Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Evandro

Intel Coffee Lake - Oitava e Nona geração - Pós-Lançamento

Recommended Posts

4 minutos atrás, OCCT disse:

@Atretador

 

Chipsets Z170 e Z270 são os lga 1151 v1 que em teoria não são retrocompativei com 8ª gen e 9ª gen?

 

 

Da para fazer mod.

 

E mais uma limitacao de software imposta pela Intel do que uma limitacao fisica das mobos.

8a e 9a gen adicionou alguns pinos para entrega de energia, mas as mobos antigas ja aguentavam um tranco legal em energia.

Ate porque as novas, na grande maioria, tem VRMs estão ***** quanto a geração anterior.

 

Foi mais um controle de vendas, ja que a Intel nao tinha CPUs suficiente para vender, ja que foi adiantado em varios meses os lancamentos.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Atretador

 

Em resumo: com bios mod dá para usar 8700k e 9900k em z170 e z270. 

 

Intel sacaneou legal, limitando via sotware a retro compatibilidade dos z170 e z270 com os Coffeelake.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@OCCT Algumas mobos sim, tipo as da AsRock...Teve um tempo que dava pra fazer OC em processador travado em mobo da AsRock

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
12 horas atrás, Evandro disse:

Na moral... a UMA coisa boa da Intel que sempre pesava a favor era justamente ter iGPU nos processadores high end para pode facilitar a troca da placa de vídeo na hora de colocar uma melhor. Mas agora com isso, esquece, processador intel morreu, só vale usar AMD a essa altura.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já achava algo totalmente sem sentido processadores como i7 7700k, 8700k, 9900k... com vídeo integrado. Não sei até que ponto aumenta o TDP e o custo de produção, mas não deixa de ser um desperdício.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agora vai ser moda vir CPU sem vídeo integrado e seremos forçados a usar um placa off-board para realizar simples processos e testes. (preço da evolução?)

Nona geraçao = Oitava sem onboard

O que anda salvando a Intel é o single thread, que fora isto, só lançando algo inovador.

 

Seja como for, estou preocupado com o rumo que vai tomar as futuras gerações (tanto Intel como AMD)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, rodrigops disse:

Eu já achava algo totalmente sem sentido processadores como i7 7700k, 8700k, 9900k... com vídeo integrado. Não sei até que ponto aumenta o TDP e o custo de produção, mas não deixa de ser um desperdício.

TDP não aumenta consideravelmente: quando inativa, não gera calor, e quando ativa, ela tem desempenho fraquinho por si só e não permite a parte da CPU esticar as pernas, e mesmo que permitisse, ainda roubaria taxa de transferência da RAM que limitaria o desempenho de qualquer jeito.

 

Quanto ao custo de produção, eu não tenho como dizer quão mais caro fica e quantos mais eles conseguiriam aproveitar para dizer se vale a pena ou não... mas o que preocupa é o preço, que até agora não deram sinais de ser significativamente mais barato, e sendo assim, a "economia" acaba não fazendo diferença para o consumidor.

 

 

Para finalizar, não é sem sentido ter iGPU coisa nenhuma. É claro que não é como se ela por si só tornasse inútil o uso da placa de vídeo, mas ela tem usos importantes sim, mesmo em processadores mais potentes. E como eu disse, é uma das principais razões pela qual Intel ainda tem vantagem no high end e, por outro lado, é justamente o contrário do lado low end da AMD: eles tem vantagem esmagadora por ter desempenho bom como a Intel, iGPU ainda mais potente que a deles e ainda aliando isso tudo ao preço baixo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, Lost Byte disse:

Agora vai ser moda vir CPU sem vídeo integrado e seremos forçados a usar um placa off-board para realizar simples processos e testes. (preço da evolução?) 

Torço pela volta da iGPU nas Mobos. Mas ao mesmo da tempo do que algumas fabricantes vão fazer com a atualizações de Drivers e etc.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
18 horas atrás, Imakuni disse:

Quanto ao custo de produção, eu não tenho como dizer quão mais caro fica e quantos mais eles conseguiriam aproveitar para dizer se vale a pena ou não... mas o que preocupa é o preço, que até agora não deram sinais de ser significativamente mais barato, e sendo assim, a "economia" acaba não fazendo diferença para o consumidor.

Como nessa geração a iGPU ainda está lá nesses modelos "F", porém desabilitada, realmente não teria um impacto no custo de fabricação e consequentemente no preço final, creio eu. Mas talvez nas próximas gerações, com arquitetura modular, faça diferença. Realmente, se não houver nenhuma vantagem evidente nesses modelos "F", não vale a pena, já que o modelo normal vem com uma iGPU de "brinde".

 

19 horas atrás, Imakuni disse:

Para finalizar, não é sem sentido ter iGPU coisa nenhuma. É claro que não é como se ela por si só tornasse inútil o uso da placa de vídeo, mas ela tem usos importantes sim, mesmo em processadores mais potentes.

Mas qual seria o uso dela com uma placa de vídeo instalada? Dá para habilitar ela de alguma forma? 

Creio que o público alvo dos modelos a que me referi: os "K", não deve usar um sistema sem uma placa de vídeo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 12/01/2019 às 13:10, rodrigops disse:

Eu já achava algo totalmente sem sentido processadores como i7 7700k, 8700k, 9900k... com vídeo integrado. Não sei até que ponto aumenta o TDP e o custo de produção, mas não deixa de ser um desperdício.

 

Poder usar este chip em notebooks de alto desempenho e em servidores sem precisar se ralar pra fazer chipset com chip gráfico. ;)

 

Mercado desktop é secundário.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, rodrigops disse:

Mas qual seria o uso dela com uma placa de vídeo instalada? Dá para habilitar ela de alguma forma? 

Dá para habilitar sim, e os usos são vários:

  1. Em caso de defeito na placa de vídeo, o chip integrado pode ser bem útil para diagnosticar.
  2. Se você precisar de mais saídas de vídeo do que a sua placa fornece, as da placa-mãe podem suprir essa demanda.
  3. Na hora de dar um up na placa de vídeo, você pode vender a atual e usar a iGPU enquanto espera a chegada da nova.
  4. Se quiser, pode reaproveitar o PC no futuro sem precisar de uma placa de vídeo (digamos, você compra um novo daqui a 5 anos e deixa o atual para a sala de estar ou algo assim).
  5. No caso do Adobe Premiere, transforma um processador de 6 cores em um de 18 por causa da recente adição de QuickSync, que usa a iGPU em conjunto com a placa de vídeo.

 

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Imakuni Porém, fico na duvida se este 9900kf usará o mesmo die do 9900k. Pois se sim, não fará sentido algum, gastar a parte da igpu,e desativar ela para lançar um novo proc. 

 

O que eu gostaria de ver, e o que eu acho que é, seria um reciclamento dos dies dos x299 nessa linha KF. A vantagem poderia ser na temp, já que os dies x299 são maiores, distribuem mais o calor no IHS e poderia, essa linha KF, subir mais no OC e ter temps melhores (se a intel também corrigir a ********** na espessura do silicio e usar mais solda).

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 minuto atrás, Flávio Santana Lima disse:

@Imakuni Porém, fico na duvida se este 9900kf usará o mesmo die do 9900k. Pois se sim, não fará sentido algum, gastar a parte da igpu,e desativar ela para lançar um novo proc.

 

Se o CPU estiver ótimo e o GPU ruim nos testes, faz todo o sentido usarem o mesmo die e ganharem muito mais dinheiro com a mesma peça. ;)

 

Desenhar e construir outro chip é caro.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, Evandro disse:

Desenhar e construir outro chip é caro.

Não seria desenhar, e sim reutilizar os x299. Da mesma forma como a intel desce chips nível Xeon para x299. O que poderia levar uma série de 9900kf em 5GHz que não pegasse 80c ou mais em teste de stress.

 

2 minutos atrás, Evandro disse:

Se o CPU estiver ótimo e o GPU ruim nos testes, faz todo o sentido usarem o mesmo die e ganharem muito mais dinheiro com a mesma peça. ;)

 

Sim, porém teria que ter um percentual de falha muito grande para justificar a criação de uma série de produtos "novos". Porém é o que pra mim, tem mais chance de ocorrer.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Flávio Santana Lima pode ser, tinha esquecido deste "detalhe" deles terem chipão.

 

Sobre a taxa de falhas, se sair um por bolacha por lote, já deve atender ao mercado, que dificlmente será de grande volume.

 

De qualquer forma, já tem faltado muito chip na linha deles, um a mais ou um a menos não mata. :D

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×