Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
marciomg1

Posso substituir o transistor bc547 por bc337?

Recommended Posts

Boa noite, estou fazendo umas placas de reles para Arduíno, estou reutilizando reles de estabilizadores antigos. Minha duvida é a seguinte, para montar a placa é necessário o transistor BC547 ou 549 para fazer o chaveamento da porta 5v do Arduíno com o gnd 12v do rele.
Na própria placa dos estabilizadores tem o esquema como eu preciso, porém utilizando o transistor BC337. Não posso ultrapassar 28 miliamperes na base do transistor. Já tentei ver o datasheet dos transistores mas não entendo nada de inglês e não consegui encontrar similaridades nas paginas para comparação.
Alguma boa alma com bom coração que entenda de inglês ou que conheça as os transistores pode me ajudar respondendo se vou poder utilizar o 337 no lugar do 547?


Datasheet do bc 547:
http://pdf.datasheetcatalog.com/datasheet/mcc/548B.pdf

Datasheet do bc 337:
http://pdf.datasheetcatalog.com/datasheet/siemens/Q62702-C314-V2.pdf

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
48 minutos atrás, _xyko_ disse:

@marciomg1

Seja bem vindo ao FCH.

Sem problema. Pode ser 337,338 ou 339.

Eu só uso a linha BC33x pra relês. Eles suportam mais corrente.

É isso aí!

Eu também costumo usar os BC337 para acionar relés, pois possuem maior capacidade de corrente que os BC54X ou BC550.

Eu uso os BC54X ou o BC550 mais para pequenos sinais e maiores ganhos de corrente (hfe). 

Na época de minha graduação, o manual era mais bem feito e mais sério. ainda possuo um  de março de 1974. Lá tem ambos os transistores. Inclusive tem os BC546 até o BC550, com sufixos A, B e C. A Philips media o ganho de corrente hfe (ou beta para cc). A tecnologia na época não era tão avançada como hoje (é claro). Os que possuíam menor hfe eram classificados com o sufixo A e os que possuíam maior hfe eram classificados com o sufixo C. Os com sufixo B ficavam no meio termo. 

Hoje a tecnologia permite bem mais controle, porém as fábricas de hoje já não possuem tão bom conceito como as de antigamente, então, como os BCs são "famosos", fazem qualquer mer... her transistor e os rotulam como BCs. Alguma coisa ainda fica válida, pois apesar dessas fábricas possuírem máquinas não modernas, a tecnologia melhorou o controle e os "novos BCs" ainda possuem algum crédito. Pelo menos em termos de chaveamento. 

Não se compara o empenho em fazer os manuais antigos e sua tremenda quantidade de informações, com uma folha com informação não confiável e de péssima qualidade, que compõem alguns manuais de hoje, contendo dezenas de transistores. 

MOR_AL

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×