após um certo tempo de uso (1 semana, aproximadamente) todas as 3 começaram a dar diversos bugs estranhos, tanto pela minha parte, quando pela parte das roms, então resolvi voltar para a Stock.

 

Atualmente estou usando a Stock com o MaliveBooster e o eXtremeBeats, e a performance está sensacional.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho o 4G (Peregrine) E já testei nele a PA, a Cyanogenmod e a Carbon ROM, todas me atenderam perfeitamente, mas após um certo tempo de uso (1 semana, aproximadamente) todas as 3 começaram a dar diversos bugs estranhos, tanto pela minha parte, quando pela parte das roms, então resolvi voltar para a Stock.

 

Atualmente estou usando a Stock com o MaliveBooster e o eXtremeBeats, e a performance está sensacional.

Por acaso a instalação do MaliveBooster e do eXtremeBeats requer root? Será que perco a garantia caso instale ambos?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por acaso a instalação do MaliveBooster e do eXtremeBeats requer root? Será que perco a garantia caso instale ambos?

Sim, a instalação requer root, o que implica a perda da garantia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Galera, tenho uma dúvida relacionada a Rom que foi instalada no meu Moto G. 

Tive um problema após atualização do Android e levei numa assistência (não autorizada). O celular que ficava travado na tela da motorola, agora liga e funciona. Mas estou com um grande problema. Acho que eles instalaram uma ROM brasileira, e como este aparelho foi comprado na UK, perdi as funções de Flash, Slot de cartão e Chip. Nada disso funciona mais. 

Gostaria de saber se a troca da ROM BR para ROM UK vai resolver meu problema e como fazer. Já encontrei a ROM correta mas não sei realizar os procedimentos para troca.

 

Alguém pode ajudar?

 

Obs.:A assistência disse que não sabe o que fazer.

 

Grato

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×