Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Equipe Clube do Hardware

Teste do processador Core i7-5960X

Posts recomendados

Mas pelo preço, ele leva uma surra do irmão menor! Perde em quase tudo e onde deveria vencer, rende apenas 20%-30% mais, por muito mais custo, nem para uso profissional seria boa opção! Como sempre, a Intel colocando o preço que quer nesse mercado e fazendo excelentes B.O.s!

 

 

P.S. Faltou um teste com mais GPU's e software de renderização com multiprocessamento CPU-GPU, quem sabe se mostra viável nesse segmento.

 

Muitas vezes o alto valor é justificado não apenas pelo desempenho, mas sim pela falta de concorrência.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De fato a AMD jogou a toalha em termos de desempenho/consumo e, sabiamente, foca no custo-benefício. As APU's parecem ser o futuro da AMD no desktop, já que se encaixam muito bem nessa proposta. 

Outro fato é que a ausência de concorrência tem permitido à Intel cobrar o que bem entende. Mas nesse caso específico basta ter bom senso, afinal, as gerações passadas o i7 e, até mesmo, as versões mais caprichadas do i5 tem uma excelente performance.

Agora sobre o teste, por que não rodaram os games em fullHD se o monitor e a VGA suportariam tranquilamente? E teste de over cloque sem over volt é algo um tanto desnecessário (claro que o processador só iria subir algo próximo de 0,2MHz - além do turbo - sem incremento de tensão). No mais foi um bom teste.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

De fato a AMD jogou a toalha em termos de desempenho/consumo e, sabiamente, foca no custo-benefício. As APU's parecem ser o futuro da AMD no desktop, já que se encaixam muito bem nessa proposta. 

Outro fato é que a ausência de concorrência tem permitido à Intel cobrar o que bem entende. Mas nesse caso específico basta ter bom senso, afinal, as gerações passadas o i7 e, até mesmo, as versões mais caprichadas do i5 tem uma excelente performance.

Agora sobre o teste, por que não rodaram os games em fullHD se o monitor e a VGA suportariam tranquilamente? E teste de over cloque sem over volt é algo um tanto desnecessário (claro que o processador só iria subir algo próximo de 0,2MHz - além do turbo - sem incremento de tensão). No mais foi um bom teste.

 

Olá,

Rodar jogos em Full HD faria sobrecarregar a placa de vídeo. Assim, qualquer possível diferença de desempenho causada pelo processador desapareceria pois a placa de vídeo passaria a ser o gargalo.

Rodar os jogos em resolução e qualidade de vídeo mais baixas fazem com o que gargalo seja o processador, desta forma podendo-se medir o desempenho do mesmo.

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muitas vezes o alto valor é justificado não apenas pelo desempenho, mas sim pela falta de concorrência.

 

É o principal motivo porque sempre gostei e torci pela AMD, e continuo fazendo isso.

 

Eu me lembro bem como eram os preços e o acesso a computadores aqui no Brasil uns 20 anos atrás, quando PC era sinônimo de Intel.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado pelo teste. Estou saindo da AMD e migrando para INTEL e venho comprando as péças, a algum tempo.E comprei o I7 4470K e uma VGA GTX 770 da Nvidia e bem feliz com isso.Vou ficar um bom tempo com o conjunto. Abraço a todos. :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É o principal motivo porque sempre gostei e torci pela AMD, e continuo fazendo isso.

 

Eu me lembro bem como eram os preços e o acesso a computadores aqui no Brasil uns 20 anos atrás, quando PC era sinônimo de Intel.

Eu também gosto da AMD, mas hoje vale mais à pena investir na Intel. Paga se mais caro, mas a relação desempenho/consumo é muito maior. Torço muito para a AMD conseguir dar a volta por cima.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fugindo novamente do tópico, apenas pra aproveitar o que vem sendo postado! ;)
 

Eu também gosto da AMD, mas hoje vale mais à pena investir na Intel. Paga se mais caro, mas a relação desempenho/consumo é muito maior. Torço muito para a AMD conseguir dar a volta por cima.


@NASCARBR, entendo seu ponto de vista e concordo, salientando o que você mesmo escreveu: desempenho/consumo.
 
Mas para um usuário que prefere gastar menos do que ter mais desempenho, sem abrir mão de um bom computador, inclusive no desempenho do vídeo, alguém seriamente recomendaria um Intel?

A impressão que eu tenho é que o foco da AMD já mudou há algum tempo e isto está ficando cada vez mais claro pra nós. A grande maioria dos testes com vários processadores mostra que o desempenho do vídeo integrado da AMD bate o Intel. Ou seja: a ideia parece ser produzir bons processadores com vídeo integrado que atendam a maior parte do público consumidor.
 
Acho que se a AMD quisesse, poderia continuar oferecendo uma bela disputa com a Intel, como sempre aconteceu. Dá pra acreditar que a Intel simplesmente disparou na frente e deixou a AMD comendo poeira? Dá pra acreditar que a AMD simplesmente não consegue mais acompanhar a Intel no segmento performance?

Acredito que atualmente a escolha de quem busca desempenho seja a Intel justamente porque o foco de AMD, pelo menos neste momento, não é o desempenho.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fugindo novamente do tópico, apenas pra aproveitar o que vem sendo postado! ;)

 

@NASCARBR, entendo seu ponto de vista e concordo, salientando o que você mesmo escreveu: desempenho/consumo.

 

Mas para um usuário que prefere gastar menos do que ter mais desempenho, sem abrir mão de um bom computador, inclusive no desempenho do vídeo, alguém seriamente recomendaria um Intel?

A impressão que eu tenho é que o foco da AMD já mudou há algum tempo e isto está ficando cada vez mais claro pra nós. A grande maioria dos testes com vários processadores mostra que o desempenho do vídeo integrado da AMD bate o Intel. Ou seja: a ideia parece ser produzir bons processadores com vídeo integrado que atendam a maior parte do público consumidor.

 

Acho que se a AMD quisesse, poderia continuar oferecendo uma bela disputa com a Intel, como sempre aconteceu. Dá pra acreditar que a Intel simplesmente disparou na frente e deixou a AMD comendo poeira? Dá pra acreditar que a AMD simplesmente não consegue mais acompanhar a Intel no segmento performance?

Acredito que atualmente a escolha de quem busca desempenho seja a Intel justamente porque o foco de AMD, pelo menos neste momento, não é o desempenho.

Sim, vídeo integrado a AMD ganha mesmo e realmente deve ser o foco dela.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fugindo novamente do tópico, apenas pra aproveitar o que vem sendo postado! ;)

 

@NASCARBR, entendo seu ponto de vista e concordo, salientando o que você mesmo escreveu: desempenho/consumo.

 

Mas para um usuário que prefere gastar menos do que ter mais desempenho, sem abrir mão de um bom computador, inclusive no desempenho do vídeo, alguém seriamente recomendaria um Intel?

A impressão que eu tenho é que o foco da AMD já mudou há algum tempo e isto está ficando cada vez mais claro pra nós. A grande maioria dos testes com vários processadores mostra que o desempenho do vídeo integrado da AMD bate o Intel. Ou seja: a ideia parece ser produzir bons processadores com vídeo integrado que atendam a maior parte do público consumidor.

 

Acho que se a AMD quisesse, poderia continuar oferecendo uma bela disputa com a Intel, como sempre aconteceu. Dá pra acreditar que a Intel simplesmente disparou na frente e deixou a AMD comendo poeira? Dá pra acreditar que a AMD simplesmente não consegue mais acompanhar a Intel no segmento performance?

Acredito que atualmente a escolha de quem busca desempenho seja a Intel justamente porque o foco de AMD, pelo menos neste momento, não é o desempenho.

Meu caro, mas os integrados da Intel sempre foram porcos, desde dos tempos dos 386 e 486, quando o vídeo integrado ficava no chipset da mobo em vez de estarem no CPU, até os integrados da VIA era melhor que os integrados da Intel, não foi mudança de foco, faltou foi competência para acompanhar, infelizmente. :(

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu caro, mas os integrados da Intel sempre foram porcos, desde dos tempos dos 386 e 486, quando o vídeo integrado ficava no chipset da mobo em vez de estarem no CPU, até os integrados da VIA era melhor que os integrados da Intel, não foi mudança de foco, faltou foi competência para acompanhar, infelizmente. :(

 

Faltou competência ou interesse?  :unsure:

 

Claramente a AMD parece ter jogado a toalha no mercado high-end (estou falando apenas dos processadores), O mercado de entrada e custo/benefício parece ser bem mais atrativo para a empresa, afinal, abrange uma parcela muito maior de consumidores.

 

O único problema disso já foi abordado anteriormente neste mesmo tópico: o monopólio da Intel no segmento high-end. Isto não é benéfico para nós, consumidores.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Meu caro, mas os integrados da Intel sempre foram porcos, desde dos tempos dos 386 e 486, quando o vídeo integrado ficava no chipset da mobo em vez de estarem no CPU, até os integrados da VIA era melhor que os integrados da Intel, não foi mudança de foco, faltou foi competência para acompanhar, infelizmente. :(

 

Acho que eu não entendi o que você quis dizer, @Scotta...

 

Nos tempos dos 386/486 as placas-mãe não tinham vídeo integrado. Nem vídeo, nem rede, nem som... eram basicamente para conectar processadores e memórias, com muitos slots de expansão para permitir a conexão de placas de vídeo, rede, som...

 

Posteriormente, quando as placas-mãe começaram a oferecer vídeo, rede e som integrados (na maioria dos casos de baixa qualidade), havia modelos tanto para processadores Intel como para processadores AMD. A baixa qualidade do vídeo, naqueles casos, não estava relacionada aos fabricantes dos processadores. Um dos computadores que eu tive, por exemplo, foi um K6 II de 500 Mhz (AMD) que usava uma dessas horríveis placas-mãe "tudo-em-um".

 

Processador com vídeo integrado é mais recente. Pessoalmente, eu fiquei muito pessimista quando soube que começariam a produzir assim. No começo, achei que poderia ser desastroso. Eu estava enganado: mesmo o vídeo integrado da Intel tem qualidade razoável se o usuário não for exigente. Por outro lado, o vídeo integrado da AMD é realmente bom. Posso estar enganado, mas vi a AMD dar um belo salto de qualidade nessa área depois que ela comprou a ATI, anos atrás.

 

Respeito sua opinião mas, com tudo o que vi, li e ouvi ao longo dos anos, não acredito que a AMD esteja "levando um baile" da Intel. Pra mim, está claro que o que vem acontecendo é mudança de foco, mesmo.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Belo teste, parabéns, Rafael. Sempre acompanho cada novo teste do CdH.

 

Uma coisa que me intrigou. Quando a AMD lançou o FX 8150, ele tinha exatamente os mesmos problemas desse i7 5960X: Em aplicações single thread, o FX 8150 perdia para os i7 e até i5. Mas em aplicações Multi thread (como o próprio cinebench), ele chegava perto de core i7 que custava o dobro do seu valor ou até mais que isso. Resultado? Todos apontaram o FX 8150 como fail, pra quê esse monte de núcleos pra do fim das contas suar pra empatar com 4 núcleos da intel? Mas no caso do i7 5960X isso não acontece rsrs. Ele custa três vezes o valor de um i7 "normal" pra perder na maioria dos testes e, em raríssimos casos, ter um desempenho que não chega nem a ser o dobro dos outros processadores que custam 1/3 do seu valor...

 

Ok, eu entendo que ele é um processador com um público alvo bem específico, não é pra qualquer um. Mas o FX 8150 e até o FX 8350 também eram, mas foram massacrados pela crítica.

 

Depois do FX 8350, realmente a AMD perdeu a noção, "jogando" no mercado processadores que nada mais são do que FX 8150 com overclock de fábrica e absurdo consumo de energia.(overclock = maior consumo)

 

Quando se adquire um rótulo, fica difícil tirá-lo. Pra um processador AMD ser elogiado ele tem que ser de graça, ter um desempenho jamais visto na história do universo, (peguei pesado rsrs) esquentar tão pouco que nem vai precisar de cooler e ainda funcionar até sem energia rsrs. Já a intel, lança no mercado um processador com praticamente o mesmo desempenho da geração anterior (vide familia core i de 2ª e 3º gerações) e todo mundo bate palmas!

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Belo teste, parabéns, Rafael. Sempre acompanho cada novo teste do CdH.

 

Uma coisa que me intrigou. Quando a AMD lançou o FX 8150, ele tinha exatamente os mesmos problemas desse i7 5960X: Em aplicações single thread, o FX 8150 perdia para os i7 e até i5. Mas em aplicações Multi thread (como o próprio cinebench), ele chegava perto de core i7 que custava o dobro do seu valor ou até mais que isso. Resultado? Todos apontaram o FX 8150 como fail, pra quê esse monte de núcleos pra do fim das contas suar pra empatar com 4 núcleos da intel? Mas no caso do i7 5960X isso não acontece rsrs. Ele custa três vezes o valor de um i7 "normal" pra perder na maioria dos testes e, em raríssimos casos, ter um desempenho que não chega nem a ser o dobro dos outros processadores que custam 1/3 do seu valor...

 

Ok, eu entendo que ele é um processador com um público alvo bem específico, não é pra qualquer um. Mas o FX 8150 e até o FX 8350 também eram, mas foram massacrados pela crítica.

 

Depois do FX 8350, realmente a AMD perdeu a noção, "jogando" no mercado processadores que nada mais são do que FX 8150 com overclock de fábrica e absurdo consumo de energia.(overclock = maior consumo)

 

Quando se adquire um rótulo, fica difícil tirá-lo. Pra um processador AMD ser elogiado ele tem que ser de graça, ter um desempenho jamais visto na história do universo, (peguei pesado rsrs) esquentar tão pouco que nem vai precisar de cooler e ainda funcionar até sem energia rsrs. Já a intel, lança no mercado um processador com praticamente o mesmo desempenho da geração anterior (vide familia core i de 2ª e 3º gerações) e todo mundo bate palmas!

 

Infelizmente você está coberto de razão.

E muita gente não se dá conta de que, se a AMD não conseguir mais competir com a Intel, quem perde somos nós, consumidores.

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu sempre fui fã da AMD e sinceramente não me importo tanto com o desempenho um pouco mais baixo em alguns comparativos, sendo que paguei menos pelo processador. Mas encarar desempenho menor com maior consumo, onerando a conta de luz que hoje pesa no orçamento, não dá. Não há boa relação custo-benefício, por isso estou partindo para Intel.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No momento em que vivemos, com os processadores atualmente oferecidos tanto pela AMD como pela Intel, quem quer ou precisa de alto desempenho inevitavelmente irá de Intel.

 

Vai "ralar" o bolso pra comprar, mas hoje não há alternativa equivalente na AMD. Vamos ver o que o futuro nos trará.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

No momento em que vivemos, com os processadores atualmente oferecidos tanto pela AMD como pela Intel, quem quer ou precisa de alto desempenho inevitavelmente irá de Intel.

 

Vai "ralar" o bolso pra comprar, mas hoje não há alternativa equivalente na AMD. Vamos ver o que o futuro nos trará.

 

Isso só para quem precisa de MUITO desempenho, já que o AMD não oferece concorrente para o Core i7.

Eu sempre fui fã da AMD e sinceramente não me importo tanto com o desempenho um pouco mais baixo em alguns comparativos, sendo que paguei menos pelo processador. Mas encarar desempenho menor com maior consumo, onerando a conta de luz que hoje pesa no orçamento, não dá. Não há boa relação custo-benefício, por isso estou partindo para Intel.

 

Essa questão é meio mito. Vejamos, um processador AMD típico com 95 W contra um Intel típico com 65 W. São 30 W a mais.

Considerando o PC ligado 8 horas por dias, são 240 horas por mês. Assim, esse consumo extra é de 0,030 kW x 240 h = 7,2 kWh.

Considerando que o kWh custa em média R$0,50, esse "peso no orçamento"  na conta de luz é de menos de R$4 por mês. Não creio que seja significativo.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso só para quem precisa de MUITO desempenho, já que o AMD não oferece concorrente para o Core i7.

 

Foi o que eu quis dizer.

 

Particularmente, eu continuo gostando, torcendo, usando e indicando AMD para a grande maioria das necessidades/utilizações do dia-a-dia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa questão é meio mito. Vejamos, um processador AMD típico com 95 W contra um Intel típico com 65 W. São 30 W a mais.

Considerando o PC ligado 8 horas por dias, são 240 horas por mês. Assim, esse consumo extra é de 0,030 kW x 240 h = 7,2 kWh.

Considerando que o kWh custa em média R$0,50, esse "peso no orçamento" na conta de luz é de menos de R$4 por mês. Não creio que seja significativo.

Lembrando que raramente utilizamos todo o potencial do processador, a maior parte do tempo ele está trabalhando com menos de 10% de uso.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lembrando que raramente utilizamos todo o potencial do processador, a maior parte do tempo ele está trabalhando com menos de 10% de uso.

 

Exato, ou seja, o impacto na conta será de R$4 apenas no caso de um processador rodando em full (por exemplo, folding@home) 8 horas por dia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Infelizmente você está coberto de razão.

E muita gente não se dá conta de que, se a AMD não conseguir mais competir com a Intel, quem perde somos nós, consumidores.

 

Exato, é por isso que torço tanto pela AMD.

As pessoas dão importância demais ao processador, sendo que em raros casos é ele quem faz a diferença. Por exemplo, um usuário comum vê no teste um i7 sendo mais rápido que seu concorrente e ele pensa: "Intel é melhor". Aí vai montar uma máquina e quer processador Intel... Mas não vai ser o i7 que ele viu no teste, simplesmente porquê é muito caro, mas vai pegar um i3, ou um Pentium G, certo de que Intel é o melhor negócio rsrs. Não que esses processadores que citei sejam ruins, muito pelo contrário, mas nesse segmento, a AMD oferece concorrência sim.

 

As APU's da AMD oferecem um excelente custo x benefício, tendo desempenho de processamento muito próximo de seus concorrente de mesmo valor e de quebra, oferecem um vídeo integrado que dá um banho na concorrência, que na maioria dos casos, não roda qualquer jogo recente mesmo no mínimo.

 

Sempre gostei dos testes do Clube do Hardware pois sempre comparam hardwares na mesma faixa de preço, o que considero muito justo.

E quando não fazem isso, deixam bem claro que estão usando um processador de menor valor da concorrência por a mesma não possuir outro mais caro.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Belo teste, parabéns, Rafael. Sempre acompanho cada novo teste do CdH.

 

Uma coisa que me intrigou. Quando a AMD lançou o FX 8150, ele tinha exatamente os mesmos problemas desse i7 5960X: Em aplicações single thread, o FX 8150 perdia para os i7 e até i5. Mas em aplicações Multi thread (como o próprio cinebench), ele chegava perto de core i7 que custava o dobro do seu valor ou até mais que isso. Resultado? Todos apontaram o FX 8150 como fail, pra quê esse monte de núcleos pra do fim das contas suar pra empatar com 4 núcleos da intel? Mas no caso do i7 5960X isso não acontece rsrs. Ele custa três vezes o valor de um i7 "normal" pra perder na maioria dos testes e, em raríssimos casos, ter um desempenho que não chega nem a ser o dobro dos outros processadores que custam 1/3 do seu valor...

 

Ok, eu entendo que ele é um processador com um público alvo bem específico, não é pra qualquer um. Mas o FX 8150 e até o FX 8350 também eram, mas foram massacrados pela crítica.

 

Depois do FX 8350, realmente a AMD perdeu a noção, "jogando" no mercado processadores que nada mais são do que FX 8150 com overclock de fábrica e absurdo consumo de energia.(overclock = maior consumo)

 

Quando se adquire um rótulo, fica difícil tirá-lo. Pra um processador AMD ser elogiado ele tem que ser de graça, ter um desempenho jamais visto na história do universo, (peguei pesado rsrs) esquentar tão pouco que nem vai precisar de cooler e ainda funcionar até sem energia rsrs. Já a intel, lança no mercado um processador com praticamente o mesmo desempenho da geração anterior (vide familia core i de 2ª e 3º gerações) e todo mundo bate palmas!

*****, perfeito!

Estou pensando em aposentar meu velho FX-8350, e a primeira coisa que me veio a cabeça depois que li essa review foi exatamente isso! Várias vezes ele teve que salientar que o software não reconhecia todos os threads. ok! Mas foi exatamente esse o motivo pelo qual o FX-8350 foi massacrado no seu tempo.

 

Outro ponto (pra considerar a troca) foi a questão do consumo e conta de energia no final do mês, e esse fator apenas não justifica.

Sobra apenas a curiosidade, mas acho que não há necessidade no final das contas.

 

p.s.: caindo de paraquedas num tópico antigo (direcionado pelo google), mas tive que comentar! rs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!