Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Glauco Bandeira

Que superfície posso utilizar no lugar de uma manta antiestática?

Recommended Posts

Olá. Acontece que, às vezes, eu realizo manutenções ou apenas trocas de componentes nos computadores aqui de casa, geralmente em Desktops, são atividades domésticas mesmo, nada profissional. Contudo, não possuo qualquer item de proteção antiestática e, gostaria de saber, no caso de não ser possível obter uma manta antiestática, que superfície poderia ser utilizada para evitar ESDs nos componentes (placa-mãe, placa de rede, VGA, processador, etc.) quando colocados nela. Por exemplo, uma mesa feita de determinado material ou, uma chapa de tal material... Coisas que preferencialmente possam ser encontradas dentro de casa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá. Use as próprias embalagens anti-estáticas dos componentes. Trabalhe descalço em local com piso cerâmico. Pode colocar uma placa cerâmica na mesa, mas certamente manta anti-estática é mais prático.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Glauco Bandeira  Ficar descalço e em piso cerâmico é recomendado.

Eu uso um pedação de manta, 60X80cm, depois de usar enrolo e guardo num armário de tranqueiras.

Comprei no Mercado Livre, o vendedor é de Campinas, ele corta no tamanho que quiser.

Acho que vale a pena esta manta, é barato.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
41 minutos atrás, Ricardov disse:

Trabalhe descalço em local com piso cerâmico. Pode colocar uma placa cerâmica na mesa, mas certamente manta anti-estática é mais prático.

Lembre-se do seguinte: de nada adiantará ter uma manta de excelente qualidade se esta não estiver aterrada. O que o @Ricardov disse funciona e a base do método é simples: toda a eletricidade estática que possa haver tem que encontrar um caminho para o terra. Eu até acrescento ao conselho do @Ricardov jogar um pouco de água no piso, trabalhar com o pé úmido sobre o piso. Melhora a passagem de corrente elétrica e garante uma melhor descarga da estática. A simples existência de uma manta estática sem estar aterrada é tão útil como um carro sem combustível.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Menko disse:

@Glauco Bandeira  Ficar descalço e em piso cerâmico é recomendado.

Eu uso um pedação de manta, 60X80cm, depois de usar enrolo e guardo num armário de tranqueiras.

Comprei no Mercado Livre, o vendedor é de Campinas, ele corta no tamanho que quiser.

Acho que vale a pena esta manta, é barato.

Eu até acho bem interessante essa ideia, posso aplicá-la futuramente. Quanto às recomendações do @Ricardov , a parte de utilizar as embalagens também me veio à mente, contudo, os componentes vieram em plásticos e os PCs foram montados na loja, ou seja, os plásticos foram jogados fora. Quanto à placa de cerâmica, ainda ficou um pouco complicado de obter. Vou apresentar um cenário cuja as condições de recursos se parecem com as minhas: Imaginem que, eu estou na casa de um amigo e ele me pede para fazer uma manutenção no hardware do computador dele, eu sei fazer o serviço, mas no local não há qualquer item próprio de segurança antiestática, (nem placa de cerâmica), a única coisa que eu preciso fazer é colocar os componentes em cima de algo enquanto mexo neles ou nos outros, "algo" o qual seja realmente fácil de encontrar em uma casa qualquer e que evite ao máximo possível disturbios eletroestáticos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ao trabalhar sem material adequado você está assumindo o risco de causar danos eletrostáticos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Glauco Bandeira , o saco antiestático não impede a estática. o que ele faz é impedir diferenças de potencial no seu conteúdo. Dessa forma, uma pessoa carregada de estática pode manipular o pacote sem ameaçar o conteúdo. É inocência acreditar que a posse de material antiestático não aterrado por si só descarrega algo. Somente a terra descarrega a estática.

3 horas atrás, Glauco Bandeira disse:

cenário cuja as condições de recursos se parecem com as minhas: Imaginem que, eu estou na casa de um amigo e ele me pede para fazer uma manutenção no hardware do computador dele

Vá para a cozinha (piso cerâmico ou cimentado) e siga os conselhos do pé descalço no chão, apenas isso.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, Menko disse:

Se interessar peça para o vendedor um orçamento só da manta, ele corta no tamanho que quiser.

 

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-686749097-kit-manta-anti-estatico-pulseira-pasta-termica-prata-10x1-_JM

Certo, obrigado.

adicionado 3 minutos depois
13 horas atrás, Ricardov disse:

Ao trabalhar sem material adequado você está assumindo o risco de causar danos eletrostáticos.

É de tanto assumir o risco que eu vim ao fórum. Voltando à ideia da placa de cerâmica, lembrei-me que tenho alguns pisos guardados, valeu a ideia.

adicionado 9 minutos depois
13 horas atrás, Sérgio Lembo disse:

@Glauco Bandeira , o saco antiestático não impede a estática. o que ele faz é impedir diferenças de potencial no seu conteúdo. Dessa forma, uma pessoa carregada de estática pode manipular o pacote sem ameaçar o conteúdo. É inocência acreditar que a posse de material antiestático não aterrado por si só descarrega algo. Somente a terra descarrega a estática.

Vá para a cozinha (piso cerâmico ou cimentado) e siga os conselhos do pé descalço no chão, apenas isso.

Ficou clara a importância do aterramento. Mas, ainda me vem uma dúvida: então quer dizer que, para bem evitar distúrbios antiestáticos, o material da superfície não importa muito, como a ideia do @Ricardov em utilizar uma placa de cerâmica e a do@ede566  em usar um tapete de borracha, do tanto que essas superfícies estejam aterradas?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Falando de forma bem prática, eletrostática não se acumula em qualquer corpo, tem suas exigências. Roupas com fios sintéticos são o alvo preferido. O fato de se usar cada vez mais calçados com sola de borracha combinado com roupas sintéticas ou mista facilita o acúmulo de estática ou seja: somos nós os portadores de estática. A madeira do tampo da mesa não acumula estática mas em condições especiais papel pode vir a acumular, grandes placas de PVC chegam a dar doloridos choques. Dessa forma, partindo do princípio que o seu corpo é o grande vilão acumulador de estática que irá botar tudo pra fu***, faça a descarga do seu corpo e trabalhe tranquilo.

Editado por Sérgio Lembo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)
5 horas atrás, Glauco Bandeira disse:

Certo, obrigado.

adicionado 3 minutos depois

É de tanto assumir o risco que eu vim ao fórum. Voltando à ideia da placa de cerâmica, lembrei-me que tenho alguns pisos guardados, valeu a ideia.

adicionado 9 minutos depois

Ficou clara a importância do aterramento. Mas, ainda me vem uma dúvida: então quer dizer que, para bem evitar distúrbios antiestáticos, o material da superfície não importa muito, como a ideia do @Ricardov em utilizar uma placa de cerâmica e a do@ede566  em usar um tapete de borracha, do tanto que essas superfícies estejam aterradas?

 

Note que uma placa de cerâmica, isoladamente de nada adianta. Fala-se em cerâmica, como auxiliar na dissipação da eletricidade estática quando essa cerâmica é colocada como piso, cimentada ao chão...

Nem tampouco uma manta de borracha ajuda em nada. Tem de ser, para essa finalidade, uma manta de borracha condutiva ou no mínimo dissipativa e, em ambos os casos, ligadas ao aterramento.

 

Energia estática não se isola, se dissipa, se evita que ela se acumule e o modo de dissipar, não deixar acumular é num contato com aterramento.

Muitas vezes as pessoas confundem a eletricidade estática (derivada da perda de elétrons por atrito) com a eletricidade dinâmica que é aquela da tomada...

Se um corpo perde elétrons para outro corpo um deles fica com excesso de cargas negativas (o que recebe elétrons) e o outro com falta dos mesmos. Isso cria uma diferença de potencial denominada de eletricidade estática.

Atente para o fato de que, em lugares de umidade do ar elevada, (maiores ou iguais a 70%) essa própria umidade dissipa qualquer chance da estática se acumular no corpo humano.

Ao contrário, em baixa umidade do ar, (em Brasília por exemplo ou com ar refrigerado que tende a abaixar a umidade do ambiente) o risco se torna maior em função de baixos valores dessa umidade relativa do ar (abaixo de 40%)..

Trabalhar de pé em ambientes com piso frio (cerâmica, cimento, ladrilho, pedra ou mesmo chão batido, com sapatos de sola de couro, de pés descalços ou com tênis que seja desde que calce uma calcanheira dissipativa para estática é uma boa precaução.

Calcanheira anti-estática.

image.png.d585ed0b924fa31c544fb94d5ac832d2.png

 

 

Editado por faller
  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@faller  Então, você concorda com o @Sérgio Lembo , onde ele disse que "somos nós os portadores de estática"? Ou seja, uma superfície, mesmo feita de material isolante elétrico (plástico, silicone, borracha, vidro...), não pode por si só, queimar um componente eletrônico quando é colocado sobre ela, ocorrendo o ESD somente a partir da estática carregada por nós?

 

Se sim, quer dizer que todos os cuidados contra ESDs estão direcionados a nós, de forma a descarregarem e evitarem armazenamento de estática em nós, não nas superfícies onde trabalhamos?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado (editado)

Para danificar algum componente, por eletricidade estática, tens que ter dois corpos com diferente quantidade de energia eletrostática acumulada, estabelecendo uma diferença de potencial entre ambos. Esse componente tem de estabelecer uma ponte para que essa diferença de potencial, essa energia, circule ou se dissipe através desse componente.

 

Somente desse modo a estática poderia afetar esse componente.

 

Como usualmente os componentes não costumam ficar voando entre objetos e corpos, carregados com estática ou não, costuma-se considerar um deles o corpo humano, que sim poderia levar o componente até próximo a outro desequilibrado do ponto de vista energia estática com o corpo humano. Não importa se o corpo humano ou o outro esteja com elétrons sobrando. Pode ser estabelecida uma corrente, pelo ar, pelo espaço, (tal qual fosse um raio, um mini raio) carregando uma energia capaz de danificar algum componente mais sensível. O poder desse raio, a capacidade do mesmo pular de um ponto a outro, varia com as condições ambientes e com a energia acumulada (ou seja o tamanho desse desequilíbrio).

Quanto aos materiais isolantes saiba que esses tem maiores condições de armazenar, de acumular energia estática..

É muito comum em salas acarpetadas se levar um choque, um beliscão acompanhado de uma faísca, saindo da mão para a maçaneta da porta. O carpete do chão estabelece o atrito necessário para acumular estática no corpo de quem caminha pela sala e a maçaneta da porta representa um terra por pior que seja.

Um componente no bolso do sujeito que caminha muito provavelmente vai se preservar mas se ele estivesse entre os dedos e essa faísca pulasse do componente para a maçaneta teria altas probabilidades de dano por eletrostática.

 

Uma superfície ou um corpo isolante poderia danificar um componente, por estática se e somente se ele se aproximar de outro corpo com diferente potencial e ambos trocarem energia via ou através de um componente que nesse caso poderia se danificar por passagem de energia derivada de diferença de potencial estático. 

Editado por faller
  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Justamente como eu havia pensado: "quem está no meio se da mal". Então, @faller , para que seja evitada uma "catastrófica" descarga de eletricidade estática, todos os elementos (humano, componente, superfície) devem estar em estado condutivo, sendo recomendado que o humano e a superfície estejam aterrados?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Glauco Bandeira disse:

Justamente como eu havia pensado: "quem está no meio se da mal". Então, @faller , para que seja evitada uma "catastrófica" descarga de eletricidade estática, todos os elementos (humano, componente, superfície) devem estar em estado condutivo, sendo recomendado que o humano e a superfície estejam aterrados?

Até se poderia dizer que não necessariamente aterrados mas sim em um mesmo potencial.. Sem diferença de potencial sem chance de estabelecer corrente entre ambos, sem chance de faiscar...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado pela ajuda e pelas sugestões, pessoal. No fim das contas, ao descobrir que minha casa é decentemente aterrada, resolvi adquirir uma manta e uma pulseira antiestáticas.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tópico ficou bem informativo e útil para quem tiver dúvidas sobre estática.

Comprar a manta com pulseira é boa medida. Eu comprei, mas confesso que usei a pulseira poucas vezes :P.

A manta tem outra vantagem, serve como boa base para se trabalhar sobre qualquer superfície, é um investimento barato que vale a pena.

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×