Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Flavia Dutra

Boletim 1.549 – 13/09/2016

Recommended Posts

Boletim do Clube do Hardware | www.clubedohardware.com.br

Boletim 1.549 – 13/09/2016

Editado por Flavia Dutra

boletim@clubedohardware.com.br

Proibido Copiar ou Republicar - www.clubedohardware.com.br/pagina/legal

 

Índice

1. Chegou: versão física do livro "Os mitos do dinheiro", de Gabriel Torres

2. Assine os canais do Clube do Hardware no YouTube!

3. Grupo de credores rejeita plano de recuperação judicial da Oi

4. Google compra a produtora de software Apigee por US$ 645 milhões

5. Após fusão com a EMC, Dell deve demitir até três mil trabalhadores

6. Depois das explosões, Samsung muda fabricante das baterias do Galaxy Note 7

7. Apple solicita patente de pulseira ajustável para seu relógio inteligente

 

------------------------------------------------------------

 

1. Chegou: versão física do livro "Os mitos do dinheiro", de Gabriel Torres

 

Finalmente a versão física de "Os mitos do dinheiro", o mais novo livro de Gabriel Torres, chegou! Apenas R$ 29,90. Você não será o mesmo após a sua leitura. Garanta já o seu exemplar!

 

http://www.editoranovaterra.com.br/interesse-geral/os-mitos-do-dinheiro

 

[Informe publicitário, texto de responsabilidade do anunciante]

 

------------------------------------------------------------

 

2. Assine os canais do Clube do Hardware no YouTube!

 

Canal do Clube do Hardware: http://bit.ly/1DcKirn

 

Canal pessoal do Gabriel Torres: http://bit.ly/1Bb9xFU

 

[Informe publicitário, texto de responsabilidade do anunciante]

 

------------------------------------------------------------

 

3. Grupo de credores rejeita plano de recuperação judicial da Oi

 

O grupo diretivo de detentores de bônus da operadora de telecomunicações Oi, composto por 70 instituições que detém mais de 40% do volume de títulos de dívida externa da empresa, rejeitou o plano de recuperação judicial apresentado no dia 5 de setembro, no valor de R$ 65 bilhões.

 

De acordo com os credores, que têm mais de R$ 36 bilhões para receber da Oi, o plano da operadora não atende aos seus interesses e prioriza acionistas e representantes sem direito a votar o plano, protegendo-os e isentando-os de processos legais pendentes e futuros, envolvendo violação de leis aplicáveis, fraudes e outras alegações, por meio de concessões e isenções de responsabilidades.

 

O comitê reclama que o plano foi elaborado por acionistas majoritários em uma tentativa imprópria de realocar valores em detrimento dos credores, tendo em vista que o plano de recuperação força o perdão de R$ 22 bilhões em dívidas.  

 

Além disso, o comitê relata diversas tentativas de negociação com a Oi sem sucesso e a divulgação do plano feita sem nenhuma consulta prévia.

 

Agora o comitê, que tem assessoria da Cleary Gottlieb Steen and Hamilton, Moelis & Company e Pinheiro Neto Advogados, discute com outros credores a formulação de um novo plano de reorganização baseado na desestimulação da operadora, por meio de conversão da dívida em capital e potencial financiamento assegurado por seus atuais credores.

 

Mais informações:

http://bit.ly/2c8M7M0

 

------------------------------------------------------------

 

4. Google compra a produtora de software Apigee por US$ 645 milhões

 

O Google anunciou a aquisição da produtora de software Apigee por US$ 645 milhões, com o intuito de fortalecer seu setor de computação em nuvem.

 

A Apigee registrou no trimestre encerrado em abril deste ano receita de US$ 66,9 milhões, uma alta de 34% em relação ao mesmo período do ano passado. Ela abriu o capital em abril de 2015, com ações a US$ 17, e o Google pagará US$ 17,4 por ação.

 

A Apigee surgiu em 2004 como Sonoa Systems, mas mudou para o nome atual em 2010. A empresa produz software que auxilia no compartilhamento de dados e serviços em diferentes aplicativos e dispositivos. A tecnologia da Apigee é usada por operadoras de telecomunicações como AT&T, Vodafone e Burberry.

 

Mais informações:

http://bloom.bg/2bYmuA9

 

------------------------------------------------------------

 

5. Após fusão com a EMC, Dell deve demitir até três mil trabalhadores

 

De acordo com fontes ligadas ao assunto, a fusão da Dell com a EMC, concluída recentemente, acarretará na demissão de dois a três mil funcionários em todo o mundo.

 

A Dell, que com a junção passou a se chamar Dell Technologies, pretende cortar US$ 1,7 bilhão em custos nos próximos 18 meses.

 

Dave Farmer, porta-voz da Dell, disse que a empresa fará de tudo para minimizar o impacto da transação nos empregos, que há expectativa de que a arrecadação ultrapasse qualquer redução de custos e que o aumento nas vendas impulsionará o número de vagas.

 

A negociação entre a Dell e a EMC, companhia fornecedora de dispositivos de armazenamento, aconteceu faz um ano, envolvendo US$ 67 bilhões.  

 

Atualmente, a Dell Technologies possui 140 mil empregados.

 

Mais informações:

http://reut.rs/2cbE9BE

 

------------------------------------------------------------

 

6. Depois das explosões, Samsung muda fabricante das baterias do Galaxy Note 7

 

A Samsung revelou que após as explosões de diversos Galaxy Note 7, que acarretaram no recolhimento de cerca de 2,5 milhões de unidades do dispositivo, desistiu de usar baterias fabricadas por sua subsidiária SDI. 

 

Diante disso, a Samsung pretende adotar as baterias do fabricante ATL, que já fornecia 30% da demanda utilizada no Galaxy Note 7.

 

A subsidiária negou qualquer falha em seus componentes, porém a Samsung confirmou que as explosões foram relatadas apenas em baterias produzidas pela SDI.

 

Um porta-voz da Samsung disse que a empresa optou por temporariamente parar de usar as baterias da SDI, com o objetivo de evitar mais falhas no hardware.

 

Mais informações:

http://bit.ly/2cNbBTh

 

------------------------------------------------------------

 

7. Apple solicita patente de pulseira ajustável para seu relógio inteligente

 

A Apple solicitou ao USPTO (United States Patent and Trademark Office) a ideia de uma patente que visa adicionar uma pulseira ajustável ao pulso no seu relógio inteligente,. 

 

No documento, a patente é descrita como “Ajuste dinâmico de tamanho para dispositivos eletrônicos vestíveis”, que controla a pulseira através de um aplicativo. Já a parte mecânica para apertar a pulseira pode ser executada de diversas formas, como por meio de um sistema de fios que se contrai com o uso de uma corrente.

 

Além disso, a patente sugere que a pulseira pode ser usada para o usuário logar sites e serviços. Para isso, a pulseira contrairia e soltaria determinadas vezes para representar cada número, por exemplo, assim como os sensores hápticos do Apple Watch.

 

Até o momento, não há informações sobre a previsão de implementar a ideia em um relógio.

 

Mais informações:

http://read.bi/2cmVGum

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×