Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Flavia Dutra

Boletim 1.435 – 30/06/2015

Recommended Posts

Boletim do Clube do Hardware | www.clubedohardware.com.br

Boletim 1.435 – 30/06/2015

Editado por Flavia Dutra

boletim@clubedohardware.com.br

Proibido Copiar ou Republicar - www.clubedohardware.com.br/pagina/legal

 

Índice

1. Conheça os livros de Gabriel Torres 

2. Curta o Clube do Hardware no Facebook!

3. Programa do Google premia usuários que descobrirem falhas do Android nos smartphones Nexus 

4. Pesquisa revela que venda de tablets caiu 20% no primeiro trimestre deste ano 

5. Relatório indica falha de segurança em mais de 600 milhões de smartphones da Samsung

6. Toshiba desenvolve sistema de criptografia quântica “inquebrável”  

7. Microsoft e NASA desenvolvem equipamento holográfico para exploração do espaço

 

------------------------------------------------------------

 

1. Conheça os livros de Gabriel Torres

 

Referência na área e amplamente adotado em cursos técnico-profissionalizantes, com os livros de Gabriel Torres você se destacará no mercado de trabalho. Confira:

 


 


 


 

Eletrônica: http://bit.ly/1zmeknA

 

[informe publicitário, texto de responsabilidade do anunciante]

 

------------------------------------------------------------

 

2. Curta o Clube do Hardware no Facebook!

 

Página do Clube do Hardware: http://www.facebook.com/clubedohardware

 

Página pessoal de Gabriel Torres: http://www.facebook.com/gabrieltorresoficial

 

[informe publicitário, texto de responsabilidade do anunciante]

 

------------------------------------------------------------

 

3. Programa do Google premia usuários que descobrirem falhas do Android nos smartphones Nexus 

 

O Google lançou um programa que paga os usuários que descobrirem falhas de segurança nas versões mais recentes do Android nos dispositivos Nexus 6 ou 9.

 

Segundo o Google, a falha deve comprometer a área de segurança ou o boot, verificada através de conexões sem fio ou por comunicações internas, como Wi-Fi ou Bluetooth.

 

O programa tem sistema de premiação de acordo com o erro. O teste de caso de erro de baixa severidade vale US$ 333; uma falha crítica premia com US$ 2 mil; se incluir um teste, vale US$ 3 mil; unir um teste de compatibilidade ou uma correção aumenta o prêmio para US$ 4 mil; incluir os dois vale US$ 8 mil; já descobrir a falha através da conexões sem fio ou por comunicações internas rende um bônus de US$ 30 mil. O valor total de prêmio pode chegar a até US$ 38 mil.

 

O Google informou ainda que o usuário deve reportar um erro inédito e que somente uma pessoa será premiada por cada falha. 

 

Os interessados em participar do programa devem preencher o formulário no site da HYPERLINK "https://code.google.com/p/android/issues/entry?template=Security%20bug%20report"empresa.

 

Mais informações:


 

------------------------------------------------------------

 

4. Pesquisa revela que venda de tablets caiu 20% no primeiro trimestre deste ano 

 

De acordo com pesquisa da International Data Corporation (IDC) do Brasil, a venda de tablets diminuiu 20% no país no primeiro trimestre de 2015.

 

Segundo o levantamento da empresa, foram vendidos 1.780 milhão de dispositivos entre janeiro e março deste ano, em torno de 390 mil unidades a menos em relação ao mesmo período de 2014. 

 

Pedro Hagge, analista de pesquisas da IDC Brasil, acredita que a alta do dólar, a diminuição do crédito e a falta de confiança na economia brasileira foram alguns dos motivos para a diminuição da vendas. Entretanto, o analista aponta a falta de interesse por tablets como determinante para a queda nas vendas. Ainda segundo Hagge, o desinteresse está ligado à má experiência de uso e ao surgimento de diversos modelos de phablets (híbrido de smartphone e tablet) e outros dispositivos com tela grande.

 

Além disso, a pesquisa mostra que do total de tablets vendidos, 41 mil unidades foram modelos dois em um; 94% dos dispositivos comercializados foram para o consumidor final e 6% para o mercado corporativo.

 

A IDC Brasil estima que até o final de 2015 sejam vendidos 8,1 milhões de tablets e dispositivos dois em um com tela destacável, 14% a menos em comparação ao ano de 2014.

 

Mais informações:


 

------------------------------------------------------------

 

5. Relatório indica falha de segurança em mais de 600 milhões de smartphones da Samsung

 

Conforme relatório da empresa de segurança NowSecure, mais de 600 milhões de smartphones da Samsung foram afetados por uma falha no teclado SwiftKey, que vem pré-instalado e não pode ser removido dos dispositivos. 

 

Com a falha, os invasores podem acessar os sensores e recursos do dispositivo, como o GPS, a câmera e o microfone; instalar aplicativos maliciosos sem o conhecimento do usuário; adulterar aplicativos e o funcionamento do telefone; acessar as mensagens, chamadas de voz e dados pessoais. 

 

Diante da descoberta, a NowSecure informou sobre o problema em dezembro de 2014 à Samsung, ao US-CERT (agência dos EUA de emergências cibernéticas) e à equipe de segurança do Android.

 

Segundo a Samsung, após o alerta, foi enviado um pacote de correção às operadoras norte-americanas no início de 2015, porém ela não sabe se houve repasse do pacote aos dispositivos de sua rede. A empresa revelou ainda que os aparelhos mais afetados pela falha de segurança foram o Galaxy S4, o S4 mini, o S5 e o S6. 

 

Já a Samsung do Brasil disse estar ciente dos problemas e que as atualizações de políticas de segurança serão implementadas em breve. Entretanto, a empresa afirma que o risco de vulnerabilidade é baixo, visto que para o smartphone ser invadido há necessidade da vítima e do invasor estarem na mesma rede sem fio desprotegida. Além disso, dispositivos com o Knox possuem funcionalidades extras de segurança e receberão atualizações automáticas. 

 

Para evitar mais problemas, a NowSecure aconselha que os proprietários dos smartphones afetados não utilizem redes sem fio inseguras.

 

Mais informações:


 

------------------------------------------------------------

 

6. Toshiba desenvolve sistema de criptografia quântica “inquebrável”

 

A Toshiba revelou o desenvolvimento de um sistema baseado em criptografia quântica, que segue o conceito de distribuição de chaves quânticas e no uso de fótons, que são enviados através de um cabo de fibra óptica desconectado da internet, com a promessa de ser inquebrável.

 

Segundo a Toshiba, os fótons são responsáveis por codificar a chave de criptografia, que tem o mesmo tamanho dos dados cifrados por outro método, como por exemplo, o one-time pad, baseado no uso da chave única. Com a sequência já protegida, a chave é enviada pela fibra óptica especial, um detector conta os fótons quando ele chega ao destino e envia a combinação ao ponto final.

 

A empresa afirmou que a vantagem do sistema é que as interferências sofridas no meio do caminho alteram os pacotes com informações. Assim, se a segurança da chave for comprometida, haverá tempo para agir. 

 

Além disso, apesar de o sistema permitir que os fótons viagem até 100 quilômetros, a estrutura é sensível mesmo a simples variações de temperatura.

 

O sistema já foi testado pela Toshiba e em agosto será aplicado na comunicação da Universidade Tohuku, no Japão, para transmitir dados genéticos.

 

Outras avaliações do sistema serão feitas durante, pelo menos, dois anos, com fornecimento do serviço a empresas e governos em 2020.

 

O novo sistema é sequência dos estudos de 2013 dos cientistas da Toshiba, divulgados na revista Nature, que explicava como montar uma rede de acesso quântico para até 64 computadores.

 

Mais informações:


 

------------------------------------------------------------

 

7. Microsoft e NASA desenvolvem equipamento holográfico para exploração do espaço

 

A Microsoft e a NASA estão trabalhando em conjunto no equipamento “Sidekick”, uma versão do HoloLens, óculos de realidade virtual e holografia, com o objetivo de ser utilizado por astronautas na exploração do espaço.

 

Segundo informações, o equipamento ficaria dentro do capacete e possuiria dois modos de operação: o “expert remote”, que utiliza o Skype para orientação em tempo real, e o “procedure”, pelo qual o astronauta veria hologramas diretamente nos objetos que precisaria manusear, tornando os procedimentos mais seguros e rápidos, pois independeria de instruções em áudio vindas da Terra.

 

A NASA já está realizando testes com o “Sidekick” em simuladores de gravidade zero e planeja enviá-lo na sétima missão de reabastecimento da SpaceX, em 28 de junho, e para a estação submarina Aquarius, em 21 de julho, por duas semanas.

 

Mais informações:


Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×