Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Evandro

Intel Coffee Lake - Pós-Lançamento

Recommended Posts

Postado (editado)

@Atretador

 

Outro detalhe é que o tdp especificado de um i7 6900k e i7 7820x que são 8C 16T é 140w, o  octa coffeelake com tdp 95w vai ser especificado em 3.1 ghz para ser compatível com o tdp especificado também, talvez all core não passe de 3.4ghz e tecnicamente esse octa na mainstream vai ser inferior em multi-threading aos concorrentes diretos dele o R7 2700 e R7 2700x e ainda é possível nem bater um R7 1700x.

 

Um i7 8086k hexa ainda poderá ser mais forte em multi-threading e single ao octa coffeelake, eu ainda não vejo com" bons olhos" esse octa "por obrigação" que a Intel quer ter só porque AMD tem, pois tem tudo para ser inferior aos próprios cpus dela e concorrentes.

Editado por OCCT

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

@OCCT o i7 mainstream não é a mesma coisa que um i7-X. Um octagore mainstream com ring bus provavelmente vai overclocar com facilidade até os 4.8Ghz. Pode até ser que eles cheguem nos 5Ghz. Tem muitos i7-8700K chegando nos 5.4Ghz.

 

O que se previa do i7-8700K, de não bater o over do i7-7700K, se provou o contrário. O i7-8700K overcloca mais do que o i7-7700K. Se eles mantiverem o padrão, o octacore também será forte de over.

Editado por Contiusa
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@OCCT All-core boost tem nada com o TDP. A Intel pode por um TDP de 65W e ele puxar 150W com o All-core boost, só vai operar na base se você deliberadamente desativar o turbo, limitar o TDP para o padrão ou ele super aquecer.

 

O que vai limitar um possível 8C, que eu ainda acho que não vai ser um i7, mas um i9 por marketing. E ficar acima dos 6C\12T que devem se manter no preço atual, e ficar perto do preço do 7820X, vai ser temperatura por causa do TIM e energia. A 4.8~5.0Ghz o 8700K ja puxa perto dos 200W, mais ou menos a mesma coisa que o 7800X, então um 8C mainstream no mesmo processo deve consumir perto do 7820X em OC tambem.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Atretador

 

Eu digitei errado esqueci de apagar na hora de editar, é o clock especificado que tem que estar conforme o tdp especificado, com o boost all core o clock sempre é maior, tenho um Xeon 2680 v2 que é especificado em 2.8ghz, mas com boost roda 3.1ghz all core, só o turbo que é conforme o especificado.

 

Eu ainda não acredito em clocks elevados no boost all core nesse octa coffeelake, só o turbo que pode vir alto mesmo.

 

 

"A 4.8~5.0Ghz o 8700K ja puxa perto dos 200W"

 

Agora imagina um octa nessa faixa de clock, vai consumir e esquentar batendo recordes. kkk

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, OCCT disse:

i7 8086k 6C 12T 4ghz clock padrão e 5ghz clock turbo vem aí:

https://www.tomshardware.com/news/intel-core-i7-8086k-5.0-ghz,37141.html

 

 

Pelo jeito a cpu de aniversario sera essa bizarrice mesmo. Fala serio intel. Bizarrice por bizarrice seria melhor o i7 8c/16t mesmo, porém, para esse tem a cereja do bolo (chipset z390 de "brinde") :blink:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

@Vegetto

 

O 8086k é marketing para comemorar o aniversário do 8086 e mostrar o avanço da Intel nos últimos 40 anos se não me falha a memória o 8086 era na faixa dos 5 mhz, o 8086k é 5ghz. Vai esquentar muito, enquanto estiverem usando TIM de baixa qualidade, só delid salva.

 

Talvez a Intel lance 8C 16T na mainstream só em 2019 mesmo.

Editado por OCCT

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@OCCT obviamente eles vão escolher os chips melhores e o vcore será baixo. É uma edição mais parecida com o Devils Canyon, sem tanto impacto como foram os pentiuns destravados de alguns anos atrás. Mas se o preço vai ser mais alto, eles precisam garantir que o vcore será premium, talvez entre os 5% do topo.

 

De qualquer forma, se eles vierem bem escolhidos, vale a pena para quem vai fazer o delid e levar a 5.4Ghz. Sai bem mais barato do que escolher um chip já separado com delid, que custa por volta de 700-800$.

 

Aí você coloca um bloco destes, um monitor ultrawide 34" de 200hz e pronto.

 

O problema é que nos mercados custo benefício as pessoas querem comprar um chip desses para usar em monitor 21", GTX 1060 e Hyper TX3.

 

Aí complica  :P:D:lol:

 

Mas o povo já sabe.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Texto longo, porém interessante sobre os INTEL 10 nm que serão lançados em 2018:

 

https://semiaccurate.com/2018/05/29/is-intels-upcoming-10nm-launch-real-or-a-pr-stunt/

 

 

O próximo lançamento de 10nm da Intel é real ou um golpe de relações públicas? 

Exclusivo: desenterramos os detalhes que pintam uma imagem clara

O que o SemiAccurate aprendeu sobre o próximo lançamento de 10nm da Intel mostra um quadro contraditório para a empresa. É o oposto de um lançamento real de um produto manufaturável, um golpe de propaganda para evitar que o preço das ações caia.

Autores Nota: Este artigo e análise normalmente seria apenas para assinantes, no entanto, sentimos o dever de informar o público sobre os fatos neste caso.

Definir Real:

Em uma ótima descoberta, a ComputerBase encontrou um Lenovo Ideapad 330 com um processador de 10 nm Cannon Lake a bordo. Isso significa que o processo de 10nm da Intel está bem encaminhado e está tudo bem, certo? Essa é a mensagem pretendida, mas contradiz o que as mestiçagens semi-exatas vêm dizendo há anos e o CEO da Intel tem dito há semanas que o processo de 10nm não funciona. Mas está saindo, certo? Certo. Então, o que está realmente acontecendo?

Quando ouvimos pela primeira vez sobre este 'lançamento', ficamos imediatamente céticos, porque nossas fontes não disseram nada sobre um avanço no processo, mas eles são consistentemente claros sobre os problemas intratáveis. Então, como a Intel está fazendo isso? Começamos a cavar e encontramos as respostas.

O chip:

O chip no Ideapad 330 é um CPU de 10 nm da Intel, que foi abençoado com o nome de marketing Core i3-8121U. Há muitas partes interessantes a serem colhidas nesta página, começando com o nome. 8121U conota um low end i3, o extremo mais baixo do non-aleijado que muito intervalo. Pense em produtos que entram em laptops especiais de alimentação inferior e, em seguida, aumente a metade de um nível. Volume, não qualidade.

Em suma, este CPU dual core não tem um clock tão alto, mas também não tira muita energia do que você esperaria. Isso não é ruim até você notar alguns outros bits, primeiro que o i3-8121U não tem uma GPU, é vendido como um 2 + 0 na linguagem (núcleos de CPU + clusters de GPU), algo que a Intel nunca feito antes.

Você pode ver os gráficos ?:

Isso significa que o 8121U de 10nm a 2.2 / 3.2GHz é mais lento no turbo de pico do que o 8130U em 2.2 / 3.4Ghz em um processo mais antigo de 14nm, no mesmo TDP. Pior ainda para o 8121U, o 8130 _HAS_ é um GPU. Vamos recapitular, uma CPU de 14nm com uma GPU é mais rápida dentro de um limite de 15W do que uma CPU de 10nm sem uma GPU rodando nos mesmos 15W.

Para tornar as coisas mais dolorosas, as fontes do SemiAccurate dizem que o 10nm 2 + 1 die no qual o 8121U é baseado deveria ser uma parte 9W-Y. Mesmo que isso não seja verdade, o 8121U de 10nm é pior do que as de 14nm, algo em torno de metade da eficiência da competição de 14nm. Chips com dois núcleos em velocidades mais baixas e o dobro da potência, mas sem gráficos, provavelmente não serão vendidos por mérito no mercado aberto.

Espera um segundo:

Até agora, a águia de olhos entre vocês terá notado que dissemos que o 8121U é um dado 2 + 1, mas estamos insistindo no fato de que ele não tem uma GPU. O que está acontecendo? Para ser franco, o 8121U tem uma GPU no chip, é que a Intel não consegue fazer funcionar. Isso é totalmente consistente com o que o SemiAccurate vem dizendo há anos sobre os problemas com o processo de 10nm , ele foi quebrado, está quebrado e será quebrado por muito mais tempo do que a Intel está admitindo. E eles sabem disso. (Nota: Volte e veja as promessas deles sobre 10nm durante cada uma das chamadas trimestrais de analistas nos últimos 3 anos, você verá uma tendência.)

Se você acha que o poder de toda a Wattage é uma má mensagem de marketing, pense nos custos. Deixando de lado os rendimentos ruins, o processo de 10nm é muito mais caro do que o de 14nm em que a concorrência mais rápida é construída. Claro que você tem um dado menor, mas o 8121U tem provavelmente metade ou mais desse dado desativado na forma da GPU. As partes que a Intel pode efetivamente vender são aproximadamente da mesma área, mas em um processo mais caro do que um dado hipotético de 14nm 2 + 0.

Algum adivinha o que isso faz com os ASPs da Intel? Adicione problemas de rendimento e esse custo aumenta em mais de 3x. (Nota 2: Sim, eu sei o que isso significa e estou sendo propositadamente otimista.) E só para dar risadas, adicione o custo de uma GPU externa, tudo para ir contra uma parte de 10nm mais rápida e mais eficiente. Se você ainda não adivinhou, os OEMs não estão gostando muito de colocar esse processador no mercado. Não vai vender, é inferior às partes de 14nm literalmente em todos os sentidos e custa um grande múltiplo do que eles fazem. Não há nenhuma vitória para a Intel em peças de 10nm Cannon Lake além de um stunt de relações públicas.

Braço de torção para trás:

A Intel não pode produzir peças de 10nm com rendimentos economicamente viáveis. A Intel não pode produzir peças de 10nm que tenham um conjunto de recursos vendáveis. A Intel não pode fabricar partes de 10nm que superem seus predecessores de 14nm. Mas eles podem fazer um pequeno número de partes de 10nm que, quando você funde metade do dado, meio que trabalha no dobro do nível de potência das partes de 14nm, apenas mais devagar. Se você pegar uma fração da parte superior dessas peças, receberá o dispositivo assassino conhecido como i3-8121U que, literalmente, nenhum dos OEMs quer tocar com um poste de 10 pés porque será a morte nas prateleiras.

Mesmo que a Intel subsidie essas partes para zero ou menos, as fichas não venderiam senão para nerds e revisores. Por quê? Porque a duração da bateria será péssima. Mesmo que no mundo real o CPU TDP não seja duas vezes maior do que o das partes de 14nm, é significativamente mais, e o GPU externo que nunca pode ser desligado irá consumir mais um pedaço. Isso não vai ser um laptop que ganha prêmios e todos na cadeia de suprimentos e comunidade OEM sabe disso. Para vendê-los, a Intel precisa torcer os braços. E é exatamente isso que as fontes da Semi-Precisão nos dizem que estão fazendo.

Acrobacias Ahoy !:

Dizem-nos que este truque de relações públicas será bastante limitado por várias razões. Primeiro é o custo de fabricar essas CPUs, um grande múltiplo do custo das peças de 14nm. Segundo é a oferta, a Intel está levando o topo do lote de produção de 10nm, triagem, e terminando com o 8121U, dois núcleos e nenhum GPU funcionando. Pense nas pilhas de pedaços de areia muito caros que não foram cortados, uma fração do topo não é uma porcentagem enorme. Terceiro, eles não serão vendidos por mérito tanto aos OEMs quanto ao público, de modo que tem que haver muitos dólares de subsídio envolvidos, direta ou indiretamente. É dito que o Semi-Acurado ainda não é suficiente, por isso, a Intel está educadamente aplicando pressão para lubrificar as rodas do OEM.

Neste momento, os OEMs estão sorrindo e acenando com a cabeça, porque precisam. A Intel colheu cerca de 100 mil chips que atendem ao corte para distribuir entre os OEMs. Cada OEM foi solicitado a fazer um modelo com uma peça de 10nm e a “ Faça com que pareça real ”. Dependendo do número de OEMs que são abençoados com essas peças, cada um deve receber entre 5 e 20 mil chips para vender ao público, e então o trabalho deve ser feito. (Nota 3: Dizem-nos que 100K é um negócio único e não será seguido por mais i3-8121Us ou quaisquer outras partes de 10nm até que a produção em volume acelere em bem mais de um ano)

Oficialmente, a Intel agora tem um lançamento triunfante de 10nm de peças em uma dúzia de OEMs, o que tem que ser real, certo? O trabalho de peças de 10nm, obviamente, está em produção desde o final de 2017, como a Intel disse, e os esmagadores problemas de 10nm são tudo menos isso. Poderia uma dúzia de OEMs fazer uma dúzia de laptops se realmente houvesse problemas de produção? A Intel tentará girar o colapso de 10nm como uma opção auxiliada por esse ponto de dados.

Um pouco de matemática:

Pense nos últimos 20 lançamentos de chips que eram realmente reais, cada um precedido por uma dúzia de OEMs e uma parede de laptops com os dispositivos. Algum palpite sobre o que veremos na Computex este ano? Todo este 'lançamento' de 10nm foi projetado para parecer real, sendo projetado para se parecer com os lançamentos do passado, mesmo que não seja possível. Se você observar os números, a Intel vende cerca de 250 milhões de chips por ano, com algumas dezenas de milhões. Vamos chamá-lo 667K por dia ou mais, fins de semana e feriados incluídos.

Isso significa que os processadores de 100K de 10nm da Intel estão forçando os OEMs a responder por ~ 15% da produção de ONE DAY na Intel ou 0,0004% de sua produção anual. Agora pense na afirmação da Intel de que a produção está acontecendo desde o final de 2017 e está tudo bem. A empresa levou seis meses para fazer 15% do volume de um único dia com toda a produção de 10nm. E metade desse chip não funciona. Ainda acha que nada está errado com 10nm? Ainda acha que é 'planejado'? Ainda acha que eles sabem qual é o problema? Ainda acha que eles têm uma correção? Ainda acha que a produção vai subir em 2019 como prometido?

Não o fim desta história:

No final, temos um chip sendo construído em um processo problemático de 10nm. Em seis meses, a Intel pode produzir 15% da produção de um dia nessas linhas de produção. Os chips resultantes estão abjetamente quebrados, eles são 2 + 1, mas o +1 não funciona, o que significa que eles estão vendendo uma CPU com metade da matriz desligada, uma proposição cara, dado o custo do processo e os baixos rendimentos de quebra. Mesmo com a GPU desligada, a CPU resultante usa o dobro da potência dos dispositivos de 14nm para rodar mais devagar que aqueles com uma GPU.

OEMs não tocam essas partes de 10nm voluntariamente ou com "não subornos", então a Intel precisa torcer os braços e forçá-los a fazer laptops e " Fazer com que pareça real". Por quê? Para colocar um ponto de dados que eles podem construir 'verdade' e 'fatos alternativos' quando chega a hora de conversar com analistas. As partes de 10nm Cannon Lake não são reais e nunca serão viáveis, financeiramente ou tecnicamente falando. Sinta-se livre para acreditar nas mensagens de RP, mas não pode dizer que não sabe o que está realmente acontecendo agora.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Isso está cheirando a Pentium 4 Preshott. Foi a mesma coisa quando ameaçaram as montadoras a não comprarem processador da AMD, que era bem melhor na época, ou a comprarem os da Intel em quantidades acima do que queriam.Além de venderem abaixo do preço de fabricação e ficaram molhando a mão de geral para vender e falar bem do processador.

A AMD ganhou 1Bi só de um processo da Intel que violou a Lei antitruste , não me lembro se foi na Europa ou nos Estados Unidos mesmo  esta condenação.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

@brender Mais da metade do chip desativado (GPU), mesmo TDP e clock mais baixo. A Lisa Su deve estar rindo à toa nesse momento.

Editado por RobertoGB
  • Haha 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ta na cara q esse 8121u foi uma experiência mal sucedida que a intel estar comercializando pra amenizar o preju que deve ter sido a fabricação dessa cpu. Alem de não ter igpu ele tb tem metade do L1 e L2 do 8130u. No fim ninguém liga pra litografia, se é 14, 10, 7nm o q conta é performance e consumo. Sim, eu sei q isso estar diretamente ligado a litografia mas quem se importa?! Se a intel não lançar um bom produto com os canon não importa se é por conta da litografia, se é a arquitetura, se é falta de otimizacao dos softs, se é chipset zoado, se é pro de bios de mobo, não importa, continuara não prestando do mesmo jeito.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O Cooler que foi usado no Intel 28 cores em 5 ghz

 

Olha o monstro

 

aHR0cDovL21lZGlhLmJlc3RvZm1pY3JvLmNvbS9E

 

aHR0cDovL21lZGlhLmJlc3RvZm1pY3JvLmNvbS9E


EDIT:

 

Adding picture links to the

external 1000 W Waterchiller and it's Closeup to really hammer home how much of an impractical Ghetto Setup was needed to get that Cinebench run to be possible at 5 GHz.

 

EDIT 2:

 

That thing is called the HAILEA HC-1000a, it costs about $870 and it has a cooling Capacity of 1650 Watt not just 1000 Watts, it is usually used for Aquariums, where the 1000 comes into play from what i understand is that it is able to Chill up to 1000 Liter Capacity Tanks, my bad.

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Eles poderiam ter usado nitrogênio líquido, como se faz nos testes de overclock. O processador tem o clock base de 2,7Ghz, então ele deve ter um turbo bem abaixo de 4Ghz. 

Editado por Evandro
troquei o gás, eles usam nitrogênio líquido e não hidrogênio ;)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@OCCT Ele é um 8176, que é baseado em Skylake-X. Renomeado.

 

@brender Engraçado como estamparam em tudo "28C 5Ghz" mas não estavam falando do sistema de refrigeração :lol:

  • Curtir 1
  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pelo jeito intel e amd irão ficar nessa babaquice de quem tem o pau maior(mais núcleos) q no fim não serve para usuário comum. So qro ver ate quando vão ficar "inovando" so na quantidade de núcleos/threads.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)
11 minutos atrás, Vegetto disse:

Pelo jeito intel e amd irão ficar nessa babaquice de quem tem o pau maior(mais núcleos) q no fim não serve para usuário comum. So qro ver ate quando vão ficar "inovando" so na quantidade de núcleos/threads.

 

Cara, pergunta para o Zé que faz render, stream, etc. Se não é da hora ter 16\32C a preço razoável, contra os 1700U$ que a Intel cobrava antes por um 10C. Pessoal que usa o PC para trabalhar por exemplo, desenvolvedores que precisam de VMs, etc.

 

aah mas isso não é usuario comum", hoje é. Stream, criação de conteúdo no youtube, ficou super popular e hoje em dia é algo mainstream.

 

E isso vai baixando o custo da linha mainstream. Fomos de 4C "é o bastante" para "é um processador bem básico"

A dois anos atrás, se eu quisesse ter 8 threads no meu PC, eu teria que gastar 1500R$, paguei 600R$ no meu R5 1400, consigo jogar e deixar uma ou duas VMs ou videos renderizando no plano de fundo sem problemas.

 

E conforme mais pessoas tem acesso a mais threads, mais bem otimizados para isso programas, engines e jogos são, mais complexos e detalhados os mundos virtuais podem ser, mais poder podemos extrair de nossas GPUs.

 

------------------

 

 

A ultima grande inovação dos processadores, foi a arquitetura Zen, permitindo designs modulares. Escalando com vários núcleos de forma barata. Enquanto um 28C monolítico custa 10K U$ para a Intel, um Epyc com 32C custa 4K U$ para a AMD. Algo que a Intel deve aderir com o tempo, ja que eles devem perder muita grana com die's 28C danificados.

 

Estamos meio que no limite que um único  núcleo pode fazer, para as arquiteturas e processos de fabricação atual, especialmente levando eficiência térmica e energética em conta. Adicionar mais núcleos é natural

Editado por Atretador
  • Curtir 2
  • Amei 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Atretador O ze que faz stream e render não precisa mais do que 8/16, na verdade um 8/16 já sobra pro ze. Tb não vejo nada de inovador em pegar varias cpus menores e junta-las como se fosse uma única cpu. Tecnicamente não sei como a amd faz isso nos ryzen e sinceramente nem me importa, porém, essa ideia já era usada nos C2Q que nada mais era do que dois C2D, assim como os TR são junções de R7.

Pra mim isso de tornar cpu de servidor viável e "compatível" para uso em desktop é q ferrou tudo. CPU de servidor tem q ser q nem a ibm faz com os power pc.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Vegetto Zen permite escalabilidade, design MCM é o futuro não é viavel ficar aumentando o tamanho do die ja que o custo de fabricação sobe horrores devido a dificuldade de pegar um Die enorme intacto, C2Q foi lançado no susto por causa dos Phenoms\Athlons X3\X4 se não me engano. Não foi projetado para isso, enquanto Zen, foi. Permitindo escalar 4x Dies obtendo praticamente 100% da performance, intercalar linhas PCIs e canais de memoria, 128 Linhas de PCI com octa-channel sai muito barato assim, se nao me engano um TR 1900X de 8C ja tem mais linhas para I\O que 99% dos Xeons que a Intel fabrica hoje, ele sozinho podendo levar varias GPUs sozinho para machine learning\DataCenter.

 

O mesmo die que é vendido por U$189 dolares em um R5 2600 é vendido por 4.000U$(no caso, 4x dies, 1000 cada basicamente) em um Epyc, mesmo custo de fabricação. Muito mais lucro e perdas por defeito consideravelmente menores. A Intel não tem como vender um 28C 8176\8180 no mesmo valor que a AMD consegue vender um Epyc\TR de 24\32C porque no waffer do 28C, saiu 3~4 chips usáveis, de uns 20. Enquanto a AMD só precisa ter um die com 8C\6C inteiros e interligar eles.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)
18 minutos atrás, Vegetto disse:

@Atretador O ze que faz stream e render não precisa mais do que 8/16, na verdade um 8/16 já sobra pro ze. Tb não vejo nada de inovador em pegar varias cpus menores e junta-las como se fosse uma única cpu. Tecnicamente não sei como a amd faz isso nos ryzen e sinceramente nem me importa, porém, essa ideia já era usada nos C2Q que nada mais era do que dois C2D, assim como os TR são junções de R7.

Pra mim isso de tornar cpu de servidor viável e "compatível" para uso em desktop é q ferrou tudo. CPU de servidor tem q ser q nem a ibm faz com os power pc.

Mano, eu montei um R7 8/16 pro meu cunhado que trabalha com o PC e tal. E uns 3 meses depois o dono da empresa dele veio sondar pra fazer orçamento pra 3 Ryzen e mais um 1950x. E detalhe que é uma empresa pequena, com uns 15 funcionários, esse é o usuário comum de hoje em dia.

 

Percebo que a briga de mais cores está assim porque, não adianta um 28c que deve gastar em 1 ano 3x o seu valor somente no consumo c/ refrigeração...a eficiência está ditando o rumo.

Editado por Pietro Luigi
  • Curtir 2
  • Amei 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 minutos atrás, Vegetto disse:

@Atretador O ze que faz stream e render não precisa mais do que 8/16, na verdade um 8/16 já sobra pro ze. Tb não vejo nada de inovador em pegar varias cpus menores e junta-las como se fosse uma única cpu. Tecnicamente não sei como a amd faz isso nos ryzen e sinceramente nem me importa, porém, essa ideia já era usada nos C2Q que nada mais era do que dois C2D, assim como os TR são junções de R7.

Pra mim isso de tornar cpu de servidor viável e "compatível" para uso em desktop é q ferrou tudo. CPU de servidor tem q ser q nem a ibm faz com os power pc.

A própria Intel está considerando em fazer um CPU multi-die, principalmente com o problema no processo de 10nm.

Eles pretendem usar o EMIB que usaram com o Hades Canyon e poderia ter uma mistura de chips a 14nm e outros a 10nm. O Jim do AdoredTV mostrou isso aqui no último vídeo dele:

https://seekingalpha.com/article/4174405-intel-intc-presents-jp-morgan-46th-annual-global-technology-media-communications-conference?page=6

 

40 minutos atrás, Atretador disse:

 

Cara, pergunta para o Zé que faz render, stream, etc. Se não é da hora ter 16\32C a preço razoável, contra os 1700U$ que a Intel cobrava antes por um 10C. Pessoal que usa o PC para trabalhar por exemplo, desenvolvedores que precisam de VMs, etc.

 

aah mas isso não é usuario comum", hoje é. Stream, criação de conteúdo no youtube, ficou super popular e hoje em dia é algo mainstream.

 

E isso vai baixando o custo da linha mainstream. Fomos de 4C "é o bastante" para "é um processador bem básico"

A dois anos atrás, se eu quisesse ter 8 threads no meu PC, eu teria que gastar 1500R$, paguei 600R$ no meu R5 1400, consigo jogar e deixar uma ou duas VMs ou videos renderizando no plano de fundo sem problemas.

 

E conforme mais pessoas tem acesso a mais threads, mais bem otimizados para isso programas, engines e jogos são, mais complexos e detalhados os mundos virtuais podem ser, mais poder podemos extrair de nossas GPUs.

É impressionante a diferença de custo p/ núcleo da Intel em apenas um ano, ainda mais se considerar x99 p/ x299. Essa situação mostra que a margem de lucro deles estava nas alturas. Ouso dizer que não tem mais gente streamando pelo custo que a Intel cobrava p/ núcleo até o ano passado.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Vegetto disse:

Pelo jeito intel e amd irão ficar nessa babaquice de quem tem o pau maior(mais núcleos) q no fim não serve para usuário comum. So qro ver ate quando vão ficar "inovando" so na quantidade de núcleos/threads.

 

Antigamente era o clock, o cache, agora são os núcleos..

 

A propaganda é a alma do negócio. ;)

 

E, quem tem um zilhão de núcleos, tem o mercado de servidores, é aí que está a grana. ;)

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Vegetto disse:

Pelo jeito intel e amd irão ficar nessa babaquice de quem tem o pau maior(mais núcleos) q no fim não serve para usuário comum. So qro ver ate quando vão ficar "inovando" so na quantidade de núcleos/threads.

Entendo bem seu modo de pensar mas o cenário do mercado mudou.

 

O usuário comum de hoje não é o mesmo de ontem!

Para quem quer apenas jogar, realizar pequenos trabalhos e tal, apenas alguns poucos núcleos fortes bastam.

O usuário de hoje não admite apenas jogar, ele tem que fazer streaming, editar vídeos para Youtube, entre outros... TUDO AO MESMO TEMPO! E isto a quantidade de núcleos ajuda muito. O usuário comum de hoje é o entusiasta!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Lost Byte @Pietro Luigi Ainda acho q usuário comum continua sendo comum sem a necessidade de trocentos núcleos. Concordo que existe sim um novo mercado q são os streamers mas daí a falar q essa galera são os novos usuários comuns é meio forçado, seria como se de repente todo usuário comum virou youtuber. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×