Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
guilherme199

Faculdade na área de Tecnologia

Recommended Posts

Boa noite,

Estou no meu ultimo ano do ensino médio, sempre fui apaixonado por computadores, desmontar as coisas, tentar consertar tudo, gosto bastante de hardware, sempre falei que queria fazer engenharia da computação(fique naquela ciências=software engenharia=hardware), porém acredito que esse hardware que se aprende é algo completamente diferente do que eu mexo hoje, estou um pouco confuso se é realmente isso que quero. Gostaria da opinião de pessoas que já fizeram eng da computação, se foi o que elas imaginaram, se gostaram e com o que estão trabalhando hoje em dia? Vi que em algumas faculdades no ultimo semestre tem uma parte focada em robótica, essa robótica é algo superficial?  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@guilherme199  Olá, me cadastrei quando vi sua pergunta!

 

Fiz 1 ano de engenharia da computação e te digo: se gosta de hardware e mexer com a máquina, montar, por a mão na massa etc. não faça esse curso. Me frustrei completamente porque a maior parte dos primeiros anos é muito mais um misto de engenharia geral com programação e software do que a parte física, que quando fiz tinha algum espaço na grade apenas nos últimos anos.

 

Se você sonha em mexer com a parte física de um computador no sentido de projetar ela, recomendo que faça engenharia elétrica. Daí você terá de se virar encontrando uma colocação em uma empresa que fabrique hardware e um cargo onde se faça isso e não programação ou administração de rede/sistema.

 

Para quem vê no software algo mais como uma ferramenta e não tem muito gosto por isso, que era o meu caso e, acredito, o seu, qualquer outro curso é frustrante e você vai largar ele. A parte de software ou de redes infelizmente é a valorizada pelas faculdades e pelo mercado quando se fala em curso superior e "cargos que pagam bem".

 

Lembro de ter feito esse curso com gente que nem sabia o que era um recurso básico de um processador Intel da época, gente que nem sabia quais eram os melhores equipamentos da época, gente que nunca tinha montado o próprio computador, gente que nem sabia o que era um Aida ou qualquer CPUID etc. Mas que no entanto eram bons de programação e seguiram o curso... Parei quando não aguentava mais não entender nem gostar de programação e quando vi que eu não ia ter uma aula sobre parte física de um computador até o 4º ano.

 

Outra coisa, os professores esperam que você já tenha muita noção de programação, não fique achando que vai aprender isso na faculdade. Aí quem não gosta dessa parte não entende e ainda vai ter que correr atrás por conta própria, pois as aulas são fracas e os professores dessa área em geral são bem desinteressados em te ensinar o básico e mesmo te ensinar de maneira geral. Gostam mais de apenas avaliar seus trabalhos e exercícios e olhe lá.

 

Antes de qualquer coisa, verifique a grade do seu curso e, se possível, fale com quem faz Engenharia de Computação no curso específico que você pretende prestar vestibular. Pode ser que encontre uma grade diferente, mas eu duvido.

 

E mesmo em Engenharia Elétrica é capaz de você aprender os fundamentos para construir e projetar uma placa-mãe, por exemplo, mas não espere ter na grade esse tipo de aula. Se tiver, será pouca coisa. Como disse, a maioria das vagas é da parte virtual de um computador e as faculdades seguem isso. Você precisará de conta própria aplicar esses conhecimentos na área de hardware e terá, como disse, que correr atrás da vaga certa.

 

Sem contar que, como nas pessoas do meu curso, os professores, faculdades e alunos desses cursos tratam hardware meio que como um nada. Da mesma forma que vemos software como uma ferramenta apenas, eles veem a parte física. Não tem paixão nem gosto nenhum.

 

Outra coisa é que eu só vi interesse e paixão pelo assunto em quem gostava de hardware durante o curso e quase todos desistiram. O pessoal do software entende de programação mas dá pra perceber que levam isso como uma forma de ganhar a vida apenas. Uns poucos diferentes disso têm interesse em serem "descolados" ou "bem vistos" e mostram mais interesse no assunto software, mas cuidado porque esses são os mais interesseiros e nem sempre são habilidosos. A "ética" e a moral desses é sempre das piores e ainda gostam de se colocarem como bem-feitores, revolucionários, defensores da bondade...

 

Conheci quem vendia programas, já desde antes do curso, e vivia falando do "software livre", fazendo raciocínio bonito sobre isso, mas pessoalmente era um lixo e ainda deixava os clientes na mão quando os programas não funcionavam.

 

Na real, saiba que qualquer um desses cursos superiores não vão ser muito para quem gosta de mexer no computador e sim te formarão para basicamente administração de sistemas ou de redes, programação etc. O mais próximo seria mesmo Engenharia Elétrica para você aprender a projetar uma peça de computador e tentar ser contratado para isso.

 

Pode ser melhor usar o dinheiro para abrir um negócio próprio onde você faça o que gosta (mexer com hardware, com as peças, fazer manutenção etc.) se a parte de projetar as peças não te agrada ou se também você não encontrar vagas nisso.

 

Lembre-se também que profissão é vocação. Você terá que ter saco, perdão pela palavra, para "mexer com hardware" todos os dias. Eu também gostava demais disso e ainda gosto, mas não como vocação. Não para todo dia. Gosto de uma vez a cada tantos anos montar meu computador ou fazer sua manutenção/upgrades.

 

Analise bem isso e fique com Deus! ;)

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@domingos87 Agradeço bastante por ter se cadastrado para me responder, muito obrigado por ter compartilhado sua historia, era exatamente esse meu medo, não quero "mexer com hardware", por mais que eu goste, seria mais um hobby ou trabalhar agora para ter uma dinheirinho. Eu queria fazer engenharia da computação para construir hardware, fazer projetos, criar algo novo, não para trabalhar com software, passar o dia inteiro sentado programando. Qual faculdade você começou engenharia? Desculpa a pergunta, mas hoje você trabalha com o que? fez outro curso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@guilherme199 Eu que agradeço!

 

Se você quer projetar as coisas, que era o que eu buscava no curso também, acho que nada vai superar Engenharia Elétrica e você correr atrás das vagas certas e da aplicação do que você vai aprender em elétrica no que é um computador e suas partes.

 

Eu fiz na PUC na época. Não sei se a grade continua a mesma ainda hoje, mas apostaria que sim. Acabei fazendo um curso/trabalho completamente diferente sim. Fiquei tão chateado de ter investido tanto tempo e dinheiro, além do esforço, para dar de cara com tudo o que eu não queria fazer que abandonei essa área como profissão.

 

Bom que você saiba a parte do hobby, é importante separar as coisas! Certamente tem gente que seria feliz apenas mexendo mesmo e tem quem na verdade gostaria de fabricar as peças e vice-versa. Errar nisso dá muita frustração.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@guilherme199 É algo que eu também nem tinha na cabeça. Tinha fielmente que Engenharia da Computação seria para isso. E levei tempo para perceber que o curso certo seria Elétrica. Tudo o que você precisa aprender a nível superior para projetar e fabricar hardware é conhecimento de elétrica.

 

É que nem carro: você faz Engenharia Mecânica e não de Engenharia de Carro (nesse caso tem curso mais voltado a carros, mas o exemplo ainda funciona).

 

Veja a grade de Elétrica, tem chance de alguma ter uma ou outra matéria bem nesse sentido. Daria para se divertir um pouco em alguns semestres, além de aprender o que você precisa e busca. Se achar uma com a grade boa, coloque aqui como dica para o resto do pessoal buscando a mesma coisa :)!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×