Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Henrique - RJ

Como saber o ruído ( ripple ) de fonte ATX de modo simples e barato ?

Recommended Posts

21 horas atrás, Gabriel Torres disse:

 

No item 3.2.5 ( Output Ripple Noise - Required ) desse teu PDF vem lá escrito que o uso desses capacitores são apenas para " simular um sistema em funcionamento " ( puxando carga como se o PC estivesse funcionando ) para se obter o ripple das linhas de uma fonte mas eu pretendo fazer os testes diretamente no plugue ATX24 espetado na mobo com a máquina funcionando e assim não vejo necessidade desses capacitores em paralelo.

 

 

------------------------------

EDIT

@Isadora Ferraz @faller @Gabriel Torres @Bommu Perneta @domingos87 @K.e.V. T.a.G

 

Senhores, não façam o que eu acabei de fazer aqui ... rsrs

 

Meti uma agulha na linha de 12V do processador na placa-mãe e outra no neutro dele ( o plugue 12ATX ), fixei as pontas de prova do osciloscópio ligado nessas agulhas e liguei a máquina meio que desconfiado. O PC ligou e parou na tela do BIOS. Desfiz tudo e voltei a ligar o PC e parou do mesmo jeito só que o nobreak APC começou a dar uns bips sinistros ...  aaahhhhhh.

 

Desliguei o nobreak e desconectei e reconectei o cabo IDE do HD que parecia ser dele o problema e tornei a ligar a máquina que felizmente voltou ao normal.

 

Queeee brabaaaaa ... kkkkk

 

Deve ter alguma relação com a frequência do osciloscópio essa ocorrência.

 

Vou fazer como orientado pelo @Gabriel Torres usando dois capacitores no teste com a fonte fora do PC simulando carga para tentar avaliar esse tal ripple que acho que consegui entender finalmente esse osciloscópio que comprei depois de ver mais alguns vídeos.

 

Que sufoco ...

 

---------------------------

EDIT 2

 

@Gabriel Torres 

Você que costuma lidar com testes dessa natureza pode me dizer se uma fonte ligada sem carga costuma apresentar algo em torno de 5mV de ripple ( Vrms ) em suas linhas ?

 

É o que encontrei aqui em duas fontes genéricas diferentes e eu queria confirmar isso pra saber se estou usando direito o osciloscópio. 

 

----------------------------

EDIT 3

 

@Isadora Ferraz @Mestre88

Não adiantou muito aterrar mas caiu pela metade a tensão ( foi de 26mV para uns 14mV ) com as pontas de prova livres.

 

Também não alterou em nada usar uma bateria de 9V novinha isto é, continuou com oscilações até mesmo com aterramento em que apenas diminuíram.

 

Parece que já peguei a manha para aferir o ripple só vou ter que descontar sempre uns 14mV no que eu encontrar nas linhas das fontes sob carga.

 

 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 horas atrás, Henrique - RJ disse:

No item 3.2.5 ( Output Ripple Noise - Required ) desse teu PDF vem lá escrito que o uso desses capacitores são apenas para " simular um sistema em funcionamento " ( puxando carga como se o PC estivesse funcionando ) para se obter o ripple das linhas de uma fonte mas eu pretendo fazer os testes diretamente no plugue ATX24 espetado na mobo com a máquina funcionando e assim não vejo necessidade desses capacitores em paralelo.

 

Perfeito, se a fonte estiver espetada em um computador, não há a necessidade desses capacitores.

adicionado 2 minutos depois
19 horas atrás, Henrique - RJ disse:

Você que costuma lidar com testes dessa natureza pode me dizer se uma fonte ligada sem carga costuma apresentar algo em torno de 5mV de ripple ( Vrms ) em suas linhas ?

 

É o que encontrei aqui em duas fontes genéricas diferentes e eu queria confirmar isso pra saber se estou usando direito o osciloscópio. 

 

Esse valor me parece extremamente baixo. Se você observar em nossos testes com fontes genéricas, o nível de ripple em geral fica bem mais alto do que isso. Dê uma navegada em nossos testes antigos para dar uma olhada. Mas nunca medi com a fonte sem carga. Eu mediria com a fonte com carga para ter certeza se você está lendo o valor corretamente.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 minutos atrás, Gabriel Torres disse:

 

Perfeito, se a fonte estiver espetada em um computador, não há a necessidade desses capacitores.

 

 

Viu o que escrevi acima ?

 

Fui testar direto com esse osciloscópio no computador e deu um treco na máquina.

 

Vou tentar poupar o pessoal aqui do fórum porque ainda estou aprendendo e dando muita cabeçada senão vai ser pergunta atrás de pergunta sem fim e algumas por falta de conhecimento básico no assunto pelo que estou percebendo.

 

E eu achando que seria facilzinho ... 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
21 horas atrás, Henrique - RJ disse:

Não adiantou muito aterrar mas caiu pela metade a tensão

Se uma redução de 50% não lhe parece muito,,, endoidei então. 😜. Desligue a luminária, rádio, carregador ou algo como está aí "do lado". A ideia é tentar diminuir a EMI.

 

21 horas atrás, Henrique - RJ disse:

Parece que já peguei a manha para aferir o ripple só vou ter que descontar sempre uns 14mV no que eu encontrar nas linhas das fontes sob carga.

T...á... mas se estes 14mV forem uns piquinhos - sujerinha qualquer que vem do 'além', pode te confundir. Uma opção é você colocar um capacitorzin duns 1...100nF numa ponteira especial pra medir ripple. A ideia é não deixar isso passar pra entrada do osc. Com o tempo você pode até colocar um filtrinho sintonizado RLC... (não explico)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Fui pesquisar por testes de carga e logo no primeiro vídeo que encontrei me deu a ideia de comprar lampada automotiva que costuma ser alimentada por corrente continua.

 

Fui em uma lojinha aqui perto e comprei duas com soquete já com dois fios, uma de 12V/5W e outra de 12V/21W. Depois é que vi que eram muito fraquinhas no teste mas foi o suficiente para obter 98mV de Vpp na linha de 5V dessa fonte genérica com a segunda lâmpada ou seja, bem acima dos 50mV considerados normais. As linhas de 3,3V e 12V ficaram dentro dos limites normais inclusive em oscilação de tensão.

 

Consegui assim aprender a testar as minhas fontes com esse pequeno osciloscópio barato in loco. Tenho uma IceAge de 500W aqui, já testada pelo CdH, que irei mais tarde testar também para comparar com esse teste que já existe e poder avaliar este osciloscópio melhor e o modo como estou fazendo mas irei antes comprar uma lâmpada de uns 55W/12V que vai puxar bem mais por essa fonte ( pelo menos uns 50W ou ~4,6A ).

  

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Acho melhor você descobrir por si que esta

3 minutos atrás, Henrique - RJ disse:

de uns 55W/12V

... pode ser que não permita o disparo da fonte. Consegue deduzir o porquê? (não explico) ... Mas tenta a sorte aí...

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
25 minutos atrás, Isadora Ferraz disse:

Acho melhor você descobrir por si que esta

... pode ser que não permita o disparo da fonte. Consegue deduzir o porquê? (não explico) ... Mas tenta a sorte aí...

Funciona duas até. 

Já acendi os faróis do fuscão com uma fonte dessas. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Isadora Ferraz disse:

Acho melhor você descobrir por si que esta

... pode ser que não permita o disparo da fonte. Consegue deduzir o porquê? (não explico) ... Mas tenta a sorte aí...

 

Só a linha de 3,3V é que não segurou com a lâmpada de 55W/12V. As linhas de 5V e a de 12V funcionaram normalmente.

 

Essa IceAge de 500W testada no CdH realmente apresentou ripple bem baixo para as linhas de 12V ( 4 mV ) e de 5V ( 15 mV ) pelo teste que acabei de fazer á pouco com o osciloscópio chinês.

 

Só não sei porque a linha de 12V ficou com 10,72V durante o teste se puxou apenas 60W.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
56 minutos atrás, Henrique - RJ disse:

 não sei porque a linha de 12V ficou com 10,72V durante o teste se puxou apenas 60W.

Porque provavelmente a fonte não fornece os 60W.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 minutos atrás, Mestre88 disse:

Porque provavelmente a fonte não fornece os 60W.

 

Mas 55W/12V= 4,58A e a linha de 3,3V fornece bem mais que 4,58A

 

A não ser que o cálculo certo seja de 55W/3,3V = 16,66A e nesse caso bate praticamente com o que essa linha fornece que é de 17A. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 minutos atrás, Henrique - RJ disse:

A não ser que o cálculo certo seja de 55W/3,3V = 16,66A

Não é. 

Em 3,3V deve dar uns 2 ou 3 amperes. 

Não passa de 10W, aí a lâmpada fica fraquinha. 

Algumas dessas fontes usam diodos de 3A na linha do 12V, então já fica claro que não fornecem nem 40W, quem dirá os 55 que a lâmpada precisa. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, Mestre88 disse:

Não é. 

Em 3,3V deve dar uns 2 ou 3 amperes. 

Não passa de 10W, aí a lâmpada fica fraquinha. 

Algumas dessas fontes usam diodos de 3A na linha do 12V, então já fica claro que não fornecem nem 40W, quem dirá os 55 que a lâmpada precisa. 

 

Mas essa fonte foi aprovada nos testes do CdH. Depois é que vieram a descobrir que ela explodia quando exposta a subtensão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Quando eu digo:

49 minutos atrás, Mestre88 disse:

Em 3,3V deve dar uns 2 ou 3 amperes.

Estou falando da lâmpada. 

 

A fonte nessa tensão de 3,3V deve fornecer no máximo 10A.

 

A fonte foi aprovada porque alimentar um computador é bem diferente do que alimentar uma lâmpada dessas. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, Mestre88 disse:

Quando eu digo:

Estou falando da lâmpada. 

 

A fonte nessa tensão de 3,3V deve fornecer no máximo 10A.

 

A fonte foi aprovada porque alimentar um computador é bem diferente do que alimentar uma lâmpada dessas. 

 

cdh_iceage_500w_14.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Escrever aí que fornece tal corrente é uma coisa. 

Realmente fornecer já é outra.

 

Seu teste indicou que ao colocar uma lâmpada que consome menos de 5A fez a tensão cair pra 10,8V. Sendo que aí no rótulo diz 18A. 

A tensão de 12V num computador, apesar de ser importante, porque fornece tensão ao processador e aos motores dos drivers. 

Não precisa que tenha os 12V certinhos. 

O processador usa essa tensão convertida pra uma bem menor e a corrente é elevada. Como tem um circuito regulador destinado a essa função, ele aceita vários valores de tensão diferentes na entrada. 

Os motores a mesma coisa, usam uma tensão um pouco menor que 12V e têm um circuito que mantém a sua velocidade fixa ou varia de acordo com a função exigida pelos programas. 

Como exemplo já vi computadores fornecendo 11V e trabalhando a todo vapor. 

 

Com as tensões de 5V e 3,3V a coisa já é mais crítica, pois os circuitos alimentados com elas não tem regulador adicional na placa-mãe. Como a fonte fornece corrente de sobra nessas tensões, não há problema. 

 

Enquanto que o computador tem circuitos inteligentes que analisam, corrigem tensões e fazem até proteções desligando ou dando sinais.

A lâmpada é apenas um fio que esquenta, acende e varia a resistência do filamento de acordo com a temperatura. 

Se mais quente, a resistência aumenta. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Mestre88

 

Mas chegou a ver o teste aqui do CdH dessa fonte ? Ela suportou cargas no limite declarado numa boa, veja:

 

Agora, a que uso já a tenho há vários anos e pode ser que já possua algum capacitor embarrigado ( 10,7V, confirmado até com um multímetro, na linha de 12V com uma carga de 4,58A de uma lâmpada automotiva de 55W/12V foi brabo ... ).

 

Esses testes que acabei conseguindo fazer com esse simples osciloscópio chinês DSO 138 de 200 reais me deixou surpreso com o resultado da fonte genérica que uso a PC-SHER-450WB ( Shertec ) ou Hoopson que há uns 2 ou 3 anos era vendida a 30 reais no centro do Rio e que faz tempo estava curioso pois a bichinha sempre ficou morna mesmo quando a testei com uma placa de vídeo off NVIDIA FX5200 velhona por algumas horas.

 

Faz tempo que venho transmitindo boa impressão dessa fonte ainda que já tenha afirmado ter medo dela pois além de bem leve, tem dimensões visivelmente menores que as demais incluindo algumas outras ressalvas.

 

Passando a saber que a linha de 5V chega aos 52mV com o teste de carga da lâmpada de 5W/12V automotiva de em torno de 1A me deixou no mínimo receoso continuar usando ela devido ao risco de estresse dos possíveis componentes do hardware que usam essa linha ( memórias, circuito de rede, circuito da VGA, HD, etc etc ).

 

Já foi dito que esse estresse dos componentes pode reduzir o tempo de vida útil dos mesmos e eu vi isso na prática quando instalei um pente de memória já muito surrado de velho em um PC com essa Shertec ( a memória funcionou bem por menos de 15 minutos e " queimou " ).

 

O PC em que usei essa fonte não tem placa de vídeo off e tem apenas um HD IDE de 80GB com um Sempron LE1150 soquete AM2 e 2GB DDR2 ( é daquelas primeiras máquinas da era dos 64bits que comprei em uma favela aqui perto por 150 reais há uns 2 ou 3 anos, já comentei aqui antes ).  

 

Hei-de testar ( curiosidade antiga ) uma STi de 230W por estes dias com esse pequeno osciloscópio que comprei ( chamam de " osciloscope hobby " lá fora ). É que esta já deu um pipoco antes nesse mesmo PC da favela mas também não esquenta e é muito muito antiga  ( estou a usando em um outro hardware lixão que também já comentei aqui ).

 

Uma maravilha ter um osciloscópio barato e simples de usar como esse em que posso avaliar essas coisas na hora pois não se encontram esses testes em lugar nenhum com essas fontes ching ling baratinhas.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 minutos atrás, Henrique - RJ disse:

Agora, a que uso já a tenho há vários anos e pode ser que já possua algum capacitor embarrigado ( 10,7V, confirmado até com um multímetro, na linha de 12V com uma carga de 4,58A de uma lâmpada automotiva de 55W/12V foi brabo ... ).

Ah, então a fonte que caiu a tensão com a lâmpada foi outra?

Se foi, desculpe pelo engano. 

 

20 minutos atrás, Henrique - RJ disse:

Mas chegou a ver o teste aqui do CdH dessa fonte ?

Não vi. 

Eu também tenho uma fonte dessas antigas que já foi testada aqui, a Seventeam que aparece no PC do meu perfil. 

Nunca fiz esses testes com essas fontes, quando eu conseguir consertar meu osciloscópio vou ver se faço algum. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
5 horas atrás, Mestre88 disse:

Ah, então a fonte que caiu a tensão com a lâmpada foi outra?

Se foi, desculpe pelo engano. 

 

Não foi outra, é a tal IceAge de 500W desse teste do CdH que também estou usando aqui pois tenho vários PCs da era dos dinossauros.

 

Agora, continuo em dúvida do que seja ripple neste osciloscópio, se Vpp ou Vrms. Se for este último, então em todos os testes que fiz ele está sempre bem baixo ( em torno de 15 mV ) o que me fez optar pelo Vpp como sendo ripple.

 

Outra dúvida é, se eu colocar na escala de 10mV e em X1, esse valor de ripple em mV será multiplicado por 10 ou só irá afetar apenas o posicionamento da onda no gráfico.

 

-------------------------------

EDIT 1

 

Acabei de ver que o Vrms não é o ripple como explicado no link abaixo:

 

https://www.embarcados.com.br/aprenda-a-analisar-o-ripple-da-sua-fonte/

 

Trecho retirado que explica:

 

" É possível calcular a tensão de ripple e, assim, dimensionar o capacitor de filtro da fonte para reduzir o seu ripple. Calcula-se também o fator de ripple que é a relação entre o valor RMS da tensão de saída e o valor DC. "

 

No vídeo abaixo o rapaz separa ripple de ruído de uma fonte dá pra ver até as variações de tonalidade em que de cor amarela mais intensa é o ripple ( minuto 7:27 ) e foi exatamente o que reparei no brinquedinho isto é, duas tonalidades diferentes, uma mais intensa no meio e outra menos intensa por fora.

 

 

---------------------------

EDIT 2

@Isadora Ferraz

Olha aqui no link a seguir como o sujeito fez para eliminar aquele ruído quando a ponteira de prova não está sendo aplicada:

 

https://www.embarcados.com.br/medicao-de-ripple/

 

-----------------------------

EDIT 3

Vi uma fórmula em que se determina o ripple e é bem complexa. Pelo que entendi, ripple é um ruído dentro de outros ruídos. Mas me parece quase certo que o tal Vpp em mV que aparece na telinha, resultado da escala de 10 mV selecionada manualmente junto com o modo AC, é de fato o tal  ripple que me levou a toda esta jornada para obtê-lo. O que ainda me causa confusão é que esse Vpp em V, resultado da escala de 1V selecionada manualmente, não me parece ser o mesmo ripple ( apenas a diferença entre Vmax e Vmin ) do modo DC. Acho que por causa da troca do modo AC pelo modo DC na chavinha manualmente ( quando DC eu ponho em 1V e quando em AC eu ponho em 10mV gerando essa confusão toda e a consequente dúvida maldita ou seja, quando boto em DC estou apurando a variação da tensão contínua em V e quando boto em AC estou apurando a variação do ruído dessa mesma corrente contínua que apresenta um comportamento de corrente alternada ). 

 

É brabo entender essa coisa mas acho que consegui ...

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É por aí. O ripple é a queda de tensão que é provocada quando a fonte não está fornecendo corrente pro sistema - quando só e apenas só o capacitor fornece a energia que acumulou. Algo como um momento de alívio pra fonte que deixa o capacitor se virar.

Não vi os videos.se tiver algo mencionado lá é uma baita coincidência

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A próxima que vou testar vai ser a STi 230W ( Semp Toshiba ) velhona que tenho aqui em um PC que inclusive já até deu estouro uma vez ... kkk

 

Espero não levar outro susto igual á Hoopson.

 

Será que este osc pode testar corrente da rede elétrica de casa de 127V ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 horas atrás, Henrique - RJ disse:

testar corrente da rede elétrica de casa de 127V

Tensão elétrica.

Talvez não. Veja o que diz seu manual sobre V máxima. Uma ponteira 10x pode lhe permitir isso. Também podes fabricar uma com resistores. Não te esqueças sobre as recomendações sobre o terra.

  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mais um que encontrei no YouTube: Nano osciloscopio DSO 338 de 30MHz na faixa de 250 reais:

 

 

 

---------------------------------

EDIT

 

Nesse vídeo é dito que está na faixa de 250 reais mas que nada, eu vi no Mercado Livre a mais de 500 reais ...

 

Ontem testei a tal fonte STi, que é também considerada genérica, e levei mais sustos ... kkk  Talvez essa fonte até forneça os 230W que promete no rótulo pois ela não esquenta mas com certeza os níveis de oscilação e ruído ficam fora do normal em uma ou outra linha.

 

As linhas de 12V e de 5V, por exemplo, chegaram na beirada do limite de 5% em potência exigida pelas lâmpadas de automóveis de 12V/21W e de 5V/5w. Usei uma de 12V/55W para testar a linha de 12V e o nobreak começou a apitar loucamente.

 

A de 5V chegou a ter 80mV de Vpp ( ripple ) usando a lâmpada fraquinha de 5W por 12V quando o ideal seria até no máximo 50mV dizem os entendidos.

 

A única compensação é que esses meus PCs lixão não possuem placa de vídeo off e usam apenas um HD ( ás vezes dois quando em procedimento de backup ). Assim, a exigência sobre essas fontes xing ling é bem pouca ( acho que não dá para determinar ao certo o quanto é exigido acredito eu ) mas com certeza deve estar no limite prestes a estressar os componentes como memórias, circuitos da VGA, de rede, HD etc, tirando por esses testes que fiz com esse osciloscópio xing ling baratinho.

 

Até agora não me arrependi de comprar esse osciloscópio hobby DSO 138 por 200 reais. Está me sendo muito útil para avaliar essas fontes e parece que me será útil para futuros procedimentos no campo da eletrônica. Se eu não o quiser mais ou quiser trocar por outro mais profissional é só por ele á venda.

 

Já testei 3 fontes, duas genéricas e uma IceAge de 500W que já foi testada aqui no CdH tendo sido aprovada na época só que depois lhe foi retirado o selo de produto aprovado provavelmente por reclamações. Aqui fiquei surpreso quando apliquei a lâmpada de 12V/55W na linha de 3,3V que fez o nobreak apitar ( sinal de uso excessivo, provavelmente por over current o que me pareceu estranho pois no rótulo diz 17A ). Agora, em termos de ripple e oscilação essa IceAge me pareceu muito boa aqui já dita pelo teste do CdH.

 

@Isadora Ferraz @faller @Gabriel Torres 

@Mestre88  @domingos87  @BCP @Bommu Perneta 

 

Se escrevi alguma bobagem, por favor, não exitem em corrigir ... rsrs

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 08/12/2018 às 11:38, Isadora Ferraz disse:

Tensão elétrica.

Talvez não. Veja o que diz seu manual sobre V máxima. Uma ponteira 10x pode lhe permitir isso. Também podes fabricar uma com resistores. Não te esqueças sobre as recomendações sobre o terra.

 

Corri risco grande de estourar o brinquedinho ... rsrsrs

 

Acabei de ver em um FAQ do fabricante que foi projetado para até 50V ( até aceitaria 400V com ponta de prova setada a 10x e escalas SEL1 = 1V e SEL2 = x5 mas o resultado seria imprevisível e ficaria por conta e risco do usuário ).

 

Mais uma que aprendi agora a pouco foi calibrar o aparelho, tanto a senoide quadrada ( por um vídeo gringo ) quanto o GND ( pelo FAQ ) zerando ele. Só a tensão do teste dele de 3,3V e 1KHz é que está dando 3,4V/3,5V e não encontrei nada que corrigisse isso a não ser que esteja correta. Pelo multímetro acusa 3,3V/3,2V em uma escala de até 200V AC.

 

Por enquanto acho que foi um um valor bem gasto nesse osciloscópio hobby para quem não sabia nada e queria ter uma ideia sobre a qualidade da energia fornecida por qualquer fonte.

 

-----------------------------

EDIT

 

Links

 

Sobre o teste em corrente acima de 50V:

 

https://jyetech.com/forum/viewtopic.php?f=19&t=1108

 

Sobre como calibrar a senoide quadrada:

 

 

Sobre zerar o GND posicionando assim melhor a senoide no gráfico:

 

 https://jyetech.com/forum/viewtopic.php?f=19&t=1106#p3493

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 08/12/2018 às 14:10, Henrique - RJ disse:

uma IceAge de 500W que já foi testada aqui no CdH tendo sido aprovada na época só que depois lhe foi retirado o selo de produto aprovado provavelmente por reclamações.

 

As reclamações na época eram por outro motivo. Em nossos testes ela foi bem, mas começou a aparecer muitas reclamações de usuários com problemas com esta fonte queimando.

 

De resto, tudo beleza em relação ao que você escreveu.

  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já me deram a ideia simples de trocar os capacitorres da linha de 5V de duas dessas fontes xing ling para dar mais folga ao ripple mas só nisso iria gastar quase 50 conto só para mandar buscar e comprar.

 

Vou deixar quieto e só não abusar das bichinhas com mais de um HD por PC.

que o ripple deve ficar próximo do normal assim como as oscilações e a potência ( são PCs lixão de escritório ).

 

Mas está sendo uma experiência gratificante.

 

--------------------------------

EDIT

 

Hoje de madrugada tive a ideia de trocar só um desses 2 capacitores de 470uF 10V ligados á linha de 5V por 1 novo que achei aqui na minha bagunça de 1000uF e 10V e depois de feito o serviço testei com multímetro e o brinquedinho.

 

Percebi que diminuiu uns 5mV o ripple não só da linha de 5V mas das outras linhas também. Por outro lado, a tensão melhorou de todas elas. A de 5V foi de 4,6V para 5,08V com carga de 21W. A de 12V foi de 11,48V para 11,70V com carga de 21W e a de 3,3V foi de 3,3V para 3,35V aproximadamente com carga de 5W ( sempre usando lâmpadas de carros de 12V ).

 

Se eu fosse trocar o SEGUNDO capacitor de 470uF 10V da linha de 5V provavelmente a tensão iria subir mais ainda de todas as linhas ficando acima dos limites normais e pouco ajudaria na melhora do ripple da de 5V.

 

Tive que fazer e refazer várias vezes os testes com o osc e o multímetro depois de trocar esse capacitor para saber como ficaram as linhas sem cometer erros o que me levou umas 3 horas de serviço cauteloso.  

 

@Isadora Ferraz @faller @Mestre88 @Gabriel Torres @domingos87 @BCP @K.e.V. T.a.G @Bommu Perneta

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×