Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

Recommended Posts

Fiz overlock pra 4.0 ghz no processador fx 6300 na placa-mãe m5a78l-m lx/br e o pc começou a reiniciar sozinho, as temperaturas não passavam de 50º.. A fonte é uma corsair cx 550w (nova) poderiam me dizer o que pode ser o problema? ps: ouvi dizer que essa placa-mãe é horrível pra overclocks sabem me dizer se o problema é ela?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos começar com essa placa-mãe é horrível para qualquer processador da linha FX pois foi projetada para os antigos athlons e phenoms. Muita gente tem problema com essa placa-mãe com o processador em stock porque o circuito regulador de tensão fica subdimensionado para os processadores FX causando superaquecimento e ativando o thermal throttling (que diminui a velocidade do clock do processador para abaixar as temps)

 

Lembrando que normalmente não possuem sensores de temperatura no circuito regulador de tensão e apenas com algum medidor externo você consegue aferir.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Tenta setar o vCore em 1,25 e desativa o turbo boost. Pode ser a memória, deixa ela no padrão 1333 com 1,5V

EDIT**

Tem que colocar ENABLE na parte do overclock do CPU e setar em 200. Depois disso faço o que mencionei acima. O meu roda a 4,0Ghz com vCore em 1,27 por ai. Eu vou aumentando até ficar amarelo os numeros que estão indicando o vCore daí volto pro azul antes do amarelo.

Editado por diogoprata

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Antes de começar é necessário ter conhecimento dos seguintes termos, pois eles serão úteis:
Clock - é a velocidade interna do processador, medida pela velocidade do FSB (visto abaixo) vezes o valor do multiplicador, que é definido pelo BIOS;
Ciclos de clock - consiste nos intervalos de tempo que o processador usa para executar suas instruções;
FSB - significa Front Side Bus e tem a função de definir a velocidade externa do processsador, ou seja, a velocidade na qual o processador se comunica com a memória e componentes da placa-mãe. As velocidades do FSB são as seguintes: 100 MHz, 133 MHz e 166 MHz. Valores mais altos costumam existir, mas geralmente são gerados através da multiplicação destes citados;
Vcore - é tensão do equipamento.

Hardware x Overclock
Não são todos os equipamentos que permitem fazer Overclock. Há também aqueles em que é possível, mas os riscos são tão altos que não valem a pena. Em processadores antigos o resultado do Overclock pode não ter nenhum aumento de velocidade que seja significante, 
O processador é sem dúvida, o item que mais sofre Overclock. No entanto, sem uma placa-mãe com o mínimo de qualidade o Overclock pode não valer a pena, principalmente se a placa-mãe tiver vários componentes onboard.  O ponto chave é o Chipsets da placa, informado no manual da mesma. Antes de realizar Overclock pesquise se seu modelo de Chipsets ou até mesmo o modelo da placa-mãe é adequado ao Overclock.
Conforme já foi dito antes, é necessário estar atento ao cooler, Esteja certo de que o cooler seja o modelo adequado ao processador do computador. Em alguns casos é necessário instalar equipamentos extras de refrigeração no gabinete, pois o calor interno pode ainda ser grande.

Fazendo o overclock
Para realizar o Overclock é necessário trabalhar com as configurações do Setup do BIOS, geralmente acessível teclando-se o botão delete assim que o computador é ligado. Dependendo da marca de seu computador, o acesso ao Setup pode ser feito por meio de outra tecla. Consulte o manual ou suporte do fabricante caso não saiba acessar o Setup de seu computador.
Ao entrar no Setup, você verá uma série de itens. Procure um que trate do processador. Geralmente o nome desse item é ou assemelhá-se a "Processor Settings" ou a "CPU Setup" ou ainda "Features Setup". Ao conseguir entrar neste item aparecerá uma valor multiplicado por outro. Trata-se da operação FSB x multiplicador= clock, onde multiplicador é um valor numérico. Repare que o valor resultante dessa multiplicação é valor do clock do processador. Agora vamos ao overclock. Iremos utilizar como exemplo um overclock realizado num Pentium 4 de 1.6 GHz. Sua configuração FSB x multiplicador é:
100 MHz x 16 = 1.6 GHz ou 1.600 MHz
Para o overclock, o FSB foi mudado para 133 MHz (geralmente é possível mudar esse valor através das teclas de seta ou dos botões Page Up e Page Down em seu teclado):
133 MHz x 16 = 2.1 GHz ou 2.128 MHz
Relembrando, o FSB do seu computador pode estar em outro valor. Se estiver em 400 MHz por exemplo, ele é multiplicado por 4 (100 MHz x 4 = 400 MHz). No exemplo, é notório o ganho de desempenho. O Pentium 4 de 1.6 GHz pulou para 2.1 GHz.
Agora vamos mostrar um exemplo em um processador Ahtlon XP 1600+ MHz. Na verdade, este processador opera em 1.400 MHz, mas a AMD uma o símbolo + para dizer que o modelo, mesmo operando em 1.400 MHz, equivale a um Pentium 4 de 1.600 MHz.
Em nosso exemplo, este processador trabalha na seguinte configuração:
133 MHz x 10.5 = 1.4 GHz ou 1.396.5 MHz
Alterando o FSB de 133 para 166 MHz, o resultado é:
166 MHz x 10.5 = 1.7 GHz ou 1.743 MHz
Um ganho considerável. Em alguns casos, pode-se alterar o valo do multiplicador, mas é necessário pesquisar para saber se isso realmente é possível em seu processador. Na maioria das vezes, aumentando este valor, o computador pode acusar erro ou continuar trabalhando com o multiplicador anterior. Por isso, o mais adequado mesmo é alterar o valor do FSB. Uma dica interessante é que quanto maior o multiplicador vindo de fábrica, maiores são os aumentos de desempenho através de overclock.

Alterando o Vcore
O overclock poderia ter parado na explicação anterior, mas é possível aumentar mais ainda a velocidade do computador, alterando seu Vcore (tensão). As instruções que o processador executa são realizadas por meio de pulsos elétricos. O intervalo entre os pulsos (ciclo de clock) é importante para a velocidade do processador. Alterando a tensão do equipamento, é possível diminuir o intervalo entre os pulsos. Quanto menor este intervalo, mais rápido fica o processamento. Assim, se a tensão for diminuída o ciclo de clock fica mais lento. Como nosso intuito é aumentar a velocidade, o valor do Vcore deve ser aumentado. Deve-se ficar atento a esta operação, pois qualquer exagero ou precipitação poderá causar danos irreparáveis ao hardware. Por isso, a alteração da tensão deve ser feita em diferenças entre 0.1v e 0.05v. Em algumas placas é até possível ajustar para 0.025v. Infelizmente não é possível medir com precisão o aumento da velocidade do computador, pois isso varia muito.
O valor do Vcore pode ser alterando também pelo Setup do BIOS. No entanto, em alguns modelos de placa-mãe menos recentes, essa alteração deve ser feita mudando a posição de um jumper na placa-mãe, portanto, verifique sempre o manual da mesma, para saber qual o procedimento que cabe a ela.
Ao fazer overclock mudando o Vcore, a temperatura do processador certamente vai aumentar. Daí a necessidade de um cooler "poderoso". Para se ter uma ideia, a questão da temperatura é tão importante que os fabricantes compensam o constante aumento de velocidade de seus chips, fabricando-os com tecnologias de 0.18, 0.13 microns e futuramente valores menores. Isso deixa claro que com a combinação perfeita do overclock com o cooler adequado, o aumento de performance pode ser muito alto.

Finalizando
Não só o processador, mas a memória e outros componentes, podem sofrer overclock. Repare que para os procedimentos explicados aqui, foi necessário alterar somente os valores do BIOS relativos ao processador. Com as memórias isso também é possível (e um tanto mais complicado). Logo, pesquisando e estudando a maneira certa, você pode se aventurar no overclock de memória também.
O Overclock em computadores menos recentes é um pouco mais complicado, pois exige a alteração de jumpers, além das alterações no BIOS. E nem sempre, o ganho de desempenho corresponde a um valor significativo

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×