Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
wainstock

Regulando tensão num divisor de tensão com resistores

Posts recomendados

Alguém pode me esclarecer.

Estou construindo um gerador elétrico para trabalhar numa roda d'água. Ainda não sei qual será sua tensão ou corrente de saída. Mas supondo que eu tenha uma saída de 60V e queira reduzir para uns 24V, Posso reduzir esta tensão apenas com resistores, num divisor de tensão?

No caso positivo, qual a fórmula para definir a potencia destes resistores?

Valeu!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, wainstock disse:

reduzir esta tensão apenas com resistores, num divisor de tensão

Só na teoria. Na prática sugiro bolar um sistema de controle da rotação do seu gerador (DC). Se ac, uma alternativa é um autotrafo (220-127) ou alguma adaptação de trafo simples.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Isadora Ferraz Entendi e obrigado pelo caminho. É Trifásico. Vou estudar o uso de trafo. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, wainstock disse:

@Isadora Ferraz Entendi e obrigado pelo caminho. É Trifásico. Vou estudar o uso de trafo. 

 

É de imãs permanente? 

Existe uma possibilidade de usar regulador de moto 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim @albert_emule imãs permanente. Gostei dessa sua sugestão. Fácil e acessível. Saberia me dizer a faixa de trabalho de um  Regulador / retificador de tensão. Sei que sua função é regular, estabilizar e converter a energia produzida pelo alternador para a bateria. Imagino que entregue 12V, mas não sei a capacidade de entrada e com quantas fases trabalha.

De qualquer forma obrigado também.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, wainstock disse:

Sim @albert_emule imãs permanente. Gostei dessa sua sugestão. Fácil e acessível. Saberia me dizer a faixa de trabalho de um  Regulador / retificador de tensão. Sei que sua função é regular, estabilizar e converter a energia produzida pelo alternador para a bateria. Imagino que entregue 12V, mas não sei a capacidade de entrada e com quantas fases trabalha.

De qualquer forma obrigado também.

 

Uns 10 a 20 ampéres.

Tem os bifasicos e os trifasicos.

 

Eles funcionam de forma um tanto curiosa que não importa muito a tensão que seu gerador gera a vazio. 

Importa mais é a corrente máxima que seu gerador é capaz de gerar

 

Só que escrevendo eu não iria conseguir explicar direito como funciona.

Por isso eu estou carregando um vídeo no yutube que depois vou colocar o link aqui.

 

Depois de colocar o link com o vídeo, vou postar uma sugestão de esquema para usar o regulador de moto aí no seu gerador. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

 

Abaixo segue o esquema apropriado para o seu uso: 

 

Se seu gerador gerar 500 watts, as lâmpadas deverão ser de 1000 watts.

São lâmpadas de 12V automotiva, aquelas dos faróis.

Elas tem dois filamentos, cada um de 55 watts.

Os dois filamentos ligados dá 110 watts. 

 

Se seu gerador gerar um máximo de 500 watts, mesmo que seja um pico breve, vai precisar de 9 lâmpadas automotivas. 

Sempre assim: O dobro de potência em lâmpadas que aquela potência que o gerador é capaz de gerar. 

 

Primeiro você faz um teste do gerador sem regulador. Somente com o retificador. 

Põe numa bateria e pões uma carga para consumir potência.

Se a corrente no positivo da bateria atingir 35 amperes DC em 14V DC, aí você já saberá que vai precisar de 9 lâmpadas automotivas para segurar a tensão em 14V.  

 

Acredito que você possa ligar no máximo 3 lâmpadas por regulador.

Então sempre que precisar de mais 3 lâmpadas automotivas, instale outro regulador junto.   

 

 

 

67679219_2199867263474568_10193309406163

 

 

 

adicionado 13 minutos depois

Este regulador aí sempre que a tensão atingir 14V nas bobinas trifásicas do gerador, ele vai começar a chavear as lâmpadas para o consumo das lâmpadas forçar a tensão a se manter sempre em 14V. 

 

Ele meio que equilibra as cargas. 

Se o gerador gerar um pouco mais de potência, o regulador aumenta a potência das lâmpadas para forçar a tensão ficar em 14V. 

 

É tipo esse aqui: 

https://www.youtube.com/watch?v=RyzeXMWsEt0

 

 

 

adicionado 26 minutos depois

 

 

Eu fiz uma versão um pouco mais barata:

E ainda dá para colocar uma Histerese no comparador: Fazer com que o comparador ligue o mosfet quando a bateria atingir 14.2V para ligar as lâmpedas e forçar a tensão do gerador abaixar para a bateria parar de carregar.

Depois deligar o mosfet para desligar as lâmpadas e fazer o gerador gerar livre quando a bateria abaixar para 13.5V. 

Ficar nesta Histerese: Fazer a bateria carregar quando a tensão cair para 13.5V e fazer parar de carregar quando a bateria atingir 14.2V.

Da para fazer isso apenas acrescentando um potenciômetro no comparador.

67875917_2199847253476569_74092842030045

 

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Muito obrigado @albert_emule Completo e elucidativo. Valeu mesmo.

Estou montando um protótipo, mas estou usando fios finos 27 AWG, enrolados triplamente para tentar aumentar a corrente produzida. Entretanto não acredito conseguir uma corrente alta. Só vou ter certeza quando começar os testes. Estou me antecipando para ter opções. Já fiz trifásico para ter opções. Vou estudar com calma o material que me enviastes. Qualquer dúvida abuso em lhe arguir.

Abç amigo

adicionado 15 minutos depois

@albert_emule O seu processo é bem mais simples e barato. Uma vez que elimina o uso do regulador de moto. Você já está usando-o? Qual potencia seu gerador produz em média? O mosfet chega esquentar muito? No seu processo, o uso das lampadas (até 3 por corrente a dissipar), como no reg.de moto, também vale? As lâmpadas são ligadas em paralelo, se precisar de mais de uma?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 horas atrás, wainstock disse:

Muito obrigado @albert_emule Completo e elucidativo. Valeu mesmo.

Estou montando um protótipo, mas estou usando fios finos 27 AWG, enrolados triplamente para tentar aumentar a corrente produzida. Entretanto não acredito conseguir uma corrente alta. Só vou ter certeza quando começar os testes. Estou me antecipando para ter opções. Já fiz trifásico para ter opções. Vou estudar com calma o material que me enviastes. Qualquer dúvida abuso em lhe arguir.

Abç amigo

adicionado 15 minutos depois

@albert_emule O seu processo é bem mais simples e barato. Uma vez que elimina o uso do regulador de moto. Você já está usando-o? Qual potencia seu gerador produz em média?

 

Não tenho recursos naturais suficientes. Nem ventos e nem corredeira. 

 

 

4 horas atrás, wainstock disse:

 

O mosfet chega esquentar muito?

Mosfet é mais tranquilo.

Um só mosfet pode comutar 50 amperes tranquilamente. Esquenta muito pouco. 

 

4 horas atrás, wainstock disse:

No seu processo, o uso das lampadas (até 3 por corrente a dissipar), como no reg.de moto, também vale? As lâmpadas são ligadas em paralelo, se precisar de mais de uma?

No meu processo, você pode comutar todas as lâmpadas com um só mosfet. Ou dois mosfets em paralelo. 

 

Vou ver se arrumo tempo para montar um com este meu processo e mostro funcionando naquele transformador lá do vídeo. 

 

Vou colocar histerese no comparador: Fazer com que o comparador ligue o mosfet quando a bateria atingir 14.2V para ligar as lâmpedas e forçar a tensão do gerador abaixar para a bateria parar de carregar.

Depois deligar o mosfet para desligar as lâmpadas e fazer o gerador gerar livre quando a bateria abaixar para 13.5V. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lamento pela ausência dos elementos naturais para você empreender seus conhecimentos @albert_emule . Eu por minha vez, disponho dos recursos naturais em abundancia, mas tenho de correr atrás do conhecimento, para poder aproveita-los, e mts vezes falta mesmo o recurso financeiro para empreende-los.

Depois posto as fotos do projeto do meu gerador, para sua apreciação. Com certeza vou aproveitar suas observações, se você assim o permitir. Ainda mais que meus conhecimentos em eletrônica são muito parcos.

Disponho de água em abundancia, o ano todo, e, como o material disponível está mais fácil para hidrelétrica, estou optando para esta forma, mas pretendo experimentar o eólico para abarcar também esta fonte. Ainda mais, porque não disponho de rede elétrica na minha casa.

O mosfet do seu projeto é o 3102? A foto não está muito nítida.

Obs.: as especificações da minha bateria recomenda 13,65 V de carga máxima.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, wainstock disse:

Disponho de água em abundancia, o ano todo, e, como o material disponível está mais fácil para hidrelétrica, estou optando para esta forma, mas pretendo experimentar o eólico para abarcar também esta fonte. Ainda mais, porque não disponho de rede elétrica na minha casa.

depois de computar esta e outras informações (e sentir inveja - exceto pela falta de rede), permita-me observar...

Ao reduzir pro sistema 12V penso que estás a subutilizar teus recursos e a reduzir sua eficiência. Cogite um sistema de maior V. No momento, aproveite seus 60Vac com algo mais minimalista como um simples autotrafo pra 120V o qual poderá aplicar em alguns eletronicos diretamente. Futuramente pense em adquirir um gerador mais potente.

Mas pela adrenalina, continue a empreitada com o amigo @albert_emule

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Porque da inveja @Isadora Ferraz ? Tudo, mts vezes, é uma questão de escolhas. Em outras, temos de trabalhar conforme as circunstancias se apresentam. Posso lhe dizer que a falta da rede elétrica, para mim, abriu novas possibilidades e conhecimentos.

Minhas indagações, ainda são baseadas em suposições. Estou tentando me adiantar aos fatos que se apresentarem, para assim, saber que rumo tomar diante das necessidades.

Ainda estou montando o gerador e como disponho de pouco conhecimento, materiais e ferramentas à disposição, não sei exatamente o resultado que vou obter. Está sendo tentativa e erro.

Sua sugestão também é muito apreciada. Sem dúvida a minimização das perdas é algo preponderante. A otimização dos recursos naturais e renováveis é o desejo. Contudo, dispor das ferramentas para a geração de energia não é suficiente. Preciso abarcar outros conhecimentos para chegar ao produto final: autossuficiência energética, limpa e renovável.

Os 60V mencionados foi hipotético, mas claro que dispondo deste valor, e na utilização direta, o uso de transformador é muito adequado. Sua ideia é acertadíssima. Inclusive já andei estudando sobre trafos, mas infelizmente os dois que disponho são sem derivação central, o que me obrigaria o uso de CIs própios, como o IRS2453(1)D para um circuito inversor fullbridge. Não sei se é esta luz que você viu. Qualquer assertiva será muito apreciada.

Obrigado e abç

adicionado 9 minutos depois

P.S. Não conheço muito bem os autotransformadores. Vou pesquisar depois de cortar lenha para o fogão e a lareira...rs

adicionado 43 minutos depois

De forma simplória: O autotransformador dispõem de uma única bobina, podendo elevar ou reduzir uma tensão. Só ainda não sei como funciona estes valores de entrada e saída.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, wainstock disse:

depois de cortar lenha para o fogão e a lareira..

Só falta dizeres que tens aquecedor solar! Aí é que me trinco de inveja mesmo kk.

 

De fato pra um sistema adequado, você deve saber direitinho a tensão e corrente do gerador, ou seja, sua potência disponível. Sem este dado, terás dificuldade em prosseguir.

1 hora atrás, wainstock disse:

o uso de CIs própios, como o IRS2453(1)D para um circuito inversor fullbridge

ainda não cheguei neste nível, mas sim é uma opção. Pena que seu gerador é ac com ligeira perda na retificação.

 

1 hora atrás, wainstock disse:

O autotransformador dispõem de uma única bobina, podendo elevar ou reduzir uma tensão

quase. O resumo: ele tem duas bobinas em série casadas e unidas por um grande abraço eletromagnético pulsante. A 1ª engendra o mesmo valor em si aplicada na 2ª e há soma entre ambas.

Portanto, aí está a necessidade de ser ac e não só isso: há de ser na correta frequência.

 

off 1/2 on... o meu sistema é dc e com pouca vazão. Teorizei algo como acumular água e liberar uma vazão maior no horário necessário. ... a ideia está em banho maria.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Isadora Ferraz disse:

Só falta dizeres que tens aquecedor solar! Aí é que me trinco de inveja mesmo kk.

Mas nada como o cheiro e o bailar das chamas queimando (politicamente incorreto, entretanto mais poético). Com certeza aquecimento solar será um passo próximo; já faço uso solar, com inversor de tensão, para geração de energia.

 

1 hora atrás, Isadora Ferraz disse:

ainda não cheguei neste nível, mas sim é uma opção. Pena que seu gerador é ac com ligeira perda na retificação.

Estava estudando agora mesmo sobre multiplicadores de tensão. Pode me dizer algo na pratica?

 

1 hora atrás, Isadora Ferraz disse:

off 1/2 on... o meu sistema é dc e com pouca vazão. Teorizei algo como acumular água e liberar uma vazão maior no horário necessário. ... a ideia está em banho maria.

Sobre o autotransformador ainda não estou neste nível, tenho de pesquisar mais e logicamente ter os valores exatos obtidos, mas de antemão parece me que há limitação dos valores comercializados. Teria de pensar em algo personalizado? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Você dispões de muita força hidráulica aí? 

Pois se este for o caso, qualquer motor de indução grande, do tipo uns 5 CV já vai gerar pelo menos 2000 watts. 

Já vai gerar algo pronto para uso, para ligar geladeira, TV lâmpadas e eletrodomésticos diversos. 

 

Já gera 127Vac e 220Vac. 

 

https://www.youtube.com/watch?v=tqy4nJ4cZ5A

 

 

adicionado 41 minutos depois

Já estou ajustando o seu controlador de carga no simulador de circuitos eletrônicos. 

O último passo é montar na bancada o circuito real. 

 

Em verde eu simulei uma tensão variando entre 7V até quase 15V. Para simular que a bateria carregou até 15V e despis descarregou até 7V. Claro que isso na vida real não vai acontecer. É só para ver como se comporta o circuito. 

Em vermelho é a saída do comparador de tensão que irá ligar e desligar o mosfet. 

 

Esta simulação já me deu uma ideia dos trimpots que terei que incluir para poder ser possível ajustar o circuito para carregar a bateria nos momentos certos. 

 

Quando a tensão do gerador sobe muito, o pulso vermelho surge para ligar o mosfet para estes por sua vez ligar as lâmpadas e forçar a tensão do gerar a abaixar devido o consumo das lâmpadas. 

 

Quando a tensão abaixa, o comparador desliga o pulso vermelho que faz desligar as lâmpadas e por sua vez, deixa o gerar gerar livre. 

 

O resistor R4 faz a função de histerese que mencionei anteriormente. No circuito real ele é um trimpot. Ou um resistor em série com um trimpot de valor menor. 

 

 

 

 

69553846_1586280741509474_44098228003285

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, wainstock disse:

limitação dos valores comercializados

Eu já vi de 3000VA e deve haver maior ainda dispensando a personalização.

 

14 horas atrás, wainstock disse:

multiplicadores de tensão. Pode me dizer algo na pratica

Focando no seu 60Vac, teorizo que um dobrador de tensão você pode ligar algumas lâmpadas leds e até sua tv...

não vi o video todo...

 

Ao pesquisar fotos pra te mostrar achei este curioso anúncio dum conterrâneo do amigo França

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-858561749-como-fazer-dobrador-de-tenso-60hz-_JM?quantity=1

com curiosas perguntas...

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
16 horas atrás, wainstock disse:

Sobre o autotransformador ainda não estou neste nível, tenho de pesquisar mais e logicamente ter os valores exatos obtidos, mas de antemão parece me que há limitação dos valores comercializados. Teria de pensar em algo personalizado? 

 

Aqui perto numa loja de materiais de construção tem um de 5000Va na prateleira. 

 

adicionado 46 minutos depois
17 horas atrás, wainstock disse:

Estava estudando agora mesmo sobre multiplicadores de tensão. Pode me dizer algo na pratica?

 

 

Se seu gerador não tem potência para gerar, não adianta de nada multiplicar tensão. 

Pois é impossível multiplicar potência. 

 

O pessoal das energias renováveis dos grupos que participo no WhatsApp, tem usado motores de máquina de lavar daquelas Inverter que tem um motor BLDC. 

 

Os caras chegam gerar 100 watts em 12V girando a uns 150 RPM.

Eu acho fantástico arrancar essa potência toda em tão baixo RPM. 

 

Já no youtube eu vi um cara arrancar 350 watts de um destes motores de máquina de lavar, girando ele a uns 800 RPM.   

https://www.youtube.com/watch?v=zbVGldJKChQ&t=

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Em termos de eficiência de geração com geradores feito em casa, nada se compara a este gerador aí feito de motor BLDC de máquina de lavar inverter. 

 

Praticamente já vem pronto.

Do jeito que vem já gera uns 300 watts com muita eficiência e rotação relativamente baixa. 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
20 horas atrás, albert_emule disse:

@albert_emule Você dispões de muita força hidráulica aí? 

Pois se este for o caso, qualquer motor de indução grande, do tipo uns 5 CV já vai gerar pelo menos 2000 watts. 

Já vai gerar algo pronto para uso, para ligar geladeira, TV lâmpadas e eletrodomésticos diversos. 

 

Já gera 127Vac e 220Vac.

 

Sim, é numa montanha. Embora seja um riacho, tem uma boa vazão, mesmo na estiagem. Ainda não medi o volume para um cálculo de potencial hidráulico, mas projetado de maneira adequada poderá disponibilizar bastante força motriz. Contudo, neste momento, este riacho está fora da minha propriedade (o que não me impossibilita de usa-lo, está uns cem metros da minha casa), só me limita para desenvolver algo grandioso. Comecei fazer o meu projeto com ideia de um aerogerador, mas a medida que fui aprofundando meus estudos e avaliando as condições momentâneas, optei por este protótipo hidrelétrico (pouca rotação x alto potencial elétrico).

 

9 horas atrás, albert_emule disse:

O pessoal das energias renováveis dos grupos que participo no WhatsApp, tem usado motores de máquina de lavar daquelas Inverter que tem um motor BLDC. 

 

Os caras chegam gerar 100 watts em 12V girando a uns 150 RPM.

Eu acho fantástico arrancar essa potência toda em tão baixo RPM. 

 

Já no youtube eu vi um cara arrancar 350 watts de um destes motores de máquina de lavar, girando ele a uns 800 RPM.  

 

Sim! Já havia visto este vídeo. Inclusive o rapaz do outro que nossa amiga@Isadora Ferraz indicou, da inventos tube, tem farto material, independente da didática e do cunho comercial que ele acabou adotando. Talvez para frente seja uma boa opção. Quem sabe com uma roda Pelton?

No momento vou usar uma roda de bicicleta mesmo, adaptada em roda d"água, para com uma polia gerar o rotor. Algo simples, compacto e prático. Servindo mais ao proposito de abarcar conhecimento e testa-los na pratica. Se carregar o celular já ganhei, pois desta forma ganho o mundo e a amizade de vcs @albert_emule@Isadora Ferraz que com boa vontade e sabedoria compartilham conhecimentos.

adicionado 18 minutos depois

 

8 horas atrás, albert_emule disse:

Em termos de eficiência de geração com geradores feito em casa, nada se compara a este gerador aí feito de motor BLDC de máquina de lavar inverter. 

 

Praticamente já vem pronto.

Do jeito que vem já gera uns 300 watts com muita eficiência e rotação relativamente baixa.

 

Acho que um dos segredos está no estator (qtd de bobinas x espiras x bitola dos fios). Eu aproveitei os fios de um ventilador de teto (27AWG finos para uma corrente alta). 150 voltas com 3 fios enrolados juntos para tentar elevar a geração desta corrente, num conjunto de 12 bobinas com núcleo que vou ligar trifásico para tentar diminuir o peso sob carga. E o rotor com 12 grupos de imãs de neodímio. Vamos ver no que vai dar.

adicionado 33 minutos depois
12 horas atrás, Isadora Ferraz disse:

Focando no seu 60Vac, teorizo que um dobrador de tensão você pode ligar algumas lâmpadas leds e até sua tv...

@Isadora Ferraz Estudei os multiplicadores de tensão no site https://www.newtoncbraga.com.br/ Lá o prof assinala o uso de resistores para a proteção dos diodos. No vídeo que você postou usa-se super capacitores. Há a necessidades destes? Como dimensionaria os componentes?

10 horas atrás, albert_emule disse:

Se seu gerador não tem potência para gerar, não adianta de nada multiplicar tensão. 

Pois é impossível multiplicar potência. 

Creio que a corrente se perde na proporção da multiplicação da tensão. Não é isso?

Hipoteticamente teorizo produzir uma alta tensão com baixa corrente. Por isto, tvz um regulador dessa tensão.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
14 horas atrás, Isadora Ferraz disse:

Eu já vi de 3000VA e deve haver maior ainda dispensando a personalização.

@Isadora Ferraz

12 horas atrás, albert_emule disse:

Aqui perto numa loja de materiais de construção tem um de 5000Va na prateleira. 

@albert_emule

 

Nem vou mencionar as curiosas indagações do anúncio do mercado livre...rs eu mesmo já devo ter contribuído com mts risos.

A medida VA vale para corrente alternada apenas? seria tensão x corrente aparente? Me daria uma estimativa da potencia (watts) suportada pelo autotransformador?

Encontro nos anúncios sempre de 110v para 220v ou vice-versa, com os valores de VA (voltampere). Como funcionaria se tivesse os 60VCA e quisesse os 110VCC, considerando que a capacidade suportada seria dada pelo VA?

Por favor não achem curiosas minha ignorância...rs

adicionado 14 minutos depois
Em 20/08/2019 às 23:54, albert_emule disse:

Já estou ajustando o seu controlador de carga no simulador de circuitos eletrônicos. 

O último passo é montar na bancada o circuito real. 

 

@albert_emule O uso do seu circuito estaria condicionado a corrente gerada? Se em hipótese eu obtiver 60VCA com uma corrente de 2A, cerca de 120W com o gerador (milagres acontecem...rs) e quiser carregar uma bateria de 12V/12Ah ele funcionaria igualmente?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
10 horas atrás, wainstock disse:

@Isadora Ferraz

@albert_emule

 

Nem vou mencionar as curiosas indagações do anúncio do mercado livre...rs eu mesmo já devo ter contribuído com mts risos.

A medida VA vale para corrente alternada apenas? seria tensão x corrente aparente? Me daria uma estimativa da potencia (watts) suportada pelo autotransformador?

 

Geralmente se referem como sendo potência em Va em transformadores, pois eles tem uma pequena parcela de corrente no primário que serve para a magnetização do núcleo.

Se você ligar eles a vazio, vai poder mensurar uma corrente que eles drenam da rede elétrica. 

Desta corrente uma pequena parte é um pequeno consumo em watts (Perdas) que é transformada em calor. A outra parte é corrente reativa. 

 

A parcela de corrente reativa a vazio é responsável por informarem potencia em Va.

Mas em transformadores geralmente esta parcela de reativos costuma ser bem pequena. De forma que você nem deve se preocupar muito se é Va ou watts

É praticamente watts mesmo. 

 

Mas olha só uma curiosidade:

é um transformador de microondas. 

 

Olha o que ele consome a vazio.

11.5 amperes em 123Vac. Mas a potência a vazio é de 110 watts. 

Transformador de microondas tem muita corrente reativa. Por isso que a corrente é alta a vazio. Mas a potência registrada é só e 110 watts...

 

Até a potência registrada está alta. Pois um transformador de 3Kva costuma consumir uns 15 watts a vazio. 

Parece que o transformador de microondas é bobinado com poucas espiras para dar algum tipo de economia na fabricação.

As fábricas levam em conta que só fica até uns 15 minutos ligado. 

56555972_347615569215066_254172800758893

 

 

 

 

10 horas atrás, wainstock disse:

Encontro nos anúncios sempre de 110v para 220v ou vice-versa, com os valores de VA (voltampere). Como funcionaria se tivesse os 60VCA e quisesse os 110VCC, considerando que a capacidade suportada seria dada pelo VA?

Por favor não achem curiosas minha ignorância...rs

 

Se comprar um transformador destes comerciais de 110 x 220V ele vai aumentar a tensão em 100%

Logo se você usar ele para aumentar 60Vac, ele vai aumentar 100% de 60Vac, dando 120V no total. 

Talvez se usar dois deles em cascata consiga 240V. 

 

O certo seria bobinar logo um de 60V para 220V. 

Existem empresas que fazem este tipo de bobinamento. 

Tem até uns caras no mercado livre que fazem. 

 

Quanto a ser watts ou Va, não se preocupe. Em transformadores o Va é tão perto do watts, que praticamente você pode considerar só watts. 

 

Mas o problema é sempre a carga que está consumindo do transformador.

Se você tivesse um transformador que fornecesse 1000 watts e uma carga que consumisse 800 watts com fator de potência de 0.5, certamente seu transformador não suportaria, pois a carga estaria consumindo 1600Va do transformador, drenando 7A em 220 de para produzir 800 watts de um transformador que só consegue dar conta de 4,5 amperes.  

 

 

10 horas atrás, wainstock disse:
adicionado 14 minutos depois

 

@albert_emule O uso do seu circuito estaria condicionado a corrente gerada? Se em hipótese eu obtiver 60VCA com uma corrente de 2A, cerca de 120W com o gerador (milagres acontecem...rs) e quiser carregar uma bateria de 12V/12Ah ele funcionaria igualmente?

 

Funciona normalmente.

 

Na verdade aquela história de frear o gerador colocando cargas de lâmpedas para consumir potência alta para forçar a tensão abaixar, é mais para geradores eólicos. 

Em geradores eólicos não é bom deixar eles rodarem soltos, pois prejudica a vida útil se girarem demais. Pode quebrar as pás.

 

Mas no seu caso de roda d'água, ao invés de frear, conectando cargas de lâmpadas no gerador, podemos apenas desconectar o positivo da ponte retificadora do polo da bateria. 

Usar o mosfet para desligar o gerador da bateria quando tiver carregada. 

 

Daí o gerador roda livre quando a bateria tiver carregada.   

adicionado 6 minutos depois

Na verdade é tecnicamente mais fácil fazer o mosfet desligar o gerador da bateria pelo polo negativo. 

Mas o resultado é o mesmo que se desligasse pelo polo positivo. 

É só questão de facilidade de acionamento do mosfet. 

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
43 minutos atrás, albert_emule disse:

Usar o mosfet para desligar o gerador da bateria quando tiver carregada. 

eu radicalizaria ainda mais a questão da vida útil do sistema...

Em 18/08/2019 às 21:07, Isadora Ferraz disse:

um sistema de controle da rotação do seu gerador

Apesar da invejável abundância de recursos hídricos, penso que pode manter o gerador bem lento ou até mesmo pará-lo de vez quando satisfeitos os requisitos da bateria ou da sua casa.

De fato, um sistema com um registro dágua e motor pra controlar a vazão é uma alternativa curiosa que já tive idealizando.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
12 horas atrás, wainstock disse:

Se em hipótese eu obtiver 60VCA com uma corrente de 2A, cerca de 120W com o gerador (milagres acontecem...rs) 

 

O pessoal dos grupos de geradores eólicos tem extraído isso dos ventos com pás de 1.5 metros e motor de maquina de lavar daquelas máquinas modernas. Motor BLDC. 

 

Se com ventos os caras já extraem isso e as vezes até mais, imagina você aí com corredeira que drena bastante água?😱 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Isadora Ferraz disse:

Apesar da invejável abundância de recursos hídricos, penso que pode manter o gerador bem lento ou até mesmo pará-lo de vez quando satisfeitos os requisitos da bateria ou da sua casa.

De fato, um sistema com um registro dágua e motor pra controlar a vazão é uma alternativa curiosa que já tive idealizando.

 

Boa ideia também.

Daria para usar o mesmo circuito eletrônico que coloquei aí em cima.

Mas ao invés dele conectar e desconectar o gerador da bateria, iria acionar um motor que iria fechar ou abrir comportas de controle de vazão. 

 

Apenas teria o custo maior da estrutura e do motor. Mas funcionaria com bastante eficiência também. 

 

Eu daria preferência à montagem mais simples o possível.

Iria preferir colocar o mosfet ligando e desligando o gerador nos polos da bateria. 

 

 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!