Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
giu_d

RESOLVIDO Windows 10 e Linux Mint LMDE 3 Dual boot UEFI

Recommended Posts

Olá. Gostaria de saber como faço para instalar o Linux Mint LMDE 3 em dual boot com o Windows 10 em modo UEFI

Caso não for possível em modo UEFI, sem problemas, desde q seja dado, se puderem, o passo a passo para essa instalação

Desde já agradeço a atenção de todos 🙂

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É a mesma coisa do modo BIOS/MBR, o instalador faz isso automaticamente. Instale o Windows primeiro que fica muito mais fácil e ele não apaga o boot do Linux.

 

O Windows vai criar a partição UEFI e o Linux saberá reconhecer ela e usar ela. O resto é só particionar normal.

 

Via Linux dá também, mas depois o Windows apaga uma parte, não vale o esforço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@domingos87 Olá. Com um dual boot com o Fedora aconteceu isso q você disse e aí sem problemas. Mas com esse Linux Mint LMDE não está dando certo

Pode ser a maneira como estou particionando o Linux q, de repente, pode estar errada, já que precisa ser manual, diferentemente do Fedora

Nas tentativas q fiz, o q acontece é que o Linux não é reconhecido ao iniciar o pc. Ou seja, entra direto no Windows 😕 acontecendo como você disse: Apagando o boot do Linux

O notebook é um HP i5 (4ª geração) 64 bits e com SSD de 120 GB (4 GB de RAM)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se você puxar o menu de boot da sua placa-mãe durante a inicialização (press tecla tal to show boot options), talvez esteja lá no menu a opção do Mint e você não reparou.

 

Dá para trocar a ordem de boot na BIOS depois e deixar o Linux em primeiro!

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Nem todas as distros são compatíveis com o Secure Boot e o Fast Boot, veja se sua BIOS tem estes ítens e desative-os.

E outra coisa, grave o GRUB na Partição EFI do Windows, mesmo que esteja instalando o Mint em outro disco

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@domingos87 Olá. Pressionando o F9, que mostra qual opção escolher deu para entrar (Windows ou Linux e pendrive, caso tivesse um espetado) deu para entrar no Linux, ou seja, tá instalado

Mas como faço para alterar essa ordem? O GRUB não está listado como primeiro

Se eu reinstalar o Linux agora e gravar o GRUB na Partição EFI do Windows resolve?

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@giu_d Pode ser que não resolva, além de ser trabalho dobrado. A BIOS sua que define a ordem às vezes e cabe a você alterar. É meio sem uma ordem ou resultado padrão isso.

 

Entre na BIOS, vá na parte de inicialização/boot e lá vai estar essa mesma lista com Windows, pendrive Linux etc. Mude o Linux para primeiro e salve/saia da BIOS.

 

Atente para o que o @f_neto disse também!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@domingos87 Olá. A minha BIOS não é aquela "moderna" com interface gráfica e tal. Não encontrei essa opção na BIOS

Passos que segui:

- Desativei o Security Boot

- Desativei a inicialização rápido do Windows

- Desfragmentei o Windows

- Criei uma partição para o Linux no Windows mesmo, em "Gerenciamento de disco"

- Criei um pendrive para o Linux usando o Rufus (GPT)

 

Segue as imagens para vocês ver se tá tudo ok:

 

Pendrive:

1278004260_pendriveprint.thumb.PNG.9e52597ea890798d75b58904720b799a.PNG

 

Antes de montar:

 

852294754_antesdecirarprint.thumb.PNG.793bb8cbeaf5597b3a2d51e4a3f4be9d.PNG

Montadas as partições

 

montadas.thumb.PNG.25bcbf38fcbf24f7983cede7610a9e5c.PNG

 

Onde está marcado é onde vou instalar o Linux. Lembrando: É o Linux Mint LMDE (Debian Edition) 3

 

Desculpa o tamanho das imagens, mas foi a maneira mais rápida q encontrei para agilizar isso rs...

A questão agora é onde montar o GRUB, que seria o passo seguinte na instalação

 

Dúvidas:

Em um tutorial foi dito que era preciso criar uma partição /boot/efi (se não me engano) para o Linux (?!)

Está certo como defini as partições?

Também é dito para desativar a criptografia no Windows, mas o meu é o Single Language, e me parece q não tem essa opção

 

Também já tentei montar o GRUB na partição /dev/sda2 mas não resolveu

 

OBS: Pesquisei muito, mas não encontrei nenhum vídeo ou tutorial que realmente fosse útil para esse dual boot

adicionado 42 minutos depois

Seguinte: Se não for possível um dual boot deixo só com o Linux mesmo, por enquanto

Como criar as partições nesse caso?

Se fosse em modo Legacy seria simples, mas o Linux em modo UEFI?

 

Já tô té meio assim de ficar vendo o Cortana pedindo se eu quero rever a tabela periódica e coisas desse tipo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem que ser o Mint Debian? O Mint baseado no Ubuntu é mais amigável.

Eu tenho dual boot, no Windows com o programa Disk Genius é possível ver a estrutura da EFI:

 

01-EFI.png

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto Olá. A questão é q testei o Mint baseado no Ubuntu e, sendo sincero, não gostei. Me pareceu muito instável

Esse Mint Debian Edition até agora foi a melhor distro q encontrei, tanto em velocidade como estabilidade. Além de uma interface amigável. Já tô bem acostumado com ele rs...

 

E outra: Se fosse o Linux baseado no Ubuntu não teria maiores problemas, pois, vendo alguns vídeos de como fazer um dual boot com ele e o Windows, me pareceu ser bem simples, já q, assim como no Fedora, as partições são criadas de modo automático

Basta escolher a opção para instalar juntamente com o Windows e depois só ajustar o tamanho para cada um 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu já não tenho mais tanta paciência para ficar lidando com distros complicadas...

O Ubuntu e seus derivados atuais nem precisam mais da Swap, estão utilizando um arquivo Swap

Eu crio apenas uma partição mas tem casos que é preciso realmente criar uma estrutura de partições, um exemplo é a tal de /boot/efi/ no caso do Linux, no Windows ela é /EFI/boot/

 

Tente ver no fórum debian brasil, ou até na wiki do Arch que tem instruções mais detalhadas

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto Valeu pela dica. Até já dei uma olhada em um tópico no fórum do debian brasil e me parece q não é algo tão simples assim esse dual boot

@f_neto E como eu instalo apenas o Linux Mint em modo UEFI ou Legacy mesmo. Em um note antigo q tenho aqui foi tranquilo, só q nesse note não tá dando boot com o pendrive com o Linux se não for UEFI (?!)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O que complica não é o modo em que está a placa-mãe, UEFI, CSM ou Legacy BIOS e sim o formato da Tabela de Partições, MBR ou GPT

Deixe a placa-mãe no modo UEFI ou CSM (compatível com a Legacy BIOS)

Converta os discos para MBR (no caso dos SSD perderá em performance)

 

E a instalação de qualquer Linux ficará mais fácil

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
11 minutos atrás, f_neto disse:

Converta os discos para MBR (no caso dos SSD perderá em performance)

Nesse caso acaba não compensando muito. Melhor deixar assim por enquanto 😉

Vou continuar usando essa distro em uma máquina virtual q tenho aqui, me parece bem mais interessante

Obrigado pela disposição em ajudar

Forte abraço!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Para usuários domésticos a diferença é mínima, veja abaixo tenho 3 SSDs, 1 em GPT e dois em MBR

E no Samsung tenho dual boot com o PopOS

 

shell.png

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto O EaseUS Partition Master em sua versão Pro faz essa conversão

Tem algum outro programa que faz o mesmo trabalho? 

E, em caso de converter os discos para MBR, como seria o processo de dual boot usando essa distro mesmo: Mint Debian Edition? Eu poderia instalá-la em modo Legacy normalmente?

adicionado 1 minuto depois

Obs: Acabei de reinstalar o Windows do 0 de novo e não queria ter q refazer o processo, té p não forçar muito a máquina

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 minutos atrás, giu_d disse:

O EaseUS Partition Master em sua versão Pro faz essa conversão

Este processo se faz antes de instalar o Windows, mas tem programas que fazem este processo sem perda dos dados, acho que o EaseUs deve fazer isto.

 

7 minutos atrás, giu_d disse:

E, em caso de converter os discos para MBR, como seria o processo de dual boot usando essa distro mesmo: Mint Debian Edition? Eu poderia instalá-la em modo Legacy normalmente?

O processo se torna bem mais fácil, o Grub seria instalado na MBR naturalmente

 

Não precisa mexer no modo da placa-mãe, pode deixar no modo UEFI, são coisas diferentes

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto Negócio é arriscar então

Só mais uma dúvida: Faço o boot pelo pendrive com ele definido para UEFI ou tanto faz?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Se usar o Rufus prepare o pendrive para o modo MBR

 

O Rufus procura o formato do disco e não o modo da placa-mãe.

 

Os programas acabam confundindo as pessoas, a placa-mãe pode estar no modo UEFI e o disco no formato MBR

 

O Rufus nativamente é voltado para o Windows, tanto que para preparar um pendrive Linux ele baixa alguns arquivos. Mas serve também para distros Linux.

adicionado 6 minutos depois

No Rufus escolha MBR no campo 'Esquema de partição', automaticamente ele coloca 'BIOS (ou UEFI-CSM)' no campo 'Sistema de destino'

 

 

rufus01.png

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto Maravilha! Tudo resolvido! Windows e Linux Mint LMDE 3 rodando juntos rs....

Converti os discos para MRB usando o AOMEI Pro que encontrei aqui:

https://www.comss.ru/page.php?id=4626

É um site, ao que parece, russo, voltado unicamente para promoções de programas ( S oftwares ). Esse serial que aparece no link funcionou

Depois foi preciso ajustar a BIOS para Legacy para o Windows voltar a rodar e aí seguir o processo como mostrei acima

Usei o Rufus para criar o pendrive e, sendo sincero, já optei pela opção Legacy ao invés de UEFI no boot do pendrive. Apenas para garantir

Cara, muito obrigado. Obrigado mesmo!

Forte abraço!

 

@domingos87 Valeu também pela disposição em ajudar. Muito obrigado!

Deu mais trabalho do q eu imaginava, mas, graças a Deus, tudo resolvido 🙂

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto Funciona o TRIM e tudo mais pelo modo MBR? Acho que sim né, não deve ter nada a ver uma coisa com a outra.

 

@giu_d Cara, melhor ainda quando não é BIOS enfeitada. Fica até mais fácil ver onde é, e certamente sua BIOS tem isso (todas têm!). Está no "boot order" ou "boot priority" ou "startup preferences" em alguma página da sua BIOS, se procurar acha!

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, domingos87 disse:

Funciona o TRIM e tudo mais pelo modo MBR? Acho que sim né, não deve ter nada a ver uma coisa com a outra.

 

1) Pressione as teclas Window + R e digite na caixa de diálogo “cmd.exe”;
2) No prompt de comando, digite o seguinte:
fsutil behavior query DisableDeleteNotify
3) Se o sistema retornar o valor “0”, então você está com o TRIM ativado;
4) Caso apareça o valor “1”, você deve digitar o seguinte para habilitar o TRIM:
fsutil behavior set disabledeletenotify 0

 

Possíveis resposta ao comando e que indica que o TRIM está ativado:

NTFS DisableDeleteNotify = 0 (Disabled)

 

ReFS DisableDeleteNotify = 0 (Disabled)

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto Olá de novo. A questão é o seguinte: Todo o processo q fiz por meio desse tópico foi em um notebook que é de meu uso secundário. Porém, como o resultado foi satisfatório, agora meu interesse é fazer o mesmo processo (dual boot) no PC principal, q uso no dia a dia

As dúvidas são as seguintes:

- Tenho o Windows instalado e o mesmo está já com várias configurações, ajustes, coisas do Windows q não me agrada desativas, arquivos, programas, etc...

Usando essa mesma ferramenta que mencionei, Aomei Partition Assistant Pro q usei para converter novamente os discos para MBR, corro ou não o risco de perda de dados, configurações, etc... q tenho nesse Windows?

- Não mencionei acima, mas, como você sabe, tem um limite de partições primárias q podem ser criadas em um disco com partições em MBR. Com isso, para poder criar duas partições ext4Swap, foi necessário excluir no GParted uma partição do Windows. Estudei com cuidado as partições e as propriedades de cada uma, e encontrei uma de alguns MBs que estava como "não montada", e, por isso, foi essa mesma q excluí

Minha lógica está correta? Excluí a partição certa?

 

A ideia por trás disso é usar o Linux unicamente para quando vou estudar, no caso, programação e o Windows p outras coisas, como e-mails e coisas do tipo. Té para jogos, por q não dizer

Logo, se puder ajudar mais um pouco, agradeceria muito ;)

Nesse PC é um HD, e não um SSD

 

Obs: São duas e pouco da madrugada e eu escrevendo esse "textão" aqui, mesmo tendo q acordar cedo amanhã (hoje) rs...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@f_neto Olá. Não esperei pelas respostas rs... 

Fiz todo o processo do mesmo modo nesse PC que é o que uso no dia-a-dia e tudo certo

Dual boot do Windows 10 com Linux Mint LMDE 3

De posse das informações q obtive aqui foi um processo bastante simples ;)

Mais uma vez obrigado!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tem realmente várias partições que são criadas mas dependendo do usuário podemos excluir:

- Partições de Recuperação que o instalador do Windows cria

- Partição oculta MSR, no formato GPT, que o instalador cria, só é útil para quem usa o BitLocker

- Partições OEM, que na minha opinião não servem para nada

 

No formato MBR temos a limitação de 4 partições primárias ou 3 primárias e 1 estendida e dentro desta estendida podemos criar várias partições lógicas onde podemos criar as partições do Linux. Não aceita partições/discos acima de 2TB.

 

No formato GPT só podemos criar partições primárias mas podemos criar em torno de 120 partições. Aceita partições/discos acima de 2TB.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×