Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
André Lemos

Ripagem De Cd´s: Qual O Melhor?

Recommended Posts

Olá, pessoal

Estou pesquisando qual o melhor soft (free) para conversão de minha (e da família) coleção de cd´s para MP3, e estou analisando quais os melhores parâmetros para tal, portanto gostaria da ajuda dos cobras aqui do fórum.

* Numa edição especial da revista INFO sobre MP3, são muito elogiados os softs CDex (que eu conheço.. é muito bom) e o EAC: Exact Audio Copy. O primeiro tem como ponto forte a velocidade de conversão, e o segundo a qualidade do arquivo gerado. Vocês poderiam opinar a respeito? Qual o soft usado por vocês?

*Tenho interesse em ripar em bitrates acima de 128 kbps, para aproximar mais da qualidade original. Qual o ponto de equilíbrio, considerando qualidade x tamanho do arquivo? 192kbps é muito? 160 já tá bom?

*O EAC tem como característica um pré-ajuste considerado "muito bom" que adota o bitrate das músicas variável. Sei que isso ajuda a economizar no tamanho, mas li que alguns players portáteis não conseguiriam executar MP3 com bitrate variável. Isto está correto ou é uma informaçao antiga, já contornada pelos fabricantes?

*A adoção das tags ID3v2 também criará incompatibilidades de leitura em alguns players portáteis?

Dúvidas... dúvidas... agradeço a quem puder me dar uns toques

:-BEER

André

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por André Lemos@09 ago 2004, 20:01

Olá, pessoal

Estou pesquisando qual o melhor soft (free) para conversão de minha (e da família) coleção de cd´s para MP3, e estou analisando quais os melhores parâmetros para tal, portanto gostaria da ajuda dos cobras aqui do fórum.

* Numa edição especial da revista INFO sobre MP3, são muito elogiados os softs CDex (que eu conheço.. é muito bom) e o EAC: Exact Audio Copy. O primeiro tem como ponto forte a velocidade de conversão, e o segundo a qualidade do arquivo gerado.  Vocês poderiam opinar a respeito?  Qual o soft usado por vocês?

*Tenho interesse em ripar em bitrates acima de 128 kbps, para aproximar mais da qualidade original.  Qual o ponto de equilíbrio, considerando qualidade x tamanho do arquivo?  192kbps é muito? 160 já tá bom?

*O EAC tem como característica um pré-ajuste considerado "muito bom" que adota o bitrate das músicas variável. Sei que isso ajuda a economizar no tamanho, mas li que alguns players portáteis não conseguiriam executar MP3 com bitrate variável. Isto está correto ou é uma informaçao antiga, já contornada pelos fabricantes?

*A adoção das tags ID3v2 também criará incompatibilidades de leitura em alguns players portáteis?

Dúvidas... dúvidas... agradeço a quem puder me dar uns toques

:-BEER

André

amigo na minha opnião o musicmacth jukebox é mt bom, pelo codec q ele usa e opções que facilitam a organização dos arquivos salvos e tecnicamente também, pois tem várias opções e formatos de arquivos e fora o acesso a internet onde ele automaticamente pega as informações das faixas, estilo, data etc etc sobre o cd...

resumindo para mim ele é o melhor, o uso desde 1996 e nunca tive problemas!

ai o link

www.superdownloads.com.br

bom quanto às bitrates, eu acho que acima de 128 e perda de espaço, eu acho que o ponto de equilíbrio é 128 mesmo...

quanto ao VBR é verdade, alguns players MP# e dvd não executam o arquivo

e as tags não influenciam na qualidade ou execução do arquivo elas servem apenas para guardaer informações sobre o autor, nome do album ,etc...

espero ter ajudado! :looka:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Andre Lemos, seguinte,

não tenho conhecimentos dos programas nem conhecimentos técnicos para te dizer que este ou aquele programa é melhor, mas uma coisa eu te digo, ripar cds com britate superior a 128 kbs/s não é perda de espaço, seria perda de espaço se você for ouvir naquelas caixinhas multimida do computador compradas por 20 reais, se você fosse ouvir numa destas, eu diria pra você que 128 kbs/s é muito!!!

Mas se você tiver em seu micro, ou for ouvir num aparelho se som DESCENTE, aí eu te digo que você deve pesquisar pelo melhor encoder e pelo melhor britate para seus mp3s, porque com certeza você sentirá a diferença entre as taxas de amostragens e programas utilizados, mas isto com certeza dependeria de onde você fosse ouvir e do tipo de musica,

abraços,

Abutre

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Amigo tem o Nero 6 tem uma opção de RECOLHER FAIXAS DE AUDIO pois lá você pode fazer 128bom/160otimo/192exelente pra cima melhor ainda sendo que o arquivo ficaria maior ainda pois espero ter ajudado.

qualquer duvida posta aí

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá pessoal, eu sempre uso o Nero em minhas conversões, apesar de não ser grátis é eficiente. e dá pra converter em vários formatos.(liberando)

Falando em nero vocês conhecem alguem que já pagou por ele? :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por André Lemos@09 ago 2004, 20:49

* Tenho interesse em ripar em bitrates acima de 128 kbps, para aproximar mais da qualidade original. Qual o ponto de equilíbrio, considerando qualidade x tamanho do arquivo? 192kbps é muito? 160 já tá bom?

Na minha opiniào, 192kbps é bom, mas para algumas situaçòes, o ambiente de som necessita mais que isso, muito mais pra poder ser rotulado como *transparente* em comparaçào ao original do CD.

Em questào de bitrate, para MP3, usaria --presets. Nesse caso, o --aps (standard) ou o --ape (extreme).

* O EAC tem como característica um pré-ajuste considerado "muito bom" que adota o bitrate das músicas variável. Sei que isso ajuda a economizar no tamanho, mas li que alguns players portáteis não conseguiriam executar MP3 com bitrate variável.

EAC pré-ajustado pra codar em header VBR? Onde você leu isso? :rolleyes:

Bom nesse caso, se o método VBR não pode ser lido através do seu player portátil, usaria o EAC e o Lame á 224kbps.

Ahh, CBR, claro. :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Antigamente eu ripava em 128k, e os cds mais caros e raros que eu pedia emprestado em 160k, mas hoje em dia passo tudo que pego pra 160k, mesmo por quê quero padronizar minhas mp3.

Acho 160k o ideal, não é tão pesado quanto 192k, e não corro risco de qualidade a desejar com 128k! :D

Quanto ao programa a anos uso o AudioGrabber, e agora ele é gratuito !

Muito bom, fácil de usar, fácil de configurar, interface simples e bonita!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Isac Luis@30 dez 2004, 10:05

Acho 160k o ideal, não é tão pesado quanto 192k, e não corro risco de qualidade a desejar com 128k! :D

Em VBR ou CBR, Isac?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Creio que depende da qualidade da mídia fonte durante a conversão. Se for original, 128 tá de bom tamanho para audição não tão especial. Se for de origem "duvidosa", gosto de ripar em 160. Mais do que isso não uso....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por MEIRANETO@30 dez 2004, 12:11

Creio que depende da qualidade da mídia fonte durante a conversão.

Eu concordo, porém não sei exatamente se estamos correto quanto a isso.

Últimamente venho ripando em outro formato, e, sempre que vem um CD antigo (clássico) no qual na minha opiniào não convém usar quantidade alta de bitrate, eu mudo o padrào. De aproximadamente 196kbps (--standard MusePack) eu regrido para ~140kbps (--radio). Não sei, mas não sinto diferença em comparaçào aos dois presets claro dependendo da faixa.

Aí entào gostaria de saber do pessoal deste fórum se vocês fazem isso também e o que acham? Correto ou errado? Fico em dúvida pois sempre li que é preciso manter um controle de qualidade. E nisso vou ficar devendo, com certeza.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por André Lemos+30 dez 2004, 12:05QUOTE (André Lemos @ 30 dez 2004, 12:05) Isac Luis@30 dez 2004, 10:05

Acho 160k o ideal, não é tão pesado quanto 192k, e não corro risco de qualidade a desejar com 128k!  :D

Em VBR ou CBR, Isac?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

vocês só não falam do winamp né?

O winamp 5 ou superior incluí um excelente ripador de CDs DA (CD digital audio). O ripador do winamp tem suporte a CRB e VBR... se o CD que você estiver ripando tiver uma playlist disponível na rede do winamp, o winamp irá fazer o download da playlist e quando você ripar o CD simplesmente os nomes das músicas serão adicionado as tags dos seus mp3 ripados pelo winamp.

O winamp tem suporte a arquivos de áudio no formato mp4...

Sem dúvida até hoje o winamp é o melhor player de áudio e vídeo e ripador de aúdio, recomendo muito!

OBS: pra poder usar realmente o winamp, poderá ser necessário um serial para o seu winamp. Caso você seja um pobre fud1d0 e típico brasileiro recorra a loja do emule. :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por psYco@03 jan 2005, 02:48

vocês só não falam do winamp né?

Só pra começa, esse Winamp nem é freeware.

Há vários programas de ripagem que é totalmente free e fazem um trabalho impecável.

O Winamp é da Nullsoft. O player melhor arranjado pra tocar arquivos de áudio até hoje seriam o Foobar e o XMPlay.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Isac Luis,31 de dezembro de 2004, 00:13]

Em VBR ou CBR, Isac?

Em constante bitrate, aliás nem sei o que significa....

O que esse Variable bitrate faz?

O bitrate (kbps) varia de acordo com a necessidade da música. Aumenta em partes com mais som (quando é mais necessário maior bitrate) e diminui nas partes de mais silêncio.

Assim economiza espaço com boa qualidade.

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro amigo, o melhor ripador de cd que existe, na minha opinião e de alguns especialistas é o EAC. Porém o seu maior inconveniente é sua complexidade. Eu levei quase um mês para entendê-lo. Existem sites com tutoriais para tirar dúvidas e a apostila que eu precisei ler era toda em inglês. Se isto não for nenhuma barreira para você, então vá em frente. Lembrando que o ponto forte dele é apenas a ripagem, pois ele pega bit a bit do cd e copia para o Hd, se ele desconfiar que o trecho do cd está com alguma falha, ele não vai sair dali enquanto ele não copiar a sequência de forma correta (isso se você configurar o EAC para ripar desta forma). Já o encoder é de sua escolha. O EAC depois de ripar vai precisar de um encoder, que pode ser interno (encoder encorporado ao EAC) ou um encoder externo (o qual é o preferido pela maioria dos mestres em MP3). O encoder externo mais respeitado por incrível que pareça não é o dos criadores do MP3 (o Frounhofer) e sim o LAME que você poderá baixar facilmente da internet e instalá-lo na pasta onde estiver instalado o EAC (exemplo - c:\arquivos de programas\EAC\Lame\Lame.exe). Existem algumas páginas que já disponibilizam o EAC já com todas as instalações (LAME incluído) e presets já configurados (CBRs, VBRs, Ogg Vorbis, MusePack, etc). Se tiver alguma dificuldade para encontrar a apostila em inglês, ou se quiser o EAC já configurado mande-me um email: johnnywillian@yahoo.com.br

1 abraço

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu ripo com o Audiograbber + encoder Lame. CBR 192 k, a melhor relação espaço-qualidade, na minha opinião (pra quem não é SUPER exigente com audio).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

aí!

Eu sempre usei o Encoder 2002, ele é BR e toltalmente Freeware.

Ele passa pra MP3 e WAV.

Muiiito bom ele, tem varios ajustes e etc.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obeservação o EAC é um um bom riper mas noto que o som das mp3 fica mas abafado so por isso não uso ele.Para min o melhor é o audiograbber sem duvida alem de ter a vantagem de ser mas rápido que o EAC e qualidade excelente usando o lame 3.93.1 que é a melhor versao pra mim.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá aproveitando o topico é o seguinte sempre fiz encoders com o CDex e O encoder_2002_Br so que, utimamente quando instalei os dois não reconhecem mais os drives, nem do DVD-RW e do CD-RW, da o seguinte erro: Drive does not support MMC. E mais meu DVD-RW tb não esta reconhecendo no NERO, aquele test de midias, velocidades ele reconhece faz o test mais na hora de gravar nada de DVD-RW???

FUI............. :-BEER

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dos Frees eu fico com o Music Match.

Tem um que é trial, esse sim o melhor de todos! Easy CD-DA Extractor, ele é o melhor por que tem o básico, consulta na freedb etc, tem o avançado, permiti usar codecs do windows, já vem com alguns codecs, tipo Lame, aceita ogg e o MELHOR de TUDO! Tem opção de recovery, se tiver um CD arranhado até um pouco fuzilado ele grava a mp3 corrigida se o CD ainda permitir, sinceramente tenho um CD com furinhos que nunca toca direito no meu aparelho, ele recuperou com stalos é claro, mais sem nenhum pulo, stalos bem toleraveis mesmo.

Não conheco nenhum outro programa que faça isso, já usei dbPowerAMP Cd Input, Musica Match, WMP, CDEX, alguns free mp3 rip, Winamp, esses deixam a musica pular, stalar e tudo mais, pelo menos o Music Match avisa, mais não corrige.

Esses outros todos são bons desde que seu CD esteja muito belezinha e você não esteja muito preocupado com uma cópia fiel.

Se quiser uma cópia fiel(pois se seu CD estiver OK a musica vai ficar 100%) ou até recuperar um CD e passar para mp3, melhor que já vi.

Falou!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por BuZz@12 de julho de 2005, 02:21

Tem um que é trial, esse sim o melhor de todos! Easy CD-DA Extractor

Concordo, realmente ele faz um excelente trabalho, mas nunca liguei muito pra ele pelo fato de ser trial. Agora, dos free eu fico com o EAC, se souber configurar certinho, o bicho não deixa passar erro nenhum. O CDex ainda tem muitos bugs (principalmente quando se chega a 99% hehe), o Music Match tem que pagar pra usar indefinidamente, assim como o Winamp.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×