Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
alissomrex

RESOLVIDO Energia trifásica, como é?

Recommended Posts

Olá pessoal, tudo bem? 

Tenho a seguinte dúvida: Sei que a energia bifásica (220) é feita por 2 fios fase.

Mais a energia trifásica é feita com 2 fio fase, e 1 neutro, ou 3 fio fase?  

adicionado 0 minutos depois

Agradeço muito se o colega @faller poder ajudar :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, alissomrex disse:

Sei que a energia bifásica (220) é feita por 2 fios fase.

Depende. Aqui e em muitas cidades do Brasil, os 220V são obtidos por uma fase e neutro e é monofásica.

Entre duas fases tem-se 380V.

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Uma fonte de energia trifásica pode ser de três condutores fase e um neutro (configuração em estrela) ou apenas de três condutores fase (configuração em triângulo), sendo que os valores de tensão providos variam conforme a localidade e que é possível que haja condutores terra em circuitos quaisquer.

 

 

 

Espero ter ajudado GbhmuXl.gif.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A resposta mais simples e direta é: trifásico é formado por três fases, como o nome já diz "tri- fásico".

 

Mono-fásico = 1 fase (independente da sua tensão)

Bi-fásico = 2 fases (independente da sua tensão)

Tri-fásico = 3 fases (independente da sua tensão)

 

Como o Ricardo disse, há regiões que a rede elétrica é distribuída com trifásico 220v, que é formada por três fases de 127v onde se pode usar uma fase + neutro e obter 127v ou fase+fase e obter 220v.

 

Em outras regiões a rede elétrica é distribuída com trifásico 380v, que é formada por três fases de 220v onde se pode usar uma fase + neutro e obter 220v ou fase+fase e obter 380v.

 

Em todo o padrão de energia das concessionárias tem um neutro para se obter a menor tensão.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Perguntava eu a engenheiros e funcionários das distribuidoras de energia do RS do porque o Brasil era verdadeira colcha de retalhos no tocante às tensões bem como a topologia de distribuição ao longo do território nacional..

 

A melhor resposta e provavelmente a mais provável é que o Brasil, no início da eletrificação do mesmo, foi explorado por inúmeras companhias elétricas de fora do país.

Algumas delas oriundas da Europa onde a tensão predominante é a de 220 Volts, na distribuição fase neutro e outras derivadas de empresas norte americanas onde a tensão predominante é a de 120 Volts fase neutro. 

Evidentemente que cada empresa usou, no Brasil, dispositivos equivalentes aos que usavam em suas plantas originais..

Dai um resultado como se tem ai no Brasil, uma planta toda mesclada com inúmeras topologias e de diferentes tensões..

 

Como até já foi citado por ai, uso bastante esse site da ANEEL (  http://www.aneel.gov.br/tensoes-nominais ) onde se pode consultar as tensões por município, em todo o Brasil..

 

Veja ai como aparece o resultado de uma consulta de como é a distribuição de energia no município de Santos, SP.

 

ANEEL_zpsjk5hv2db.jpg~original

 

Como entender????

Quando o site da ANEEL cita 220/127 dá de deduzir que essa distribuição é trifásica pois a relação entre a tensão fase-fase e a tensão fase-neutro é de 220/127 = 1,73 que é raiz de 3 denunciando o uso de sistema trifásico com defasagem de 120 Graus entre cada fase..

A outra tensão de distribuição tem uma relação 230/115 = 2 denunciando ser sistema bifásico com cada fase defasada de 180 graus da outra..

Ou seja, muito diz essas informações se corretamente interpretadas..

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Ricardo S Ferreira Obrigado pelo esclarecimento... Estava realmente pensando de onde eu vim (Rio de Janeiro), onde a rede é de 127 V.

adicionado 3 minutos depois

@faller Eu também estava pesquisando isso no outro dia, o porquê do Brasil ser um dos únicos países a ter 220 V a 60 Hz (a maioria dos países que usa 220 V ou 230 V é a 50 Hz) e a explicação é justamente essa, e tinha um site que contava bem a história, que no começo, antes da padronização, era ainda pior, com locais tendo geradores ou mini hidrelétricas privadas gerando em outras tensões e outras frequencias... Na minha opinião tinha que padronizar tudo, mas o custo agora para desfazer é alto...

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito obrigado a todos pelas citações. Foi de grande ajuda. 

:thumbsup:

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Gabriel Torres lembro de quando houve a padronização da frequencia da rede elétrica. Onde morava era de 50Hz e durante a madrugada foi alterado para 60Hz.

Em casa não houve muito trantorno, mas os ventiladores rodaram mais rápido, lembro também que a rádio local usava os toca discos com motores de indução, e durante o dia as músicas ficaram todas aceleradas, até que chegaram os novos motores.

Imagina padronizar a tensão...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×