Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Ciborg2991

Como verificar frequência do barramento PCI-e?

Recommended Posts

Fala Ciborg!

 

Sim, tem como. O GPU-Z consegue detectar o tipo, revisão e a velocidade do barramento PCIex em tempo real. É só fazer um pequeno teste de renderização do programa (marcado como "?") para o programa faça a placa sair do regime de economia de energia e atingir o máximo da transferência de dados no slot.

 

No meu caso, em repouso, as placas estão em PCIex 1.1 x 8 (o SLI "dividiu por dois" o barramento x 16). Quando acionado o teste, o barramento subiu para 2.0 x 8, se estivesse usando uma CPU com capacidade para PCIex 3.0, aí alcançaria tal velocidade.

 

y96pmSo.png

 

Link : http://www.guru3d.com/files-details/gpu-z-download-techpowerup.html

 

Abraço!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa, bom dia.

Bem, pelo que andei lendo a frequência padrão do barramento PCI-e seria 100 mhz. Existe a opção de escolher tal frequência na BIOS, que no meu caso fica em 'auto'. Quando seto manualmente para 100 tenho aquele erro de overvoltage... Minha mobo suporta 1333 de FSB somente em overclock, o qual uso para obter a frequência stock do meu e8400. Porém ao alterar o FSB da mobo seria interressante a mim verificar se estou dando algum overclock ou mesmo downclock na VGA, que parece não estar rodando em 100 mhz nesse 'auto', e pelo que li, alterações na frequência de barramento PCI-e para dar overclock podem não ser muito seguras ou diminuir vida util.

Minha DDR2 800 mhz acaba ficando em overclock, a 833 mhz, pelo fato da mobo necessitar desssa sincronia, e essa frequência da DDR2 eu consigo verificar pelo CPU-z. Já a do barramento PCI-e...

Que acha? Grato pela ajuda.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Retornando...

 

Realmente fazer OC por meio de FSB (ou BLCK, nos Intel mais novos) dá essa complicação em influenciar em tudo que é frequência no PC, principalmente na CPU, memórias e PCIex. Pode ser que esse problema de "overvoltage" seja influência também do clock na memória).

 

Um palpite para o que está acontecendo, Ciborgue, é que como o FSB já é chutado um OC automático para 1333MHz, a placa já calibra a frequência nativa do slot PCIex de acordo com este over, provavelmente em uma frequência mais baixa, para compensar o acréscimo de FSB por meio de OC. Quando você o "seta" para 100MHz, que seria a frequência nativa de slots PCIex, o OC do FSB acaba multiplicando esse valor base para uma frequência não suportada pela VGA. Aí fica meia perigosa a parada...

 

Por falar em outro programa, tenta então o CPU-Z, que lhe mostrará a velô da frequência FSB e o Bus speed (que chuto que seja a frequência dos slots PCIex da placa). Olha o link, Ciborg: http://www.guru3d.com/files-details/cpu-z-download.html

 

T107Vxx.png

 

É só checar os valores nos destaques da foto acima, tranquilo?

 

Abraço!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Através do CPU-Z conclui que a placa de vídeo está trabalhando nas mesmas frequências, tanto com FSB 333 (1333) quanto com 266 (1066) setados na bios:

 

VitVced.png

 

 

A não-mudança dessas especificações me leva e crer que a frequência do barramento é a padrão(100 mhz), mas não explica porque quando seto explicitamente em 100 na bios, não consigo dar boot (mesmo não overclokando o FSB para 1333 (underclock no processador), e com a frequência DRAM em auto (que também implica em underclock das DDR2):

 

CIIwUXYl.jpg

 

Fica a duvida...

 

 

Como dado adicional Cabelo75, através da sua dica conclui que a versão do barramento PCI-e da mobo é 1.x, e minha VGA é 2.x:

 

aRnIMER.png

 

 

Porém não consegui ver as implicações dessa versão antiga do PCI-e no desempenho da placa de vídeo, já que os clocks parecem ser os padrões(informação incompleta no site da montadora, onde tem apenas que o core atinge 550 mhz; a placa não tem conector de energia, sendo mais econômica que as 9800GT normais e tendo especificações diferentes também):

 


 

Quais são as consequências dessa disparidade de versões?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De volta!

 

 

 

A não-mudança dessas especificações me leva e crer que a frequência do barramento é a padrão(100 mhz), mas não explica porque quando seto explicitamente em 100 na bios, não consigo dar boot (mesmo não overclokando o FSB para 1333 (underclock no processador)

 

Acho que o único motivo que pode estar acontecendo é algum conflito de configuração no reboot da placa. Ciborg, mesmo com FSB reduzido no setup da BIOS, a placa acaba se ajustando automaticamente à frequência do processador, e com isso "desobedece" a configuração desejada e eleva tudo que é frequência junto.

 

 

 

Porém não consegui ver as implicações dessa versão antiga do PCI-e no desempenho da placa de vídeo, já que os clocks parecem ser os padrões(informação incompleta no site da montadora, onde tem apenas que o core atinge 550 mhz; a placa não tem conector de energia, sendo mais econômica que as 9800GT normais e tendo especificações diferentes também):

 

Eu tinha uma GT250 (9800GT renomeada) e pensava que todas as 9800 tinham entrada suplementar de energia. Pelo GPU-Z, parece que os clocks estão como deveriam, Ciborg, senão, haveria alguma diferença entre os campos "GPU Clock" e "Default Clock". Observei também uma 9800GT da Point of View, semelhante a sua, mas com as frequências ligeiramente diferentes: http://www.pointofview-online.com/showroom.php?shop_mode=product_detail&product_id=127 . Vendo que a diferença é muito pequena entre ambos, o desempenho geral entre as placas devem ser semelhantes.

 

Abraço!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

Quais são as consequências dessa disparidade de versões?

 

 

Segue especificações das versões do PCI-e:

 

PCI-Express 1.0
Primeiro modelo, lançado em 2004. Contando com 16 caminhos de transmissão de dados (16x), um slot PCI-Express pode realizar o tráfego de até 4 GB/s.
 
PCI-Express 2.0
Lançado em 2007, o tipo de barramento mostrou um aumento de desempenho e envio de dados, o que para placas gráficas, por exemplo, é muito importante. Com 16x, slots PCI-Express 2.0 alcançam até 8 GB/s, podendo chegar até 16 GB/s caso seja um conector 32x.
 
PCI-Express 3.0
PCI-Express 3.0 é o modelo mais recente e apresenta a maior velocidade alcançada por faixa de dados até o momento (1 GB/s), podendo chegar até 16 GB/s. A primeira placa gráfica a utilizar o potencial do barramento foi a Radeon HD 7970, da AMD, lançada em janeiro de 2012.
 
PCI Express 4.0
Foi anunciado em novembro de 2011 que o desenvolvimento de slots PCI Express 4.0 havia sido iniciado e que ele agora teria uma taxa de transmissão de 2 GB/s por faixa. Isso possibilitaria uma transmissão de 32 GB/s em slots 16x. Placas com PCI Express 4.0 devem ser lançadas entre 2014 e 2015.
 
 
 
Pensei que a largura de banda de 57 GB/s teria alguma relação, mas conclui que essa largura é referente a comunicação interna da memória de vídeo com a GPU.
 
Sendo assim resta descobrir o quanto uma placa de vídeo pode usar do barramento para saber se a 9800GT em algum ponto não da todo seu desempenho por falta de banda no barramento versão 1.1.
Alguém sabe quanto uma placa de vídeo pode usar do barramento PCI-e em relação a suas especificações?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa tarde, Ciborg!

 

 

 

Alguém sabe quanto uma placa de vídeo pode usar do barramento PCI-e em relação a suas especificações?

 

A sua dúvida me lembrou uma matéria da TechPowerUp fez, uns tempos atrás, testando placas do calibre da HD 7970 e GTX 680 (as mais potentes naquela época) rodando jogos em vários barramentos de slot PCIex: http://www.techpowerup.com/reviews/Intel/Ivy_Bridge_PCI-Express_Scaling/1.html

 

Repare que mesmo com as placas rodando em slot PCIex x 4 1.1 elas são limitadas, mas não tão escabrosamente assim. 

 

No meu micro, percebo também uma leve limitação, por parte da configuração do slot, na capacidade máxima de carga das minhas VGAs. Antes do SLI, quando só havia uma GTX660 ti, costumeiramente alcançava 100% de uso de GPU (dependendo do jogo) porque o slot funcionava como x 16 2.0. Depois do acréscimo da segunda VGA no sistema, devido às especificações da placamãe, a comunicação total do PCIex caiu para 8 x 2.0 para cada placa. Nessa mudança, a VGA mais exigida não passa de 93% de uso de GPU, um ligeiro "gargalo", nada preocupante, porém.

 

Então, é como se as GTX rodassem em PCIex x 16 1.1, cerca de 4GB/s. Se no meu caso não há maiores implicações quanto a performance nos jogos, Ciborg, mesmo a 9800GT ter recurso da revisão 2.0, muito pouco influenciaria esse limite de banda por parte de sua placamãe. Bem, essa é a minha opinião.

 

Abraço!!

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×