Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
guilherme appel

Corrente minima que se pode alcançar

Posts recomendados

Se pode ter uma corrente menor que 1,602 176 634 × 10−19 C/s,já que essa é a carga do elétron?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, guilherme appel disse:

Se pode ter uma corrente menor que 1,602 176 634 × 10−19 C/s,já que essa é a carga do elétron?

Na verdade não é corrente e sim a garga elétrica. 1,602 176 634 × 10−19 Coulomb é menor carga elétrica encontrada na natureza. e a carga elétrica tanto para 1 prótons quanto para  1 elétrons só se diferenciado na polaridade da carga, positiva para o próton e negativa para o elétron.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
37 minutos atrás, ederlap disse:

Na verdade não é corrente e sim a garga elétrica. 1,602 176 634 × 10−19 Coulomb é menor carga elétrica encontrada na natureza. e a carga elétrica tanto para 1 prótons quanto para  1 elétrons só se diferenciado na polaridade da carga, positiva para o próton e negativa para o elétron.

É que eu vi que o ampere é um coulomb/segundo,mas da para abaixar a corrente quanto quiser?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
45 minutos atrás, guilherme appel disse:

É que eu vi que o ampere é um coulomb/segundo,mas da para abaixar a corrente quanto quiser?

Precisamos entender o que é 1 Coulomb:

O coulomb (símbolo: C) é a unidade de carga elétrica no Sistema Internacional (SI). É, por definição, a carga elétrica transportada em 1 segundo por uma corrente de 1 ampere.

Não seria possível com condutor ideal transportar uma corrente inferior a carga de um elétron simplesmente porque  não existe um elétron  com carga inferior a 1,602 176 634 × 10−19. Cara este valor e muito, mas muito pequeno 0,0000000000000000001602176634 Ampere.

  • Curtir 3

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 horas atrás, ederlap disse:

Precisamos entender o que é 1 Coulomb:

O coulomb (símbolo: C) é a unidade de carga elétrica no Sistema Internacional (SI). É, por definição, a carga elétrica transportada em 1 segundo por uma corrente de 1 ampere.

Não seria possível com condutor ideal transportar uma corrente inferior a carga de um elétron simplesmente porque  não existe um elétron  com carga inferior a 1,602 176 634 × 10−19. Cara este valor e muito, mas muito pequeno 0,0000000000000000001602176634 Ampere.

Então é impossível existir uma corrente menor que essa?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim. É uma corrente muito, muito pequena. Em termos práticos não é viável trabalhar com correntes dessa magnitude. Ela seria mascarada pelo ruído térmico do material, provocado pela movimentação dos elétrons de sua própria estrutura.

  • Curtir 3
  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Ricardov disse:

Sim. É uma corrente muito, muito pequena. Em termos práticos não é viável trabalhar com correntes dessa magnitude. Ela seria mascarada pelo ruído térmico do material, provocado pela movimentação dos elétrons de sua própria estrutura.

Então a um limite para o aumento da tensão,porque se você aumentar com um circuito de transformadores,por exemplo a tensão e a corrente chegar a isso, não se pode aumentar a tensão também já que isso quebraria a primeira lei da termodinâmica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@guilherme appel quando a corrente é muito baixa ela começa a influenciar na tensão. 

Por causa da resistência dos condutores, a energia como um todo vai se perdendo, se transformando em outras coisas. 

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
12 minutos atrás, Renato.88 disse:

@guilherme appel quando a corrente é muito baixa ela começa a influenciar na tensão. 

Por causa da resistência dos condutores, a energia como um todo vai se perdendo, se transformando em outras coisas. 

E como acontece essa influencia e há limite para o aumento da tensão?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 16/03/2019 às 10:47, Ricardov disse:

Sim. É uma corrente muito, muito pequena. Em termos práticos não é viável trabalhar com correntes dessa magnitude. Ela seria mascarada pelo ruído térmico do material, provocado pela movimentação dos elétrons de sua própria estrutura.

E qual seria a menor corrente que se pode usar para esta não ser massacrada pelo ruido térmico do material?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, guilherme appel disse:

E qual seria a menor corrente que se pode usar para esta não ser massacrada pelo ruido térmico do material?

Depende do material usado. 

  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ao invés de ficar esperando ser despejado por teorias mirabolantes e tal, que tal se dissesse o que exatamente quer fazer? Despejo então uma teoria prática que usei em sistema análogo: meça a corrente de repouso do sistema ou seja a corrente em que não esteja presente aquela que quer medir. Anote. Aplique a em questão e meça novamente. Ei-la na diferença.

Sistema se assemelha com aquele de detecção de planetas ao redor de estrelas: variação mínima de brilho

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Em 16/03/2019 às 14:38, guilherme appel disse:

Então a um limite para o aumento da tensão,porque se você aumentar com um circuito de transformadores,por exemplo a tensão e a corrente chegar a isso, não se pode aumentar a tensão também já que isso quebraria a primeira lei da termodinâmica.

 

Em 16/03/2019 às 15:02, guilherme appel disse:

E como acontece essa influencia e há limite para o aumento da tensão?

 

3 horas atrás, Isadora Ferraz disse:

Ao invés de ficar esperando ser despejado por teorias mirabolantes e tal, que tal se dissesse o que exatamente quer fazer? Despejo então uma teoria prática que usei em sistema análogo: meça a corrente de repouso do sistema ou seja a corrente em que não esteja presente aquela que quer medir. Anote. Aplique a em questão e meça novamente. Ei-la na diferença.

Sistema se assemelha com aquele de detecção de planetas ao redor de estrelas: variação mínima de brilho

 

 

@guilherme appel

Como sei que você tem cerca de 11 anos, você faz perguntas de gente grande e muito complexas para sua idade.

Além disso, suas respostas são tão profundas como suas perguntas, o que seria um contra-senso. Por favor peça ao seu pai ou parar de te usar, ou que ele mesmo apresente as dúvidas em simpósios de física e eletro-magnetismo. Quem sabe algum cientista tenha paciência ou tempo para dar ouvidos a dúvidas tão elementares.

MOR_AL

 

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa Moris. Apesar que numa virtual análise psicológica do garoto (ou do pai),  penso que ele só está querendo "se enturmar" - de uma maneira sofrível  mas tá tentando. 

 

Quanto a ti, querido amiguinho, apenas tenta fazer um "auto-ajuste" pra que obtenhas respostas concretas e verdadeiramente úteis a ti a à comunidade, claro. Foque no (na) real, p.ex. explicando o que quer fazer. E foque primeiro nas teorias simples. Quando se embrenhar nos estudos, as teorias complexas lhe aparecerão - aguarde-as.

 

E dá um desconto pro Moris. Em mais uma virtual análise psicológica, gente finíssima, prestativo e etc que caiu em contradição em 2 posts seguidos - no mesmo dia e momento kk Questão de "DNA" kk faz part

 

abç

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!