Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
Donatelli

Computador pirata ocupa 70% do mercado brasileiro.

Recommended Posts

A cada 100 computadores pessoais vendidos no ano passado no Brasil, 70 eram clonados, ou seja, montados ilegalmente. Em 2004, a expectativa é que o número suba para 74. É o que revela um estudo realizado pela IDC, consultoria especializada em tecnologia da informação, a pedido da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica).

A "participação de mercado" dos PCs ilegais vem subindo há anos: se em 2003 era de 70%, em 99, mostra o levantamento, era de 59%; em 96, menos de 40%. Esses números são explicados por outros percentuais: um computador pessoal clonado, sem nota fiscal, é 41% mais barato do que um vendido por um fabricante oficial.

De acordo com os dados da IDC, a evolução das vendas no Brasil por tipo de fabricante seguiu caminhos opostos nos últimos oito anos: as dos PCs confeccionados oficialmente por fabricantes nacionais e internacionais caíram, enquanto as dos chamados "cloneiros", que montam o computador ilegal, subiram.

A ironia é que a China, país tradicionalmente associado a irregularidades na venda de componentes, passou de uma participação de 85% em 1999 para 73% no ano passado. A maioria dos países pesquisados pela IDC, no entanto, também registrou alta em seu percentual de clonados.

Com exceção dos monitores, os demais componentes dos PCs ilegais são adquiridos em sua maioria de forma irregular (mais de 50% dos gabinetes, placas-mãe e processadores, entre outros).

"Com a carga tributária crescendo, as vendas no mercado informal também aumentam", analisa Hugo Valério Júnior, diretor de informática da Abinee.

Segundo a entidade, a ilegalidade generalizada faz com que o Brasil não atraia mais novas empresas em toda a cadeia de PCs.

O país perdeu R$ 1,5 bilhão em arrecadação em 2003 por conta desse mercado ilegal. Cerca de 62% dos PCS comprados pelo governo também são clonados.

"Os canais são os distribuidores que vêm de Miami ou do Paraguai. Os pequenos vendedores não compram diretamente", afirma Ivair Rodrigues, gerente de pesquisas da IDC.

Perfil dos "cloneiros"

A IDC fez a pesquisa com 120 "cloneiros", pessoas físicas e jurídicas, além de utilizar no estudo dados de outras pesquisas realizadas pela consultoria. Dessa forma, chegou a um perfil de cada um.

A maior parte dos "cloneiros" pessoas físicas não paga impostos para adquirir componentes, que são muitas vezes contrabandeados. O único custo é a mão-de-obra, telefone e entrega, estimada em cerca de R$ 20. No caso dos pessoas jurídicas, muitos compram parte dos componentes oficialmente e parte ilegalmente.

O negócio é tão bom que a expectativa de vendas dos "cloneiros" para os próximos 12 meses é otimista: 46% e 65%, respectivamente, dos "cloneiros" pessoas físicas e jurídicas apostam em aumento das vendas.

Como é muito difícil falsificar componentes de PCs, que envolvem tecnologia muito sofisticada, os computadores clonados são na maioria das vezes iguais aos dos fabricantes oficiais, com a diferença, é claro, que não possuem garantia e suporte técnico. Cerca de 99% dos clonados, no entanto, são vendidos sem nota fiscal, ou seja, comprá-los é crime.

É por isso que as principais medidas cobradas do governo pelo setor são redução de impostos -a carga tributária chega a 30% do produto- e fiscalização mais rígida. "O governo arrecadaria mais se baixasse a alíquota para 5%, 6%", diz Valério Júnior.

Fonte: Folha Online

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ué , mas eles queriam o que tambem?

como no Brasil, onde o poder aquisitivo é baixissimo (não me venham com renda per capita, todo mundo sabe que esse dado é "irreal" devido a pessima distribuiçao de renda brasileira).

Os impostos desse desgorverno são altissimo, temos como unica opção aquela famosa "compra sem nota".

não me digam que é para "proteger a industria nacional",me diz quantas fabricas de pc existem no Brasil? Ta bom, tem a Fic e mais umas aí de unidades de disquete(Manaus) , que mais??? p* nenhuma....

Eles reclamam da pirataria, do "sem nota", mas são eles mesmos que nos forçam a isso e onde todo esse dinheiro dos impostos param?, boa pergunta!

teh!! :angry:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa é uma questao complexa... A maioria dos consumidores de informática não tem consciencia, nem conhecimento, para fazer uma ideia de custoxbenefício. Geralmente analisam apenas o custo,e logico que o custo de um produto "clonado" é muito menor. Mesmo entre os consumidores não leigos, como a maioria dos frequentadores aqui do forum, preferimos comprar os produtos do paraguai a comprar numa loja que forneça NF (e que por isso é cerca de uns 30% mais cara).

Uma medida que poderia contribuir para diminuir o problema de pirataria seria a diminuição da carga tributária. Pagamos muitos impostos e isso deixa os produtos oficiais muito caros.

Outra medida seria uma fiscalização muito mais severa, com punições mais severas também.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sim é necessario baixar impostos, mas tb é preciso desburoclatizar o setor. Alguem aqui já tentou fazer isso legalmente, é preciso montar uma empresa pagar um monte de taxas e impostos, isso é caro e trabalhoso, graças a buroclacia temos que esperar no minimo 120 dias para poder começar a trabalhar, agora eu pergunto se isso acontecer do que vão viver milhares de tecnicos que tem na montagem de micros sua unica fonte de renda???

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O governo deveria ter um plano para mudar esta situação !!

Só que o primeiro passo seria baixar ou cortar impostos, só que ai você já viu !!!

Eu acho que o contrabando nesse pais só vai acabar quando eles criarem vergonha na cara e para de colocar tantas taxas na linha cinza do mercado !!

eita brasilzão !... <_<

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por ldotld2@04 nov 2004, 01:16

Sim é necessario baixar impostos, mas tb é preciso desburoclatizar o setor. Alguem aqui já tentou fazer isso legalmente, é preciso montar uma empresa pagar um monte de taxas e impostos, isso é caro e trabalhoso, graças a buroclacia temos que esperar no minimo 120 dias para poder começar a trabalhar, agora eu pergunto se isso acontecer do que vão viver milhares de tecnicos que tem na montagem de micros sua unica fonte de renda???

E tenta fechar uma empresa ?! é mais dor de cabeça e gastos !! Fora os custos mensais com empregados. Tudo isso deixa o produto original muito mais caro. E logicamente que nós, que não plantamos dinheiro, temos que procurar os produtos mais baratos !!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

e vai crescer muito mais...

eu mesmo só compro peças direto do distribuidor e sem nota fiscal...

vendo vários pc's pela metade do preço q nas lojas e ainda ganho um lucro enorme...

é assim mesmo... pra tirar nota fiscal tem q pagar mais 8% do valor da mercadoria... é um absurdo...

e vou só continuar.. assim levo a vida e muitos a levam com um computador por minha causa!!!

valeu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A carga tributária é muito grande e como nós :looka: precisamos de hardware bem ... :rolleyes: temos que usar maneiras impróprias ( robauto, paragua, contrabando, dentre outros).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Enquanto não formarem uma equipe econômica que não tenha vindo a APAE, não tem jeito. Será que eles são tão retardados a ponto de não perceberem que a arrecadação é inversamente proporcional ao aumento de impostos ?!?! Será que não vêem que se reduzirem os impostos eles, além de arrecadar mais, tirarão muitas pessoas do mercado informal e da ilegalidade ?? E que não é só isso, que não haverá mais tanta necessidade da polícia federal gastar tempo e recursos atrás de contrabandistas ??

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Achei esse texto péssimo e tendencioso. Ele quer mostrar que todo computador que não é dell, compaq ou algo assim, é ilegal, contrabandeado, ruim, etc.

Obviamente foi uma notícia "patrocinada" por esses grandes fabricantes...

É claro que, em muitos casos, quem monta máquinas usa peças compradas sem nota fiscal. Mas o autor quer fazer o leitor acreditar que TODA máquina montada tem origem ilegal e duvidosa.

Chegam a criar um nome pejorativo para quem monta micro: "cloneiro". E dizer que 99% dos micros montados não para imposto é mentira pura.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Achei esse texto péssimo e tendencioso. Ele quer mostrar que todo computador que não é dell, compaq ou algo assim, é ilegal, contrabandeado, ruim, etc.

Obviamente foi uma notícia "patrocinada" por esses grandes fabricantes...

Tbem não concordo com o termo "cloneiro",,é bem pejorativo,,,,mas tbem não concordo quando você diz que é uma pesquisa patrocinada por grandes fabricantes :tantan: ...Isso foi noticia nos principais jornais do país,e é uma pesquisa como outra qulaquer,feita para se ter controle,ideia,noção de como anda tal setor, se progrediu, se não.

A área de informática é uma das que mais sofrem com a pirataria e o contrabando,essa é a verdade!!E é verdade tbem que a maioria dos produtos que chegam ao paraguai,provém de lavagem de dinheiro,a maioria do narcotráfico!

Ou seja,compro um micro numa loja(que me dá garantia de um ano,por conta própria, pois os fornecedores lhe dão 6 meses),essa loja compra de um sacoleiro(ou direto,através de sites eou pessoalmente),que compra do paraguai,que lava o dinheiro...

E com relação a taxa de juros,acho que esse não é o ponto principal.Acho que o que impede uma queda dos preços,é mesmo a origem da sua manufatura.Me falem quais boas marcas de produtos de informaticas,são fabricados aqui?????

E se o governo liberar as taxas de importação,além de défit enorme,seriamos um enorme Paraguai!!! <_<

Fui's :-BEER

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Visitante

Pejorativo é apelido pra esse "CLONADOR"

Aliás... GRAÇAS Á DEUS que os pc's montados (ao seu gosto) não são CLONES destas porcarias de marca que vendem por aí...

(Algumas se salvam, mas olha a maioria nas lojas...celerdon 2.5, 128 de ram, etc. pelo preço q você monta um XP off board com uns 512 de ram...)

Qual das máquinas você pegaria? :P

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Guest carmagedon666

:D fALA ai,

Não é que sejam todos os computadores "clonados", insisto, o problema é o protecionismo que dobraria o preço dos nossos computadores "favoritos".

Vejam e me corrijam se eu estiver errado, nossos computadores favoritos seriam AMDs e suas peças seriam em sua maioria dos Tigres Asiáticos e Chineses, agora, esses outros do tipo Intel com peças Europeias (ECC) são os que "achamos" caros e de menor benefício X Custo! :(

Não existe uma rota direta entre Oriente e America Latina, portanto, se fossemos comprar "oficialmente" pagariamos duas vezes o preço dos AMDs tornando eles mais caros do que os Pentium, e por que? Porque os navios atracam na Europa antes de seguir para cá!!! E os já polpudos bolsos deles enchem mais ainda, pois para proteger a fabricação de computadores Norte Americanos/Europeus eles cobrariam uma taxa absurda que dobraria o preço das máquinas apenas para "baldeação" dos Containers (Como eles sabem o que tem em dentro é outra história), aí um Athlon que no Japão custa uns US$ 250,00 sai dos portos Europeus custando US$500,00 (só o processador! :sne: ),

Então chegando aqui, o processador será convertido pro Real (multiplica por 3 na conta de padeiro) o que resulta em R$1500,00, mais os impostos brasileiros que são (vou colocar por baixo, pra mim é 40% mas como disseram que seria 30%...) no preço final para o consumidor de um AMD Athlon seria R$1500,00 + 30% = R$1.950,00. :naonao:

Isso incentiva o contrabando, pois embora comprados dos fabricantes, os contrabandistas fogem dos impostos Europeus e Brasileiros vendendo as peças com um preço "sem atravessador", e muito me admira os safados falarem em livre concorrência se não conseguindo competir com os computadores de :zoio: puxado fazem a sacanagem de sobretaxar os concorrentes pra tentar vender o deles como se fosse a Última maravilha do mundo.

A saída seria trabalhar sério, e escolher sério (sem ceder pras máfias 1ª imundistas) e comprar e vender diretamente dos que fabricam ou prestam o serviço! Aí sim, cobrar os impostos justos e dignos, sem se dobrar pra majestade dos que não conseguem enxergar além das suas próprias narinas...

E deixar o consumidor escolher Custo X Benefício de acordo com suas opções!

Ué tem gente que prefere um macintosh por 8000 reais a um Athlon a 3000, isso é opção de escolha, livre concorrência, poder aquisitivo legítmos e não empurrados goela a baixo.

Falou, :bandeira:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Donatelli+04 nov 2004, 23:36QUOTE (Donatelli @ 04 nov 2004, 23:36)coelho72@04 nov 2004, 22:03

Achei esse texto péssimo e tendencioso. Ele quer mostrar que todo computador que não é dell, compaq ou algo assim, é ilegal, contrabandeado, ruim, etc.

Obviamente foi uma notícia "patrocinada" por esses grandes fabricantes...

Tbem não concordo com o termo "cloneiro",,é bem pejorativo,mas tbem não concordo quando você diz que é uma pesquisa patrocinada por grandes fabricantes... Isso foi noticia nos principais jornais do país,e é uma pesquisa como outra qulaquer,feita para se ter controle,ideia,noção de como anda tal setor, se progrediu, se não.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aqui se vê que é uma pesquisa encomendada (paga), e não estatística. Ou será que uma consultoria especializada iria fazer uma pesquisa apenas "a pedido"?

Ué,,,mas se não fosse a Abinee solicitar uma pesquisa ,,quem iria fazer isso???Setor metalurgico???quimico.... :tantan: Fala sério...A questão não é quem,fez ,quem faz,quem pediu,quem manda....a questão é que isso é um fato!!!É veridico!!!

Não existe uma rota direta entre Oriente e America Latina...

Como não????? :tantan:

E com relação ao impostos de importação,isto é feito exatamente para proteger as empresas nacionais,e todos os paises(desenvolvidos e em ascenção economica) agem da mesma forma!!!Mas acontece que aqui não tem fabricantes de processador,de placa mãe,de hardware nenhum :angry: ,então a quem estão protegendo????

Um bom exemplo de como funciona as coisas,,é a LG...hoje temos monitores e gravadores de cd /dvd, de qualidade,GARANTIA (principalmente),e preços acessiveis....

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

QUOTE (Trecho da reportagem)

De acordo com os dados da IDC, a evolução das vendas no Brasil por tipo de fabricante seguiu caminhos opostos nos últimos oito anos: as dos PCs confeccionados oficialmente por fabricantes nacionais e internacionais caíram, enquanto as dos chamados "cloneiros", que montam o computador ilegal, subiram.

Há grandes montadoras "legais" (chamados "fabricantes") preocupados com o aumento das vendas de computadores "clonados" (como eles chamam, insistindo em associar a montagem de micros por pequenas empresas à algo imoral e ilegal)

QUOTE (Trecho da reportagem)

A ironia é que a China, país tradicionalmente associado a irregularidades na venda de componentes...

Outro ponto extremamente parcial do texto, além de contraditório, uma vez que muitos "fabricantes legais" também importam componentes da China.

Exato. O texto tenta dar a impressão de que apenas graneds empresas têm o direito de montar computadores, e se isso for feito por uma empresa pequena, é crime.

Além disso, praticamente todas as fábricas de placas-mãe (só para citar um exemplo) ficam na China. Será que os "fabricantes oficiais" não usam essas placas?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lixo!!! É como defino essa reportagem... ela simplesmente representa os interesses "Das grandes Empresas", como DEll, Itautec, Ibm, Hp e por aí vai...

com certeza foi feito para tentar "capturar" por meio da ingenuidade os futuros usúarios domésticos que pensam em adquirir os computadores ditos "clonados" .

:naonao:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Donatelli@05 nov 2004, 18:09

Aqui se vê que é uma pesquisa encomendada (paga), e não estatística. Ou será que uma consultoria especializada iria fazer uma pesquisa apenas "a pedido"?

Ué,,,mas se não fosse a Abinee solicitar uma pesquisa ,,quem iria fazer isso???Setor metalurgico???quimico.... :tantan: Fala sério...A questão não é quem,fez ,quem faz,quem pediu,quem manda....a questão é que isso é um fato!!!É veridico!!!

Quando a pesquisa é séria e os resultados imparciais, quem solicitou foi a imprensa (jornais, revistas, rádio, tv, etc...).

Sendo o público alvo da imprensa (leitores, ouvintes, telespectadores) muito diversificado, na grande maioria das vezes a imprensa não serve à interesses particulares, visto que correm o risco de agradarem uns e desagradarem outros.

No caso desta notícia, cita-se a "Folha Online" como fonte, mas não foi a Folha quem encomendou (eles apenas publicaram).

Obviamente é fato que as grandes empresas montadoras (Dell, HP, etc...) estão perdendo mercado para os pequenos empresários no ramo de microcomputadores, mas o que está em discussão aqui não é isso, e sim a parcialidade do texto, cujo autor não se conteve em simplesmente passar a notícia, mas tentar "enxertar" uma opinião pessoal (talvez coletiva da parte de quem encomendou a pesquisa) na mente do leitor.

Quanto ao seu comentário irônico, ah, deixa pra lá...

:rolleyes::goff:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Priestparrot@06 nov 2004, 12:28

Lixo!!! É como defino essa reportagem... ela simplesmente representa os interesses "Das grandes Empresas", como DEll, Itautec, Ibm, Hp e por aí vai...

com certeza foi feito para tentar "capturar" por meio da ingenuidade os futuros usúarios domésticos que pensam em adquirir os computadores ditos "clonados" .

:naonao:

As grandes empresas (gananciosas), em todos os setores, sempre alegam ter prejuízos, no que se refere à pirataria, apesar de não considerar os Pc montados de piratas, e sim de "franksteins".

Estas empresas, a verdade são montadoras, e compram as peças por preços bem baratos, para vender os Pcs muito caros, e ainda pensam num mundo digital para todos, como se todos pudessem comprar máquinas que estão cada vez mais caras.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Na minha opinião pouco importa quem encomendou a pesquisa, afinal os dados sao um fato, o grave neste caso é quem escreveu a materia querer influenciar a opinião do leitor descrevendo esse fato como um ato criminoso. A pesquisa me parece autentica o jogo de interesses esta na noticia, infelizmente muitos orgao da imprensa tentam nos influenciar, como por exemplo o extinto Diario Popular(aqui de Sampa), esse jornal pertencia ao ex governador Orestes Quercia e raramente tocava no assunto politica falando mal de qualquer politico seja de qual partido for.

Outro caso é a rede globo que elegeu o Collor ao editar o debate fazendo parecer que ele dominou o debate e que o lula foi massacrado, isso sem contar a campanha descarada pelo estatuto do desarmamento, vendendo a ideia que acabando com o porte de armas acaba a violencia.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Conheço poucas lojas que trabalham com produtos com nota.Onde você compra o micro,e tem garantia de fábrica!E garantia de verdade,pois não vem em plástico bolha,tudo box!Não essa garantia de 1 ano,que expõe, tando quem vende quanto quem compra;E os preços praticados por estas lojas,são muito altos,devidos aos impostos e tal....Vejam que estou falando de lojas,não de grandes empresas(Dell,IBM..........).Por isso ,lógico,vamos¹ às lojas mais baratas,onde são montados os micros com peças contrabandeadas,e as únicas notas que existem são das caixas que ficam na vitrine  ,e como diz na reportagem,"um computador pessoal clonado, sem nota fiscal, é 41% mais barato do que um vendido por um fabricante oficial";nisso acho até que ele foi modesto,ele não pesquisou direito..srrs...

Não concordo... Um computador "de marca" não é tudo box. Bem pelo contrário. Ou você comprando um Dell ou Compaq eles vão te dar a caixa da placa de vídeo, do fax-modem, da placa-mãe, etc? Os pequenos montadores te dão as caixas se você pedir.

Além disso, os pequenos montadores em geral te entregam o micro em casa, montam, instalam, deixam funcionando.

Claro que há muitos vendedores/técnicos incompetentes nessas pequenas empresas, aí vai de saber escolher.

Concordo que a garantia que essas fábricas dão podem fazer o diferencial em certos casos. Uma empresa compra 100 computadores Dell com 3 anos de garantia, e se algum pifar os caras simplesmente botam outro no lugar. Alguns empresários consideram isso a melhor maneira... Eu já não concordo. Primeiro porque o cara paga 2 micros e leva 1, para ter essa garantia da Dell. Segundo, eu acho MUITO mais negócio para uma empresa que tenha dezenas de computadores, ter um setor de manutenção e atualização, com técnicos contratados para isso, comprando peças avulsas e montando, consertando e "upgradeando" as máquinas dentro da própria empresa. Isso sai MUITO mais barato.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×