Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Mattec

Resistência específica na saída do circuito - Boia de combustível

Recommended Posts

Olá galera,

 

Quero compartilhar um desafio, substituir o medidor de combustível analógico por um digital (da moto).

Atualmente tenho um sistema analógico que gera uma leitura (medidor de combustível) á partir de uma resistência variável de 8 a 95 ohm (boia de combustível - resistência variável linear).

Utilizando a mesma resistência de 8 a 95 omh, preciso de um circuito que gere uma resistência de saída final entre 50 a 510 ohm para o painel digital ler corretamente a variação de combustível, ou seja, a cada variação da boia precisa haver a variação da resistência de saída para o medidor digital também de forma linear e equivalente.

Pensei em utilizar inicialmente um circuito estabilizador de tensão utilizando um LM7812 com capacitores (estabilizadores) mas, depois não consigo avançar, .........não sei se preciso de um circuito estabilizador de corrente ou de tensão !

Alguem pode sugerir algum circuito pfv?

 

post-752351-0-34768300-1421928343_thumb.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você precisa de um potenciômetro digital + um microcontrolador com entrada ADC.

O micro pode converter facilmente o valor da resistência original no valor desejado.

https://www.google.com.br/search?q=resistor+digital&ie=utf-8&oe=utf-8&gws_rd=cr&ei=xPDAVMnEC4LhsAT8_YHoAw#q=potentiometer+digital

Claro que terá que fazer um programa para o micro desejado, mas se não souber, o pessoal pode te ajudar.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se servir de alguma coisa...

se fosse eu (eu) tentaria com transistor apenas. (já  que o nome vem transfer resistor). Tipo casador de impedância. Só que não me dou muito a teoria e matemática da coisa. Essencialmente, seu leitor digital não vai ler a resistencia e sim a tensão provocada pela variação da resistência. Com isso em mãos (ou em mente) eu (eu) apenas colocaria um transistor com C e E na entrada 50 a 510, um trimpot chute 100k na base em serie com o sinal de 8 95R pra ajustar os níveis max e mim. Bom este seria só o começo... Depois uma evolução: usar ampop (mas a matemática, aff). Depois veria que nada disso ia dar certo e iria de @ mesmo kk


ah sim. aplicar no terminal do meio do 7805 ou 12 de fato usar a resistencia como realimentação  pode provocar uma variação linear de tensão na saida também (apesar de você querer variação de resistencia, eu sei)

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Isadora Ferraz & @Mattec

A ideia de usar um micro é já fazer o medidor digital, aí nem precisaria do pot. digital.

A dica da isadora pode dar certo, desde que consiga uma escala de tensão de saída linear para o seu medidor que, acredito,  já deve ter. Nada que um amplificador operacional com limites de ganhos mínimo e máximo (uma janela) não possa resolver. A saída seria conectada ao seu medidor. Isso se ele aceitar uma tensão de entrada no lugar de resistência. Pelas sua imagem só vejo 2 fios de entrada. Tem o modelo dele, caso tenha comprado?

Ou esquema caso tenha construído?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado pelo suporte xykoTE e Isadora Ferraz,

 

Segue o modelo do painel que fará a medição do nível de combustível que trabalha com alimentação de 12vcc e variação ohmica para medição máx e mín de combustível.


Segue modelo.

post-752351-0-83784200-1421952694_thumb.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

OK... como o potenciômetro está em série, é bem provável que internamente tem um resistor pra formar um divisor de tensão.

Se é este o caso, não dá pra simplesmente colocar um resistor fixo em série com o pot. original para a entrada?

Pra isto terá que fazer testes com o tanque vazio, meio tanque e cheio e nas 3 condições fazer o teste utilizando um potemciometro para saber que resistor usar.

Caso não dê certo, fazer o circuito com operacional.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Provavelmente terei que trabalhar com foco em um circuito; colocar um resistor em série com o pot. não resolve porque assim alteraria toda a resistência de saída (máx e mín). Se por exemplo eu colocar um resistor de 50ohm em série teríamos a medição de tanque cheio perto do limite (pot. com 58ohm) porém, quando tivermos o pot. com a resistência máxima de 95ohm (que deverá ser tanque vazio), a max resistência seria 95 + 50 = 145ohm que representa apenas 28% da resistência necessária para reduzir a corrente e marcar tanque vazio.......(ver anexo exemplo).

Estou tentando elaborar um circuito considerando todas as sugestões........mas ainda não foi conclusivo!


anexo!


anexo!

post-752351-0-53715700-1422012974_thumb.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

é pra seu uso pessoal? se sim já considerou desmontar pra ver o que tem dentro? de repente dá pra fazer algum ajuste-adaptação (vulgo gambiarra). Pode até mesmo ter um trimpot de ajuste. Mas se for pra algo digamos.. profissional... aí sim vai bem algo melhor elaborado. Tente algo com ampop mesmo. tipo assim

ampop-inversor.jpg

(infelizmente não achei nada na net pro SEU propósito)

Polarize o sinal de entrada e coloque um resistor em série com a saída. Bom eu (eu ) faria algo do tipo

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim, é para uso pessoal.

Pensei nisso mas o painel é selado e não tenho o diagrama eletrônico onde, existe um alto risco de descalibrar qq função do painel.  

No caso da boia (resistor 8-95ohm) não existe condição de modificar a resistência, é um sistema eletrônico bem sensível associado á um mecanismo ruim.

Gostei da ideia, vou trabalhar no circuito com estabilizador de tensão (LM7812) e incorporar um ampop com trimpot para ajuste fino da tensão de saída. Talvez preciso de duas linhas de ampop, uma para trabalhar com a resitência menor até o limite de ajuste do trimpot, e outro para a resistência max........provavelmente incorporar uns zenners para chavear os ampop...........sei lá tô viajando aqui.........kkkk.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não querendo ser chato, já sendo...

Meça a tensão na entrada do medidor, depois do potenciômetro.

Veja a tensão mínima e máxima.

Depois meça a tensão mínima e máxima na saída do potenciômetro do tamque de combustível.

Se fosse  eu, entraria com a tensão num ADC de um uC e converteria os valores da faixa de entrada nos valores da faixa que o medidor requer. Mesmo que tivesse que criar uma tabela para ter uma faixa de saída  linear.

Rápido, fácil e sem ter que calibrar toda vez que for montar outro ou o mesmo descalibrar por fatores externos como temperatura, vibração, desgaste, etc.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

boa @ ! té eu faria isso. Sou contra este negócio de calibraçao com trimpot e tal. Mas digamos que o amigo não tenha tanta intimidade um mc. Vou aproveitar sua ideia. Esqueça valores ôhmicos. Com um pot APLIQUE com cuidado (vá entender) a tensão na entrada do seu medidor. Anote os valores quando ele mede mim [med] e máx. Reserve. Agora MEÇA a tensão da boia original quando ela está no min [med] e max. Com os dois dados em mãos (ou na mente) alimente uma teoriazinha pro ganho de um ampop. essencia=G=vou÷Vi. Acho que nem precisa mas tem ampops de precisão que nem variam (tanto) com temperatura. Talvez precise um tipo rail to rail .. ou não

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×