Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Matthwus

Alterar esse circuito de proteção, para funcionar em uma fonte

Posts recomendados

Bom Dia Galera, tenho esse circuito de proteção em um carregador de baterias, e funciona perfeitamente bem, porém vejo que você só tem tensão na saída quando estiver uma bateria conectada, pois precisa fazer o mosfet conduzir, queria colocar esse circuito em uma fonte, será que é possível ?

Sem título1.png

 

Testei no simulador proteus adicionando um resistor de 1k no ponto indicado em vermelho:

1213772901_proteo.thumb.png.c4d5dd01ed8d8482128b3c0d36cee366.png

A principio funcionou no proteus, mas como se trata de um simulador, decidi vim aqui pegar opinião dos mais experientes, ou sugestão de alguma alteração para que ele funcione na saída de uma fonte.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

porque não um resistor + push button em série, só pra dar a partida?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
19 minutos atrás, caolne disse:

porque não um resistor + push button em série, só pra dar a partida?

Interessante, mas eu queria algo mais pratico, apenas apertando o botão de ligar e desligar, e ela já funcionar de primeira, se não preciso ligar ela, e depois mais esse pulso para acionar a saida.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Esse circuito foi projetado para recarga de baterias . Dessa forma, como já sabes, só conecta quando a bateria estiver presente e com a polaridade correta. Essa é a sua função e razão de existir.

Numa fonte para outros fins o circuito é inútil. Mesmo que consiga driblar a lógica para funcionamento em carga simples que benefício terás? Será uma inutilidade completa pois o circuito não protege de sobrecarga ou curto.

  • Curtir 2
  • Obrigado 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A ideia do circuito é somente ligar quando a bateria estiver sem carga e diminuir a corrente quando a bateria estiver carregada. 

Logo numa fonte não faz sentido nenhum mesmo, tanto que num curto acidental na saída vai torrar os componentes do mesmo jeito. 

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É uma pena, não conseguir utilizar ele para a fonte, é um circuito que funciona muito bem.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
3 horas atrás, Matthwus disse:

É uma pena, não conseguir utilizar ele para a fonte, é um circuito que funciona muito bem.

Qual é o seu objetivo em colocar ele na fonte? 

  • Curtir 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Renato.88 disse:

Qual é o seu objetivo em colocar ele na fonte? 

Evitar que algum curto exploda os transistores de saída.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
9 horas atrás, Matthwus disse:

tenho esse circuito de proteção em um carregador de baterias

 

23 minutos atrás, Matthwus disse:
2 horas atrás, Renato.88 disse:

Qual é o seu objetivo em colocar ele na fonte? 

Evitar que algum curto exploda os transistores de saída.

 

Gostei desse conjunto de pergunta e resposta. Colocou o tópico no eixo pois estava sendo discutida a utilidade do circuito sem que o foco do objetivo fosse declarado.

Primeiro é necessário saber sobre a fonte que está fornecendo a tensão. Caso seja um SMPS (chaveada) a limitação de corrente que protege o transformador de saturação existente na maioria delas fará a função de limitar a corrente de saída de forma inerente. Algumas pessoas gostam de utilizar baterias como fonte, principalmente quando o objetivo é áudio. O método permite desenvolver o circuito sem se preocupar com ruídos de fonte. Para baterias como fonte vale a pena pensar em proteção. Para fonte SMPS acho discutível exceto se estiver pensando em fonte de bancada, um caso muito específico onde se protege o circuito e não a fonte.

Nos fale sobre o uso que prtetende fazer.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

 

 

Gostei desse conjunto de pergunta e resposta. Colocou o tópico no eixo pois estava sendo discutida a utilidade do circuito sem que o foco do objetivo fosse declarado.

Primeiro é necessário saber sobre a fonte que está fornecendo a tensão. Caso seja um SMPS (chaveada) a limitação de corrente que protege o transformador de saturação existente na maioria delas fará a função de limitar a corrente de saída de forma inerente. Algumas pessoas gostam de utilizar baterias como fonte, principalmente quando o objetivo é áudio. O método permite desenvolver o circuito sem se preocupar com ruídos de fonte. Para baterias como fonte vale a pena pensar em proteção. Para fonte SMPS acho discutível exceto se estiver pensando em fonte de bancada, um caso muito específico onde se protege o circuito e não a fonte.

Nos fale sobre o uso que prtetende fazer.

Tenho esse circuito montando:

Fonte12a20V10A-Esquemticodafonte.jpg&key

Porém com um regulador de tensão fixa, 7812 com alguns diodos na referencia para subir até uns 14v, e junto com ele tenho o circuito de proteção postado a cima, utilizo como carregador de baterias.

pretendia trocar o 7812 por um 317 e deixa a fonte variável, mas o circuito de proteção postado a cima, não funciona sem a bateria pois o mosfet nao conduz, então queria saber se posso deixar sem mesmo, ou é bom por alguma proteção na saída ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Vamos por partes:

Sobre a intenção de recarregar baterias: Uma inversão de polaridade entre a bateria e a fonte é desastrosa pois mesmo descarregada ainda conserva uma quantidade razoável de energia. Para uma proteção simples pensando na bateria aquele primeiro circuito com Q1, Q2 e R2 já é suficiente. Todos os demais componentes são de sinalização, presença opcional, não contribuem para proteção.

Ainda sobre a intenção de recarregar baterias deve pensar sobre a tensão e corrente máxima, tem que nos dizer se é automotiva ou estacionária. A automotiva aguenta recarga rápida mas não fornece tanta energia quanto declara. O forte dela são os altos picos de corrente, necessários ao motor de partida do carro. A estacionária consegue entregar 80% da energia prometida sem degradação. Sua limitação é a carga lenta, degrada com carga rápida. Nos fale sobre o tipo de bateria, se é para recarregar seu carro ou seja lá qual for o uso dela.

Como tb pretende ter uma fonte variável isso me faz pensar numa fonte de bancada. O legal da linear é a facilidade de montar e a fácil expansão e manutenção. O ruim é que esquenta pra ***** dependendo do uso. Além de recarregar a bateria que outro uso pretende fazer? Um simples transformador de 12V x 60VA mais um jogo de diodos já recarrega uma bateria automotiva de forma simples e segura.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

Vamos por partes:

Sobre a intenção de recarregar baterias: Uma inversão de polaridade entre a bateria e a fonte é desastrosa pois mesmo descarregada ainda conserva uma quantidade razoável de energia. Para uma proteção simples pensando na bateria aquele primeiro circuito com Q1, Q2 e R2 já é suficiente. Todos os demais componentes são de sinalização, presença opcional, não contribuem para proteção.

Ainda sobre a intenção de recarregar baterias deve pensar sobre a tensão e corrente máxima, tem que nos dizer se é automotiva ou estacionária. A automotiva aguenta recarga rápida mas não fornece tanta energia quanto declara. O forte dela são os altos picos de corrente, necessários ao motor de partida do carro. A estacionária consegue entregar 80% da energia prometida sem degradação. Sua limitação é a carga lenta, degrada com carga rápida. Nos fale sobre o tipo de bateria, se é para recarregar seu carro ou seja lá qual for o uso dela.

Como tb pretende ter uma fonte variável isso me faz pensar numa fonte de bancada. O legal da linear é a facilidade de montar e a fácil expansão e manutenção. O ruim é que esquenta pra ***** dependendo do uso. Além de recarregar a bateria que outro uso pretende fazer? Um simples transformador de 12V x 60VA mais um jogo de diodos já recarrega uma bateria automotiva de forma simples e segura.

Então como disse tenho aquele circuito a cima junto com a proteção e utilizo para carregar baterias automotivas, porém vou transforma-lo em uma fonte variável, trocando o 7812 por um lm317, porém queria algum circuito de proteção para a fonte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olhando para o segundo circuito postado, o que tens até o capacitor de 38000 uF é uma fonte não estabilizada de uns 25V. Com um módulo stepdown consegue fácil ter variação de tensão e limitação de corrente. Na foto abaixo um modelo com ajuste de tensão e corrente até 5A.

regulador-tenso-corrente-stepdown-buck-x

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
2 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

Olhando para o segundo circuito postado, o que tens até o capacitor de 38000 uF é uma fonte não estabilizada de uns 25V. Com um módulo stepdown consegue fácil ter variação de tensão e limitação de corrente. Na foto abaixo um modelo com ajuste de tensão e corrente até 5A.

regulador-tenso-corrente-stepdown-buck-x

Ai eu consigo deixa ele como o carregar normal, e também derivar essa saída variável né ?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Consegue sim mas a sua ideia tem um grave problema na parte de recarga de bateria. Fazer uma regulação linear de 25V para os 14V de recarga de bateria vai fazer um baita dum aquecimento nos transistores de potência e LM317. O circuito foi bem calculado pelo @faller mas depende de dissipadores. Se a recarga de bateria for eventual talvez não valha a pena ter um circuito mais racional mas não se esqueça de fazer um bom investimento na dissipação de calor.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
51 minutos atrás, Sérgio Lembo disse:

Consegue sim mas a sua ideia tem um grave problema na parte de recarga de bateria. Fazer uma regulação linear de 25V para os 14V de recarga de bateria vai fazer um baita dum aquecimento nos transistores de potência e LM317. O circuito foi bem calculado pelo @faller mas depende de dissipadores. Se a recarga de bateria for eventual talvez não valha a pena ter um circuito mais racional mas não se esqueça de fazer um bom investimento na dissipação de calor.

Ja tenho o carregador funcionando (com um regulador 7812 mais 3 diodos na referencia), como disse antes ja tenho esse esquema montado, só vou adicionar essa saída variável.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sobre sobrecorrente, eu sempre tive uma quedinha por este circuito

 

  • Amei 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Um zener + scr dão bom resultado.

Prote%C3%A7ao-Crowbar-de-circuitos-TTL.j

Agora, fazer a proteção com V ajustável já começamos a beirar as raias da paranoia...

  • Obrigado 1
  • Haha 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

ebook grátis "Aprenda a ler resistores e capacitores", de Gabriel Torres

GRÁTIS! BAIXE AGORA MESMO!