Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
ChicoDaRave

Problema com opamp (pré amplificador de audio)

Recommended Posts

Bom dia pessoal do Forum.

 

Estou precisando fazer um pré amplificador de áudio pois meu amplificador não possui controle de volume e também para dar toda a potência dele ele precisa de um nível de sinal um pouco maior, alguns aparelhos (MP3 players/celulares) não conseguem excitar ele totalmente.

O que está complicando é que entendo muito pouco (quase nada) do assunto.

 

O requisito mais importante é que seja de fonte simples, pois será alimentado a bateria (12v).

Pelo mesmo motivo quanto menor o consumo melhor.

A saída deve ser flat (amplificar todas as frequências igualmente).

A entrada será ligada em MP3 players e celulares por exemplo.

O ganho na saída não precisa ser muito alto... 10 vezes talvez já seja demais.

Quanto mais simples for o circuito melhor também.

De preferência que não inverta o sinal (de verdade não sei se faz diferença).

 

Como meu conhecimento no assunto é mínimo então busquei por circuitos na internet, estou batalhando com este aqui no momento:

design1.gif

(Peguei aqui: http://www.rason.org/Projects/opamps/opamps.htm ) (Edit: corrigi o link)

O problema é que ele está me dando uma resposta horrível! Está perdendo muitas frequências! (gráfico em anexo).

post-745707-0-75692800-1434273190_thumb.

Já troquei praticamente todas as peças e não resolve.

Tirando o capacitor da entrada a resposta fica boa, mas não sei se posso deixar sem (percebi que todo circuito tem ele).

 

Outras informações:

As medições eu estou fazendo da seguinte forma:

Liguei a saída de som do PC diretamente no line in (do próprio PC), ajustei tudo como o programa manda, e mandei calibrar, a partir disso a reposta era plana na tela.

Depois de calibrado a saída do PC foi ligada ao circuito e a saída do circuito de volta a entrada do PC.

A função utilizada foi o Quick Sweep.

 

O circuito está em protoboard.

Todos os componentes estão com mesmo valor do circuito, exceto R3 e R4 que coloquei 10k (pela explicação no site não teria problema).
R2 foi substituído por um potenciômetro de 10k, mas também fiz o teste com um resistor, mesmo resultado.

 

Mais para frente vou precisar adicionar um filtro passa alta nele (com frequência de corte ajustável), mas isso mais pra frente, depois de resolver esse pepino!

 

Agradeço qualquer ajuda.

Um abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@ChicoDaRave,

 

Bom, para melhorar a sua resposta em frequência, faça R1=10K , e aumente o capacitor na entrada para 1 uF. Isto vai te dar o ganho = 10 que é o que voce pediu.

 

Já vai melhorar bastante a linearidade nos graves.

 

Paulo

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agradeço a resposta Paulo.

Poxa, planificou 99%!

Agora tá dando uma perda pequena de agudo, tipo 1dB em 20k.

1uF só tenho eletrolítico, pode ser? (existe de outro tipo?)

Pelo que entendi terei que trocar o pot pra um de 100k, confere?

 

Obrigado novamente.

Um abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@ChicoDaRave,

 

Essa perda não deveria ocorrer .... mas creio que é por causa o 741. Use os NE5532 evoce nunca vai se arrepender !

 

De qualquer maneira, essa perda de 1 dB não é percebida pelos nossos ouvidos.

 

Quanto a usar eletrolíticos, eu sugiro voce usar colocando positivo dele ligado ao resistor R1.

 

Mas sinceramente, eu chutei 1 uF para garantir. Creio que de 470 nF seria mais do que o suficiente, e existe em vários tipos sem ser eletrolítico.

 

O pot de volume pode ser também de 100K, não vai mudar quase nada..... Mas tem de ser colocado NA ENTRADA, e não na realimentação do amp op !

 

 

Paulo

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O potenciômetro de volume tem que ser logaritmo. NÃO DEVE SER LINEAR.

Com R1 = 10k, o capacitor de entrada deve , ou pode variar entre 2uF e 4,7uF. A frequência de corte inferior deste estágio fica inferior a 10Hz. Com ganho de 10, a resposta em frequência deve ir até aprox. 100kHz (-3dB).

MOR_AL

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@aphawk

Então Paulo, meu amigo trabalha com som me recomendou o TL082 ou TL072, pesquisando um pouco vi também o NE5532 e o TL062, o que você me diz desses?

Pela pesquisada rápida que dei, o NE5532 é mais específico pra audio porém ele consome muito mais energia, e o TL062 tem o menor consumo, confere?

 

Não sei o que houve mas a perda que tava nos agudos agora veio pros graves, na ordem 2dB lá nos 20hz... não entendi!

 

Não tinha .47uF dai coloquei 5 de .1uF, mas com 1 uF fica melhor.
com 10uF fica plano. (R1=10k)

(gostaria muito de entender porque isso acontece).

 

O pot eu coloquei no lugar do R2, Paulo, controle do ganho pelo que entendo, não há pot na alimentação.
Você acha que seria melhor na entrada? Como coloca?

 

(Offtopic, tive um DX-4 100MHz, na época sem placa de som e sem drive de CD, chamavam de KIT MULTIMIDIA, que foi comprado separadamente depois, hehehehe)

 

@MOR

O pot é linear por enquanto (testes) pois não tenho log, mas no projeto final aplicarei log com certeza.

Com 4,7uF ficou bem semelhante ao 10uF, sua sugestão melhorou bastante.
Edit: Tem algum problema exagerar (pra cima) no valor do capacitor?

 

Estou usando R1=10k por sugestão do Paulo, mas se você achar que outro valor melhorará o circuito aceitarei a sugestão, assim como se você ou Paulo tiverem um circuito melhor ou valores melhores para todas as peças eu estou agarrando tudo!

 

Pretendo hoje ainda ir na loja comprar outro opamp.

 

Agradeço muito a resposta de vocês.

Um abraço.

 

EDIT PS: A respeito do passa alta, vocês podem me dar uma ajuda? Agradeço novamente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@aphawk

Então Paulo, ...

 

@MOR

O pot é linear por enquanto (testes) pois não tenho log, mas no projeto final aplicarei log com certeza. Ok!

Com 4,7uF ficou bem semelhante ao 10uF, sua sugestão melhorou bastante. Era o esperado!

Edit: Tem algum problema exagerar (pra cima) no valor do capacitor?

Não. Apenas quando ligar. Vai demorar alguns milissegundos a mais para "entrar nos eixos". Mas o valor está ótimo. Não havendo necessidade de aumentar.

Estou usando R1=10k por sugestão do Paulo, mas se você achar que outro valor melhorará o circuito aceitarei a sugestão, assim como se você ou Paulo tiverem um circuito melhor ou valores melhores para todas as peças eu estou agarrando tudo!

O valor é adequado. O ganho do circuito é R2 / R1, que deveria ser FIXO em 10. O potenciômetro NÃO PODE ficar substituindo R2. Pode causar instabilidade.

Pretendo hoje ainda ir na loja comprar outro opamp.

 

Agradeço muito a resposta de vocês.

Um abraço.

 

EDIT PS: A respeito do passa alta, vocês podem me dar uma ajuda? Agradeço novamente.

 

Em anexo segue um circuito para você. Monte-o que vai funcionar.

Bons projetos.

Em tempo:

Qualquer operacional vai lhe dar boa resposta em áudio.

O cálculo da resposta em frequência é um pouco complicado para o seu conhecimento atual. Acredite no meu circuito.

MOR_AL

post-683989-0-86349500-1434394008_thumb.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Só tem um detalhe ai no meio.... A escolha do potenciometro, ser log ou linear, vai depender do projeto....

Repare no R1, no circuito amplificador inversor, ele sera uma carga no cursor do potenciometro.... Potenciometro do tipo log causara o efeito certo somente quando a impedancia no cursor é tantas vezes mais alta que nem faria diferenca!

então se voce for preferir o potenciometro logaritimo, tem que mudar a impedancia de entrada para nao interferir na curva, e se escolher o linear, tem que calcular a impedancia exata para resultar na curva logaritima ideal...

De qualquer forma, os dois vão depender da impedancia do circuito.... Os dois pode lhe dar a mesma curva!

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@ChicoDaRave,

Olha, para essa sua aplicação, pode usar um TL071 ou TL072 mesmo. É um 741 melhorado kkkkkk !

Mas nunca esse TL062. Ele tem impedância de saída muito alta, e o produto ganho x frequência é de apenas 1 Mhz. Repare que voce quase nunca vê um circuito de áudio com ele....

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acabei comprando o TL082 e o TL062

 

@MOR

Montei o mesmo projeto (o anterior) com o TL082 e o resultado foi o mesmo, então montei o seu projeto com exatamente os componentes citados (P1 de 100k, porém linear), mas o resultado está meio estranho, aplicando senóide de 1khz a saída aparece no osciloscópio meio achatada, segue abaixo:

post-745707-0-07193400-1434419661_thumb.

A resposta está assim:

post-745707-0-71158900-1434419801_thumb.

 

Vou dizer e perguntar algumas coisas, peço desculpa se disser alguma besteira:

Você tem certeza que esse circuito serve pra fonte simples?

Todos os que vejo de fonte simples usam um divisor de tensão 1/2 para poder trabalhar com o AC (pelo pouco que entendo).

Aquele 4k7 ligado da entrada positiva não teria que ser igual ao que vai pro positivo (100k)?

Senti falta do capacitor na saída, fica ok sem ele?

 

Sou louco por aprender, se não se incomodar tenho algumas dúvidas:

1. Acredito que P1 esteja atuando como um divisor de tensão, baixando a tensão do sinal, procede?

2. Vi que antes do P1 tem um capacitor, mas não entendo a função dele, pelo que entendo, um cap vai deixar passar o AC mas dependendo do valor vai limitar a corrente, assim, o pot não dá curto no saída do aparelho gerador do sinal, é isso?

3. Não consigo entender a função do 100k e 4k7 ligados a entrada positiva.

4. 100k ligado da saída a entrada negativa juntamente com o 10k ao negativo ajustam um ganho de 10, certo?

 

Sobre o passa alta, podes me ajudar?

 

@mroberto98

Agradeço sua interação, porém não consegui compreender nada por causa da minha falta de conhecimento no assunto, desculpe.

@aphawk

Acabei comprando o TL082 por orientação do meu amigo, o TL062 por teimosia minha, mas se precisar eu compro o TL072.

Creio que o TL082 deverá suprir bem pelo menos nos testes, o que você acha?

Não tem mesmo como usar o TL062? Ele me chamou a atenção por ter um consumo menor.

Agradeço a ajuda de todos.

Um abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bem, primeiramente o que você procura é uma configuração não-inversora com amplificador operacional, mas que funcione com alimentação simples em vez de simétrica. Isso pode ser resolvido simplesmente convertendo o tipo de alimentação por meio do circuito abaixo, que deve ser ajustado na prática F5Rua4D.gif.

 

 

CpvdGBS.png

 

 

Os capacitores do circuito acima, assim como os capacitores que acompanham as alimentações do circuito que você postou, servem apenas para eliminação de ruído de alta frequência proveniente de fontes chaveadas, podendo ser removidos no seu caso devido à utilização de baterias GbhmuXl.gif.

 

 

 

Quanto aos capacitores de entrada e de saída do circuito que você postou, eles têm a ver com a alimentação simples por divisor de tensão na entrada não-inversora, pois isso faz uma componente DC ser adicionada ao sinal AC ! Usando a tática que postei, não precisará se preocupar com isso e poderá remover todos esses capacitores.

 

 

 

Por fim, o circuito que você procura, da forma mais simples possível e usando as fontes simétricas provenientes de uma fonte simples, é como este F5Rua4D.gif:

 

 

pVTm26a.png

 

 

Tendo esse circuito como base, filtros poderiam ser projetados. Adicionando uma rede RC passa-alta à entrada não-inversora, por exemplo, o circuito já se tornaria um filtro passa-alta com amplificador operacional (filtro ativo).

 

 

 

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@rjjj,

 

Nesse seu circuito do divisor, os capacitores funcionam como um circuito de impedância zero ao sinal AC e NÃO DEVEM SER RETIRADOS. Se voce retirar, vai influenciar o funcionamento, pois o curto-circuito em AC é necessário ao funcionamento do amplificador operacional. Eles não são apenas " filtros de ruído de alta frequência " , justamente porque nenhuma bateria tem esse problema !

 

Aqui nesta página tem várias técnicas sobre esse assunto :

 

http://tangentsoft.net/elec/vgrounds.html

 

 

 


@ChicoDaRave,

 

Como eu disse, o TL062 possui impedância de saída muito alta, e nesse aspecto é pior que um 741. É muito ruim isso em um amplificador de áudio. Por que que voce acha que o consumo dele é baixíssimo ? Justamente por que ele é projetado para fornecer pouquíssima corrente na saída !

 

Já o TL082 serve bem para o que voce quer fazer, ok ?

 

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acabei comprando o TL082 e o TL062

 

@MOR

Montei o mesmo projeto (o anterior) com o TL082 e o resultado foi o mesmo, então montei o seu projeto com exatamente os componentes citados (P1 de 100k, porém linear), mas o resultado está meio estranho, aplicando senóide de 1khz a saída aparece no osciloscópio meio achatada, segue abaixo:

attachicon.gifoscMORamp1khzsine.JPG

A resposta está assim:

attachicon.gifMORampquicksweep.JPG

 

Vou dizer e perguntar algumas coisas, peço desculpa se disser alguma besteira:

Você tem certeza que esse circuito serve pra fonte simples? Sim! Porque eu acrescento uma tensão na entrada do operacional, para que a saída tenha um nível cc de meia tensão de alimentação. O nível cc não é amplificado, desde que haja um capacitor em cascata (série) com o sinal. Normalmente encontrado na entrada de estágios amplificadores de potência.

Todos os que vejo de fonte simples usam um divisor de tensão 1/2 para poder trabalhar com o AC (pelo pouco que entendo).

Aquele 4k7 ligado da entrada positiva não teria que ser igual ao que vai pro positivo (100k)? Não! pois o nível cc também vai possuir ganho. Então eu amplifiquei cerca de 10 vezes a tensão de 1/20 avos do nível cc, o que dá Vcc/2

Senti falta do capacitor na saída, fica ok sem ele? Não!. Já explicado acima.

 

Sou louco por aprender, se não se incomodar tenho algumas dúvidas:

1. Acredito que P1 esteja atuando como um divisor de tensão, baixando a tensão do sinal, procede? Sim!

2. Vi que antes do P1 tem um capacitor, mas não entendo a função dele, pelo que entendo, um cap vai deixar passar o AC mas dependendo do valor vai limitar a corrente, assim, o pot não dá curto no saída do aparelho gerador do sinal, é isso? A função do capacitor à esquerda é a de que o potenciômetro não despolarize algum estágio anterior. Sem ele haveria a carga do potenciômetro para cc. Isso poderia reduzir a tensão cc do estágio anterior e alterar o seu ponto de operação., podendo causar distorção no sinal.

3. Não consigo entender a função do 100k e 4k7 ligados a entrada positiva. Já explicado. Gera 1/20 de Vcc, que multiplicado pelo ganho do operacional (11) vai produzir Vcc/2 na saída. Assim o sinal na saída ficará longe dos extremos da tensão zero e Vcc.

4. 100k ligado da saída a entrada negativa juntamente com o 10k ao negativo ajustam um ganho de 10, certo? Sim. Na realidade o ganho seria

Ganho = (10k + 100K) / 10K = 11. Isso com o cursor do pot no máximo (junto à fonte de sinal).

 

Sobre o passa alta, podes me ajudar?

Poderia, mas acho que você não entenderia. Mas para um passa alta ou baixa simples (de primeira ordem) basta saber que

F = 1 / (2 * pi * R * C), onde:

F é a frequência de corte superior, para um passa-baixas, ou inferior, para um passa-altas.

pi = 3,14159...

R é o valor resistivo equivalente a um resistor em paralelo em CA ao capacitor C.

F é a frequência em que o sinal sofre atenuação de raiz de 2, ou ganho de 1 / raiz de 2 (menor que 1, ou 0,707).

 

@mroberto98

Agradeço sua interação, porém não consegui compreender nada por causa da minha falta de conhecimento no assunto, desculpe.

@aphawk

Acabei comprando o TL082 por orientação do meu amigo, o TL062 por teimosia minha, mas se precisar eu compro o TL072.

Creio que o TL082 deverá suprir bem pelo menos nos testes, o que você acha?

Não tem mesmo como usar o TL062? Ele me chamou a atenção por ter um consumo menor.

Agradeço a ajuda de todos.

Um abraço.

 

Em anexo seguem os seguintes gráficos:

Circuito mostrado anteriormente.

Resposta em frequência do amplificador (V0 / V1) em função da frequência.

Resposta em amplitude para um sinal de entrada com 100mVpp.

Em tempo.

1 - Em sua simulação não identifiquei o valor da tensão de alimentação. Usei 5V.

2 - Acho que em sua simulação, você colocou uma fonte de sinal com amplitude alta, permitindo que o sinal entrasse na região de corte e saturação do operacional.

3 - Não use o LM741, pois já há operacionais com melhores características.

 

MOR_AL

post-683989-0-73381300-1434465650_thumb.

post-683989-0-03484000-1434465652_thumb.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@aphawk

 

 

 

Os capacitores de alimentação atuariam assim se houvesse sinais AC de frequências suficientemente altas para que eles virassem curtos, o que não é o caso. Por meio de uma bateria que fornecesse praticamente apenas tensões constantes, os capacitores seriam aproximadamente circuitos abertos, podendo ser desconsiderados F5Rua4D.gif.

 

 

 

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@aphawk

Os capacitores de alimentação atuariam assim se houvesse sinais AC de frequências suficientemente altas para que eles virassem curtos, o que não é o caso. Por meio de uma bateria que fornecesse praticamente apenas tensões constantes, os capacitores seriam aproximadamente circuitos abertos, podendo ser desconsiderados F5Rua4D.gif.

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

Qinda precisa de capacitor de acoplamento na entrada e na saida para garantir que nenhuma DC entre ou saia!

Na realimentacao nao tem problema nao ter capacitor, alias é melhor mesmo que nao tenha!

@ChicoDaRave,

Imagina o P1 ajustado no meio, voce teria 1/2, metade do sinal no cursor, certo?

Ai voce aplica isso ao resistor de 1k, o potenciometro possui 50k na parte de baixo do cursor e mais 50k do outro lado, então ja da pra voce saber que 1k aqui fara a tensão despencar!

Ao invés de voce ter 1/2 de amplitude com o cursor no meio, voce vai ter 1/50 de amplitude entrando no amplificador, totalmente deslinear!

Com pot log é pior, pois com o cursor no meio ele tem uns 32k pra baixo e uns 68k pra cima... Com 1k de carga no cursor a tensão sera atenuada para uns 1/68...

Use um pot de 100k linear e R1 de 39k e R2 de 390k... Vai ter ganho de 10.

Vai lhe dar uma curva logarítmica!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Todos

 

Esse tópico está muito bom! Aprendendo bastante coisa aqui.

 

Vou deixar alguns links com várias informações de AMPOP para áudio. O autor foi unânime na escolha do NE5532  com excelente custo/benefício:

 

http://nwavguy.blogspot.com.br/2011/08/op-amps-myths-facts.html

 

http://nwavguy.blogspot.com.br/2011/08/op-amp-measurements.html

 

Amplificador de fone montado por ele:

 

http://nwavguy.blogspot.com.br/2011/07/o2-headphone-amp.html

 

Falou

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@rjjj,

 

Bom , se voce estivesse tão certo, com certeza haveria um monte de exemplos disso na iNTERNET.... mas em todos os sites sérios, todos mostram  os capacitores eletrolíticos em paralelo com os resistores. Enfim, o que posso fazer é apenas mostrar as maneiras que tem mais chance de darem certo.

 

De qualquer maneira, se for usar os circuitos que voce postou, tem de colocar um resistor entre a entrada não inversora e o terra, pode ser de 47K mesmo, senão se tiver um capacitor de entrada ele não vai deixar passar nada, devido à altíssima impedância na entrada do amp op. Já tive surpresas com esse tipo de circuito, na prática mesmo .

 

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@ChicoDaRave,

Cada um falando uma coisa... Na duvida monte o primeiro circuito que voce encontrou, quanto a inversao do sinal, nao há problema...

O primeiro circuito funciona perfeitamente, sem nenhum problema, so troque os capacitores de acoplamento para 4.7uF e os dois resistores da realimentacao que eu te falei... 39k e 390k para usar potenciometro linear de 100k...

Refaca os testes assim pra ver a resposta De frequencia!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Putz pessoal! Me perdi geral!

Inicio agradecendo a interação de todos.

Vou tentar ir por partes:

 

@rjjj: Amigo, tentei montar seu circuito mas não consegui fazer funcionar  :mellow:

Montei e desmontei algumas vezes além de tentar com e sem capacitor na entrada e saída.

Só foi funcionar (de modo meio estranho) tirando o resistor R (de cima que liga ao positivo).

 

@aphawk: Obrigado Paulo.

Entendo que não funciona pra essa função, mas ainda não consigo entender bem o conceito de impedância.

A saída dele será ligada a um amplificador, esse sim vai tocar as caixas, penso que corrente entre esse pré e o amp seja mínima.

 

@MOR: Agradeço as explicações, não entendi tudo, mas entendi alguma coisa!

Falha minha, o circuito está e será alimentado com 12v (adicionarei a informação ao post inicial), e não estou simulando, estou com o circuito real.

Pelo que entendi agora, os resistores de 100k e 4k7 adicionam cerca de 5% (1/20) de VCC como uma componente CC sobre o sinal, logo depois o sinal é amplificado por 10x, que daria perto da metade de VCC, certo?

Na teoria parece funcionar bem Paulo, mas na prática não está dando certo, ou eu estou dando alguma mancada muito grande, mas acho que não, já remontei o circuito algumas vezes, conferi tudo.

Medi o nível de sinal que usarei nesse circuito no osciloscópio, chega a dar mais 1Vpp (trata-se de um MP3 player).

O nível do sinal na entrada do opamp eu já reduzi tanto pelo gerador quanto pelo pot do circuito, a onda no osciloscópio fica sempre estranha e achatada (como na imagem que lhe enviei), na saída (sem capacitor) a tensão máxima da onda é sempre 11,8v (visto no osciloscópio, imagem anexada) mesmo sem sinal.

post-745707-0-80882500-1434885786_thumb.

O circuito só passa a funcionar trocando 4k7 por 10k (R2 no seu circuito), mesmo assim o sinal fica com a tensão lá em cima, pelos 11v, só consegui que funcionasse com 10k... com 1k, 20k e 100k não funciona nada.

Não entendi sobre o capacitor na saída do opamp, é pra colocar ou deixa sem? 10uf está ok?

Obrigado.

 

@mroberto98: A sua explicação sobre o pot e os resistores eu não entendi (por falta de conhecimento da minha parte), mas sobre o circuito, agradeço a sugestão, estou considerando isso mas ainda gostaria de tentar resolver o circuito do MOR, por hora é o que mais consegui entender.

 

Agradeço a todos novamente.

Um abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@ChicoDaRave,

 

Vou tentar de explicar de forma simples.

 

Quando você liga a saída de um circuito à entrada de outro, essa saída "sente" a presença dessa entrada, pois a saída do amp op vai ter de entregar mais corrente ao circuito.

 

É como se de repente alguém colocasse um resistor ligado ao terra diretamente na saída !

 

Olhe o ultimo circuito que o Mor postou, é um ótimo exemplo.

 

Repare que ele tem um potenciômetro de 47K que serve como controle de volume. Para este exemplo, ignore os capacitores ligados ao potenciometro pois eles apresentam resistência muito baixa para as frequências de áudio, imagine que vamo ter uma frequência de 1 Khz, e considere que os capacitores seriam resistências com valor zero.

 

Agora, imagine que o potenciômetro esteja no seu valor mínimo, isto é, o terminal do meio está junto com o terminal que está ligado ao terra.

 

Nesse momento, não sai nenhum som na saída do amplificador.

 

Qualquer circuito que seja ligado na entrada vai perceber que existe uma resistência de 47K, é o que eu te falei, o circuito ligado nessa entrada vai funcionar como se voce tivesse ligado um resistor de 47K diretamente na saída.

 

Agora, imagine que voce colocou o volume no máximo.

 

Agora, o terminal do meio está junto com a entrada de sinal, e agora o resistor R2 de 4,7K é que está também ligado na entrada !!!!

 

A resistência que a entrada está percebendo agora é esse resistor de 4,7 K, portanto de valor muito mais baixo que o de antes, que era 47K .

 

Se o seu circuito que você ligou na entrada não estiver preparado para trabalhar com essa resistencia de 4,7K ,ele vai funcionar errado, vai cortar as formas de onda, e vai distorcer o som !

 

Profissionalmente, para que isso não aconteça, usamos o conceito de impedância de entrada e impedância de saída nos aparelhos de som !

 

Impedância de entrada é justamente qual o menor valor de resistência que o circuito todo mostra a qualquer aparelho que seja ligado nessa entrada.

 

Portanto, quanto maior, melhor, e pelo menos antigamente era muito raro encontrar um aparelho que apresentasse menos de 47K .

 

Já a impedância de saída significa a menor carga que pode ser ligada na saída do amplificador.

 

No caso de um pre-amplificador, o valor mínimo costuma ser algo em torno de 600 ohms. Quanto menor, melhor.

 

 

Agora, voltando ao caso dos amp ops que voce pretende usar.

 

Aquele modelo de baixíssimo consumo possui uma impedância de saída bem alta, em torno de 10K ohm. Por esse motivo eu te disse para não usar !

 

Se voce ligar um circuito como esse do Mor, com o volume no máximo, a ele, ele vai sentir uma carga muito menor do que ele foi projetado, vai trabalhar totalmente fora das especificações, vai cortar formas de onda, vai distorcer, pode oscilar, enfim, não deve ser usado.

 

Já os outros amp ops, possuem impedâncias abaixo de 1 K ohm, e não vão sentir tanto a impedância de 4,7K do circuito do Mor, que é a impedância em volume máximo.

 

Na prática, para saber se o seu circuito de pré-amplificador vai funcionar bem , tem de saber aonde ele vai ser ligado, isto é, qual a impedância de entrada que o circuito apresenta, ok ?

 

 

Agora, vou me intrometer um pouco na sua pergunta ao  Mor ....

 

Acho que  aí está um exemplo do problema de casamento de impedâncias !!!

 

A presença do amp op nessa configuração piora mais a impedância de entrada, devido ao conceito do terra virtual.

 

Na junção entre R2 e R1, a impedância pode ser mais baixa do que os 4,7K que te falei, e creio que essa distorção na forma de onda se deve à entrada de sinal que ficou distorçida no semi-ciclo positivo da senóide.... Experimente ligar o osciloscópio NA ENTRADA, e compare a forma de onda da entrada com a da saída, aposto que ambas vão se mostrar com a mesma distorção.

 

Para esse circuito funcionar, voce teria de ter uma fonte de sinal na entrada com uma impedância muito baixa, creio que abaixo de 100 ohms ( chute ) ....

 

Aguarde o Mor te responder para solucionar isto.

 

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@ChicoDaRave

 

 

 

Não sei se você entendeu, mas o primeiro circuito que postei seria para a alimentação do CI. O segundo, sem absolutamente nenhum capacitor, seria o circuito de amplificação.

 

 

 

Percebi que você disse que um dos resistores do segundo circuito que postei é ligado ao "positivo". Isso não está certo, pois no + do amplificador operacional deve-se aplicar apenas a tensão de entrada, enquanto o - é de fato ligado aos resistores. Porém, você pode ter se referido a outra coisa F5Rua4D.gif.

 

 

 

Bem, o amplificador com filtro passa-faixa do MOR está bem projetado, tendo um ganho praticamente uniforme na faixa de frequência de aplicações de áudio, que é de 20Hz a 20kHz.

 

 

 

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É a saida de fones do mp3 player? Se for, a inpedancia de saida dele é para 32 ohms, as vezes ate 16 ohms...

E quanto ao que voce nao entendeu sobre a minha explicacao, então nao vai adiantar reexplicar, monte, e quando der certo, o serve se o controle do volume sera linear...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@aphawk: Agradeço muito sua explicação, me ajudou a entender a coisa um pouco melhor, contudo, entendendo um pouco me fez questionar muito mais e estou com ainda mais dúvidas kkkkkk! Mas não posso ficar tomando seu tempo.

Sobre o circuito do MOR, onde devo fazer a medição que solicitou? Na saída do C1?

Ligarei nesse circuito a saída de fone de celulares e MP3 players, que segundo mroberto98 é 16/32ohms, mas mesmo tendo essa informação não sei o que fazer com o circuito.

 

Achei essa página aqui:

http://www.radio-electronics.com/info/circuits/opamp_non_inverting/op_amp_non-inverting.php

Me chamou a atenção o último circuito da página porém eles não ajudam com a escolha dos valores, e diz que o C2 tem que ser de baixa fuga.

 

Agradeço novamente.

 

@rjjj: Acho que entendi sim, saída + e - do circuito 1 foram ligados a alimentação do opamp, o simbolo de terra do circuito 1 foi ligado no local mostrado pelo simbolo de terra do circuito 2. Se isso está correto, infelizmente não funcionou.

O resistor que me referi foi do circuito 1.

Por falar nisso, que valores devo nos resistores e capacitores do circuito 1? (usei 10k e 100uF).

PS: Desconfio que os capacitores no circuito 1 sejam muito importantes (mas não por conta somente de ruído).

 

Sobre o circuito do MOR, infelizmente não está dando certo também, peço que dê uma olhada no meu post anterior.

Obrigado.

 

@mroberto98: Exato amigo, a saída de fone de celulares e MP3 players serão conectados a entrada desse circuito pois necessito mais sinal na entrada do amplificador, que é meio "dura".

Sabendo essa impedância que citou (32/16ohms) algo pode ou precisa ser feito nesses circuitos?

 

Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Me ajude a te ajudar.

O que exatamente não está dando certo no meu circuito?

Onde está escrito Sinal, conecte o sinal que você deseja amplificar. Onde está escrito V0, o Sinal vai estar amplificado em ATÉ 11 VEZES.

Poste uma foto do circuito que você montou, para eu dar uma olhada.

Tem que colocar um capacitor de 100nF entre Vcc e Terra, próximo ao CI.

Deve haver um eletrolítico entre o Vcc e o Terra, mas este não precisa ficar próximo ao CI.

Se o seu chip com o operacional possuir mais de um operacional, então, aquele que não for usado tem que ser estabilizado.

Para o CI que não estiver sendo usado. Ligue a entrada positiva em V0 (do operacional em uso) e a entrada negativa à saída do CI (operacional que não estiver sendo usado).

MOR_AL

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos repensar...

Qual é o amp op usado?? Um falou um e outro falou outro, nao sei qual voce resolveu usar...

Observar que no esquema do Mor, a tensão na entrada é proxima de 1/20, para que multiplicado por 10, se tenha 1/2Vcc na saida...

Com 12V de alimentacao, voce tem pouco mais de 0.5V, significa que pra um celular nao serve, pois celulares ou qualquer dispositivo para fones possuem amplitude de saida de pelo menos 0.8Vp... em PC, da quase 2Vp.... Por causa disso distorceria, em volume alto...

E ultima coisa, se esta alimentando o op com fonte simples, tem que observar que a tensão nas entradas é de 1/20Vcc, muito baixo.. 0.5V.... O Amp op em questao funciona com isso?

Fora isso, resta erros praticos...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×