Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
codigo rapido

RESOLVIDO Duvida teste ci ressonante em rádio FM

Recommended Posts

Olá Pessoal!

 

Este é meu primeiro post no forum. Fazia um tempão que não trabalhava com eletrônica e estes dias, pra relembrar e testar uns projetos, pequei um teste pra fazer do qual to apanahndo na pratica. Vou precisar de alguma ajuda de alguem mais experiente. Será que alguem pode me dar uma ajuda nisso?

 

Primeiro vou mostrar as calculadoreas que criei pra me ajudar nesse estudo. Acho que posso estar errando nos calculos, pois notei que as referencias que encontrei na internete não possuiam exemplos modelos e nas converções das potencias me deixaram na duvida:
http://tivideotutoriais.blogspot.com.br/2015/03/um-pouco-sobre-circuitos-ressonantes.html
 

Estou tentando fazer um circuito simples. Um circuito ressonante na frequencia de 90MHz

Composto apenas pelo circuito Ressonante e uma bateria de 9V, onde o circuito ressonante tem:

- Capacitor variavel em 14.67 pF
- Indutor com núcleo de ar:
L = 0.213183455 μH (uH)

Numero de voltas da bobina: 6

Raio = 3 mm

Passo da espira: 1mm dando um comprimento de 6mm 

 

Se eu sintonize o rádio na faixa de 90MHz (Ou perto disso), ao aproximar o circuito ressonante do rádio e ligar e desligar rapidamente o ci ressonante da bateria, eu escutaria os estampidos desse liga e desliga. Só que... nada...

 

Alguem fez algum estudo semelhante?
A forma como estou tentando fazer esse teste com o circuito ressonante é funcional ou existe alguma outra forma mais simples de se testar?

Onde eu poderia estar errando que não consigo jogar o sinal para o rádio?

 

Um dos meus objetivos neste teste é conseguir criar uma forma simples de:

Com um indutor de medidas conhecidas a sintonizaçao de uma frequencia conhecida, determinar a capacitancia do capacitor;

ou, pelas medidas conhecidas do capacitor e a sintonização de uma frequencia, determinar a indutância do indutor.

 

Estes testes devem ser feitos sem ajuda de capacimetro, indutimetro ou ociloscópio.

 

Obrigado pela atenção.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Desculpe a minha ignorância, mas o que é um CI Ressonante ?

Paulo

Desculpe o senhor a minha ignorância. Corrigi o post.

Na verdade é um circuito ressonante:

Um circuito ressonante, no meu caso do teste, é uma combinação em paralelo de 1 capacitor e 1 indutor. Bom, isso é de que um circuito ressonante é composto. (O que é em composição). O que é, pela função, no meu interesse no momento: Um oscilador de muito alta frequencia (VHF) que servirá como onda portadora de sinal.

Objetivo:

Eu não tenho capacimetro, indutimetro, frequencimetro muito menos osciloscópio. Mesmo assim, vi que essa é uma forma muito fácil e interessante de medir capacitancia e indutancia nos projetos que darei inicio.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Atingamente eu cheguei a medir o indutor com oscilo (preguiça de escrever osciloscópio) + gerador de sinais. Sabia o valor de C. A freq (preguiça de escrever freqüência e com trema ainda) na qual a senóide era maior colocava na fórmula f=1/2pi raiz de lc e tal. Fiz até uma fórmula no excel pra faclitar a vida

Muitos anos depois achei isso

indutimetrodigital.gif

http://eletronicaampere.xpg.uol.com.br/induimetro.html

(induimetro!!? prefiro indutímetro)

Nunca montei mas tive curiosidade. Se um dia montar, mostre o resultdado pra nós!

Muitíssimos anos depois comprei um indutímetro e terminou a graça

abç

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Atingamente eu cheguei a medir o indutor com oscilo (preguiça de escrever osciloscópio) + gerador de sinais. Sabia o valor de C. A freq (preguiça de escrever freqüência e com trema ainda) na qual a senóide era maior colocava na fórmula f=1/2pi raiz de lc e tal. Fiz até uma fórmula no excel pra faclitar a vida

Muito legal isso!

É algo assim que to tentando fazer. Mais na unha. Só que eu não sei porque não tá funcionando. Já fiz essa mesma brincadeira a uns 10 anos atras e funcionou beleza. Menos hoje. Algo que tá passando pela minha cabeça é que o rádio onde estou testando possa ter muitos filtros e estão barrando meu sinal. Isso seria possível?

 

Programar claculadoras pra isso realmente é um adiamtamento de vida. Por isso disponibilizei a minha.

 

Gostei do circuito que mostrou. Acho que tenho alguns cd4011 aqui que podem quebrar um galho se eu não conseguir matar a charada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

4011 não deve dar pois não é shimith trigger, 4093, 40106, 74hc14 (to escrevendo de memória) podem dar

Mas curioso seu autodesafio. Não usa nenhum componente ativo? tipo transistor, ci, válvula ou algo assim? Prenda o fôlego e leia a pergunta: basta um curtinho na bateria no circuito série LC e vai haver troca de energias entre eles e dar uma microoscilada e prentende capturar isso num rádio fm sintonizado na frequencia que teoriza estar em ressonância e ouvir um tic no autofalante do rádio? ufa

Bom tente colocar bem próximo da antena. Mas nem sabia que fm pega este tipo de ruído pelos canais normais de recepção. Afinal a proposta original desta tecnologia era justamente um som + limpo livre de ruídos. Talvez aquilo que ouvira no passado tenha sido interferência em 'outro' estágio dos circuitos, não? Ou algo do além querendo fazer contato!! sinistro kk

abç

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@codigo rapido,

 

Opa , esqueçe isso de senhor kkkk aqui somos todos igualmente jovens ... kkk

 

A teoria é boa, mas na prática o circuito ressonante sem partes ativas apresenta uma oscilação fortemente amortecida, dependendo do eu fator de qualidade e das perdas resistivas. 

 

Traduzindo melhor isso tudo : frequência muito alto implica em que a oscilação dura muito muito pouco tempo, não sendo nem suficiente para causar alguma interferência audível no rádio.

 

A solução é utilizar um elemento ativo, tipo um transistor, e um ótimo exemplo disso é um oscilador hartley ou colppits, ambos  muito simples de montar. Veja alguns exemplos :

 

http://www.agustin.mx/Posts.php?a=TranferenciaElectrica

 

http://ave.dee.isep.ipp.pt/~sfs/RAPP/AulasLaboratorio/OsciladorLC.htm

 

Esses conseguem interferir muito em um rádio FM, até mesmo algumas dezenas de metros....

 

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
basta um curtinho na bateria no circuito série LC e vai haver troca de energias entre eles e dar uma microoscilada e prentende capturar isso num rádio fm sintonizado na frequencia que teoriza estar em ressonância e ouvir um tic no autofalante do rádio? ufa

Bom tente colocar bem próximo da antena. Mas nem sabia que fm pega este tipo de ruído pelos canais normais de recepção. Afinal a proposta original desta tecnologia era justamente um som + limpo livre de ruídos. Talvez aquilo que ouvira no passado tenha sido interferência em 'outro' estágio dos circuitos, não? Ou algo do além querendo fazer contato!! sinistro kk

abç

Heheheh.... Sim. Foi isso que realizei. Eu varri a frequencia de 88 a 108 MHz e não consegui encontrar o sinal.

O que tenho achado estranho é que com os trimmers, os mesmos de 10 anos atras, tmb não tão funcionando.

Pode até ser que os trimmes estejam quebrados ou mesmo eu esteja fazendo alguma caca. Eu to sem referência aqui pra medir e essa tecnica que to querendo desenvolver certamente pode ser muito util no futuro.

E sim, não to usando nenhum transistor, por enquanto.

Aqui é um exemplo do que to querendo fazer:

http://www.feiradeciencias.com.br/sala15/image15/15_33_36.gif

Não estranhe amigo. eu sou um estudante da "arte do improviso" heheheh... Curto MUITO projetos sobre autosustentabilidade. Desde os hardwares (Automação) ao agropecuario (onde pretendo atuar). Por exemplo um dos projetos qeu to trabalhando agora, uma router CNC (pau, pedra e borracha. =D). Já consigo fazer qualquer desenho, só o Eixo Z ainda não tá funcionando porque fonte é de 1.2A. Preciso aumentar para pelo menos 4.5A pra ficar beleza e por isso só consigo fazer mover em 2 eixos. Em breve vou conseguir remodelar meu meio do jeito que eu quiser com baixos custos. Quando refizer meu transformador, resolvo esse probleminha da força. Enquanto isso, estou fazendo uma série de circuitos que direto venho precisando: Circuitos ressonantes, multivibradores, drivers, aplificador de sinal para médias frequencias, amps para altas frequencias... Por isso, voltando ao assunto, que venho pedir alguma ideia para teste de circuito ressonante.

Hehehehhe mas não seriam ets não... Acho que de ET nesse mundo, só eu mesmo. =D

 

@codigo rapido,

 

Opa , esqueçe isso de senhor kkkk aqui somos todos igualmente jovens ... kkk

 

A teoria é boa, mas na prática o circuito ressonante sem partes ativas apresenta uma oscilação fortemente amortecida, dependendo do eu fator de qualidade e das perdas resistivas. 

 

Traduzindo melhor isso tudo : frequência muito alto implica em que a oscilação dura muito muito pouco tempo, não sendo nem suficiente para causar alguma interferência audível no rádio.

 

A solução é utilizar um elemento ativo, tipo um transistor, e um ótimo exemplo disso é um oscilador hartley ou colppits, ambos  muito simples de montar. Veja alguns exemplos :

 

http://www.agustin.mx/Posts.php?a=TranferenciaElectrica

 

http://ave.dee.isep.ipp.pt/~sfs/RAPP/AulasLaboratorio/OsciladorLC.htm

 

Esses conseguem interferir muito em um rádio FM, até mesmo algumas dezenas de metros....

 

Paulo

Obrigado Paulo!

Eu tentei fazer isso inicialmente, mas ai, quando não consegui é que parti pra esse teste mais bruto. Na unha.

Bom, entendo que estas frequencias estão fora das audiveis, mas o momento da faisca, isso não deveria ser ouvido? Mesmo em frequencias altas? Se for isso, vou ficar surpreso e feliz pos não errei calculos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@codigo rapido,

 

Olha, a melhor pessoa que poderia te ajudar era o Marconi, mas ele já foi para frequências muito mais altas do que imaginamos kkkkkk ....

 

Essa faísca gera um baita montão de frequências, mas se o circuito oscilante tiver um Q muito baixo, a amplitude será muito pequena. Pelo menos é o meu entendimento, acho que a pessoa com mais conhecimento aqui para falar sobre isso é o @MOR, vamos esperar a opinião dele.

 

Paulo

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

ou o padre Landell de Moura. Este teve prioridades no ceu pois, além da profissão, Deus é brasileiiro. kk

Amigo, nos sintonizamos em algo: curto energias alternativas e moro 'na róça'.

Mas este aparato...

15_33_36.gif

vai ter dificuldades em sintonizar (e acho que até pra alguma matemática), como disse o nobre amigo Paulo. Creio também que  o ruído que ouvistes nos a.f. foram interferências generalizadas. Mas enfim, aguarde as respeitosas opiniões anciãs

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E sim, não to usando nenhum transistor, por enquanto.

Aqui é um exemplo do que to querendo fazer:

http://www.feiradeciencias.com.br/sala15/image15/15_33_36.gif

 

 

O mais próximo que você chegará de 90Mhz com um circuito simples e sem componentes ativos é com um oscilador destes:

 

arcosc.gif

 

 

Chegará até uns 2Mhz hehehe.

http://www.sparkbangbuzz.com/els/arcosc-el.htm

Mais experiências loucas:

http://www.sparkbangbuzz.com/

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Talvez a sua bateria não seja um curto para centena de MHz. Procure colocar um capacitor de 10 nF de disco de cerâmica em paralelo com o LC série. Melhor seria um capacitor plate se encontrar.

Em tempo:

Para que tantas casas decimais nos seus componentes, se você nem pode medir com uma precisão de 20%?

Reduza um o valor do indutor ou do capacitor. Sua ressonância se encontra no início da faixa de FM. Isso não considerando capacitâncias espúrias.

Indutâncias também, caso esteja montado com fios não curtos.

 

MOR_AL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Talvez a sua bateria não seja um curto para centena de MHz. Procure colocar um capacitor de 10 nF de disco de cerâmica em paralelo com o LC série. Melhor seria um capacitor plate se encontrar.

Em tempo:

Reduza um o valor do indutor ou do capacitor. Sua ressonância se encontra no início da faixa de FM. Isso não considerando capacitâncias espúrias.

Indutâncias também, caso esteja montado com fios não curtos.

 

MOR_AL

 

Opa! Obrigado pela atenção!

Também tentei colocar capacitores em paralelo com o capacitor.

Mas não consegui sinal. Decdi que vou mesmo comprar o capacimetro amanhã.

ai eu me certifico se as coisas tão afinadas mesmo ou não.

 

"Para que tantas casas decimais nos seus componentes, se você nem pode medir com uma precisão de 20%?" talvez porque os outros valores eu lembrava de cabeça e os outro eu tenha usado control + C e control + V? Não sei porque dizer isso. :o =D

Bom, na verdade quando postei os valores, eu tirei eles dos campos de resposta da calculadora que fiz. Citei no primeiro post. Aquela forma que desenvolvi no post pra calculadora é uma revisão do que estudei a uns 8 anos atras na faculdade sobre circuitos ressonantes. Destes dados eu fiz o indutor. É o ponto chave da historinha da matemática é o meu indutor. Confiar que os dados são proximos pelo menos uns 10% ou 20%.

 

Olha a estratégia do teste:

A ideia é que com um capacitor variavel comum, o marrom, eu consiga jogar o sinal, em qualquer faixa entre 88 e 108 MHz. no caso, eu fixo a estação de 90MHz e com o trimmer de 10 a 50 pf vou girando o rotor. Em algum ponto, o sinal de liga e desliga deveria ser captado. De posse de um indutor que funcione e tando afinado eu testaria outro capacitor desconhecido.

 

Pelo que me lembro fiz o sinal do ruido (toque da bateria), mas como o Paulo falou, isso pode ter acontecido em AM, e não FM, pois a frequencia da onda é tão rápida que não dá tempo nem da oscilação do toque na bateria ser ouvido. Faz sentido. Os rádios mais simples para FM precisam de um capacitor, de uns 10 ou 30 pf, entre o c e o e do transistor para realimentação. Sendo assim, o meu erro, pode tá no primeiro circuito amplificador que eu ainda não to acreditando tá queimado. :(

 

Eu to com o meu circuito desmontado agora e eu não sei onde tá a camera, mas até amanha posto umas fotos do que tenho aqui pra mostrar pra vocês darem uma olhadinha no porque do meu interesse sobre isso. Isadora Ferraz, você vai curtir as fotos.

 

De qualquer formas eu agradeço a todos:

aphawk Paulo

Isadora Ferraz

albert_emule

MOR_AL

 

Muito obrigado. Todos vocês formam muito legais. Espero nos encontramos mais neste forum. Sucesso atodos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opa! Obrigado pela atenção!

Também tentei colocar capacitores em paralelo com o capacitor.

Minha sugestão não foi esta. Foi para colocar um capacitor de 10nF EM PARALELO COM O LC SÉRIE e não em paralelo APENAS com o capacitor. Como você fez, diminuiria ainda mais a frequência de ressonância, que já se encontraria no limite inferior da faixa.

Mas não consegui sinal. Decdi que vou mesmo comprar o capacimetro amanhã.

ai eu me certifico se as coisas tão afinadas mesmo ou não.

 

"Para que tantas casas decimais nos seus componentes, se você nem pode medir com uma precisão de 20%?" talvez porque os outros valores eu lembrava de cabeça e os outro eu tenha usado control + C e control + V? Não sei porque dizer isso. :o =D

Bom, na verdade quando postei os valores, eu tirei eles dos campos de resposta da calculadora que fiz. Citei no primeiro post. Aquela forma que desenvolvi no post pra calculadora é uma revisão do que estudei a uns 8 anos atras na faculdade sobre circuitos ressonantes. Destes dados eu fiz o indutor. É o ponto chave da historinha da matemática é o meu indutor. Confiar que os dados são proximos pelo menos uns 10% ou 20%.

 

Olha a estratégia do teste:

A ideia é que com um capacitor variavel comum, o marrom, eu consiga jogar o sinal, em qualquer faixa entre 88 e 108 MHz. no caso, eu fixo a estação de 90MHz e com o trimmer de 10 a 50 pf vou girando o rotor. Em algum ponto, o sinal de liga e desliga deveria ser captado. De posse de um indutor que funcione e tando afinado eu testaria outro capacitor desconhecido.

Aí vejo um problema.

É mais fácil sintonizar a frequência pelo receptor que pelo trimmer. Faça o contrário. Estabeleça uma frequência pelo trimmer e VARRA a faixa de FM. Um receptor FM DO TIPO NÃO BARATO possui MENOR sensibilidade no ajuste da frequência, facilitando no ajuste.

Por maior que seja a sua capacidade em variar muito pouco o trimmer, a variação de frequência correspondente é grande e dificilmente vai conseguir sintonia. Fato agravado pelo sinal de FM se transitório e não contínuo.

 

...

 

Eu to com o meu circuito desmontado agora e eu não sei onde tá a camera, mas até amanha posto umas fotos do que tenho aqui pra mostrar pra vocês darem uma olhadinha no porque do meu interesse sobre isso. Isadora Ferraz, você vai curtir as fotos.

 

De qualquer formas eu agradeço a todos:

aphawk Paulo

Isadora Ferraz

albert_emule

MOR_AL

 

Muito obrigado. Todos vocês formam muito legais. Espero nos encontramos mais neste forum. Sucesso atodos.

 

Pesquise na net que tem muitos transmissores de FM com apenas um transistor. Ainda melhor, porque você pode colocar um sinal de áudio na entrada. Aí você gera FM modulado em um sinal, o que facilita seu trabalho.

 

Há pouco tempo montei um transmissor FM de um sítio. O nome do autor é Richard Cappels.

Segue o link do transmissor de FM.

 

http://www.cappels.org/dproj/FMdist/fmdis.htm

 

Segue a Home page do autor. Tem muitos projetos interessantes.

 

http://www.cappels.org/dproj/Home.htm

 

MOR_AL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Me fez lembrar. Tinha um destes acoplado num captador de violão há algumas décadas. Pra época soava surreal nos botecos da vida (que tinham rádio fm com caixas, claro). Mó sucesso.

fmdis3.jpg

Infelizmente não deu tempo de evoluir com mais uma entrada pra microfone

Enfim... passou...

abç

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A ideia é essa, só que a qui no meu caso eu to usando um rádio digital. Ele não tem estator e rotor. tem que ser no botãozinho. Heheheh... eu to numa roça pior que nossa colega Ferraz. Aqui onde moro, qualquer produto tecnológico um pouquinho mais avançado leva uns 20 dias pra chegar.

 

Vão curtir as imagens:
 

Foto0244.jpg

Foto0241.jpg
 

Foto0242.jpg

 

Foto0243.jpg

 

 

Tinha feito o um capacitor com fita de alminio. 16 chapas. Pelo calculos ficou muito grande então reduzi pra 6. Ai, na insegurança acabei fazendo outro mais rústico ainda, de papel alumínio, papel cartão. Os parafusos e o material dielétrico (plastico) vieram de uma pasta catálogo. Agora é só continuar remontando meu transmissor pra ver no que dá. Logo posto os resultados.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×