Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Diogokj

Qual curso fazer? Analisem meu caso :)

Recommended Posts

Bom dia Companheiros(as)!

 

Estou com algumas dúvidas do que fazer e vim buscar ajudas dos profissionais :)

 

Meu nome é Diogo, tenho 30 anos, sou formado em Administração e formando em Ciências Contábeis, porém não estou muito satisfeito e pretendo continuar estudando. Sempre fui apaixonado por TI, mais precisamente por jogos, porém não quis estudar por se tratar de uma área de exatas. Meu problema é a matemática? Não exatamente, eu nunca fui um bom aluno em matérias de exatas, mas consigo estudar na prática, observo exercícios parecidos resolvidos e tecnicamente consigo resolver. Então, trago algumas perguntas a vocês, essa técnica pode ser aplicada a programação? Programar é uma dádiva ou apenas dedicação? Eu fiz alguns cursos de lógica de programação, aparentemente eu gostei, mas não sei como será meu avanço quando aprofundar os estudos nesta área. Penso em fazer inicialmente um curso Técnico de Programação de Jogos, mas quando olho o conteúdo programático e vejo uma matéria chamada "Programação Avançada" tenho um pouco de medo só em ler. Devido a isso eu também observo o curso Tecnologo de Redes, trata-se de um curso que não se aprofunda muito em programação, então eu não teria problemas em me aperfeiçoar nessa área. Esta é a sugestão que busco, se eu iniciar o curso Técnico de Programação de Jogos e descobrir que não tenho talento pra área, vou perder tempo, quando eu poderia estar fazendo o Tecnologo de Redes, e tempo é ouro na minha idade, mas, só vou descobrir se tenho talento para programação ou não, tentando, certo? O que vocês fariam?

 

Trago novamente a pergunta: Programar é uma dádiva ou apenas dedicação? Quanto mais respostas, mais certeza terei :D

 

Obrigado  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Diogokj Cara, acredito na pratica levar a perfeição, mesmo que esteja com medo de não "ter talento", praticando e estudando com foco total em se aperfeiçoar, logo você teria bastante talento, se é algo que você sempre gostou, acredito que irá se dar muito bem, alem de você já ter dois bons cursos, porque infelizmente, no pais que vivemos hoje, quanto mais formações, melhor.

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A área de matemática é bastante pesada na faculdade de Engenharia de Programação. A lógica de programação é algo fácil, o problema é introduzir isso na Sintaxe (código), eu fiz 2 semestres de Analise antes de trocar para Recursos Humanos.

 

Programar não é fácil, é difícil, porém, não impossível. 

 

Se você escolher um curso como Tecnologia em Redes, Analise ou etc (exceto Ciências e Engenharia da Compt), serão vistos como cursos tecnologos, a vantagem é que será mais redirecionado ao mercado, porém não terá o mesmo peso dos dois cursos acima (na prática é a mesma coisa, curso superior, porém o mercado de trabalho não enxerga tão bem ainda).

 

Tecnologia em redes você vai ter lógica sim, para execução de scripts, então haverá um pouco de ''programação'', porém nada avançado.

 

Lógica é difícil? Sim e não.

 

"O boneco deve andar 5 metros e virar para esquerda" <- Isso é lógica, uma sequência de ações de determinada coisa (como ela executará), o problema é realizar uma sintaxe em cima disso, uma boa lógica funcionará para qualquer linguagem, o que irá mudar será o código utilizado para realização.

 

Coisas que aprendi na faculdade de Analise:

 

HTML & CSS: Gostei muito, realmente é bem legal para ''começar'', até HTML tem lógica.

Bootstrap (CSS): não gostei muito, prefiro o CSS ''manual''.

Javascript integrado ao HTML: odeio.

Java: Fui o melhor da turma, principalmente em JSF e JSP.

.Net: odeio (peguei dependência)

C, C++ e C# (peguei dependência também).

Gestão de Sistemas Operacionais: Windows, Linux e Servidores.

Manutenção: basicamente toda a parte mais ''externa'' de manutenção.

 

--

 

Você tem trinta anos e já tem praticamente duas faculdades, você não tá velho para a área de TI, eu recomendaria você buscar um curso técnico para realmente ver se quer fazer isso e depois sim, você entra na faculdade.

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se eu estivesse em seu lugar, eu deixaria esse finzinho de semestre e até o outro para aprender programação através de cursos livres, tem uma infinidade deles, de todas as linguagens possíveis, passando por todos os bolsos. Como já disseram, tudo é questão de dedicação e de ter motivação suficiente para se alcançar o objetivo. Eu não entraria em uma nova graduação com essa pulga atrás da orelha, até porque programação no ensino superior é bem diferente do que aprender na raça e "sozinho" (eu curso Análise e Desenvolvimento de Sistemas e descobri agora que gosto é de infra).
Ah, a dica do curso técnico também é ótima, mas procure uma instituição que siga no que você quer, pois tem técnicos de informática que só ensinam programação, enquanto outros é mais a parte de hardware, e tal.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MillyNog Exatamente como a amiga falou referente a graduação.

 

A parte de Infra é um mercado bem sólido para ter um emprego estável como Analista de Suporte.

 

Referente ao Curso Técnico, há geralmente três cursos técnicos: Informática para Internet (programação), Informática (uso básico do PC e etc) e Informática para Manutenção (Hardware).

 

Geralmente no primeiro curso (inf. programação) você vai ter aulas básicas de programação e até word/excel. 

 

Até mais!

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@MillyNog e @lucsilva, na verdade, os meus dois cursos pretendidos que são Técnico em Programação de Jogos ou Tecnólogo em Redes de Computadores, ambos tem um investimento semelhante, sendo pouca diferença, a questão está no conteúdo de ambos, pois trata-se de duas áreas distintas, a de programador que é a área que eu gostaria de seguir e a de gerente de redes que é a área que eu sei que posso seguir, entendem? Minha dúvida está na diferença entre querer e poder, não sei se nesse caso querer seria poder. Sua sugestão de fazer cursos livres é boa @MillyNog, mas eu não queria perder tempo sem iniciar algo, pois como disse nosso amigo @ozzanox: no mercado que temos hoje, quanto mais formações, melhor.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quanto mais formações melhor, mas veja, você já tem de certa forma segurança, já tem profissão, é muito melhor você "perder" alguns meses se especializando em programação e entrar em algo certeiro do que depois se arrepender por não ter feito o que gosta. Nada nesse mundo é bicho de sete cabeças, há 2 anos eu mal tinha uma base matemática e hoje estudo física por conta própria, então tente buscar seu sonho antes de outras alternativas, pelo menos esse é meu conselho pra você. Boa sorte, e qualquer dúvida continue perguntando.

Editado por MillyNog
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Saudações jovem Diogo,

 

Conheço alguns amigos que estiveram na mesma situação que você, infelizmente partiram para uma terceira opção kkk
Mas sendo preciso, e respondendo o caso de gostar de jogos e explicando o exemplo acime dos referidos amigos, eles me disseram a mesma coisa, gosto muito de jogos, sempre sonharam em trabalhar em empresas gigantescas de desenvolvimento de jogos, porém, quando chegou o módulo de programação no curso de jogos digitais, que se eu não me engano eles começam com C++ ou C#, acabaram dropando o curso (abandonando e fizeram culinária kkkk). Mas nem tudo é tristeza, nesse mesmo grupo de amigos, tinha um que estava fazendo Ciências da computação, acabou não gostando exatamente da matemática e lógica no curso, e mudou para jogos digitais, e este ele se apaixonou e deu tudo certo.

Moral da história, talvez a matemática vista de um curso não seja legal, porém aplicada de outra forma ela pode ser bem mais atrativa, isso vai depender.

Mas uma coisa que eu gostaria muito de ressaltar, não faça jogos digitais por gostar de jogar jogos de video game e demais, dê uma pesquisada no mercado, veja como atua um desenvolvedor, qual a rotina, tente fazer um jogo simples pra android (coisa que ta em alta).

Em resumo, programar é empenho, dedicação e propósito, da maneira mais simples, como disse o querido ex presidente dos Estados Unidos, "Não compre um video game, invente um, não compre um software, desenvolva um." - Obama Barak

 

Sobre programação:

Programação ninguém nasce sabendo programar ou qualquer outra coisa, mas a primeira coisa que deve ter em mente antes de começar a aprender a programar é: Por que quer aprender a programar?

Como tudo na vida existe um proposito, mesmo que isso venha a ser descoberto mais tarde, e isso é o essencial para desenvolver algo, principalmente no sentido de programação.

Eu mesmo como exemplo, tenho noções de C, C++, Java, PHP e se pode se dizer programação Visual basic (linguagem quase morta), quando tinha que fazer alguma coisa, não adiantava tentar criar algo que talvez não fazia sentido ou apenas estava tentando melhorar algo que eu não entendia 100% (intuito final do sistema), enquanto não havia uma necessidade real, o desenvolvimento não andava, e muito menos o conhecimento.

 

PS.: Entendo sua dor kkk, tenho 28 e ainda pretendo fazer um MBA e 2 graduações totalmente distintas

PS2.:  Como toda e qualquer área de TI uma hora vai ter de se especializar em algo pra ter uma remuneração maior, hoje sou Tecnólogo em Redes de Computadores, que busca o MBA em Cloud Computing, mas em paralelo fazendo algumas outras especializações que agregam ao MBA e outras mais ou menos, como Gestão de serviços de TI, Fibras Ópticas e Segurança da informação.

  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 11/04/2018 às 21:51, Decio Rafael Dias de Jesus disse:

Sobre programação:


Programação ninguém nasce sabendo programar ou qualquer outra coisa, mas a primeira coisa que deve ter em mente antes de começar a aprender a programar é: Por que quer aprender a programar?

Como tudo na vida existe um proposito, mesmo que isso venha a ser descoberto mais tarde, e isso é o essencial para desenvolver algo, principalmente no sentido de programação.

Eu mesmo como exemplo, tenho noções de C, C++, Java, PHP e se pode se dizer programação Visual basic (linguagem quase morta), quando tinha que fazer alguma coisa, não adiantava tentar criar algo que talvez não fazia sentido ou apenas estava tentando melhorar algo que eu não entendia 100% (intuito final do sistema), enquanto não havia uma necessidade real, o desenvolvimento não andava, e muito menos o conhecimento.

 

 

Cara, isso que tu falou é a mais pura verdade, eu mesma comecei na ideia de programar porque um amigo disse que tinha a ver comigo, entrei na faculdade, e até agora não aprendi uma linguagem sequer, não consigo pensar em projetos, nada, isso porque falta o objetivo, a motivação por trás do aprender a programar, agora, aprender sobre tecnologia em geral, sistemas operacionais, hardware, segurança da informação, vish, isso tudo eu passo o dia todo estudando e ainda quero mais. Então, temos que levar esses pontos em consideração porque aprender por aprender nunca é fácil, tem que ter disposição (e motivação!!!).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×