Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Giuseppe

nova Legislação Estabilizador agora é : Protetor Eletrônico - e agora?!

Recommended Posts

De acordo com a nova Legislação Vigente o equipamento esta sendo denominado como Protetor Eletrônico ao invés de estabilizador.As especificações e funções são as mesmas de um estabilizador porém modificou-se a nomenclatura.

E agora meu amigo como fica? agora sim vai confundir todo mundo!!!

já vimos no fórum que a função do estabilizador não é proteger e ate mesmo prejudicar  se você tiver uma boa fonte, ai alguém mete o bedelho e muda o nome para "protetor" ai é brincadeira!!!

pergunto aos entendidos de plantão:

1-porque agora devemos chamar o estabilizador de "protetor eletrônico"? o que ele pode proteger?

2-no caso de Pcs já vimos varios topicos sobre isso mas e quanto a outros equipamentos, ex: videogames (ps4 e cia) tvs novas de tela grande, soundbars e por ai...vale a pena uso do estabilizador? digo "protetor"

 

 

 

obs: aqui eu aboli totalmente o uso do estabilizador e uso apenas filtro de linha vagabundo da clone( não achei melhor q isso)no PC e na sala ainda uso meu nobreak APC 600VA pois fiquei c pena de deixar o bichinho largado, no meu PS4 e XBO na esperança de ser melhor que nada.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

Já tem um tempo que vi o anuncio dessas coisas e pelas as especificações abaixo da pra notar o velho estabilizador renomeado.Tem "filtro de linha" chule com o mesmo nome.

 

"Protetor multi-funcional eletrônico 300va, monovolt 115/115v, filtro de linha com proteção de surtos de tensão, chave liga/desliga protegida, 4 tomadas, Indicador luminoso de entrada de rede alta ou baixa.Atende a norma de segurança e desempenho NBR 14373/2006. Cor Preto. Possui Tomadas de Entrada e Saida no PADRÃO NOVO."

 

"Protetor Elétrico 1050VA 220v, entrada: 115v e 220v, saída: 220v, microprocessado (RISC/Flash), auto diagnóstico de partida (auto teste), filtro de linha, proteção contra sub e sobre tensão com desligamento e rearme automático de saída, proteção contra surtos de tensão e sobrecarga; Função True-RMS."

 

Não é igual!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já tem um tempo que vi o anuncio dessas coisas e pelas as especificações abaixo da pra notar o velho estabilizador renomeado.Tem "filtro de linha" chule com o mesmo nome.

 

"Protetor multi-funcional eletrônico 300va, monovolt 115/115v, filtro de linha com proteção de surtos de tensão, chave liga/desliga protegida, 4 tomadas, Indicador luminoso de entrada de rede alta ou baixa.Atende a norma de segurança e desempenho NBR 14373/2006. Cor Preto. Possui Tomadas de Entrada e Saida no PADRÃO NOVO."

 

"Protetor Elétrico 1050VA 220v, entrada: 115v e 220v, saída: 220v, microprocessado (RISC/Flash), auto diagnóstico de partida (auto teste), filtro de linha, proteção contra sub e sobre tensão com desligamento e rearme automático de saída, proteção contra surtos de tensão e sobrecarga; Função True-RMS."

 

Não é igual!!!

confesso que não entendi bem, como a maioria presumo,  o ponto que quis levantar na verdade e o  porque de nomear o estabilizador para protetor? não foi somente uma questão de marketing de venda, foi uma norma nova, e veio para corrigir alguma deficiência ou esclarecer/facilitar algo, ao menos esse é o sentido...o que não entendo é se realmente o estabilizador tem realmente algum fator de proteção como sugere sua nova nomenclatura 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Giuseppe

 

Você fala da NBR 14373? Pra mim, não muda nada. A Norma só inclui um "limite de segurança" pra operação do mesmo. Fora dos limites, ele desliga, o que inutiliza o PFC de qualquer fonte decente, ligada nele....

 

Mudar a nomenclatura, não muda o hardware dele, nem o mal que ele faz..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mudar a nomenclatura, não muda o hardware dele, nem o mal que ele faz..

Mas os produto que recomendamos (linha clamper e o upsai fht) chamamos de filtro de linha mas são melhores chamados de protetores contra surtos, ai até você explicar para os leigos que focinho de porco não é tomada....

Isso vai dar uma confusão daquelas, como se não bastasse es estabilizadores dizerem ter "filtro de linha interno"....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E quando vão mudar aqueles extensores de tomadas ou régua parar de chamar de filtro de linha,já que maioria que vendem são simplesmente extensores tomadas confundem muito as pessoas sem conhecimento

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E quando vão mudar aqueles extensores de tomadas ou régua parar de chamar de filtro de linha,já que maioria que vendem são simplesmente extensores tomadas confundem muito as pessoas sem conhecimento

confundem todos, até quem tem certo entendimento e quer comprar um de qualidade, mas também se deixa enganar pelas descrições mal feitas .

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu cunhado perdeu a placa mãe black de cerca R$400 reais e o xbox 360 

porque estava usando um estabilizador (_( . Aparelho que diz 

proteger, mais na verdade muitas vezes danifica.  :angry:

E olha que ele só usava um aparelho de cada vez. 

PREFIRO mesmo é extensão com fusível (filtro de linha) bem melhor.  :cool:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

(...)

o  porque de nomear o estabilizador para protetor? não foi somente uma questão de marketing de venda, foi uma norma nova, e veio para corrigir alguma deficiência ou esclarecer/facilitar algo, ao menos esse é o sentido...o que não entendo é se realmente o estabilizador tem realmente algum fator de proteção como sugere sua nova nomenclatura 

 

Após a revisão na norma técnica de 2008 que dizia respeitos aos estabilizadores de tensão, os mesmo agora possuem por força de norma o tal do supressor de surtos e o tal do filtro de linha.

 

A norma no entanto, não especificou a qualidade minima desses componentes ficando assim à critério do fabricante. Se é a critério do fabricante nem preciso dizer que ele pode por ali, dentro do estabilizador qualquer coisa entre o minimo para ser chamado de filtro e supressor até o ideal para ser digno de receber tal nome.

 

Evidente que nessa hora, vale mesmo aquilo que for menos custoso para o fabricante e ai ele põe lá um varistor mal dimensionado entre fase e neutro e um mero capacitor x também entre fase e neutro.

 

O estabilizador então... Agora sim ele protege alguma coisa... Tanto quanto aquela régua vagabunda de R$ 20,00 reais ou seja quase nada. E pior, com um inútil estabilizador batendo relé a troco de nada. Antes fosse ligado direto na tomada ou mesmo na régua de R$ 20,00 reais, pelo menos ela não agride a fonte.

 

Quanto a função de amenizar sub/sobretensão, é até útil para aqueles equipamentos que conhecidamente não se dão muito bem com esse tipo de evento na rede AC, como por exemplo a geladeira e lampadas incandescente. O que não significa dizer que os mesmo necessitem de um estabilizador.

 

Já as fonte de alimentação chaveada, essas por sua vez estão "pouco se lixando" para a tensão AC em suas entradas já que podem bem trabalhar com ampla faixa de variação, principalmente se forem de tensão universal, entra ai a já conhecida faixa de trabalho de 90V a 264V.

 

O estabilizador também possui a questionável função de desliga-se em condições de tensão que o mesmo jugue "inapropriadas", tensão essa que fontes trabalham muito bem e desse modo, sendo uma perca de tempo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×