Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Pincipi

Tudo o que eu queria saber sobre a hp deskjet d2460

Recommended Posts

Pois é, eu ganhei de presente uma impressora jato de tinta colorida HP Deskjet D2460 com muitos cartuchos originais, alguns novos lacrados e outros usados, então resolvi pesquisar sobre ela aqui no forum, encontrei muitas informações e comprovei todas elas através de testes, então segue o resumo:

-Defeitos ligados a luzes piscando, primeiro tire todos os fios e os cartuchos, depois deixe pressionado a tecla de ligar por um minuto e em seguida religue tudo, se não resolver deixe a tecla de ligar pressionada enquanto abre e fecha a tampa por quatro vezes, não precisa abrir tudo, abra só o suficiente para acionar o sensor da tampa ou use uma caneta para deixar o botão pressionado. Ligar e desligar, reiniciar o computador, reinstalar a impressora também podem resolver algum problema.

-Aviso de falta de cartucho, tire e coloque de novo, pode ser mal contato ou mal encaixe, se depois de repetir várias vezes não voltar ao normal, deve ser defeito no cartucho, muito difícil ser defeito na impressora, comprova-se colocando outro cartucho.

-Aviso de cartucho vazio, via de regra deve-se colocar um novo para continuar a trabalhar, caso contrário, com a impressora ligada, tire o cartucho, coloque uma fita cobrindo o primeiro contato da segunda fieira e recoloque o cartucho, espere um minuto, o aviso de cartucho ausente ou inserido incorretamente aparece, retire o cartucho e cubra agora o último contato da terceira fileira, recoloque o cartucho por mais um minuto, a mesma mensagem continua, retire o cartucho e descubra os contatos que foram cobertos pela fita, insira o cartucho e espere um minuto, a impressora vai indicar cartucho cheio. Obs: a impressora faz uma estimativa da quantidade de tinta e vai diminuindo o indicador conforme vai usando, quando a indicação chega ao fim, a impressora continua a se movimentar como se estivesse imprimindo porém, nenhuma tinta sai no papel, acontece que na realidade ainda existe tinta dentro do cartucho e quando realiza o procedimento acima, a indicação de cartucho cheio aparece e pode-se continuar a utilizar o mesmo cartucho, com resalva de não utilizar até a tinta terminar de verdade, pois desta forma a cabeça de impressão fica seca e pode ser que danifique ou que não seja mais possível desentupir.

-Desmontar para limpar, não compensa ir à fundo, retire no máximo a parte de cima presa por quatro parafusos, para tirar o pó, limpar as almofadas e lubrificar as partes móveis, se tentar ir além disso, é complicado, ela foi desenvolvida para quando ser desmontada, não ser mais possível remontar, uma verdadeira ratoeira.

-Recargas, dê preferência a cartuchos originais que aceitam mais recargas sem se danificar, cartuchos paralelos se estragam facilmente, a remoção da tampa do cartucho é complicada, só é feita em caso de entupimento sem solução ou para trocar a espuma interna ou aumentar o tamanho do reservatório interno. Cartuchos seguidos da letra “b” são de materiais menos resistentes e quebram facilmente quando se tenta abrir a tampa. Existem muitos tipos de tintas próprias no mercado, as mais caras estão ligadas a melhor qualidade. Depois de injetar a tinta com a seringa, tem que puxar a tinta por baixo, usando uma ferramenta chamada “snap fill” ou se adaptando qualquer coisa como uma borracha, outras gambiarras não são indicadas, como chupar com a boca, vai engolir tinta ou usar aspirador de pó, vai dar uma meleira só, pode ocorrer da tinta entrar em apenas uma parte enquanto que em outras partes a tinta não entre e nesta parte não saia a impressão. Depois da recarga tem que usar o procedimento para o cartucho ser reconhecido como novo.

-Armazenamento dos cartuchos por médio ou longo período, cole uma fita cobrindo a cabeça de impressão, para evitar o contato com o ar pois este seca a tinta, deixe o cartucho de pé, na mesma posição em que ele fica na impressora, para evitar vazamento, calor e umidade prejudicam, exposição à luz prolongada ou curta exposição a luz solar alteram as características da tinta, mesmo assim depois de um longo período de armazenamento pode ser que não saia tinta, com o cartucho cheio é prudente monitorar o molho na água pois pode ocorrer da tinta se diluir toda na vasilha.

-Entupimento ou ressecamento da tinta na cabeça, primeiro use a opção da própria máquina para limpar as cabeças de impressão, depois tente a opção de limpeza mais profunda, não resolvendo existem soluções próprias no mercado que prometem a limpeza, se não quiser gastar dinheiro use água corrente e se ainda não der certo deixe de molho na água em alguma vasilha cobrindo até no máximo a metade da altura do cartucho, o tempo do molho pode variar de uma hora a um dia conforme o caso, são dois tipos de entupimento, ou é na cabeça de impressão ou é na parte de cima no filtro ou malha. Cuba ultrassônica e vapor de água em pressão também resolvem. Lembre-se sempre que o sistema é frágil e que se forçar pode danificar e perder a peça.

-Tintas não próprias como por exemplo tinta de carimbo, tinta guaxe diluída, corante de tinta diluído e qualquer outro tipo de tinta que não seja a específica para o equipamento podem até funcionar na hora, como por exemplo a tinta de carimbo, o guache e o corante, que funcionam um pouco mais claro ou desbotado que a tinta própria porém, num curto prazo após a utilização, cerca de uma a duas horas depois do uso, elas secam e entopem a cabeça de impressão, se quiser reutilizar limpe tudo ou então guarde de molho na água, outras gambiarras que não sejam à base de água, como por exemplo tinta automotiva, correm rapidamente os componentes. Toda a tecnologia envolvida na tinta própria envolvem substâncias que impedem que a tinta seque antes ou que demore muito a secar no papel além de se manter homogênea e com as cores vivas, tintas caseiras em regra podem quebrar o galho mas, em regra danificam o cartucho a curto prazo.

-Aquisição de insumos, o comércio é especializado no assunto, tem cartuchos novos originais, paralelos e falsificações perfeitas, tem também toda uma indústria voltada a reciclagem dos cartuchos com boa qualidade de impressão com excelente relação custo beneficio, se puder pagar mais caro pelo original, pague pois o seu dinheiro vai financiar novas pesquisas do fabricante que vai lhe proporcionar melhores equipamentos no futuro, se não puder pagar mais, lembre-se, vai estar alimentando um comércio informal que tira muitos brasileiros da miséria.

-Descarte final da impressora e seus insumos, não descarte na natureza ou no lixo comum, procure a reciclagem de sua cidade, também dá para vender em saites de leilões ou então doar a pessoas interessadas que possam fazer bom uso dela. (como eu recebi a minha de doação)

Finalmente, se souber de mais algum detalhe importante que não foi mencionado ou que foi mencionado de forma incorreta, poste a sua opinião para que eu possa corrigir.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×