Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Flavia Dutra

Boletim 1.694 – 20/04/2018

Recommended Posts

Boletim 1.694 – 20/04/2018
Boletim 1.694 – 20/04/2018
Editado por Flavia Dutra
Enviado para
Proibido Copiar ou Republicar


Índice

 

1. Artigos da semana

2. Facebook lança programa de criação de conteúdo para jogos no Brasil

3. ASUS anuncia oficialmente a marca de placas de vídeo AREZ em parceria com a AMD

4. EUA pune a ZTE por vender tecnologia norte-americana para o Irã

5. Mais de 30 empresas de tecnologia firmam acordo para proteger clientes de ataques cibernéticos

6. Rumores indicam que AMD já está trabalhando no novo chipset Z490

 

1. Artigos da semana

 

Teste do gabinete PCYES Spirit

Teste do gabinete Aerocool Cylon

Placa-mãe Gigabyte X470 AORUS GAMING 7 WIFI

 

2. Facebook lança programa de criação de conteúdo para jogos no Brasil

 

O Facebook anunciou a implementação no Brasil do Gaming Creator Pilot Program, seu programa de criação de conteúdo para jogos.

 

O programa é constituído por três tópicos principais: auxiliar os jogadores no desenvolvimento de comunidades mais significativas e engajadas no Facebook; ampliar a base de fãs dos jogadores e aumentar a descoberta e a distribuição em várias plataformas; e testar e lançar novos recursos, tanto para monetização quanto para o livestreaming dos jogos.  

 

Por enquanto, no Brasil, o projeto começará de forma limitada, com um grupo de jogadores transmitindo ao vivo diversos jogos otimizados através do Facebook Live, apresentados por Afreim, Bruno PlayHard, Davy Jones (GameplayRJ), Diana Zambrozuski, Edukof, Gab Zuski, Gelli Clash, Gordox, Isis Vasconcellos, Lipao Gamer, Nicole Diretora e PortugaPC.  

 

Segundo Pedro Rodrigues, gerente estratégico de parcerias de gaming no Facebook, a empresa está comprometida em desenvolver a infraestrutura tecnológica que os criadores de jogos precisam para obter sucesso. Além disso, o Facebook planeja expandir as iniciativas de monetização para o apoio dos fãs a mais jogos e em mais regiões.  

 

Os interessados podem se inscrever através do link: https://www.facebook.com/creators/join.

 

O Brasil é o segundo país do mundo a receber o programa para jogadores do Facebook, lançado no começo deste ano nos Estados Unidos.

 

3. ASUS anuncia oficialmente a marca de placas de vídeo AREZ em parceria com a AMD

 

Após rumores, a ASUS anunciou oficialmente sua nova marca de placas de vídeo AREZ, uma parceria com a AMD para substituir a identificação ROG (Republic of Games) em placas de vídeo com chips Radeon RX.

 

A linha AREZ continuará oferecendo as tecnologias da antiga série ROG, como Auto-Extreme, Super Alloy Power II, MaxContact, Wing-Blade IP5X-certified fans e FanConnect II, bem como os programas GPU Tweak II da Asus e Radeon Adrenalin Edition Software da AMD.

 

Além disso, as linhas Expedition, Phoenix, Dual e Strix permanecerão sob a marca AREZ, porém esta última sem a nomenclatura ROG, da divisão de jogos da ASUS.

 

As novas placas de vídeo ASUS AREZ estarão disponíveis a partir de maio deste ano em países selecionados.     

 

A empresa anunciou a nova marca para se adequar ao GeForce Partner Program (GPP), da NVIDIA.

 

Diante do anúncio da marca, a AMD divulgou o seguinte comunicado:

 

“Hoje, a ASUS anunciou suas placas gráficas AMD Radeon RX da marca AREZ e, nas próximas semanas, você poderá ver mais parceiros de placas adicionais lançando novas marcas com o nome AMD Radeon.

A AMD está prometendo reacender a liberdade de escolha quando os jogadores escolherem uma placa gráfica AMD Radeon RX. Essas marcas compartilharão os mesmos valores de abertura, inovação e inclusão que a maioria dos jogadores levam a sério e compartilharão os quatro valores centrais da AMD Radeon:

Uma dedicação aberta à inovação - A AMD trabalha incansavelmente para promover os jogos de PC através de uma estreita colaboração com os órgãos de padrões de hardware, API e desenvolvedores de jogos, disponibilizando suas tecnologias para todos ajudando ainda mais a indústria. Através da nossa colaboração com a JEDEC em padrões de memória como HBM e HBM2, Microsoft em DirectX e Khronos com Vulkan, e através da iniciativa GPUOpen onde fornecemos acesso a uma coleção abrangente de efeitos visuais, ferramentas de produtividade e outros conteúdos sem custo, nós estamos permitindo que a indústria beneficie os jogadores.

Um compromisso com a verdadeira transparência através dos padrões da indústria - Por meio de padrões da indústria como o FreeSync, a AMD fornece ao ecossistema de PCs tecnologias que melhoram significativamente as experiências dos jogadores, permitindo que os parceiros os adotem sem custo para os consumidores, em vez de penalizar os jogadores com “taxas” de tecnologia proprietária e limitando sua escolha em displays.

Parcerias reais com consistência real - A AMD trabalha em estreita colaboração com os parceiros da AIB, para que nossos clientes recebam os melhores produtos e tecnologias de jogos de alta qualidade e alto desempenho disponibilizados pela AMD. Nada anti-jogador/anti-competitiva.

Expandindo o ecossistema de jogos para PC - Criamos tecnologias de desenvolvimento de jogos livres e abertas que permitem a próxima geração de experiências imersivas em jogos nos ecossistemas de PC e console. Esses esforços resultaram em avanços como adoção do FreeSync em TVs para XBOX One S ou X, integração de recursos e tecnologias Vega voltadas para o futuro no Far Cry 5 sem penalizar a concorrência e inclusão de inovações de código aberto na API do Vulkan, o qual os desenvolvedores podem adotar livremente.

Por meio dos parceiros da AMD que levam adiante a marca AMD Radeon RX, a empresa continua a impulsionar o setor de forma aberta, transparente e sem restrições, para que os jogadores tenham acesso às melhores tecnologias, APIs e experiências imersivas”.

 

4. EUA pune a ZTE por vender tecnologia norte-americana para o Irã

 

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos condenou a ZTE a pagar multa de US$ 890 milhões, bem como a proibiu de adquirir componentes de qualquer empresa sediada no país durante sete anos. Além disso, a ZTE deve demitir quatro funcionários e repreender outros 35, com direito a redução de bônus.

 

Atualmente, cerca de 30% dos componentes usados pela ZTE são fornecidos por empresas dos Estados Unidos.

 

De acordo com fontes ligadas ao assunto, a ZTE ainda corre o risco de não poder mais usar o sistema operacional Android em seus smartphones.

 

A ZTE é originária da China, porém tem sede nos Estados Unidos. Por isso, a companhia foi penalizada quando vendeu tecnologia norte-americana para o Irã, atitude considerada uma violação à sanção imposta ao país asiático.

 

5. Mais de 30 empresas de tecnologia firmam acordo para proteger clientes de ataques cibernéticos

 

A Microsoft, o Facebook e mais 32 empresas de tecnologia e de segurança cibernética, como a Cisco, Oracle, Dell, SAP, entre outras, assinaram o Acordo de Cibersegurança Tecnológica para proteger clientes contra os ataques cibernéticos, independente do motivo geopolítico ou criminal.

 

O acordo, baseado na Convenção Digital de Genebra, também prevê parcerias formais e informais na indústria e com pesquisadores de segurança para compartilhar dados sobre ameaças e coordenar divulgações de vulnerabilidades.

 

Não há informações sobre como as empresas mudariam suas políticas atuais como resultado de adesão ao acordo.      

 

O presidente da Microsoft, Bras Smith, disse que o ciberespaço se tornou o novo campo de batalha, principalmente após os ataques cibernéticos de 2017, e que os países deveriam desenvolver regras mundiais para ataques cibernéticos parecidos com aquelas estabelecidas para o conflito armado na Convenção de Genebra de 1949.

 

Entre as empresas não participantes do acordo estão Amazon, Apple, Alphabet e Twitter, além de companhias dos seguintes países: Rússia, China, Irã e Coreia do Norte, vistos como ativos em ataques cibernéticos.

 

6. Rumores indicam que AMD já está trabalhando no novo chipset Z490   

 

Rumores sugerem que a AMD estaria desenvolvendo o novo chipset Z490, trazendo 12 pistas PCI Express, sendo quatro de terceira geração.

 

Ainda segundo as estimativas, o chipset suportaria slots M.2 adicionais, controladores USB 3.1 de 10 GiB externos e demais especificações iguais às do modelo X470, lançado no dia 19 de abril.

 

Não há informações sobre a provável data de lançamento do novo chipset.

 

A AMD não comentou sobre o assunto.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×