Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Flavia Dutra

Boletim 1.701 – 18/05/2018

Recommended Posts

Boletim 1.701 – 18/05/2018
Boletim 1.701 – 18/05/2018
Editado por Flavia Dutra
Enviado para
Proibido Copiar ou Republicar


Índice

 

1. Artigos da Semana

2. Projeto incentiva empresas de tecnologia a investir em pesquisas em troca de isenção fiscal

3. Samsung negocia com vários fabricantes o fornecimento de chips para processadores móveis

4. Empresa norte-americana cria dispositivo híbrido que funciona como console, computador e smartphone

5. Rumores indicam que a Microsoft trabalha em nova linha de tablets Surface

6. Apple é processada por problemas no teclado butterfly do MacBook Pro

 

1. Artigos da Semana

 

Placa-mãe ASUS ROG STRIX H370-F GAMING

Tabela comparativa de preços AMD vs. Intel - maio/2018

Tabela comparativa de preços AMD vs. NVIDIA - maio/2018

 

2. Projeto incentiva empresas de tecnologia a investir em pesquisas em troca de isenção fiscal  

O Senado Federal aprovou o Projeto de Lei de Conversão (PLV) 6/2018, que autoriza empresas de tecnologia a investir em pesquisa, desenvolvimento e inovação para obterem isenções fiscais.

 

O PLV amplia para 48 meses o prazo para companhias brasileiras de informática, beneficiadas com esses incentivos fiscais, reinvestirem os valores. Ele define que parte dos recursos gerados sejam aplicados em fundos de investimento para capitalizar as empresas e auxiliar a aplicação em setores como biotecnologia, internet das coisas e defesa cibernética.  

 

O plano de 48 meses contempla um mínimo de 30% dos débitos em programas prioritários; pelo menos 25% em convênios com instituições científicas, tecnológicas e de inovação (ICTs); a partir de 15% com ICTs nas regiões de atuação da Sudam, Sudene e Centro-Oeste; e no mínimo 10% para o Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).     

 

A proposta, que condiciona os benefícios fiscais à comprovação das contribuições à seguridade social, possibilita também a recuperação de débitos com investimentos não concretizados pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e passivos até o fim de 2016.  

 

O projeto, decorrente da Medida Provisória (MP) 810/2017, de autoria do deputado Tiago Peixoto (PSD-GO), segue agora à sanção presidencial.

 

3. Samsung negocia com vários fabricantes o fornecimento de chips para processadores móveis

 

O chefe do System LSI, divisão desenvolvedora de microprocessadores da Samsung, Inyup Kang, revelou que a empresa está negociando com diversos fabricantes de smartphones o fornecimento de chips para processadores móveis.

 

Segundo Kang, que é ex-executivo da Qualcomm, a companhia espera anunciar um novo cliente para os chipsets Exynos no primeiro semestre de 2019.   

 

Os chips Exynos compõem a linha de smartphones próprios Galaxy e alguns aparelhos da Meizu Technology, da China.  

 

O executivo comentou ainda que não tem certeza de fechar acordo com a ZTE e que todos os fornecedores serão tratados igualmente.

 

O governo norte-americano proibiu suas empresas de venderem componentes para a companhia chinesa ZTE durante sete anos por violação de acordo de embarque ilegal de mercadorias produzidas com peças dos EUA ao Irã e Coreia do Norte.   

 

Atualmente, a Samsung está investindo no desenvolvimento de chips lógicos, como processadores móveis, sensores de imagem e chips automotivos.

 

4. Empresa norte-americana cria dispositivo híbrido que funciona como console, computador e smartphone


A empresa norte-americana Wonder revelou o desenvolvimento de um dispositivo móvel híbrido de console, computador e smartphone.

 

Andy Kleinman, diretor-executivo da Wonder, disse que a empresa criou o protótipo de um aparelho capaz de executar diversas funções diferentes, de ligações telefônicas a transmissão de jogos.

 

Além disso, o dispositivo possui um software personalizado chamado Wonder OS, que permite overclock no processador como uma plataforma de jogos para computador e a transmissão para uma tela de TV. O dispositivo também traz serviço de assinatura com jogos, streaming de mídia e outras ferramentas de entretenimento.   

 

Kleinman ainda comentou que, no momento, a companhia está negociando com desenvolvedores para produzir versões de jogos de computadores que funcionem no Android.

 

O produto, que ainda não tem nome, deve ser lançado em 2019.

 

A Wonder, sediada em São Francisco, nos Estados Unidos, arrecadou US$ 14 milhões em uma rodada de investimentos em 2017.

 

5. Rumores indicam que a Microsoft trabalha em nova linha de tablets Surface  

 

Fontes da indústria informaram que a Microsoft está produzindo uma nova série de tablets Surface custando até US$ 400, com o intuito de competir com o iPad, da Apple.

 

De acordo com as fontes, os dispositivos seriam 20% mais leves do que o Surface Pro, teriam telas de 10 polegadas, bordas arredondadas, processador e chip gráfico da Intel, armazenamento de 64 GiB e 128 GiB, sistema operacional Windows 10 Pro, conectividade 4G, porta USB tipo C, bateria com autonomia de até 10 horas de uso e versões mais baratas de mouse, teclado destacável e caneta Stylus.

 

Ainda conforme as fontes, os novos tablets seriam anunciados no segundo semestre de 2018.

 

A Microsoft não quis comentar sobre o assunto.

 

6. Apple é processada por problemas no teclado butterfly do MacBook Pro

 

Os consumidores Zixuan Rao e Kyle Barbaro estão processando a Apple através de um tribunal da Califórnia, por ocultação dos problemas no teclado butterfly, componente dos MacBooks Pro fabricados após 2015.

 

Conforme a ação coletiva, a Apple estava ciente dos defeitos do teclado antes do lançamento do notebook, como a sua inutilização por conta de travas do mecanismo butterfly.

 

Rao havia recusado a oferta da Apple de enviar o notebook para a Central de Reparos após a loja não conseguir resolver o problema. Já Barbaro aceitou o conserto, porém o teclado apresentou novamente os defeitos. Tal conserto foi cobrado pela Apple, visto que a garantia do dispositivo tinha expirado.  

 

Com o processo, cerca de 20 mil pessoas assinaram uma petição exigindo um recall dos MacBooks com o teclado butterfly.

 

Uma das solicitações dos clientes é que a Apple reconheça publicamente os defeitos do teclado.

 

O butterfly foi lançado em 2015 e projetado para proporcionar maior conforto e responsividade ao usuário.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×