Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
marcelo.br

Como diferenciar um capacitor smd cerâmico de um smd multicamadas

Recommended Posts

Bom dia,

 

gostaria de saber como eu faço para identificar visualmente se um capacitor smd é cerâmico ou multicamadas.

 

tem algum padrão de cor para eles? os smd cerâmicos são mais claros que os multicamdas, ou vice-versa?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sugiro procurar por fabricantes de capacitores. Eles geralmente tem os datasheets com as dimensãoes e os códigos utilizados nos seus produtos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sugiro procurar por fabricantes de capacitores. Eles geralmente tem os datasheets com as dimensãoes e os códigos utilizados nos seus produtos.

 

Vou fazer isso.

O maior problema é identificar o que é ceramico e o que é multicamadas, geralmente eles são praticamente parecidos visualmente e não tem nada escrito em cima deles.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá

 

Pelo que sei a diferença está na cor :

 

Multi camadas : http://www.soldafria.com.br/capacitor-multicamadas-smd-0805-22nf-x-50v-2k2222-p-5854.html

 

Cerâmico :  http://www.soldafria.com.br/capacitor-ceramico-smd-0603-15pf-50v-p-4574.html

 

E como testa-los : 

 

Poderá ainda entrar em contato com esta empresa afim de lhe darem apoio técnico

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

PPK2, foi isso que imaginei, a diferença estar na cor. Talvez seja essa é a única diferença dos dois, vamos ver se alguém sabe mais uma para postar aqui.

 

Obrigado pelo video, até já vi ele no youtube, mas gostaria de saber qual a forma correta de testar com multimetro analógico.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

... mas gostaria de saber qual a forma correta de testar com multimetro analógico.

Não teria um multímetro digital com escala de capacitância?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Não teria um multímetro digital com escala de capacitância?

 

Também tenho o digital, vou até fazer esse teste com ele depois, mas sempre gosto de testar com o analogico.

Pesquisei um pouco e descobri que para testar no circuito os ceramicos smd (ou os multcamadas também) basta colocar na escala x1 e se o ponteiro deflexionar até o meio do caminho mais ou menos significa que ele está bom. Se chegar até o zero está com defeito, se deflexionar muito pouco ou nada também já não está bom.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo este teste de deflexão depende do valor. Se baixo, nem vai mover. E se estiver no circuito, este vai zoar a medição. P.ex. capacitor de desacoplamento pode estar em paralelo com dezenas dele.

 

Uma visão coisa é assim... Até onde entendo(dia) capacitor ceramico é(era) uma camada só. Duas chapas paralelas. E por ser smd, a área é muito pequena pra dar determinada capacitância. Portanto acima de determinado valor, há de ser multicamadas. Agora, eletronicamente falando, desconheço a importância de diferenciá-los neste micromundo smd

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Amigo este teste de deflexão depende do valor. Se baixo, nem vai mover. E se estiver no circuito, este vai zoar a medição. P.ex. capacitor de desacoplamento pode estar em paralelo com dezenas dele.

 

Uma visão coisa é assim... Até onde entendo(dia) capacitor ceramico é(era) uma camada só. Duas chapas paralelas. E por ser smd, a área é muito pequena pra dar determinada capacitância. Portanto acima de determinado valor, há de ser multicamadas. Agora, eletronicamente falando, desconheço a importância de diferenciá-los neste micromundo smd

 

Isadora, a partir de que valor eu posso considerar então como sendo multicamadas?

 

você disse "ceramico é uma camada só. Duas chapas paralelas". Isso é interno nele, correto? Externamente não tem como identificar?

 

Se não tem importancia de diferencia-los, então na hora de substituir um ceramico (ou multicamada) smd tanto faz eu colocar um ceramico no lugar de um multi, ou vice-versa?

 

Usando um capacimetro com ampla faixa de medição, ao invés de multimetro, eu consigo pegar o valor dele mesmo no circuito, correto?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

não tenho certeza absoluta. O que você leu foi só alguma intuição baseada nos princípios físicos de um capacitor. Estimo que abaixo de 1nF pode ser cerâmico

 

não necessariamente. Foi uma visão do passado quando capacitores cerâmicos eram duas plaquinhas paralelas. Os smd nunca tive necessidade de quebrar pra ver. A princípio não tem como identificar por meios normais por meros mortais nem mesmo pela cor. Já compramos capacitor roxo e marrom de 10pF

 

na maioria das aplicações (que conheço) não há problemas. Salvo as de rf onde cerâmico tem que ser cerâmico

 

parcialmente correto. Depende de onde ele está no circuito. P.ex. um de 100nF pode estar em paralelo com muitas cositas más e sua leitura será errada. Um de 22pF num circuito de um cristal p.ex., pode ser lido corretamente

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ok, entendido. Valeu!

 

Pelo visto então nunca é certo de ter uma leitura precisa do smd. Eu não quero é ter que dessoldar o capacitor da placa e testar fora, corre o risco de o ferro de solda queimar o smd. Pior ainda com os smds minusculos.

 

Ou eu tenho o esquema eletrico da placa para saber o valor ou o jeito é com muita tecnica dessoldar mesmo o smd e torcer para não queimar e acabar alterando sua capacitância.

Já dessoldei resistores smd de familias maiores e não mudou sua resistencia ou queimou, o problemas são os de familia minuscula.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso não importa... não tem como saber sem olhar no datasheet porque é algo interno do capacitor. É apenas um detalhe, o que importa são as características dele, como sempre. Componente não se especifica "no olho", "no chute", se especifica com números...

Só precisa usar um do valor especificado, tensão especificada (importante especialmente no caso desses capacitores de cerâmica, o valor deles diminui conforme a tensão se aproxima do valor máximo especificado, então não é anormal encontrar, por exemplo, capacitores de 16V em um circuito de 5V ao invés de, por exemplo, um de 10V que seria o usual) e, às vezes, do dielétrico especificado. Existem vários tipos de dielétricos em capacitores de cerâmica, como Y5V, X5R, X7R e C0G, esses são os mais comuns.

 

Y5V é o pior de todos eles, de longe, tem uma tolerância de +80%/-20% normalmente e diminui sua capacitância consideravelmente conforme a tensão sobe, mas são os mais baratos e disponíveis em valores grandes.

X5R e X7R possuem tolerância de +/-20% como a maioria dos capacitores eletrolíticos e possuem variação muito menor de seu valor com a tensão, normalmente disponíveis em valores grandes como o Y5V, são mais caros mas funcionam muito melhor.

C0G é o melhor, mas não permite a produção de valores grandes, normalmente não excedem alguns nF. Possui as melhores características, com tolerância melhor que 20% em muitos casos e baixíssima variação de valor com a tensão aplicada.

 

Y5V, X5R e X7R são externamente idênticos, C0G algumas vezes são mais brancos.

Via de regra, nunca use capacitores com dielétrico Y5V porque eles são muito ruins, X5R e X7R são muito melhores e sempre funcionarão no lugar de um Y5V que talvez estivesse no lugar. C0G é muito comum em capacitores com valores da ordem de nF e pF, especialmente em circuitos que trabalham com RF.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ok, victhor, mas esses capacitores você está falando de ceramicos smds não é?

 

Para saber se o codigo deles é X5R , X7R ou C0G, que são os melhores, só mesmo no site de compra onde é especificado, é isso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Resumindo tudo o que já foi dito:

Cerâmicos SMD, Multicamadas, com pinos normais... etc...etc

O que vale mais é a capacitância.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×