Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Recommended Posts

@Boobsted

 

OC não tem receita.. Dependendo da placa-mãe e, principalmente, do chip da CPU, talvez nem precise.. Mexa no multiplicador primeiro e acompanhe, até aonde ele vai com a tensão padrão.. Depois, se necessário, você aumenta a tensão..

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 minutos atrás, RS Faria disse:

@Boobsted

 

OC não tem receita.. Dependendo da placa-mãe e, principalmente, do chip da CPU, talvez nem precise.. Mexa no multiplicador primeiro e acompanhe, até aonde ele vai com a tensão padrão.. Depois, se necessário, você aumenta a tensão..

Vi sua dica e procurei uns tutoriais e achei esse vídeo: 

 

No meu caso, vou deixar em 4GHZ. Uso um WC v2 da corsair.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Boobsted

 

OC é tentativa e erro mesmo.. Talvez, nem precise mexer na tensão ou mexer menos.. Só você testando pra saber mesmo..

 

Dê uma procurada em fóruns de OC, pra ver até aonde dá pra ir com a tensão..

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

OC varia de acordo com conjunto e também com o chip, um mesmo conjunto pode oferecer OC diferente, é tipo loteria mesmo.

 

Tanto que em alguns casos você consegue maior overclock usando menor FSB e maior Multi, mas melhor performance usando maior FSB e menor Multi. É brincar de experiência mesmo.

 

Alguns defendem que não vale a pena, porque geralmente aumenta calor, precisa de hardware mais caro, e o ganho de performance muitas vezes não escala de forma linear. Eu penso que existe uma distribuição normal, até certo ponto vale a pena, depois é quase que cosmético, consegue-se mais, mas a um custo muito alto.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, dwatashi disse:

OC varia de acordo com conjunto e também com o chip, um mesmo conjunto pode oferecer OC diferente, é tipo loteria mesmo.

 

Tanto que em alguns casos você consegue maior overclock usando menor FSB e maior Multi, mas melhor performance usando maior FSB e menor Multi. É brincar de experiência mesmo.

 

Alguns defendem que não vale a pena, porque geralmente aumenta calor, precisa de hardware mais caro, e o ganho de performance muitas vezes não escala de forma linear. Eu penso que existe uma distribuição normal, até certo ponto vale a pena, depois é quase que cosmético, consegue-se mais, mas a um custo muito alto.

 

Entendi. Você me recomenda algum programa pra verificar a estabilidade do clock? E quanto tempo mais/menos?

 

Mas do jeito que eu sou azarado, duvido que o meu seja premiado. kkkkk

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para processador, o Prime95 é um dos preferidos, tem o OCCT também.

 

O tempo "padrão" é 1h, mas se algum comportamento anormal ocorrer depois do overclock mesmo tendo passado com este tempo, aumente o tempo para ver se algum erro ocorre. Porque em alguns casos erros demoram para ocorrer, por exemplo o processador precisa aquecer e o problema ocorre.

 

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 minutos atrás, dwatashi disse:

Para processador, o Prime95 é um dos preferidos, tem o OCCT também.

 

O tempo "padrão" é 1h, mas se algum comportamento anormal ocorrer depois do overclock mesmo tendo passado com este tempo, aumente o tempo para ver se algum erro ocorre. Porque em alguns casos erros demoram para ocorrer, por exemplo o processador precisa aquecer e o problema ocorre.

 

 

 

 

Tem algum risco de temperatura do ambiente ser muito alta? Digo no caso do verão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Depende, o que julga ser alta?

 

O que ocorre quando a temperatura ambiente é maior, você precisa de sistema mais eficiente para fazer a troca de calor.

 

Enfim, no caso do processador, se no conjunto não superar a temperatura máxima declarada não existe problema. Mesmo porque quando ela é superada por algumas vezes ou rapidamente, o sistema desliga para proteção.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, dwatashi disse:

Depende, o que julga ser alta?

 

O que ocorre quando a temperatura ambiente é maior, você precisa de sistema mais eficiente para fazer a troca de calor.

 

Enfim, no caso do processador, se no conjunto não superar a temperatura máxima declarada não existe problema. Mesmo porque quando ela é superada por algumas vezes ou rapidamente, o sistema desliga para proteção.

 Em torno de 37° mais/menos a base, no ápce deve ficar em torno de 40° sendo o máximo e a sensação térmica varia bastante. Me mudei faz pouco tempo pro interior a trabalho e não tenho ar condicionado, apenas um ventilador de 6 pás que joga um ar quente no verão.

 

Quando to computador, uso um Corsair h110 V2 no processador e uma VGA Híbrida. 2 coolers na frente e 2 atrás de ambos os radiadores.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acredito que não deve ter problema se as temperaturas ficarem dentro do limite.

 

Digo isto porque já morei em Cuiabá e não tive problemas com computadores, a não ser fontes genéricas ou famosos capacitores ruins que com o aumento do calor, estufavam mais rapidamente.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, dwatashi disse:

Acredito que não deve ter problema se as temperaturas ficarem dentro do limite.

 

Digo isto porque já morei em Cuiabá e não tive problemas com computadores, a não ser fontes genéricas ou famosos capacitores ruins que com o aumento do calor, estufavam mais rapidamente.

 

Acredito que a configuração atual do meu PC esteja boa, acho que quanto a capacitores não tenho tanta certeza. Quer a minha conf.?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 minutos atrás, dwatashi disse:

Não precisa, foi apenas um comentário a mais acerca da temperatura.

 

 

Quando você citou os capacitores, era da fonte ou da mobo?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ambos, porque nas placas mais simples os capacitores são eletrolíticos. Na fonte eles são deste tipo em sua maioria, no entanto nas genéricas são utilizados capacitores chineses que tem vida útil muito curta.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, dwatashi disse:

Ambos, porque nas placas mais simples os capacitores são eletrolíticos. Na fonte eles são deste tipo em sua maioria, no entanto nas genéricas são utilizados capacitores chineses que tem vida útil muito curta.

 

Uso uma mobo da msi z97 gaming 7 e uma fonte corsair 500w. Acho que segura tranquilamente o oc do processador e da placa de vídeo(futuramente) né?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×