Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
MeninoMal

Fonte real ou estabilizador?

Recommended Posts

  Olá amigos, aqui em casa de vez em quando da uns pico de luz e não usava estabilizar e por causa disso eu já perdi 2 placas mãe.

  Mas agora eu comprei uma fonte real Sentey hard blue de 500w 80 plus e gostaria de saber se ainda preciso usar estabilizador para não queimar minha placa-mãe, pois já tive muita dor de cabeça e prejuizo com as perdas. Qualquer resposta será bem vinda. Obrigado

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MeninoMal

 

Você NUNCA precisou de estabilizador.. Parta deste princípio..

 

O que você precisava (e continua precisando, aparentemente), era ter uma boa fonte e alguma proteção pra ela, como um filtro de linha bom..

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa industria de estabilizadores realmente conseguiu convencer o mundo todo de que estabilizador é necessário :( Mas ainda bem que existe o CdH para acabar com esse mito, rs.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, MeninoMal disse:

  Olá amigos, aqui em casa de vez em quando da uns pico de luz e não usava estabilizar e por causa disso eu já perdi 2 placas mãe.

  Mas agora eu comprei uma fonte real Sentey hard blue de 500w 80 plus e gostaria de saber se ainda preciso usar estabilizador para não queimar minha placa-mãe, pois já tive muita dor de cabeça e prejuizo com as perdas. Qualquer resposta será bem vinda. Obrigado

Além de todas as informações dadas pelos amigo acima (principalmente sobre a "desnecessariedade" do estabilizador e do fato de você ter comprado outra fonte ruim), outra coisa a saber: não existe esse termo "fonte real". Também não existe "watts reais". Tudo isso é invenção de vendedor/fabricante de fonte porcaria, pra tentar empurrar fonte vagabunda aos compradores desavisados. É um péssimo vício de linguagem, que recomendo não utilizar.

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 minutos atrás, braconius disse:

Além de todas as informações dadas pelos amigo acima (principalmente sobre a "desnecessariedade" do estabilizador e do fato de você ter comprado outra fonte ruim), outra coisa a saber: não existe esse termo "fonte real". Também não existe "watts reais". Tudo isso é invenção de vendedor/fabricante de fonte porcaria, pra tentar empurrar fonte vagabunda aos compradores desavisados. É um péssimo vício de linguagem, que recomendo não utilizar.

Fonte 500-W REAL.

"REAL" é a marca da fonte e "500-W" é o modelo.

É igual ovos "Caipira" e mel "Genuíno"

São ovos de granja e a marca é "Caipira".

E o produtor do mel é um tal de Zé "Genuíno".

 

Edit: esqueci do sal. Aqui na minha cidade encontrei um sal refinado muito bom: Sal Marinho.

"Marinho" é a marca do sal, mas ele é refinado.

Editado por Wal SJC
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom dia, 

                  Essa discussão vai longe. Há muitos estudos que apontam que usar estabilizadores na verdade reduz a vida de um aparelho pela metade pelo fato de ele tentar equilibrar o "pico" de energia mas como isso não é feito instantaneamente acaba produzindo um delay, um eco de pico... isso do lado dos físicos teóricos, do lado dos especialistas em eletrônicos, o estabilizador é bom e pronto.   

 

                  Para encurtar a perda de vida discutindo sobre isso, escolha, sempre, peças de boa qualidade. Quer um estabilizador, compre. Mas um bom. Quer um no-break, compre...mas na mesma condição. Se não vai querer gastar com isso use o dinheiro para uma boa fonte. Lembre-se, ela não foi feita para necessitar de estabilizador ou no-break etc...então, se for de qualidade, vai funcionar 100% sozinha. (se o problema for na rede de energia não vai haver estabilizador super-herói que vai segurar). 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 minutos atrás, alfasektor disse:

isso do lado dos físicos teóricos, do lado dos especialistas em eletrônicos, o estabilizador é bom e pronto.

Tem um bom tópico no Fórum, que mostra como um estabilizador funciona.. Esses comuns.. Não é teoria, é demostração prática.. O próprio criador do Fórum, fez um vídeo sobre isso..

 

Se puder colaborar conosco e mostrar algum artigo que contraponha isso, seria interessante...

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@RS Faria Calma, não se altere. Eu não vou revirar a scielo pra achar artigos em pleno meio dia ! 

 

mas aqui tem um texto que deve pelo menos "alumiar" o assunto. Não estou contrapondo ninguém. A minha máxima foi " invista sempre em componentes de boa qualidade iniciando pela fonte, depois os protetores de tal"

 

aqui   e  aqui

 

eu disse que há bons argumentos de ambos os lados. Eu não escolhi lado.... nem disse se eu uso ou não :) 

 

 

Editado por alfasektor
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
26 minutos atrás, alfasektor disse:

o estabilizador é bom e pronto.

 

Você não faz a minima ideia da besteira que está falando e pronto.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@alfasektor

 

Não me alterei, só ponderei.. O links que postou, só serviram pra mostrar um plágio, aos tópicos originais

 

http://adrenaline.uol.com.br/forum/threads/razoes-pelas-quais-os-estabilizadores-atrapalham-a-fonte-do-pc.254007/

 

Estamos sem novidades, sobre o assunto...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ahh, agora que entendi. Você está corroborando com a ideia do estabilizador ferrar a vida útil do pc....Então ta tudo certo :)  Pra mim, tudo na rede é plágio, formal ou informalmente. Só confio no que é publicado Scielo pra cima. Só colei porque foi o primeiro link que abri, nem li.  

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Wal SJC disse:

Fonte 500-W REAL.

"REAL" é a marca da fonte e "500-W" é o modelo.

É igual ovos "Caipira" e mel "Genuíno"

São ovos de granja e a marca é "Caipira".

E o produtor do mel é um tal de Zé "Genuíno".

 

Edit: esqueci do sal. Aqui na minha cidade encontrei um sal refinado muito bom: Sal Marinho.

"Marinho" é a marca do sal, mas ele é refinado.

Opa, e aí!? :thumbsup:

 

Você ta falando sério ou ta sendo irônico (tipo zuando)?

 

"Real" não tem nada de marca. A marca da fonte que o criador do tópico é Sentey e 500w é suposta a potência. O termo "fonte real" é uma baita falácia, é obvio que a fonte é real, já que fonte imaginária não serve pra nada. E o termo "watts reais" não existe, simples assim. Watts é Watts e apenas Watts. Ou "litros reais" também faz sentido?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 minutos atrás, braconius disse:

Opa, e aí!? :thumbsup:

 

Você ta falando sério ou ta sendo irônico (tipo zuando)?

 

"Real" não tem nada de marca. A marca da fonte que o criador do tópico é Sentey e 500w é suposta a potência. O termo "fonte real" é uma baita falácia, é obvio que a fonte é real, já que fonte imaginária não serve pra nada. E o termo "watts reais" não existe, simples assim. Watts é Watts e apenas Watts. Ou "litros reais" também faz sentido?

Tô só enchendo o saco :D, pois essa "pegadinha" de colocarem nomes enganadores nas coisas é um truque bem antigo, o ovo de granja marca "Caipira" e sal marca "Marinho" existem de fato.

E não duvido muito que possa existir alguma fonte xing-ling com a marca "Real". 

Nesse caso foi só uma gozação, para o pessoal abrir os olhos na hora de comprar! :thumbsup: 

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quanto a esse fato de fonte real.... é utilizado quando a fonte comprada oferece continuamente a  energia que apresenta na caixa , na forma do nome dela. Pois muitas marcas xinglings colocam o nome da fonte ( superforce 500w plus mega master) mas isso não passa do nome dela. ( ele nao é obrigado a colocar a potencia da fonte no nome da mesma).....e na verdade oferece 300w.   Outras, depois que viram isso começaram a colocar o nome ( superforce 500w plus master) sendo que até chegam a 500w de energia, mas só em picos máximos e nao o tempo todo.... por isso nós, compradores, começamos a denominar como placa reais, aquelas que oferecem a quantidade de energia que prometem. 

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 minutos atrás, alfasektor disse:

Quanto a esse fato de fonte real.... é utilizado quando a fonte comprada oferece continuamente a  energia que apresenta na caixa , na forma do nome dela. Pois muitas marcas xinglings colocam o nome da fonte ( superforce 500w plus mega master) mas isso não passa do nome dela. ( ele nao é obrigado a colocar a potencia da fonte no nome da mesma).....e na verdade oferece 300w.   Outras, depois que viram isso começaram a colocar o nome ( superforce 500w plus master) sendo que até chegam a 500w de energia, mas só em picos máximos e nao o tempo todo.... por isso nós, compradores, começamos a denominar como placa reais, aquelas que oferecem a quantidade de energia que prometem. 

Aí é que está o problema: quantos de nós, compradores, temos instrumentação capaz de medir esses 500W reais e analisar se, ao fornecer esses supostos 500W de energia, a fonte o faz atendendo aos critérios de ruído máximo (ripple) e tolerância aos valores nominais de tensão?

Isso para não falar na temperatura de trabalho, que influencia de forma decisiva na vida útil do equipamento e até mesmo na segurança do usuário.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pra isso existe o INMETRO ! Pra nos salvar !

 

Mesmo sendo xingling as marcas tem que seguir as normas, então nas especificações da fonte (de output) tem que vir as voltagens a amperangens da fonte. pegando cada valor de tensão e multiplicando pelo seu respectivo valor de corrente e somando tudo se chega ( aproximadamente) ao total de watts oferecidos realmente !

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
25 minutos atrás, alfasektor disse:

Pra isso existe o INMETRO ! Pra nos salvar !

 

Mesmo sendo xingling as marcas tem que seguir as normas, então nas especificações da fonte (de output) tem que vir as voltagens a amperangens da fonte. pegando cada valor de tensão e multiplicando pelo seu respectivo valor de corrente e somando tudo se chega ( aproximadamente) ao total de watts oferecidos realmente !

E quais as fontes analisadas e certificadas pelo INMETRO que você conhece?

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então galera, obrigado pela atenção de vocês, eu esqueci de avisar que perdi 2 placas mãe com uma outra fonte de 250w da positivo e eu não usava estabilzador, agora eu comprei essa real porque montei um pc gamer, cheio de cooler e uma gtx 650 processador amd fx4100. Pela minha conclusão que tirei de vocês: acho... sempre achei a positivo uma *****, talvez estabilizador só atrapalhe. @AmarildoJr    o que é Cdh  @RS Faria filtro de linha? que filtro?@braconius Muito bom saber disso.@alfasektor bem lembrado... isso é pra chamar a atenção dos leigos XD

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 minutos atrás, MeninoMal disse:

Então galera, obrigado pela atenção de vocês, eu esqueci de avisar que perdi 2 placas mãe com uma outra fonte de 250w da positivo e eu não usava estabilzador,

Só lembrando que a falta de estabilizador muito provavelmente não causou isso, e sim as fontes "xing-ling" hehehehe

 

6 minutos atrás, MeninoMal disse:

o que é Cdh

Clube do Hardware ehehehehehehe

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×