Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Flavia Dutra

Boletim 1.691 – 10/04/2018

Recommended Posts

Boletim 1.691 – 10/04/2018
Boletim 1.691 – 10/04/2018
Editado por Flavia Dutra
Enviado para
Proibido Copiar ou Republicar


Índice

 

1. ASUS cria a marca AREZ para participar do programa GPP da NVIDIA

2. Bumble processa empresa dona do Tinder por fraude e roubo de segredos comerciais

3. Snap Inc. anuncia a demissão de cerca de 100 funcionários da equipe de vendas

4. Pesquisadores criam headset que lê a mente do usuário

5. Patente da LG mostra smartphone dobrável com duas telas, duas baterias e duas entradas para fones de ouvido

 

1. ASUS cria a marca AREZ para participar do programa GPP da NVIDIA

 

Fontes ligadas ao assunto revelaram que a ASUS estaria renomeando suas placas de vídeo baseadas em chips AMD Radeon, que passariam a fazer parte da marca AREZ, cumprindo requisitos do GeForce Partner Program (GPP).

 

As placas perderiam o selo Republic of Games (ROG), mas a marca AREZ manteria todas as linhas atuais de hardware da ASUS, apenas com marketing menos focado nas capacidades dos produtos.   

 

Rumores indicam ainda que empresas como Gigabyte e MSI já estão retirando produtos Radeon da categoria voltada para jogos.

 

Segundo a NVIDIA, o GPP foi criado para alinhar a divulgação das suas placas de vídeo para jogos com os fabricantes, oferecendo aos parceiros acesso antecipado às inovações.

 

Entretanto, a imprensa norte-americana noticiou que o programa traz práticas monopolistas que ferem a capacidade de escolha dos consumidores, visto que uma das cláusulas obriga as empresas alinharem suas marcas para jogos exclusivamente com a GeForce.

 

Diante da notícia, a NVIDIA comentou que o programa não é exclusivo, pois elas continuarão a ter habilidade de vender e promover produtos de qualquer companhia.       

 

2. Bumble processa empresa dona do Tinder por fraude e roubo de segredos comerciais

 

O aplicativo social de encontros Bumble está processado o Match Group, proprietário do Tinder, em um tribunal estadual do Texas, alegando fraude e roubo de segredos comerciais e requisitando US$ 400 milhões de indenização.

 

Em 18 de março de 2018, o Match Group havia acionado a empresa Bumble, mencionando que o aplicativo apresentava similaridades com o Tinder e acusando dois ex-funcionários, que atualmente trabalham na empresa concorrente, de desenvolver a ferramenta enquanto ainda trabalhavam para o grupo.

 

De acordo com a Bumble, o Match Group estaria se aproveitando das negociações consequentes do processo para obter informações sigilosas. Além disso, a Bumble acredita que a rival usou o processo para prejudicar sua imagem diante do mercado e dos investidores.

 

Um porta-voz do Match Group divulgou um comunicado à imprensa, ressaltando que o processo é uma resposta às reivindicações de patente, marca registrada e segredo comercial. A empresa acredita que a ação não tem fundamento e que provará isso no tribunal.

 

Em 2014, a CEO da Bumble, Whitney Wolfe Herd, acionou o Tinder por assédio sexual. E em junho de 2017, o Match Group ofereceu US$ 450 milhões para adquirir o aplicativo Bumble, porém a proposta foi rejeitada. Na ocasião, a Bumble estaria avaliada em US$ 1 bilhão.

 

Ambos os aplicativos são voltados para encontros, porém as conversas no Bumble entre heterossexuais só podem ser iniciadas por mulheres. O Match Group possui ainda os aplicativos de namoro Meet e OkCupid.

 

3. Snap Inc. anuncia a demissão de cerca de 100 funcionários da equipe de vendas

 

A Snap Inc., dona da rede social Snapchat, anunciou o desligamento de aproximadamente 100 funcionários da equipe de vendas e publicidade, como parte da última etapa do seu plano de reestruturação, iniciada no quarto trimestre de 2017.

 

A companhia comentou que a redução aconteceu porque a comercialização automatizada de propagandas no aplicativo passou a representar 90% dos contratos, diminuindo a necessidade de um time de vendas diretas.  

 

Em janeiro 2018 a Snap já havia demitido 24 funcionários dos setores de conteúdo e negócios, além de 120 engenheiros no mês passado.   

 

4. Pesquisadores criam headset que "lê a mente" do usuário

 

Cientistas do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) desenvolveram o headset equipado com inteligência artificial AlterEgo, que consegue decifrar a mente do usuário.

 

Segundo os pesquisadores, o aparelho recebe informações por meio da “subvocalização”, também conhecida como “fala silenciosa”. Através de eletrodos ligados à cabeça do usuário e um programa de computador, as ideias da mente são traduzidas e executadas sem a necessidade de expressá-las em voz alta. O dispositivo envia respostas de volta para o usuário, transmitindo vibrações através dos ossos do rosto e dispensando os fones de ouvido.

  

O AlterEgo foi testado, até o momento, em 15 pessoas, com a tradução do pensamento sendo eficaz em 92% das vezes.  

 

Não há previsão para o lançamento do AlterEgo.

 

5. Patente da LG mostra smartphone dobrável com duas telas, duas baterias e duas entradas para fones de ouvido

 

A LG registrou no USPTO (United States Patent and Trademark Office) a patente de um smartphone dobrável trazendo duas telas, duas baterias e duas entradas para fones de ouvido.

 

Conforme o documento da patente, as duas telas do dispositivo, registrado como “terminal móvel”, seriam ligadas por dobradiças e curvadas nas bordas, mostrariam informações resumidas em alguns momentos e permitiriam a execução de diversos aplicativos simultaneamente. Além disso, a primeira tela traria um leitor de impressões digitais embutido e uma câmera digital, enquanto a segunda tela vem com uma câmera.

 

Não há informações sobre quando a ideia da patente será implementada em um smartphone.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×