Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
stuard

[Ajuda] Identificando um transformador

Recommended Posts

Salve salve povo do CdH. Venho aqui hoje pedir ajuda para identificar um transformador:
 
Consegui um transformador de um velho no-break, um SMS de 1200VA, 127v, com fusivel de 25A. Minha ideia com esse transformador é copiar na cara dura mermoo uma fonte ajustável que nosso grande faller postou a uns 3 anos atrás nesse post.Minha ideia é fazer basicamente a mesma fonte, e para isso preciso identificar este transformador.

 

Pelo que li no post, o faller inverteu o trafo, usando o primario original como secundario:

"Veja ai, na foto abaixo que a potência do mesmo é de 300VA, e a corrente no fusível da bateria é de 20 Amperes. Isso demonstra que a corrente de pra mimário do mesmo, como no-break, poderia estar estimada em algo como 15 Amperes de pico (esse enrolamento passaria a ser o secundário do transformador na nova fonte)"

 

Para tal, preciso identificar onde eu ligaria os 127v para conseguir os 12v ou pelo menos para fazer uma medição. Postarei algumas fotos nos anexos, com as devidas anotações de testes de continuidade feitas nos fios e agradeço muito a ajuda de vocês para qualquer informação que possa ajudar.

 

Abraços

 

 

post-561983-0-66207600-1417668107_thumb.

post-561983-0-98568700-1417668115_thumb.

post-561983-0-03525700-1417668123_thumb.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aqueles 4 fios nas cores laranja, violeta amarelo e preto, ao meu ver, são duas bobinas que vais usar como primário, de 110 Volts cada uma.. Se ligadas em paralelo e com a fase correta servem para ligação no 110 Volts. Se ligadas em série, também com adequada polaridade, serve para ligar em 220 Volts..

 

Os dois fios azuis, conforme for a tensão dessa bobina, podem ser usados para elaboração de fonte independente e isolada galvanicamente para ser usada para alimentar um amperímetro para equipar a fonte..

Os outros 3 fios, mais grossos, compõem um enrolamento de alta corrente, com CT.. No meu caso desconsiderei o CT e usei a bobina de ponta a ponta, dois fios somente e retifiquei com ponte retificadora.. (fios de cor vermelho, branco e azul. Apostaria ser o vermelho o CT)

 

Uma lâmpada série é um dos modos com o qual se pode casar as fases, de modo correto, das bobinas do primário. Liga-se de forma a ter continuidade e se alimenta a mesma com a rede AC, via lâmpada série.. Se tudo estiver bem a lâmpada série não se manterá acesa, mostrando que a fase das bobinas foi corretamente escolhida..

Ai, aproveitando estar alimentado o transformador, se mede a tensão em dois dos fio grossos, bem como aqueles azuis..

Não é nada difícil se resolver isso dai não..

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aqueles 4 fios nas cores laranja, violeta amarelo e preto, ao meu ver, são duas bobinas que vais usar como primário, de 110 Volts cada uma.. Se ligadas em paralelo e com a fase correta servem para ligação no 110 Volts. Se ligadas em série, também com adequada polaridade, serve para ligar em 220 Volts..

 

Se você estiver correto, o autor se equivocou ao mencionar que "todos possuem continuidade entre si" ou vice versa. Algumas opções: está ligado a algo ainda; são 0-110-127-220; está em curto;por ser modelo 127, já podem ser duas bobinas em paralelo conectadas internamente; n.d.a. Sugiro medir a resistência e não apenas a continuidade. Informe o valor

Lâmpada em série em qualquer que seja a situação é uma boa pedida pra testes iniciais

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hmm... O teste com a lampada em serie eu não me lembrava. Bom ter me lembrado, será um começo.

 

Vamos pontuar algumas coisas:

 

Aqueles 4 fios nas cores laranja, violeta amarelo e preto, ao meu ver, são duas bobinas que vais usar como primário, de 110 Volts cada uma.. Se ligadas em paralelo e com a fase correta servem para ligação no 110 Volts. Se ligadas em série, também com adequada polaridade, serve para ligar em 220 Volts..

 

 

 

Se você estiver correto, o autor se equivocou ao mencionar que "todos possuem continuidade entre si" ou vice versa. Algumas opções: está ligado a algo ainda; são 0-110-127-220; está em curto;por ser modelo 127, já podem ser duas bobinas em paralelo conectadas internamente; n.d.a. Sugiro medir a resistência e não apenas a continuidade. Informe o valor

Lâmpada em série em qualquer que seja a situação é uma boa pedida pra testes iniciais

 Ao olhar a fiação do trafo tambem pensei se tratar de um 0-110-127-220, mas me lembrei que ele pertence a um nobreak monovolt e sim, todos os fios possuem continuidade entre si.

 

Testando a resistencia, tive o seguinte resultado:

(Conferi meu multimetro digital. A resisencia minima dele é 0,3ohm, tocando as pontas de provas uma a outra.Testando alguns resistores novos que tenho a medição está ok)

 

 

Fiação do suposto primario:

 

Fio preto - Qualquer outra cor: 2ohm

Fios coloridos entre si (fora o preto): 0,5ohm independente da ordem do teste

 

 

Fiação do suposto secuntario:

 

Fios azuis mais finos: 0,5 ohm

Fios coloridos grossos: 0,5ohm independente da ordem do teste.

 

 

Fiz testes de fuga e curto entre o primario e o secuntario e os fios azuis mais finos e em nenhum dos casos apresentou alteração.(Usei escala de 2M e 20M)

 

Como dito pela Isadora, esta bobina do primario pode estar em curto, a resistencia dela esta muito baixa para um primario. Providenciarei o teste com a lampada e caso tudo corra bem, testo as tensões no secundario.

Agradeço as informações ate o momento e manterei-os informados.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De volta!

 

Como determinado pelo rotulo, era um nobreak monovolt de 127v, então não haveria um center tape para o 220v, sendo assim, energizei o fio preto + fio laranja (Entremidades do primario) com a lampada em serie:

 

-Lampada não se acendeu;

-Assumindo o fio preto como um comum, testei as tensões no primario mantendo a alimentação no preto + laranja:

          -Preto + Amarelo = 110v

          -Preto + Roxo= 90v

                Isso, depois de testado fez sentido, levando em conta que nobreaks tentam fazer uma estabilização da rede elétrica, então ele tem tensões menores que são acionadas por relés sempre que se                 detecta uma tensão maior. (Fui conferir na placa e realmente cada fio, o laranja, roxo e amarelo vai a um relé diferente) E com isso, creio que a Isadora esta certa, parecem ser 3 bobinas em                      paralelo, para que possa ser feita a redução da tensão ali mesmo no primario para que o nobreak possa "estabilizar" a tensão de entrada antes da bateria.

-Ausência de sons e vibrações no trafo;

-Tensões no secundario:

     -Branco + Azul = 13v

     -Branco + Vermelho OU Azul + vermelho = 6,5v

     -Azuis mais finos entre si = 17v

           Levando isso em consideração, faller esta certo e o fio vermelho do secundario é o CT e os fios azuis são de uma bobina independente.

 

Bom, creio que solucionamos o caso. Ja que consegui a medição de todas as tensões, o trafo esta OK, posso prosseguir com a montagem da fonte. Só para finalizar, algum de vocês acha necessario fazer um teste alimentando outros fios? Ex: Preto + amarelo, Preto + Roxo, Amarelo + roxo, etc... Ou seria perda de tempo e poderia danificar o trafo?

 

No aguardo e obrigado ate agora!

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu, fosse você, alimentaria pelos fios preto + amarelo

Com isso ganharia coisa de 14,5 a 15 Volts no enrolamento grosso de saída, no caso da fonte (fios Branco e Azul)

Com essa tensão dai, que retificada e filtrada chegaria aos 20 Volts, poderias fazer uma boa fonte ajustável de 1,25 Volts a 17 Volts por uma corrente típica de até uns 8 Amperes me parece..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

entendi.. então de fato os enrolamentos do primário estão em série. Se quiseres continuar com os testes, mantenha uma fase  no preto e alterne a outra entre amarelo e roxo. Perceberás aumento nas saídas.

 

Aproveitando a carona, gostaria que me corrigissem ou confirmassem... Como saber a capacidade de corrente de um trafo? Ouvi dizer que: meço a tensão em aberto, aplico uma carga tal que provoca 20% de queda. A corrente que circula no secundário seria a que ele consegue fornecer sem se comprometer com sobreaquecimento. Você caro leitor, poderia me informar se isso está correto? Em suma: como fazer um teste de aceitação de um trafo identificado como 12Vx5A p.ex.? Isso é particularmente interessante pra mim pois compramos transformadores de fornecedores diferentes em quantidade relativamente grande. Agradeço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ok, farei como dito, manterei uma fase no preto e testarei nos demais fios para ver quem me proporciona a maior tensão nas saidas. E a medição que a Isadora deseja, seria muito util pois tambem não sei como dimensionar isso. Tanto que fiquei surpreso com o fato do faller dize que este trafo proporcionaria uma corrente de ate 8a. Como sendo de um nobreak de 1200va com um fusivel de 25a, achei que poderia tirar uns 10~15a sem problemas. Ainda mais devido a bitola do fio do secundario que é bem grosso...

 

A noite faço os novos testes e posto o resultado do ganho ou perda de tensão no secundario.

 

Obrigado ate o momento :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ok, farei como dito, manterei uma fase no preto e testarei nos demais fios para ver quem me proporciona a maior tensão nas saidas. E a medição que a Isadora deseja, seria muito util pois tambem não sei como dimensionar isso. Tanto que fiquei surpreso com o fato do faller dize que este trafo proporcionaria uma corrente de ate 8a. Como sendo de um nobreak de 1200va com um fusivel de 25a, achei que poderia tirar uns 10~15a sem problemas. Ainda mais devido a bitola do fio do secundario que é bem grosso...

 

A noite faço os novos testes e posto o resultado do ganho ou perda de tensão no secundario.

 

Obrigado ate o momento :D

 

Desculpas mils... Não havia entendido tratar-se de um no-break de 1200 VAs  Retificando, acho que podes tirar dele algo como o dobro do que citei, de modo tranquilo..

Melhor mesmo seria exercita-lo.

O método que uso e exato esse acima citado. Eu sou bem mais exigente e entendo como corrente máxima admissível aquela em que a tensão do transformador caia somente em 10%, afinal, quero o transformador para que me entrega pelo menos 90% da tensão nominal.. Não vou tolerar queda de tensão maior que 10%, mas note, isso e puro bom senso, inexiste regra fixa para tal. Lembre-se, essa tensão que caiu vai estar sobre os enrolamentos e vai virar calor com certeza..

Quero transformador [ara transformar, não para aquecer..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpas mils... Não havia entendido tratar-se de um no-break de 1200 VAs  Retificando, acho que podes tirar dele algo como o dobro do que citei, de modo tranquilo..

Melhor mesmo seria exercita-lo.

O método que uso e exato esse acima citado. Eu sou bem mais exigente e entendo como corrente máxima admissível aquela em que a tensão do transformador caia somente em 10%, afinal, quero o transformador para que me entrega pelo menos 90% da tensão nominal.. Não vou tolerar queda de tensão maior que 10%, mas note, isso e puro bom senso, inexiste regra fixa para tal. Lembre-se, essa tensão que caiu vai estar sobre os enrolamentos e vai virar calor com certeza..

Quero transformador [ara transformar, não para aquecer..

 

Não precisa se desculpar, tudo Ok.

 

Ja vi pessoas usando resistencias de chuveiro para fazer esses testes em trafos, você tem algum metodo que poderia ajudar? Realmente seria uma boa tentar tirar alguma corrente alta desse trafo para teste e para dimensionar melhor o pico de corrente que desejo, visto que ele era de um nobreak que estava parado a alguns anos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

...você tem algum metodo que poderia ajudar?

Uso exatamente isso dai. Resistências de chuveiro, mergulhadas em agua, num balde plástico, com um voltímetro AC na saída do transformador, um amperímetro em serie com a resistência e fios flexíveis de boa bitola (cabinho AWG 16 pelo menos) e com garras jacaré nas pontas, para pinçar a resistência em diferentes pontos..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

I'm back!

Continuando os testes: 

 

Energizando Preto + Amarelo 

 

-Filamento da lampa acende muito diretamente;

-Trafo sem ruido ou vibração;

-Tensões no secundário:

     -Branco + Azul = 14,3v

     -Branco + Vermelho OU Azul + vermelho = 6,7v

     -Azuis mais finos entre si = 18,7v

 

Energizando preto + Roxo

 

-Filamento da lampada ja acende com mais intesidade. Longe de ser sua intensidade total (60w) mas é bem mais perceptível que no caso anterior.

-Trafo apresenta leve ruido, sendo audível apenas em total silencio. (Pode ser que estava com leve vibração em cima da mesa de madeira usada)

-Tensões no secundario:

     -Branco + Azul = 15v

     -Branco + Vermelho OU Azul + vermelho = 7,5v

     -Azuis mais finos entre si = 20v

           

 

As tensões conseguidas usando Preto + Roxo me agradaram. Ficou algo mais "redondo". Esse levissimo ruido/vibração que o trafo apresentou é algo que devo me preocupar? Algo mais a considerar? Caso não, definirei esse Preto+Roxo como meu primario e partirei para a fase do teste bruto, de corrente.

 

Esses são os ultimos passos para iniciar o "hard test" dele. Enquanto decidimos o primario, meu amperimetro/voltimetro digital esta a caminho, ai posso fazer o teste com a resistência de chuveiro e descobrir quanto esse brutamontes pode me oferecer sem cair abaixo dos 10%.

 

Mais uma vez, obrigado e estamos quase no final.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

-Filamento da lampada ja acende com mais intesidade. Longe de ser sua intensidade total (60w) mas é bem mais perceptível que no caso anterior.

-Trafo apresenta leve ruido, sendo audível apenas em total silencio. (Pode ser que estava com leve vibração em cima da mesa de madeira usada)

-Tensões no secundario:

     -Branco + Azul = 15v

     -Branco + Vermelho OU Azul + vermelho = 7,5v

     -Azuis mais finos entre si = 20v

           

 

 

Coloque mais uma lâmpada de 100W em paralelo com a 1a

pra obter tensões mais exatas. Lembrando que ao acender (ou mesmo sem perceber) sempre haverá uma queda de tensão em cima dela, e assim o valor da tensão do secundário será menor. Eu arriscaria sem medo ligar até 4 lâmpadas de 60W em paralelo  (240W). Afinal, mesmo se tiver em curto, o pior que pode ocorrer é sua conta de luz vir mais cara se deixar ligadas diretas.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Coloque mais uma lâmpada de 100W em paralelo com a 1a

pra obter tensões mais exatas. Lembrando que ao acender (ou mesmo sem perceber) sempre haverá uma queda de tensão em cima dela, e assim o valor da tensão do secundário será menor. Eu arriscaria sem medo ligar até 4 lâmpadas de 60W em paralelo  (240W). Afinal, mesmo se tiver em curto, o pior que pode ocorrer é sua conta de luz vir mais cara se deixar ligadas diretas.

 

Hmm... É uma ideia. Ate que valor de potencia (w) você aconselha ligar para ter uma tensão "certa" no secundario para dizer: "Ok, é essa que vou trabalhar"? Esses 240w?

 

Obrigado :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Depois de descoberto o correto ou os corretos enrolamentos de primário o adequado mesmo, para tomar medidas definitivas, é alimentar o mesmo com a rede AC direta, sem a Lâmpada série..

 

A lâmpada série serve mesmo como segurança para não se fazer cacaca na fase de identificação.. Por essa já passastes..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ma como disse, esse pequeno ruido/vibração que esta tendo não seria algo para se preocupar? Caso não, o enrolamento a ser usado no primario ja estaria decidido, e seria o Preto+Roxo por ter as mais altas tensões.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa @ , a ideia é essa mesmo, aprender. Olhei no google como você postou e acho q resolvi as vribrações. Dei um belo aperto nos parafusos + porcas do trafo e ele parou de vibrar. Fiz o teste tambem ligando ele diretamente na rede eletrica no primario que escolhi, e obtive 16v. Agora só esperar meu amperimetro chegar que passo pro "hard test" de corrente.

 

 

Edit:

Topico NÃO FOI abandonado.Amperímetro a caminho.... Final de ano é ***** pra entregas, principalmente internacionais... Assim que chegar continuo a brincadeira.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ola eu tenho um trafo e queria seber como ligar no 110v ele tem 3 fios grossos que sao vermelho azul e branco que eu sei que vai na bateria o problema sao os outros fios que eu nao sei liga. que sao maron.cinza.roxo.amarelo.2 fios azul.laranja .preto si aguen sober qual deles eu uso para ligar no 110v  eu agradeço obrigado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo você pode não acreditar mas tem gente que consegue ouvir mentalmente uma música só lendo a partitura.. sério! Mas este não é meu caso. Mas tento... sério... Ajude-nos a te ajudar...Tente publicar algumas fotos do seu trafo. Posteriormente pode-se pedir-te que faça algumas medições de resistência

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×