Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
Entre para seguir isso  
Neo - Matrix

Intel vai abandonar a rambus ...

Recommended Posts

Intel reduz ainda mais apoio às memórias Rambus

Aparentemente, os futuros chip sets da fabricante não serão mais compatíveis com RDRAM.

Mário Nagano, PC World

09/09/2002 13:21:29

Notícias e informações que circulam pela Internet levantam suspeitas de que a Intel estaria discretamente abandonando seu apoio ao padrão Rambus (RDRAM) na sua linha de produtos, em favor de novos padrões de memória baseados na tecnologia DDR.

O que é público e sabido é que a Intel possui atualmente duas linhas de chip sets para o Pentium 4: a família 850 compatível com o Rambus e o 845 inicialmente compatível apenas com o padrão SDRAM e recentemente atualizado para o padrão DDR.

Segundo o site de notícias The Inquirer, na programação (ou roadmaps) da Intel, as linhas 845 e 850 vão convergir para um único chip set conhecido pelo codinome Springdale-P cujo lançamento está previsto para o segundo trimestre de 2003. Ele será voltado para o atual P4 (Northwood) e o futuro Prescott, que alguns até já estão chamando de Pentium 5.

Entre as várias novidades como compatibildiade com Serial ATA, AGP 8X e barramento de dados com o processador de 533 MHz (Northwood) e 667 MHz (Northwood), o Springdale possuirá um barramento duplo de dados para SDRAM DDR de 266 e 333 MHz – ou seja, nada sobre Rambus nesse chip set.

Nos dias de hoje, o 850E é o chip set mais recente da Intel compatível com o padrão RDRAM 1066. A versão para SDRAM DDR ainda terá uma nova versão (o 845PE) antes de convergir para o Springdale-P.

O site The Inquirer também comenta que a SIS, outra fabricante de chip sets, ainda poderá manter o apoio ao Rambus com seu modelo R658DX, compatível com RDRAM 1333.

Outro indício desse movimento da Intel pode ser o IDF (Intel Developers' Forum), que tem início hoje em San Jose, na Califórnia. Entre as várias apresentações programadas, existe uma intitulada Memory Roadmap Strategy and Challenges for 2003 and Beyond, na tarde de amanhã (10/09) e cuja descrição fala sobre as estratégidas de memórias da Intel para 2003 e além.

Entre os assuntos que serão discutidos, estarão os requisitos de memória para a plataforma Intel, o que inclui os padrões DDR333, DDR400 e DDRII. Novamente, nada sobre Rambus.

O ocaso do padrão Rambus nos cronogramas da Intel pode ser o capítulo final de um longo e sofrido relacionamento da Intel com o padrão de memória. Num certo momento de sua história, a fabricante defendeu com unhas e dentes o Rambus desde 1999, quando lançou o chip set 820 para o Pentium III.

Devido ao seu alto custo, o mercado não comprou essa ideia, mesmo quando a Intel definiu que o Rambus seria o único padrão de memória compatível com o Pentium 4 que acabara de ser lançado, e a compatibilidade se estenderia até os PCs de mesa de baixo custo com a introdução do Timna, um processador altamente integrado que mal saiu do estágio de protótipo devido à falta do interesse do mercado.

Desse embrólio técnológico, surgiram dissidências como o polêmico chip set VIA P4X266, o primeiro compatível com SDRAM DDR do mercado e motivo de uma disputa jurídica entre a Intel e a Via Technologies.

Talvez por causa disso, o apoio incondicional ao Rambus para o P4 durou apenas nove meses, para que, então, a Intel começasse a adotar também a SDRAM (Synchronous DRAM), mais lenta e barata, para trabalhar com o P4. Em dezembro de 2001, em resposta às exigências dos usuários, foram incluídas à lista de compatibilidade as memórias DDR.

A partir desse momento, a Intel deixou claro que o mercado é que decidiria o destino do Rambus.

Durante uma conferência em Tóquio, no Japão, Craig Barrett, CEO da Intel, em março, chegou a anunciar que, obviamente, a Intel apoiaria a RDRAM com os atuais chip sets e os processadores de rede continuariam a trabalhar com a memória Rambus. "O resto dos produtos, teremos que esperar para anunciar", afirmou Barrett.

A PC World tentou entrar em contato com representantes da Intel no Brasil, para comentar essas informações, mas até o fechamento da notícia, não tivemos retorno. De fato, não é hábito da Intel comentar produtos ainda não lançados.

Intel: http://www.intel.com

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×