Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Tomazelli

Componente para PWM em alta tensão

Posts recomendados

Olá!

 

Alguém sabe indicar algum componente (MOSFET ou algo que cumpra a mesma função) capaz de aguentar tensão na casa dos 311 V? 

 

Eu já fiz alguns projetos onde usava PWM com MOSFETS, entendo bem o princípio, mas sempre em baixa tensão, 12, 5V... 

 

Agora eu preciso fazer um PWM com alta tensão, com tensão de pico de 220V AC. Trata-se de um freio para motor de indução, onde irei injetar corrente contínua para o motor freiar. Eu preciso controlar a intensidade desse freio, o que pensei em fazer com um PWM. Mas não conheço nem consegui achar nenhuma informação sobre PWM com alta tensão, sobre que com componente aguentaria alta tensão.

 

Obrigado.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

bt136-600

 

Segura até os 600v, mas fique atento ao datasheet dele e use um bom dissipador.

 

O Circuito é algo como:

 

image.png.f79e7eefa6949c79e651685dd27acc9e.png

 

A Rede usa 60hz de frequência... se você ativar o triac da forma 1 ciclo sim, 1 ciclo não, já ficou em 30hz... sacou? :v 1 sim, 2 não = 20hz, ai vai da criatividade :v

 

Recomendo ativar sempre no começo do ciclo, não na metade, tinha um tópico do @faller sobre isso...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Agradeço a disposição, mas eu preciso de um MOSFET ou algo do gênero mesmo.

 

Para freiar o  motor preciso injetar corrente contínua nele, depois de retificar a corrente alternada. O TRIAC iria injetar corrente alternada, o que faria o motor continuar funcionando.

 

Para freiar, logo após o motor ser desligado, vou injetar CC por um certo intervalo de tempo, também regulável. Mas preciso também regular a força do freio, não pode ser muita ou causaria problema estrutural, por isso o PWM.

  • Triste 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
agora, Isadora Ferraz disse:

Tem milhares. Clique aqui e verifique no site digikey. Filtrei acima de 600V e 10A. Filtre melhor pro seu caso.

Putz! Era de um site assim que eu precisava!

 

Muito obrigado!

  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

E porque não usar um SCR? 

Pois só passa metade da onda por ele. 

Óbvio que com dois SCRs e dois diodos se faz a onda completa. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Renato.88 disse:

E porque não usar um SCR? 

Pois só passa metade da onda por ele. 

Óbvio que com dois SCRs e dois diodos se faz a onda completa. 

 

Pois ele quer frear o motor injetando corrente continua e ao mesmo tempo controlar o nível da corrente. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, albert_emule disse:

 

Pois ele quer frear o motor injetando corrente continua e ao mesmo tempo controlar o nível da corrente. 

Isso aí. 

Ao mesmo tempo que os SCRs transformam a CA em CC 

Também é possível controlar a corrente deixando passar somente um pedaço da senoide formando um Pwm. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
8 horas atrás, Renato.88 disse:

Isso aí. 

Ao mesmo tempo que os SCRs transformam a CA em CC 

Também é possível controlar a corrente deixando passar somente um pedaço da senoide formando um Pwm. 

Então, a serra circular da escola onde dou aula tem um freio de fábrica com SCRs, inclusive foi trocado há poucos dias pois deu problema. Mas quero fazer um para a minha, que tenho em casa.

 

Pensei em MOSFET pois ando meio "preguiçoso" para eletrônica, iria botar uma arduíno para controlar tempo e o duty cycle da frenagem. 

 

Não tenho ideia de como usar dois SCRs, de controlar o disparo deles. Seria algo parecido com o controle de disparo dos TRIACs? Se sim, seria até fácil, diodos, capacitor, trimpot para controlar o disparo... Daria para fazer todo analógico, com um 555 para controlar o tempo. 

adicionado 1 minuto depois
5 horas atrás, MOR disse:

Poxa, muchas gracias! 

 

No meu caso não dá para usar freio motor, não caberia, nem contra-corrente, pois o motor é mono e não permite reversão instantânea, mas a parte do freio por CC vai me ajudar bastante a dimensionar as coisas que eu teria de fazer só testando. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já pensou em simplesmente aplicar cc nela sem controle preciso de corrente? Algo como só retificar e pimba. Afinal você quer que era pare o + rápido possível. Aplique por 1 ou 2 segundos uns 20...70% da vac em dc: tempo e tensão insuficientes pra dano definitivo às bobinas.

25 minutos atrás, Tomazelli disse:

teria de fazer só testando.

 

 

Uma aplicação curiosa pra serra circular tipo makita.  Sua inércia ao desligar é de fato perigosa e irritante.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
agora, Isadora Ferraz disse:

Já pensou em simplesmente aplicar cc nela sem controle preciso de corrente? Algo como só retificar e pimba. Afinal você quer que era pare o + rápido possível. Aplique por 1 ou 2 segundos uns 20...70% da vac em dc: tempo e tensão insuficientes pra dano definitivo às bobinas.

 

Uma aplicação curiosa pra serra circular tipo makita.  Sua inércia ao desligar é de fato perigosa e irritante.

O problema maior em parar muito rápido é afrouxar a porca que prende o disco no eixo da máquina. Quando a serra gira no sentido correto a porca é apertada (rosca esquerda nesse eixo), mas, ao parar muito rápido, a inércia poderia fazer a porca soltar.

 

Não é bem uma "makita", é uma serra estacionária grande, motor de 3 cv. Dá para conviver tranquilamente sem freio, mas o freio facilita muito, agiliza.

adicionado 18 minutos depois
agora, Isadora Ferraz disse:

uns 20...70% da vac em dc

Como aplicar 20-70% da tensão em CC? Na minha cabeça a primeira solução que veio foi PWM, depois de retificar em CC.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Tomazelli

Na minha primeira referência, tem um parágrafo sobre o assunto.

"Frenagem Dinâmica/Eletromagnética"

Lá menciona que o valor da tensão cc de frenagem vai produzir uma corrente nas bobinas, que não deve ultrapassar o valor nominal da corrente do motor.

Então o valor da tensão cc deve ser bem menor que o valor da tensão ca.

Leia esse parágrafo.

MOR_AL

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Tomazelli disse:

Como aplicar 20-70% da tensão em CC?

Pode usar um auto transformador. 

Se o motor é 220V pode aplicar 110V nele. 

Ou então se tiver disponível pode puxar o 127V de uma outra instalação. 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Renato.88 disse:

Pode usar um auto transformador. 

Se o motor é 220V pode aplicar 110V nele. 

Ou então se tiver disponível pode puxar o 127V de uma outra instalação. 

 

Simples e, por isso, genial. 

 

Basta puxar o neutro e terei 127V na máquina. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...