Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
misterjohn

Luminária de Led dando flashs desligada

Recommended Posts

Comprei vários produtos iguais a esse, luminária de sobrepor quadrada 18 w led, sendo que uma delas desde a instalação há mais ou menos 4 dias, após desligar, fica piscando, não é contínuo, é em intervalos, já vi isso acontecer em lampadas eletrônicas ou econômicas e também não são todas que dá esse efeito, mas isso é considerado normal para esse tipo de produto, se fosse deveria ocorrer com todas não é? 

Nessa aqui, já vi várias fazendo isso:

lmpada-eletronica-compacta-reta-3u-15w-2

 

Já essa aqui, nunca tinha visto antes, é a primeira vez que comprei:

giveK6C.jpg

 

7afG9CE.jpg

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você já tentou trocar ela com outra que não apresenta o problema? Se o problema pode ser nela ou na instalação.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

São novas, e a instalação não tem como errar, é plugar o driver led no conector da luminária e ligar dois fios de alimentação nos que estão no centro do teto do cômodo, no caso aqui o banheiro, o driver led vem com um plug de torção, parecido com aqueles de fúsiveis antigos de eletrônicos, principalmente radios e tapes automotivos, tem uma ranhura para encaixar e girar, depois esse relevo que entrou na ranhura impede a desconexão, como é 220 VAC não tem o problema de fase/neutro.

portad.jpg

Pesquisando na internet, vi uma solução, trata-se de capacitor estufado, no caso do vídeo, estava bem danificado, no meu caso deve estar começando a estufar, eu desconfiava disso, de ser alguma descarga do capacitor, mas o bagulho tem 4 dias de uso...

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fui até a loja para trocar o produto, segundo a vendedora, se o problema persistir, eu terei que mudar meu interruptor de simples para duplo, porque isso se dá devido ficar uma fase ativa no driver led, já que é 220 VAC.

Eu não concordo com isso, eles tem obrigação de tres coisas:

- Primeira, desenvolver produto  que funcione de acordo;

- Se não consegue, avisar na embalagem esse detalhe, já que é produto "self-service";

- O vendedor também tem a obrigação de alertar porque ele encosta no consumidor para que este coloque a matrícula dele na compra a fim de ganhar comissão.

Obs: Comprei 6 peças, e venho comprando aos poucos tomadas, interruptores e outros, já no novo padrão para substituição do antigo, o que farei com esses interruptores simples que já comprei?

Isso é de menos porque  sou quem irá fazer, mas terei que além de comprar os interruptores duplos, terei que descer mais um fio da fase que fica na caixa de passagem de fixação da luminária, isso envolve mais custos não previstos e forçados.

A sorte é que essas descidas de tubulação do ponto da luminária até o interruptor são bem folgadas já que utilizam poucos fios, mas imagine se é algo necessário desde o quadro de distribuição??????

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)
20 minutos atrás, misterjohn disse:

Fui até a loja para trocar o produto, segundo a vendedora, se o problema persistir, eu terei que mudar meu interruptor de simples para duplo, porque isso se dá devido ficar uma fase ativa no driver led, já que é 220 VAC.

 

É aí que eu queria chegar.

Li em um site que mesmo com a lâmpada desligada (na tomada), uma fase ligada poderia causar esses flashes.

Editado por Math.Pi
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Veja eu continuo afirmando que a instalação não tem nada a ver com isso, inclusive segue um diagrama creio que desde que inventaram, agora se eles criam um produto que necessita alterar o esquema elétrico, eles tem obrigação de avisar ou então fazer um produto de modo  que isso não aconteça, a vendedora inclusive disse que isso pode ou não acontecer, a eletricidade é uma ciência exata e não de sorte.

Vou fazer uma comparação, no meu apto tem um corredor que liga a sala nos demais cômodos, o construtor colocou dois pontos, um em cada extremo, e o interruptor funciona acendendo a duas lâmpadas de vez, se eu quiser que acenda uma de cada vez tenho que alterar o circuito, e não considero isso um problema e sim uma questão de especificação...a questão maior é que tem que constar na embalagem as restrições, assim como em um pequeno abajour vem um aviso por exemplo "use lâmpadas até 40W", se não vier o cara coloca uma de 60 W, ai derrete a fiação vai dizer que o cara é o culpado, ou então que está com defeito...

  • Confuso 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lâmpada não acende de graça, necessita de energia. Daria para se pensar em defeito na lâmpada se ligada viesse a ter funcionamento irregular. Se a irregularidade está no desligamento é a sua instalação.

Banheiro = umidade = vazamento de corrente.

Pontos possíveis: no interruptor e na caixa de ligação do teto.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Respeito sua opinião e vou analisar essa situação e verificar se procede, claro que cada situação é diferente da outra, mas isso só acontece na suite, no banheiro social não e são idênticos...eu acredito que pode ser algum retorno, isso porque no lugar dessa luminária, havia uma lâmpada econômica, e dava umas piscadas mas não chegava nem a se perceber, com a luminária é bem acentuado o flash. Apesar do apartamento ter vários circuitos, outro dia desliguei os disjuntores do quarto + suite, e ao mexer no fio na tomada do quarto levei um choque e não poderia porque está tudo dividido e identificado, mas como comprei o apto usado, não sei se fizeram m....na instalação.

Vou fazer algumas imagens amanhã.

 

 

 

 

 

re

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, misterjohn disse:

outro dia desliguei os disjuntores do quarto + suite, e ao mexer no fio na tomada do quarto levei um choque

Ainda tem dúvidas sobre problemas na instalação?

adicionado 7 minutos depois

Quando digo instalação não me refiro ao seu serviço de colocar a luminária e sim as conexões e interconexões que foram feitas, possivelmente alguns acréscimos e jeitinhos ao longo dos anos. Descobrir onde está a emenda extra é tarefa ingrata, boa sorte.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É que eu estava pensando em outros termos, como ocorreu no sobrado que eu comprei em 1999, era uma construção forte demais por ser de 1962, mas tinha aquele esquema antigo, um circuitão correndo todo o imóvel alimentando tudo, já que nessa época não havia tantos eletrodoméstico.

Em um dos quartos a luz do quarto às vezes apagava outras vezes não, isso porque o capa do fio já estava ressecada e fazia contato com a tubulação que era de ferro, arranquei tudo fora e coloquei tudo novo, foram 6 circuitos no térreo e 6 no andar superior, tive que rasgar muita parede por causa da tubulação não prevista, mas ficou tudo zerado, cada quarto ( 3 ) tinha seu circuito para o ar condicionado, um para chuveiro, tudo bem dividido em setores, me lembro quando era criança e tinham que mexer em algo na eletricidade à noite, tinha que desligar a geral e acender velas...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Troquei a peça no sábado, ainda não tive tempo mas na segunda vou instalar, agora quando foi falado em problemas na instalação só me ocorre o seguinte:

-Quanto se liga uma lâmpada (exemplificando) em um interruptor simples em uma rede de 220 VAC, uma fase vai direto no terminal do interruptor, a outra vai direto no terminal da lâmpada, o fio que irá ser colocado após o interruptor até o terminal da lâmpada chama-se retorno, fechando o interruptor dá-se a passagem de corrente elétrica por todo o circuito acendendo a lâmpada, apenas em uma hipótese essa lâmpada poderá acender com o interruptor desligado, é o caso do fio retorno entrar em contato com uma parte metálica, no caso o conduite (desde que seja de ferro obviamente) e assim fechar o circuito possibilitando o acendimento mas será com 50 % da luminosidade já que essa lâmpada, de 220 VAC, receberá apenas 110 VAC, fora isso convido alguém a provar outra forma.

Transferindo isso ao meu caso, a luminária irá agir como uma mera lâmpada incandescente para efeito de entendimento, ou seja, irá receber a energia por uma fase e irá acender com o retorno oriundo da outra pelo interruptor, fora isso, é como na lâmpada incandescente, só acende ou recebe energia se aterrar o retôrno, estando o interruptor aberto só mesmo se houvesse um arco voltáico para passar corrente pelo interruptor aberto.

Obs: Consider o circuito do exemplo como se fosse bifásico:

 

diagrama_funcional.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Como os Leds tem seu funcionamento baseado em limitação de corrente esse tipo de Lâmpada pode acender com um brilho bastante forte em 110V mesmo sendo para 220V.

No caso de se ter um aterramento do retorno ela pode acender sim, eu mesmo já fiz o teste de colocar uma perna do Led na tomada e outra no cimento da parede e ver ele acender fraquinho, na sua instalação acontece que o capacitor da fonte vai se carregando lentamente até ter tensão suficiente para os leds piscarem.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
13 horas atrás, Mestre88 disse:

Como os Leds tem seu funcionamento baseado em limitação de corrente esse tipo de Lâmpada pode acender com um brilho bastante forte em 110V mesmo sendo para 220V.

No caso de se ter um aterramento do retorno ela pode acender sim, eu mesmo já fiz o teste de colocar uma perna do Led na tomada e outra no cimento da parede e ver ele acender fraquinho, na sua instalação acontece que o capacitor da fonte vai se carregando lentamente até ter tensão suficiente para os leds piscarem.

Ola mestre nesse ponto eu concordo com você seja lâmpada ou qualquer carga, se o retorno estiver fechando para a terra em algum ponto irá haver passagem de corrente em caso de uma lâmpada incandescente, está irá acender fraco, no caso da lâmpada de led, como é eletrônica, a qual eu não domino, não digo nada.

O que eu ousaria opinar sobre os flashs, seria uma descarga contínua do capacitor sobre o circuito, gerando essa iluminação por fração de segundos.

Mas pela sua opinião, você está afirmando que o fio de retorno está em curto, isso eu não avaliei ainda, hoje posso até ver esse lado, ligarei a luminária e após ligar ele por um tempo, vou desligar o fio do retorno e deixar apenas uma fase ligada, além de mdedir a continuidade com o multímetro; porém a vendedora (não que achei a palavra dela definitiva) foi incisiva ao dizer que essa luminária, inclusive um cliente que ouviu a conversa, sugeriou inverter os fios,  em alguns casos, podem requerer um interruptor bipolar para o desligamento completo do circuito, ai vai de encontro com o que aprendi que para haver circulação de corrente tem que ter um circuito fechado.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Caro colega misterjohn

Usando daquele seu exemplo de circuito bem simples, com a rede, com um interruptor e com o elemento a ligar, a luminária.

Para simplificar o entendimento do problema imagine um resistor de alto valor ligando o fio de retorno a um potencial de energia... Não seria o suficiente para ligar uma lâmpada incandescente em função da limitação de corrente provocada pelo resistor de alto valor, correto???

Imagine agora uma instalação dessas típicas com led. O led necessita de corrente contínua para seu correto funcionamento. Isso, nesses casos, é conseguido por uma fonte chaveada, e opera do seguinte modo.

A tensão alternada aplicada na entrada é retificada por uma ponte de diodos e em seguida é acumulada justo naquele capacitor eletrolítico que tem de ter uma capacidade de poder trabalhar com tensões da ordem de 360 Volts pois redes como a sua, de 220 Volts, depois de retificadas tem picos de tensão cerca de 1,44 vezes maior que a tensão de pico da rede elétrica.

por sua vez é bem possível que a rede elétrica comercial de 220 Volts possa ter picos da ordem de 15% a maior que essa tensão nominal..

220Volts x 1,15 x 1,44 = 358 Volts (por isso sua isolação tem de ser daqueles 400 Volts). 

 

Por sua vez essa fonte chaveada nem chega a oscilar com tensão contínua baixa. Não oscilando não haverá consumo da energia acumulada no capacitor. Um capacitor com energia sendo aplicada ao mesmo e sem nenhum circuito que o descarregue vai aumentando sua tensão armazenada sendo limitada essa subida de tensão justo pelo resistor que sugeri colocares no circuito, só para entendimento do mesmo e do efeito..

Acontece que essa tensão crescente no capacitor vai chegar um momento em que essa tensão vai atingir um valor tal que o circuito vai poder oscilar e nesse momento vai gerar tensão no secundário dessa fonte, ligando o led. Justo ao ligar esse led esse capacitor vai descarregar a energia armazenada no mesmo mantendo por breve instante esse led aceso. Esse é o flash que vês ai.. Porque o led não se mantém aceso???? Justo por causa do resistor limitador de corrente que sugeri colocar lá no fio de retorno. Como a energia está sendo suprida a fonte através dele ele limita a corrente e o capacitor logo se descarrega todo e a oscilação (e funcionamento da fonte) cessa...

 

Note que a cadência (frequência da piscada) vai depender de inúmeros fatores.

- Da tensão da rede elétrica (se baixa vai piscar mais lentamente que se alta) A rede de 220 volts pode estar com 200 ou com 240 Volts, dependendo da hora do dia, do quão distante sua casa está do transformador etc.

- Do valor dessa resistência que inserimos para entendimento....  E afinal, que resistência é essa???  Essa resistência ou paralelo de diferentes resistores representa ai a fuga da fiação em fios velhos e muitas vezes rachados ou trincados em sua isolação, quer em função da umidade, quer em função da indução entre fios pela proximidade ao longo da tubulação. Associe-se a isso a fuga por sujeira acumulada ao natural pelo tempo, pela maresia em regiões litorâneas..

 

Retire agora esse resistor e tudo vai ficar bem. Retirar esse resistor significa recuperar todos esses problemas de instalação antiga de que acabei de falar..

 

Note que em dias mais úmidos, em horários noturnos (rede com tensão maior) a frequência das piscadas deve tender a aumentar.  Esse mesmíssimo efeito se percebe também em lâmpadas econômicas justo em função das mesmas também usarem o mesmíssimo tipo de entrada ou ligação com a rede elétrica (diodos retificadores e capacitor de armazenamento). Nota-se também uma maior incidência desse efeito em circuitos com chave de duas vias (chave hotel) por ter uma fiação mais longa, de maior chance de indução entre fios..

 

Soluções paliativas passam por interruptores duplos (ajuda mas pode não resolver), inversão de fio na ligação (trocar de fase), colocação de um resistor de alto valor junto da luminária, sempre ligado, mas isso agrega consumo.

Mas o melhor mesmo é a correção do problema junto a instalação. 

Uma dica que pode ser útil..

Desligue tudo ai de sua casa, em suas chaves e tomadas e tente visualizar em seu contador se ele move aquela roda ou se ele acumula qualquer contagem, o que não pode, pois se fizer é fuga e o que é pior, você paga.

Não vale desligar os disjuntores, que deverão estar todos ligados..

 

Mil desculpas pela extensão do texto. è que não dá de explicar isso dai em três linhas.

 

Relate algum resultado que a matéria interessa a muitos..

 

Editado por faller
  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Sr. Faller, grato pela atenção e resposta a questão, eu estava aguardando para não dizer algo e depois ter que mudar, por isso que não havia me manifestado, a primeira peça, no mesmo dia apresentou problemas, dai resolvi aguardar alguns dias para ter certeza, troquei por outra idêntica, até o momento não aconteceu nada, inclusive nas outras 5 peças não ocorreu esse fenômeno.

Li suas explicações várias vezes mas tirando um contato acidental do condutor "retorno", na minha visão, não tem como acender ou movimentar nenhuma parte de um equipamento ao desligar a energia; dificilmente um fio irá perder parte da isolação dentro da tubulação e haver um contato com a tubulação, primeiro porque a capa mantem o condutor acima do tubo, teria que "descascar" boa parte para haver o contato, inclusive os conduits são de material plástico, agora pessoas danificam fiação tentando passar fios em tubos cheios, mas se fosse o caso, era trocar a luminária e continuar a acender.

Ainda dentro da minha ótica, e com os parcos conhecimentos, eu penso que ao desligar um interruptor ou interromper uma fase de um circuito que esteja alimentando qualquer coisa, as atividades devem cessar imediatamente a não ser que esse equipamento possua capacitor de grande capacidade e este ficar descarregando e produzindo efeitos com esse, mas por tempo limitado, até ocorrer a descarga total se é que pode acontecer.

A partir do momento que eu substitui a peça e o defeito não se manifestou, eu sou forçado a dizer que a peça anterior estava com no mínimo mal funcionamento.

Quanto substituir a fiação, acredito mesmo que pelo tempo de uso (41 anos) já passou do prazo de validade, mas só mexerei nisso quando não tiver jeito isso porque posso piorar a situação, quando comprei esse imóvel, fiz muita reforma inclusive canalizei toda a fiação de internet e telefone, para todos os cômodos, já que o modem e roteador ficam na área de serviço e recentemente tive que fazer uma modificação e para minha surpresa o conduit próprio para concreto, o "Ponta Azul", apodreceu todo, temo em mexer em outros locais.

Quanto a minha instalação, ela é antiga, mas é confiável, bem dividida, e com fiação de boa aparência, e a subida do relógio e a distribuição dos disjuntores é feita com condutores de grosso calibre.

 

Ponto central (teto):

OGZBshM.jpg

 

Ponto da parede (spot):

HAjasfH.jpg

 

Disjuntor principal (alimentado por baixo) ao lado segue um par de fio 12 AWG para alimentar ar condicionado da sala com disjuntor na tomada);

 

gHN3yk1.jpg

 

- Quadro de distribuição ((disjuntor separado alimenta ar condicionado do quarto)

 

2ZI8fdC.jpg

 

- Quadro de distribuição (Disjuntor à esquerda para alimentar ar condicionado do quarto de empregada onde fica meu pc)

BxXLXIX.jpg

 

Disjuntor do ar condicionado da sala


kBdEldS.jpg

 

- Conduit para concreto Ponta Azul, apodreceu na massa, nem concreto foi

 

mzaZcBa.jpg

 

- Conduit para concreto????

QfQRidA.jpg

 

Conduit para concreto???


SWdHWKk.jpg

 

- Roteador, instalado na área de serviço (Não tem como fixar na parede como os anteriores)

whEzNwi.jpg

 

 

 

 

Editado por misterjohn

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Segundo suas considerações depreendo que não tens problema nenhum ai.. Para mim está bom ou melhor, ótimo.

 

Nem sei porque fiz todo aquele relato... Devo estar ficando velho e carente. Com certeza isso..

 

Mil desculpas, de minha parte.

 

Estando bom para todos, fui..

 

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

É bom escrever, modéstia à parte, eu escrevo bem porque leio desde os tempos de primário, até rótulo de produtos lia enquanto tomava café, a gente aprende as palavras, mas hoje nem precisaria, tem o editor de texto em todo canto, inclusive aqui,  mas é bom exercitar o cérebro para afastar o alemão.

Quanto a questão, é produto chinês, portanto de baixa qualidade creio eu, tanto o projeto quanto material, e oferece garantia de um ano, mas o importante é que normalizou, apesar do seu esfôrço em me esclarecer creio que não tenho didática suficiente para entender esse fenômeno, foi falta de ideia mas eu deveria ter desligado uma fase para ver se continuava os flashs, mas como o senhor mesmo disse, o que importa é que normalizou a situação, de qualquer modo agradeço a atenção e paciência.

Editado por misterjohn
Corrigir uma palavra
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hoje começou a piscar rápido, diferente de antes que era de tempo em tempo, o fato novo mas ela disse que não jogou água, foi a lavagem do banheiro, eu abri o interruptor, soltei o retorno ai parou, tornei a colocar, voltou a piscar.

Como hoje é sábado, não é dia dessas coisas (fico p..da vida quando cismo de arrumar algo no fim de semana, constata que precisa trocar, e não tem onde comprar) na segunda vou experimentar com outro interruptor simples, esse é antigo pode estar com baixa isolação (ela deve der molhado), se persistir vou colocar um interruptor duplo ou bipolar e acabou, mas continuo dizendo que na embalagem deveria haver essa advertência já que a vendedora afirmou que é 
"normal" isso ocorrer. 

 

 

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)
13 horas atrás, misterjohn disse:

Hoje começou a piscar rápido, diferente de antes que era de tempo em tempo, o fato novo mas ela disse que não jogou água, foi a lavagem do banheiro, eu abri o interruptor, soltei o retorno ai parou, tornei a colocar, voltou a piscar.

Como hoje é sábado, não é dia dessas coisas (fico p..da vida quando cismo de arrumar algo no fim de semana, constata que precisa trocar, e não tem onde comprar) na segunda vou experimentar com outro interruptor simples, esse é antigo pode estar com baixa isolação (ela deve der molhado), se persistir vou colocar um interruptor duplo ou bipolar e acabou, mas continuo dizendo que na embalagem deveria haver essa advertência já que a vendedora afirmou que é 
"normal" isso ocorrer. 

 

 

 

 

 

 

Pois é.. Mas quando citei a você todo o processo de como e porque se dá isso dai só levei pelas costas, com direito a show de  moral e tudo mais. Quando lhe disse que uma das causas possíveis era fuga em interruptores devido a umidade, maresia ou velhice mesmo, isso de nada serviu e você veio com dezenas de teorias de que ai na sua instalação nada disso era possível..

 

Tomou e ainda bem que fizestes o teste de retirar a alimentação, fio fase, para certificar-se que o problema deriva de seu interruptor, caquético, velho, sujo, com maresia, com fuga como preví. Claro que essa fuga representa um resistor de elevado valor, conforme te expliquei e não deste a mínima pelota. Você nem imagina o quanto é ruim eu ter aceitado seu desafio (me mandaste uma mp solicitando ajuda e te respondi com toda a atenção, no tópico) e você, ato contínuo, cagaste na e para minha resposta.

Pois volto a lhe dizer. A razão de tudo isso dai é exatamente aquela que relatei e quando o fiz foi com mais de 50 anos de experiência.  Sabendo e tentando passar a real razão com uma explicação decente, arrazoando cada coisa que foi dita..

 

E você está completamente enganado em dizer que o fabricante teria de colocar explicação do que porventura ai poderia acontecer. Imagine só o fabricante ter de colocar que isso poderia acontecer caso sua instalação tivesse fuga quer na fiação, quer no maldito, sujo, e velho interruptor.. Note que já havia lhe dito que a razão a frequência do piscar poderia ser acelerada por umidade. A sua ajudante teve de molhar ai para que sua cabeça abrisse, minimamente que fosse, para entender tudo o que lhe disse..

 

Sabe aquela máxima do "pior cego é aquele que não quer ver".  Teu retrato perfeito..

Te esforce da próxima vez que tentar pedir auxílio a alguém em entender a resposta de quem for te ajudar... 

 

Entenda que para mim independe se suas luminárias acendem, piscam, explodem...Eu não tenho esse problema.

Te respondi achando que você era uma pessoa que valeria a pena se fazer um esforço maior para tentar bem e coerentemente explicar o real problema.  Mas penso ter me enganado depois de ter visto tua postagem como resposta a minha..

 

Um interruptor simples e novo vai resolver esse problema que é seu, somente seu..

Escreva para o fabricante contando que você acha que ele deveria colocar nas instruções, na cartela que em instalações sem condições para operar decentemente isso dai poderia acontecer. Que em instalações com o interruptor com fuga isso poderia acontecer só para ver aonde ele diria para você enfiar a luminária. A Boeing, só como exemplo, também poderia colocar no manual de seus aviões que sem combustível seus aviões poderiam apresentar mau funcionamento...

 

 

 

 

 

Editado por faller
  • Curtir 1
  • Amei 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@misterjohn , eletricidade, mesmo as simples instalações elétricas domésticas tem seus segredos.

Falemos das lâmpadas fluorescentes tubulares. Nas extremidades tem as linguetas plásticas com 2 contatos onde fixamos a lâmpada. Quando novas o plástico possui toque macio e flexibilidade. Após 10 anos de uso, ganham rigidez e se esfarelam na unha se raspar forte. Esse mesmo plástico e com a mesma idade, se não for submetido as tensões de trabalho desse tipo de lâmpada consegue preservar as propriedades. Nas indústrias que possuem bons eletrotécnicos na manutenção, os cabos de alta corrente não são isolados diretamente com fita isolante. Primeiro se passa uma grossa camada de fita semicondutora  e sobre esta é que se coloca a fina camada isolante. Detalhe: Essa técnica tb é utilizada no isolamento dos cabos, sendo que enquanto a camada semicondutora possui espessura expressiva, a isolante é uma camada bem fina, cerca de 1/5 da isolante. São materiais elétricos mais caros que o utilizado nas instalações domésticas e tudo isso é para minimizar o efeito CORONA.

Efeitos práticos: com o passar dos anos os cabos de isolamento simples ressecam e podem começar a presentar trincas e queda de rigidez dielétrica. Os cabos com camada semicondutora se comportam como novos mesmo que passados 20 anos ou mais.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sr faller em momento algum eu desdenhei as suas orientações tão pouco fiz pouco caso ou ainda, não considerei nada do que o senhor falou, talvez possa parecer isso mas estou garantido que não foi essa intenção, mesmo porque tenho 13 anos a mais de vida do que a sua experiência, a culpa foi minha porque não expus o problema tal qual ocorre, me fixei apenas naquele que é de maior vulto que é as piscadas a noite toda. Antes mesmo de postar aqui, fui na loja e falei com a pessoa que me vendeu ela disse o seguinte: "Esse tipo de coisa (flashs) pode acontecer ou não, de modo que eu entendi que teria que ter sorte e não acontecer, mas aconteceu, esse vídeo que fiz é o de maior  gravidade porque incomoda já que piscava em intervalos grandes agora diminuiu e ficou insustentável.

Ainda essa pessoa me disse que eu deveria instalar interruptores bipolar para que isso não acontecesse, ora se é um fato real (o requisito de instalar interruptores bipolar), independente de interruptor dando passagem ou não, creio que deveria haver uma mensagem na embalagem sim, orientando a instalar o produto apenas com o citado interruptor.

Quando citei que minha instalação não tinha problemas foi antes da suposta jogada de água no interruptor, isso porque não acendia mais como a que foi trocada.

Eu instalei 6 luminárias de diferentes potências, sendo que apenas uma (a da suite) apresentou esse problema, porém as 2 de menor potência que instalei no corredor não piscam mas ficam com uma iluminação bem tênue, demonstrando que está havendo passagem de corrente, e esses interruptores não recebem água, coisa que não ocorre com as outras instaladas, como são acesas por interruptor paralelo vou ter que instalar interruptor bipolar paralelo para sanar esse problema, tentei fazer umas imagens mas os sensores do celular não conseguem captar essa luminosidade, o que é uma pena, mas com a instalação dos bipolares deve resolver a questão.

Quando eu instalei a primeira peça, ela já piscava e não havia sido molhado o interruptor, quando instalei a segunda, só piscou depois da suposta queda d'agua.

 

Quero mais uma vez pedir desculpas se fui mal interpretado, não é do meu feitio atitudes desse tipo, se pareceu, estou lhe assegurando que não houve essa intenção e a minha resposta não teve a finalidade de contestar, ignorar ou desprezar suas palavras, com isso espero que o senhor reveja seu conceito sobre essa situação e eu não tenho porque mentir.

 

Senhor Sérgio, concordo com o senhor, trabalhei na indústria e emendas importantes eram feitas primeiro passando uma fita isolante (amarela), sem adesivo, depois dessa aplicava a fita isolante convencional e após a fita de auto-fusão ou primeiro a de auto fusão e depois a fita comum, não lembro a ordem exata mas é isso ai, para tirar depois era duro, mas garantia a isolação; realmente aqui, como o imóvel foi feito em 1977, quando mexo em algum ponto aproveito para trocar a isolação das emendas, e realmente está ressecada e praticamente oferecendo pouca eficiência ao que se destina. A capa de isolação dos condutores também ressecam e ficam quebradiças, mas isso se percebe nos pontos de distribuição e caixas de passagem já que no meio dos conduites, se não mexer, dificilmente irá ocorrer um curto acidental porque a isolação resseca, quebra mas não sai porque não há movimento, agora na caixa de passagem sempre é necessário movimentar para fazer alguma coisa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sobre os interruptores bipolar e comum:

Os comuns são usados em redes monofasicas cortando somente a fase, o neutro vai diretamente a lâmpada. 

Os bipolares são para redes bifasicas, onde as duas fases vão ao interruptor e vão dois retornos para a lâmpada. 

 

Se ainda tem lâmpadas piscando é fuga do interruptor ou da fiação. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Mestre88 disse:

Sobre os interruptores bipolar e comum:

Os comuns são usados em redes monofasicas cortando somente a fase, o neutro vai diretamente a lâmpada. 

Os bipolares são para redes bifasicas, onde as duas fases vão ao interruptor e vão dois retornos para a lâmpada. 

 

Se ainda tem lâmpadas piscando é fuga do interruptor ou da fiação. 

Mestre, antes de mas nada, peço por favor que não distorça minhas palavras e considere que estou menosprezando, ignorando ou duvidando das suas considerações, isso aqui é uma troca de experiências até achar se possível a causa do problema, por isso fiquei chateado  por ter sido mal interpretado pelo senhor faller a qual eu tenho muito respeito porque já li muitas postagens dele, que demonstram grande capacidade técnica, eu não estou nem a altura tecnicamente falando para poder refutar ou discordar do que ele demonstra, mas eu não posso fechar os olhos para outras evidências, porque ele fala do ponto de vista técnico mas eu estou falando do ponto de vista do que está ocorrendo, sei que existe o advento da baixa isolação, trabalhei com isso, utilizei multímetro renomado como o Simpson, trabalhei com meghômetro verificando a isolação de motores e circuitos, mas estamos falando de alguns metros de fio comum, se molharam o interruptor, desconectando ele o fenômeno inicial, que era piscar, parou, mas na sequência apareceu outro que não havia, que é a presença de luminosidade na luminária, mesmo com o interruptor desconectado, posso te garantir que no teto, no ponto central do banheiro não foi jogado água, e se houvesse um possível problema ele deveria se manifestar no primeiro dia e aconteceu, que eram as piscadas bem esparsadas, o outro, demonstrar presença de tensão, foi depois.

 

 

Só uma que piscou, troquei, a outra não piscava, depois como foi dito acima começou a piscar e bem mais rápido, as demais, são 6, duas delas ficam com uma claridade bem tênue, perceptivel na escuridão da noite, não piscam, mas ficam com um grau de iluminação o suficiente para se perceber, e agora, essa luminária objeto do post, também está apresentando esse mesmo problema, a da suite, mesmo com o fio de retorno desconectado do interruptor, apresenta o mesmo fenômeno do que as do corredor, fica uma luminosidade mínima, mas perceptível ao olho humano, porém muito pouco para serem capturadas pelo celular (tentei uma foto mas não capturou a realidade do fato, ou seja não aparece isso que falei), vou tentar à noite com a máquina digital Sony, quem sabe consigo registrar o evento que teria que ser uma imagem com um quadrado mais claro e o restante escuro.

Tudo isso porque a vendedora da loja disse que isso é normal, que poderia acontecer ou não, dai gerou todas essas questões, e antes que me digam se acredito mais nela do que em alguém aqui que é técnico, engenheiro, etc., respondo que não posso ignorar a palavra de uma pessoa que vende esse produto diariamente, de outras marcas e canaliza todas as informações que resultam dos clientes que tiverem problemas, embora ela não seja especialista, mas detém estatística do problema...por isso que insisto na questão, se isso é "normal" e tem que instalar com interruptor bipolar, deveria constar um aviso sobre a instalação, ainda admitindo que isso seja resultante de fuga de corrente por umidade, por ser banheiro, qual a causa de ocorrer essa pequena luminosidade nas luminárias do corredor?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se acha que a lâmpada tem defeito no projeto contacte o fabricante. A vendedora da loja quer vender e não se incomodar e não tem o mínimo embasamento técnico para discutir isso. Certamente a fiação antiga mais a atmosfera marítima contribui para problemas. Passe um megometro nessa instalação e possivelmente ficará surpreso com os resultados.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vou repetir meu primeiro post nesse tópico:

Em 17/05/2018 às 16:44, Sérgio Lembo disse:

Lâmpada não acende de graça, necessita de energia. Daria para se pensar em defeito na lâmpada se ligada viesse a ter funcionamento irregular. Se a irregularidade está no desligamento é a sua instalação.

Banheiro = umidade = vazamento de corrente.

Pontos possíveis: no interruptor e na caixa de ligação do teto.

O uso de lâmpadas de led expõe com maior intensidade a questão de vazamentos de corrente na rede elétrica. Por precisarem de apenas 10% da energia consumida por uma lâmpada de tungstênio e por uma construção que permite acumular uma energia que esteja vindo aos poucos (baixo vazamento de corrente) faz ser incômodo o que antes acontecia de forma imperceptível. Por ordem de ocorrências, interruptores e emendas são os maiores vilões mas isso não impede de que haja corrupção na fiação embutida. A pesquisa por interruptores e emendas é a mais lógica e a mais fácil, estão sempre nas caixas de passagem e caixas terminais. Falou-se do banheiro por ser o ambiente mais agressivo pela umidade gerada nos banhos mas a experiência do autor demonstrou que isso não é exclusividade dos banheiros, ocorrem em outros ambientes tb. Sobre o uso de interruptores bipolares como solução isso não elimina as causas, portanto não elimina as consequências, apenas adia a percepção (piscar de luzes) para data futura.

Para quem desejar fazer uma pesquisa correta sobre vazamentos de corrente só há um método: uso de megômetro. É um pouco chato de se usar, não é muito barato o aparelho. Acabo de ver uns baratos de 600V por R$ 60,00 e outros que aparentam ser um pouco melhores de 500V e 1000V a partir de R$250,00. Tem que saber usar para não queimar os aparelhos da casa e levar trancos. Com conhecimentos básicos de elétrica e muita paciência e gasto de tempo consegue-se determinar se o problema está no interruptor, emendas ou no próprio cabo. Vale também fazer um pequeno estudo sobre os métodos de ensaio, não é como ler resistência num multiteste simples.

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×