Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
PlayerUzumaki

tenho que trocar a pasta termica?

Posts recomendados

3 minutos atrás, PlayerUzumaki disse:

@Jonas.Niemeier realmente preciso limpa-lo mas não existe um programa para isso? pois teria que abrir meu pc de novo

 

Bom, Não existe um programa que retire a poeira acumulada no cooler kkkk

Mas voce pode passar um pincel por cima e tirar uma parte da poeira..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Jonas.Niemeier quis dizer um programa para ver o modelo do cooler kk

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, PlayerUzumaki disse:

@Jonas.Niemeier sim o modelo é ATX230WP4

errei aqui foi mal

 

Essa fonte é igual uma dessa Fonte TDA 450W ?

 

Se for esqueça.

 

Marca boa é Corsair, EVGA e Pcyes.

 

Das Pcyes as boas é as electro v2.

 

 

Desculpe a demora para retornar, estava em stream como é de costume, toda segunda, quarta e sexta é a mesma coisa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
4 minutos atrás, Elder Nauvirth disse:

Essa fonte é igual uma dessa Fonte TDA 450W ?

 

Se for esqueça.

 

Marca boa é Corsair, EVGA e Pcyes.

 

Das Pcyes as boas é as electro v2.

 

 

Desculpe a demora para retornar, estava em stream como é de costume, toda segunda, quarta e sexta é a mesma coisa.

Faz stream? em qual plataforma? me envie o link no meu privado

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Me desculpem refutar a questão do PFC, mas ele não influencia em nada na saída da fonte...

 

o PFC ativo significa que a fonte tem correção de fator de potência na entrada reduzindo o seu consumo de energia elétrica por diminuir a energia reativa "consumida" nos indutores durante o chaveamento para magnetização dos núcleos.

 

Acredito que a excelentíssima @Isadora Ferraz vai saber me dizer se estou certo quanto à isso.

 

Claro que como engenheiro também recomendo fortemente que seja utilizado PFC ativo por questões de qualidade de energia e eficiência de consumo. Mas não tomaria isso como uma prioridade, se for comprar uma fonte nova dê preferência à este fator, mas não faça a troca exclusivamente por causa disso...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
6 horas atrás, Eder Neumann disse:

Me desculpem refutar a questão do PFC, mas ele não influencia em nada na saída da fonte...

 

o PFC ativo significa que a fonte tem correção de fator de potência na entrada reduzindo o seu consumo de energia elétrica por diminuir a energia reativa "consumida" nos indutores durante o chaveamento para magnetização dos núcleos.

 

Acredito que a excelentíssima @Isadora Ferraz vai saber me dizer se estou certo quanto à isso.

 

Claro que como engenheiro também recomendo fortemente que seja utilizado PFC ativo por questões de qualidade de energia e eficiência de consumo. Mas não tomaria isso como uma prioridade, se for comprar uma fonte nova dê preferência à este fator, mas não faça a troca exclusivamente por causa disso...

 

Um padrão que muitos da comunidade de informática tomaram como importante mais de década atrás foi a questão do PFC ativo, pois a maioria das fontes que passavam nos testes aqui nos testes do CDH tinham esta característica presente. Um dos poucos modelos que sequer vi que passou em testes, contendo as proteções adequadas e fornecendo energia de qualidade, foi a Ice Age da 3Rsystem. Essa fonte acabou sendo um fiasco, pois queimava sozinha e do nada. 

As características que prezamos em fontes hoje são a certificação 80+ (que já sabemos que ocasionalmente acaba sendo uma farsa, mas ainda é importante), o fato de a fonte ter sido testada e aprovada por alguma revista conceituada (com baixo nível de ripple e tudo mais), e se tem PFC ativo. Nenhum desses fatores é mais importante, na minha opinião, do que a fonte ter passado por testes rigorosos. 

Ainda sim eu sempre me atenho a um fator alheio a tudo isso, qual é a marca. Marcas como Corsair, Seasonic e Antec sempre tiveram tradição de qualidade mesmo em seus modelos de entrada. Assim sendo eu esqueço quase que completamente de todo o resto (exceto os testes, que ainda busco SEMPRE).

As fontes que a comunidade aqui do CDH recomenda seguem em parte esses critérios, apesar de eu ainda ter meus receios com essa tal de PCYES por nunca ter montado nenhum computador com ela, tampouco ter visto testes detalhados.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

As razões pelas quais a PFC ativa se tornou um dos critérios de qualidade das fontes é porque fabricantes "budget" simplesmente não se dão ao luxo de colocar nas fontes, mas conforme mencionei, a ausência deste recurso mesmo em fontes antigas não desmerece uma qualidade construtiva pois este item não foi um requisito no passado devido a falta de preocupação que os reativos de rede poderiam provocar, até por que a alta demanda de computadores num mesmo espaço, num nível que pudesse comprometer a qualidade da energia elétrica, é um problema recente (meados de 1995 com a popularização de padrões para o hardware de microcomputadores) e portanto nem toda fonte de qualidade possuirá necessariamente este recurso.

 

E reitero, se for adquirir uma fonte nova dê preferência às que possuem este recurso, pois além de representarem um mínimo de preocupação na qualidade do projeto, evitam problemas maiores com a rede elétrica.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!