Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
QuizzyQ

RESOLVIDO Trocar a pasta térmica da placa de vídeo?

Recommended Posts

Boa noite. Semana que vem fará 1 ano que tenho essa placa de vídeo, nunca troquei a pasta tampouco a limpei como deveria (minha culpa). Devo trocar a pasta térmica da placa ou somente uma limpeza na poeira bastará? A razão disso é que no full load chega a 77ºC, enquanto o processador fica com 62ºC (obrigado @Contiusa ♥). Uso uma AMD Asus RX550 2GB.

 

Hoje tentei tirar esses parafusos, mas infelizmente minha chave de fenda não foi o suficiente. Sabem informar o tamanho de chave de fenda que possa abrir isso? Aqui uma imagem da base oposta da placa:

15375518189421423352823.jpg

adicionado 2 minutos depois

Desculpa se não puder no mesmo tópico, não tô muito por dentro das regras do fórum, mas quantas vezes poderei aplicar uma pasta dessas de seringa? Comprei esta daqui hoje: https://www.pichau.com.br/pasta-termica-deepcool-z9-dp-tim-z9

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É sempre bom limpar, eu faço limpeza de 4 em 4 meses aqui em casa já que tem muita poeira e deixo o gabinete aberto. você pode aplicar um pouco, o próprio dissipador vai espalhar a pasta.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 12/11/2018 às 03:20, Victor Carlos disse:

É sempre bom limpar, eu faço limpeza de 4 em 4 meses aqui em casa já que tem muita poeira e deixo o gabinete aberto. você pode aplicar um pouco, o próprio dissipador vai espalhar a pasta.

Eu andei lendo que eles recomendam trocar a pasta da placa a cada 2 ou 3 anos, isso confere?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@QuizzyQ Isso depende do lugar em que cada um mora.

adicionado 1 minuto depois

@QuizzyQ mas isso procede também, eu aproveito que vou limpar o pc e já limpo a placa de vídeo toda.

5 minutos atrás, QuizzyQ disse:

Eu andei lendo que eles recomendam trocar a pasta da placa a cada 2 ou 3 anos, isso confere?

 

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@QuizzyQ um bom referencial para saber a época de trocar a pasta ou fazer a limpeza é o aumento da temperatura medida nos componentes.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Limpe a poeira que estará no cooler com ar comprimido e um pincel. Não precisa trocar a pasta térmica nesse momento. Apenas limpe a poeira e faça o teste

 Veja se a temperatura diminui. Se ela continuar elevada, aí você pode desmontar (com a chave correta), remover toda a pasta velha com um papel toalha e álcool isopropílico e aplicar a mínima quantidade possível. Geralmente só a limpeza do cooler já resolve 

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, a placa tem apenas um ano de uso certo? Eu não trocaria a pasta não, só tire a carcaça plástica do cooler e limpe tudo.

Se você não souber desmontar o cooler para trocar a pasta, e principalmente se descuidar na hora de encaixar novamente, poderá danificar a mesma.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, QuizzyQ disse:

Eu andei lendo que eles recomendam trocar a pasta da placa a cada 2 ou 3 anos, isso confere?

A pasta original tem foco em durabilidade, então, 2 anos tem sentido.. Foi o que esperei pra trocar da minha..

 

Agora, pasta térmica pra GPU, tem que ser coisa boa mesmo.. Implastec da vida e similares, vão piorar a situação.. Se for pra trocar pra por um bodega dessas, deixe a original..

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pasta térmica ou adesivo térmico pode durar mais de 5 anos se bem aplicada, se você não mexeu (mexeu nela tem que trocar, no mínimo reaplicar) e se for de qualidade.

 

Pasta de qualidade é pasta à base de silicone (toda pasta de verdade é de silicone), bem armazenada e de preferência de fabricação recente. Se é cinza ou não, tem prata ou não faz pouca diferença e é preciso fugir das falsificações, que são comuns nessas pastas vendidas por aí - especialmente as cinzas.

 

Se a temperatura não subiu do que era normal a pasta está boa. Quando começa a aumentar é porque ela começou a endurecer e aí ela vira isolante térmico (na verdade ela já é, mas isso é outra discussão).

 

Limpe só o pó mesmo e veja se volta ao normal, se voltar, não mexa. Placa de vídeo pode ter cola somada à pasta para fixar o cooler e isso é um mega complicador.

 

Os parafusos são philips mesmo, só usar o tamanho adequado que nesse caso deve ser aquelas "de relojoeiro", as 00 ou coisa assim. São chatas mesmo de soltar quando pegam muito aperto e nas fábricas a chinesada faz com ferramenta elétrica e mete bronca no aperto.

 

Recomendo atenção nisso para não estragar a cabeça do parafuso ou deixar a chave escapar e arrancar algo da sua placa, que nessa região é cheia de componentes.

 

@RS Faria Uso Implastec. Pago 4 reais num tubo novinho, original, feito no Brasil há poucos meses, e tenho o MESMÍSSIMO resultado que pasta cinza original, "nova", de dissipador, que pasta branca importada da Coréia e original de cooler de marca etc.

 

Isso conferido e confirmado na mesma máquina. Não mudou 1 grau a temperatura e se mantém tão boa quanto com o uso.

 

A pasta é feita à base de silicone mesmo, melecando qualquer coisa que toque com dificuldade para ser limpa como em qualquer pasta boa (seja branca, cinza, cara ou barata).

 

Pasta térmica é barato mesmo e geralmente as "meio caras" são corante cinza ou, pior, falsificação onde não só não tem prata como a base é alguma gordura ou material que não presta para isso (resseca em meses ou tem desempeho pior que a mais barata das pastas).

 

Se for pagar caro mesmo, tipo 50 Reais num tubinho de alguma pasta silver DE VERDADE (e não falsa), o melhor que você ganhará é 5°.

 

Isso aí tinha deixado de ser mito, agora parece que voltou a ser. Em geral não vale a pena pasta cara, em especial se você não sabe a origem e como foi armazenada.

 

Placa de vídeo pode exigir cola junto da pasta pois às vezes o dissipador tem muita folga. Nesses casos tacar uma pasta cara com prata, mais condutiva num cenário desses, pode ser a única solução se não for para meter cola, que é uma porcaria.

 

O recomendável nesses casos seria um elastômetro, inclusive é assim que muitas vêm. É pior que pasta, mas é mais adequado.

 

Dito isso: se não precisar remover a solução original, melhor mesmo.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Valeu pela resposta pessoal, uma última dúvida: é realmente necessário usar álcool isopropílico no processador para limpar o processador da antiga pasta? É que eu nunca usei, gostaria de saber se fará diferença quanto ao resfriamento

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@QuizzyQ nao nenhum, o álcool serve apenas para amolecer caso ela estivesse dura. A melhor forma é usar um papel toalha.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

44 minutos atrás, mattaus disse:

@QuizzyQ nao nenhum, o álcool serve apenas para amolecer caso ela estivesse dura. A melhor forma é usar um papel toalha.

Certo, obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@QuizzyQ De nada!

 

O álcool isopropílico é seguro. Essa é a maior diferença dele. Ele não provoca curtos na sua placa ou seus componentes mesmo que caia em algum contato. E ajuda a limpar, como disse o @mattaus

 

Isso, claro, supondo também que o álcool seja e esteja puro, porque se estiver misturado com água por algum motivo ele já não fica 100% seguro de usar (depois de evaporar e secar fica, mas já tem risco).

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@QuizzyQ necessário não, mas é extremamente recomendado, visto que o álcool isopropílico facilita a remoção da pasta antiga, fazendo com que não seja necessário aplicar força para removê-la. Com isso você não corre o risco de danificar o processador por esforço mecânico.

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Erso Dá para usar WD também, ou usar uma esponja com muito cuidado. De qualquer forma, qualquer coisa que facilite a pasta sair e que não danifique nada ajuda muito.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 horas atrás, domingos87 disse:

@Erso Dá para usar WD também, ou usar uma esponja com muito cuidado. De qualquer forma, qualquer coisa que facilite a pasta sair e que não danifique nada ajuda muito.

WD é viscoso e deixa resíduo, não recomendo.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Erso Viscosidade dele é baixíssima, por isso é um micro-óleo e não óleo. Mas concordo do resíduo. Porém, isso é extremamente fácil de resolver: limpando com papel o óleo sairá quase todo.

 

O que não sair será parecido com o álcool, que também não é bom para a pasta térmica (pior que o WD). A solução para isso é deixar que seque bem.

 

A vantagem do WD é que a pasta velha sai 100% e ele é menos isolante que uma pasta térmica, logo o que sobrar em alguma fresta de 1/10 de milímetro não atrapalha em nada.

 

WD é melhor para os plásticos também, não agride como o álcool.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×